InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [FHVERSO] Elos de Sangue

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: [FHVERSO] Elos de Sangue   Seg Nov 13, 2017 10:15 pm

Ontem

— Ai, Cesinha... tem certeza que é aqui?

— Olha aqui no Facebook, Mônica — diz Cesinha, trajando uma fantasia de marinheiro e apontando para a tela de seu smartphone. — Aqui diz que a maior festa à fantasia de Nova Capital vai ser no galpão da Sequeira Tintas, aquela fábrica que fechou no ano passado.

— Eu odeio o Setor Industrial... é um breu aqui! AAAAAAH! — Mônica retruca, aflita, e berrando ao ver um rato passar, quase derrubando sua tiara com orelhas de gato e arrancando risos de Cesinha.

— HEHEHE... essa é a primeira gatinha que vejo ter medo de ratos...

— Cala a boca! — ela retruca, mostrando a língua e arrumando a tiara.

— Ah, Mô, deixa disso. Só por que estamos na área dos galpões à meia-noite, você vai ficar dando chilique?

— Para de graça, tá? — ela diz, socando o braço de Cesinha. — Eu só me assustei... sabe que odeio ratos.

— Sei... veja! — ele aponta numa direção, de onde várias luzes saem. É possível ouvir, de longe, música eletrônica tocando. — É ali! Finalmente! Então, milady — Cesinha estica a mão, colocando-a sobre o ombro de Mônica, fazendo um meio-abraço. — Vamos?




Hoje

As estrelas brilhavam, na medida do possível, nos céus de Nova Capital. A noite estava tranquila, como Sonar percebia por seus radares. Nada de anormal estava acontecendo, à exceção do treinamento que ele participava. Era um dos primeiros treinamentos que ele fazia com outro herói, e ambos haviam combinado em treinar juntos em algum momento após a missão no parque. De um lado, o próprio Sonar. Do outro, o Shinobi Vermelho. E, naquele instante, os dois faziam uma pausa curta para descanso.

— Você luta bem... — comentou Sonar, retirando o capacete e respirando um pouco, recostando-se numa parede para descansar.

— Obrigado — respondeu Shinobi, ofegante.

— Venho treinando pra melhorar sempre e...

Antes que pudesse finalizar sua frase, Shinobi notou uma bola de fogo descendo pelos céus de Nova Capital, carregando uma cauda de poeira. Sonar também notou aquele estranho objeto. E... como estava próximo! Tão próximo... parecia que estava caindo. Não, não parecia. Estava caindo mesmo! A bola de fogo atravessou os céus de Nova Capital, assustando a dupla.

— O que foi isso!?

— Não sei, Shinobi... mas quero descobrir.

• • •

Dor. Confusão. Era tudo o que Sethos sentia. Sua fuga da nave principal havia sido bem-sucedida, e estava vivo, apesar de sentir, no fundo, que tudo estava perdido. Sabia que o assassino Serbers teria matado seu pai. Sabia que, mesmo fugindo, não estaria seguro. Psametik poderia ir atrás dele.

Abrindo a tampa da cápsula de fuga, Sethos notou que o computador de bordo da cápsula indicava o local de seu pouso. Seu tradutor universal, logo, começou a trabalhar, com o alien balbuciando apenas uma palavra.

— Terra...

Sinais de perigo, então, dispararam no computador de bordo. Havia alguém se aproximando. Seriam militares? O alien não teria tempo pra pensar. Olhando para os lados, viu uma área com vários galpões próxima dali, e decidiu fugir naquela direção. Antes de tudo, precisava não ser capturado por qualquer equipe militar anti-alienígena neste planetinha azul.

• • •

Quando já estava no Setor Industrial, os sensores de Sonar dispararam. Havia algum problema acontecendo ali. Seria algo relacionado com a bola de fogo? Shinobi Vermelho, que estava ao seu lado, percebeu outra coisa. Via um homem correndo, trajado num sobretudo preto, mas de rosto oculto pelo breu da noite. Apontando para o homem, o herói pirocinético disparou, com Vinícius indo atrás.

Correu, correu... mas não adiantava. Como era rápido o estranho! Parecia um foguete. Seria um dos heróis de Nova Capital? Mas que herói conseguiria, num salto, atingir o teto de um dos galpões do lugar? Sonar — já de capacete — apontou seu foco de visão para o sujeito estranho, mas acabou flagrando vários pares de pontos flamejantes no chão. Shinobi também os via.

— Hehe... bem que diziam que uma viagem para Nova Capital não é completa sem ver um herói...

A voz vinha do alto, e continha nela um forte tom de malícia. Os dois heróis podiam ouvi-la, e não sabiam aonde focar, se no vilão ao topo do galpão ou nos olhos flamejantes que, pouco a pouco, pareciam se aproximar.

— Vocês serão os primeiros a testemunhar o retorno dos vampiros!

De repente, vários grunhidos foram ouvidos pela dupla, que viu cerca de 10 criaturas saírem das sombras. Todos eram jovens, pálidos e estavam vestidos das mais diversas formas, além de terem as mais diversas aparências. Em comum, apenas a sede por sangue. E foi na hora que eles começaram a avançar contra os dois heróis que Sethos viu, de longe, toda aquela confusão. O ser de Tarusav sentia o perigo iminente. Interviria naquela situação? Talvez fosse um bom método de mostrar que veio em paz... ou aquilo não era da sua conta?





Nesta missão, Shinobi Vermelho, Sonar e todos os novatos (Sethos já foi citado) deverão participar. Os que forem aprovados antes do prazo da primeira postagem ainda poderão participar no primeiro turno. Caso contrário, poderão postar no segundo turno.

PRAZO DE POSTAGEM: Até às 23:30 de 14/11

INFORMAÇÕES: Os vampiros tem ND 2 cada um. O ND do homem de sobretudo é secreto.


Última edição por Atieno em Ter Nov 14, 2017 12:41 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Sdds do Tritão

avatar

Mensagens : 96
Data de inscrição : 28/07/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Ter Nov 14, 2017 12:35 am

Areá rural de Nova Capital. Dentro de um trailer em local meio afastado, ainda com as luzes acesas dentro da pequena moradia, um homem  ligeiramente calvo com calças de moletom, pantufas e regata branca caminha em direção a geladeira, de onde tira uma lata de cerveja.

- Entãaao... É isso mesmo que você quer? Quero dizer... Voce vem ajudando bastante aqui mesmo na área rural, te evitando uns crimes... Já ajudou a achar uns animais perdidos. O que eu quero dizer é: Você ta bem aqui, umas das nossas prioridades sempre fi te esconder, e la fora você vai ficar exposto, o mundo vai te ver! Fora que essa coisa de herói... Não sei cara, eu acho um risco desnecessário.  

Não se pode pensar pequeno Bruno. Pessoas aqui precisar bastante que ajudo - Responde DanVlar, uma enorme criatura azul sentada na cama enquanto olha pela janela.

O homem da um largo gole em sua lata de cerveja, em seguida limpa sua boca com o ante braço e assoa o nariz em um pano de prato que estava próximo.

- Quer saber?! Você tem razão! Vai la! Já sabe ao menos onde vai fazer sua primeira patrulha oficial como Herói?

- Eu já rodei a cidade inteira, só falta um lugar... A parte das industrialização

-Ah, setor industrial. Repte comigo IN - DUS - TRI - AAAALLL. INDUSTRIAL. Ah,
não sei o que você vai fazer la, nunca tem nada naquele lugar... E sabe!? eu tava pensado, Velocista é um nome fraco, acho que você combina mais co Relamp...
- Um vulto azul corta o pequeno comodo derrubando alguns pratos e copos no chão e criando um leve tremor pelo pequeno trailer.

-Esse cara é um apressadinho... Odeio quando ele faz isso, odeio! - Diz o homem se abaixando para pegar os pratos do chão enquanto resmunga.

Setor industrial de Nova Capital. Assim como foi dito por Bruno, nada acontecia por la, Relâmpago não viu uma alma humana viva, apenas alguns gatos que perambulavam pela noite. O setor industrial era o único lugar ainda não visto na cidade pelo herói, tudo parecia tranquilo na região, mas algo o prendia ali, ele estava intrigado. Peças de roupa, latas, garrafas, pedaços de plastico com algum tipo de lubrificante, tudo isso podia ser encontrado no chão do local, vestígios de humanos, o heróis procurava o motivo de toda aquela sujeira abandonada de forma primitiva, parecia que uma batalha tinha sido trava no dia anterior, mas nada foi encontrado. Ele ja se preparava para ir em  bora quando alguns ruídos vindos de um canto chamam sua atenção. Dessa vez sem correr para não chamar atenção, relâmpago se esgueira  seguindo aqueles sons encontrando uma cena no minimo peculiar, um grupo de jovens de má a aparência indo para o combate com dois fantasiado, aparentemente heróis.

- Menor numero... Bem injusta luta.

Em um impulso de coragem e ansiedade por sua primeira batalha oficial como herói, Relâmpago correu em direção a confusão usando de toda a sua velocidade e elemento surpresa para empurrar três dos jovens vampiros apenas para atordoa-los

- Tudo bem por aqui?

________________________________________________________________________
.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lâmina Negra

avatar

Mensagens : 235
Data de inscrição : 21/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Ter Nov 14, 2017 10:27 am

Com um novo parceiro de treinos, Shinobi e Sonar param e tenta se recuperar, mas logo são interrompidos com a visão de um cometa, asteroide ou sabe-se lá o quê, cortando o céu. Logo após de se vestirem e se aprontar para enventuais problemas. Eles seguem o rastro deixado por aquela coisa, que os leva em direção ao setor industrial de Nova Capital. Ao chegar no local Sonar detecta a presença de algo ou alguém próximo deles. Shinobi numa breve analise do local vê um homem vestido de negro correndo numa velocidade anormal. Sem pensar duas vezes apontando para aquele ser, Daniel parte correndo atrás, que por sinal era muito rápido mesmo. Nem com toda agilidade do ninja e do Sonar, não conseguiram acompanhar. As Coisas ficaram mais estranhas quando o homem saltou do chão ao teto como se não houvesse gravidade.

- Sonar... Mas que porr... é essa, e tem mais algumas coisas se aproximando... você tambêm vê né??

Shinobi mal termina a frase e o homem que estava agora no teto começa a gritar lá de cima:

— Hehe... bem que diziam que uma viagem para Nova Capital não é completa sem ver um herói...

Da escuridão criada pelas sombras entre os galpões surgiam olhos com um tom amarelado, lembrando fogo, e para a surpresa da dupla começaram a grunhir como animais e foram saindo das sombras. Eram jovens, mas com a pele pálida e a boca entre-aberta parecendo salivar, enquanto olhava para os dois heróis ali. Shinobi olha para Sonar e já saca sua espada e uma kunai de um dos seus suportes. E mais uma vez o homem diz lá de cima:

— Vocês serão os primeiros a testemunhar o retorno dos vampiros!

- Sonar temos problemas!

Shinobi se prepara para usar de sua agilidade e artes marciais para se esquivar, e tentar atordoar ou neutralizar alguns daqueles jovens, pensando que eles distraídos pela sua voracidade possam não ter nenhuma coordenação e habilidades marciais. E se caso for seguro ou ver Sonar em perigo irá usar de suas chamas para queimar as criaturas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Garota Mental

avatar

Mensagens : 105
Data de inscrição : 13/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Ter Nov 14, 2017 10:03 pm

Geovanna estava tranquila em sua casa. Acabara de fazer suas tarefas escolares e estava assistindo um filme em seu celular num site de streaming. Na escuridão de seu quarto a única fonte de iluminação era de seu celular. Ela se sentia bem naquele momento até que seu pai bate a porta.

Filha, está ocupada? – Perguntou sem se importar muito com o que ela iria dizer – Preciso que vá passear com o Sansão. Ele quer fazer suas necessidades. Você entende.

Geo olha para ele com uma cara de seu pai com um ódio mortal. Estava na melhor parte do filme. Se pudesse falaria umas grosserias com ele, mas o acidente o ajudou e agora ela não podia mais falar nada. Ela acena com a cabeça e sai.

***

Já havia se passado vários minutos e nada desse cachorro fazer nada. Impaciente, ela olha para todas as direções. A grama esta alta... A parede esta precisando de uma pintura nova. Um brilho intermitente chama sua atenção. A lâmpada do poste esta falhando... – Pensa ela. Com um pouco de concentração ela imagina a lâmpada girando lentamente. Isso da certo e a lâmpada não pisca mais.

De repente o cachorro vê um gato na rua e da um puxão em seu braço. Isso a faz perder a concentração e a lâmpada implode. Tudo fica escuro e mentalmente Geovanna fala todos os palavrões.

Tentando fugir da cena do crime ela é surpreendida por uma luz brilhante que corta o céu como uma estrela cadente. Essa estrela continua caindo e caindo até brilhar no horizonte da menina. Imediatamente ela levanta voo com cachorro e tudo e parte para sua casa. Ela deixa o cachorro em casa, coloca seu uniforme e voa pela janela como Garota Mental.

Chegando ao local, ela é surpreendida por um combate de cinema. Heróis versus vampiros. Ela vê os olhos brilhando dos monstros noturnos e usando seus poderes ela avisa aos heróis que esta na área.

Amigos, eu cheguei. Vim assim que pude. Vamos matar esses vampiros e dar um final feliz a essa historia. Mas como eu mato esses bichos?

E com seus poderes, ela começa a levitar alguns vampiros e faze-los baterem com muita força nas paredes do barracão. De um lado para outro.

________________________________________________________________________


Ficha Garota Mental:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethos

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 10/11/2017
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Ter Nov 14, 2017 10:43 pm

— Pai, venha comigo! Podemos fugir daquela coisa juntos...

— Não, você sabe bem que essa nave tem espaço para apenas uma pessoa. Além de que, a Terra é um belo lugar, ainda que primitivo, tenho certeza que poderá ter tantas alegrias como as que tivemos no passado.

— Mas... Você é a última pessoa que me importo que ainda está viva, não terei mais um motivo para sorrir caso você morra...

— Então peço que se importe com os nativos... Boa sorte, filho

Vi meu pai apertando o botão para liberar a nave de fuga, enquanto a nave de fuga se afastava da nave-mãe, apenas pude presenciar uma lâmina empalando o peito de meu pai, com olhos vermelhos como sangue brilhando atrás dele, de forma sombria.

— Pai... Eu protegerei esse planeta... E um dia... Um dia salvarei Tarusav... E te deixarei orgulhoso...

Mesmo para um tarusaviano, não pude conter algumas lágrimas, sentido uma dor extremamente aguda, ainda que não fosse física, mas ainda assim ferindo meu coração tal como uma flecha perfurando-o...

Passada algumas horas, pude ver o Planeta Azul, direcionei minha espaçonave para o mesmo, torcendo para que Serbers não estivesse indo atrás de mim. E para azar meu, a nave ficou instável próxima ao pouso...

De repente... Tudo se tornou escuridão, aparentemente a queda brusca me fez apagar por alguns minutos... Mas não tenho tempo para verificar se tenho algum ferimento, no passado uma nave dos Astennus caiu na Terra, e o governo nativo prendeu o Astennus, fazendo experimentos horríveis nele. A única sorte que os terráqueos tiveram foi pelo fato do código galático não permitir invasões de civilizações avançadas contra primitivas. Mas ainda assim, não posso arriscar ser apenas uma cobaia, tenho que fugir.

Apertando o botão da escotilha, eu finalmente pude ver a luz da estrela desse sistema refletindo no satélite do planeta.

— Terra...

— Alerta! Indivíduos se aproximando

Como era de se imaginar, os nativos viriam atrás de uma bola de fogo nos céus, talvez não fossem militares, mas ainda assim eu não poderia arriscar. Não perdi tempo e comecei a correr, indo na direção de galpões para me esconder.

Chegando no local, vi um combate, não me parece apropriado intervir em uma luta dos nativos, então apenas observarei, enquanto fico em alerta para caso acabe sobrando para mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonar.

avatar

Mensagens : 287
Data de inscrição : 14/09/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Qua Nov 15, 2017 1:32 am

Alguns meses atrás...

- O treino é simples: Estamos em minoria. Quinze para dois, para ser mais exato. Nosso objetivo é trabalhar em equipe, vencer os inimigos e alcançar o sino pendurado naquele drone parado ali. Parece fácil demais, certo?


O rosto de Vinicius não parecia concordar, mesmo assim o mentor continuou:

- Para tornar as coisas mais interessantes, os inimigos terão suas capacidades aumentadas, teremos de nos esforçar em trabalhar em sincronia para derrota-los. Há um timer no drone. A partir de 1 minuto ele começa a se deslocar, acelerando exponencialmente o movimento até entrar naquela capsula de contensão, se tornando intocável para a gente. Dessa vez, você estará focado no objetivo principal enquanto eu estou focado em eliminar os inimigos, sendo que não permitirão que você passe tão facilmente por eles e com a quantidade tão desproporcional, dificilmente eu os vencerei sem nenhuma ajuda. Deverá abater uma quantidade mínima de três oponentes. Começando AGORA!

Dr. Incrível apenas apertou um botão em um painel de comando dentro do grande laboratório e surgiram os quinze inimigos cercando-os. As simulações eram realistas e causavam escoriações de verdade em ambos. Inúmeras repetições foram necessárias para finalmente conseguirem seu objetivo. Cada recomeço trazia novos conselhos ou repreensões do mentor ao garoto, até que Vinicius finalmente conseguiu tocar o sino pouco antes do drone adentrar à capsula de contenção. Animado o jovem herói vira-se para o mentor, esperando as devidas congratulações, porém o mesmo se encontrava no chão, sendo golpeado por um chute na costela, pouco antes de desligar a simulação, sumindo todos os inimigos do local.

- Você está bem?


- Você não me deu cobertura por tempo suficiente. Focou tanto em tocar o sino que após abater o terceiro oponente disparou enquanto um deles me pegava desprevenido. Precisa proteger aqueles que contam com você em campo, caso contrário, de nada adiantará atingir o seu objetivo para carregar um companheiro morto de volta para casa.


Apesar do sensacionalismo, Sonar pôde notar um tom de pesar nos olhos de Caio, como se falasse por experiência própria.



Dias atuais...

Os heróis de vermelho se enfrentavam em um treino de combate corpo a corpo, na busca de ampliar suas habilidades e cumprir com o desejo de seus mentores, que outrora combateram o crime juntos também. Após vários golpes naquela série de movimentos, Shinobi acerta um soco no estomago de Sonar e ambos se dão um momento para respirar.

— Você luta bem...
— comentou Sonar, retirando o capacete e respirando um pouco, recostando-se numa parede para descansar.

— Obrigado — respondeu Shinobi, ofegante.

— Venho treinando pra melhorar sempre e...

Ambos são interrompidos por uma bola de fogo com uma calda de poeira que cruza no céu caindo no Setor Industrial da cidade. Parecia um cometa ou algo do tipo, porém os heróis curiosos acabaram por resolver investigar.

— O que foi isso!?

— Não sei, Shinobi... mas quero descobrir.

Vestindo seu capacete novamente, Sonar estava indo ao local da queda quando avistou um movimento suspeito. Em seguida recebeu a notificação de alarme de seus sensores alertando perigo eminente. Na rua, um homem trajado de preto com o rosto coberto corria a uma velocidade descomunal. Os heróis resolveram segui-lo e para a surpresa deles, o mesmo se movia de forma impressionante e mesmo com grande esforço, eles estavam ficando para trás, até que de repente o homem saltou e pousou no telhado de um dos galpões próximos.

Impressionado, Vinicius pôde avistar alguns pares de pontos flamejantes vindo a sua direção e em questão de segundos, estavam cercados por inimigos estranhos, de pele pálida e sem algum tipo específico de uniforme.


— Hehe... bem que diziam que uma viagem para Nova Capital não é completa sem ver um herói... – Dizia o homem que acabara de saltar ao telhado, com voz de malícia.


- Sonar... Mas que porr... é essa, e tem mais algumas coisas se aproximando... você também vê né??

- Gostaria de não vê-los Shinobi.

- Vocês serão os primeiros a testemunhar o retorno dos vampiros!

- Sonar, temos problemas!

- Sim, precisamos trabalhar juntos.

Os inimigos rodeavam os heróis soltando seus grunhidos com uma sede de sangue inconfundível. Sonar observa o ambiente, se lembrando das palavras de Dr. Incrível em seus treinamentos: “Use o elemento surpresa.” e “sempre que estiver em minoria em um combate, comece ganhando vantagem atacando primeiro”.

Ele se lembrou também do treinamento com o drone com o sino pendurado. Logicamente a situação era parecida, tendo a minoria em combate e o objetivo que muito provavelmente irá se deslocar, tornando mais difícil a chance de alcança-lo. Sonar demorou apenas doze segundos e meio para compreender o esquema de luta. Ele atacaria três inimigos primeiro: O que se posicionava para atacar Shinobi pelas costas, o que se preparava para atacar Sonar e aquele que se punha no caminho de um lançamento perfeito para se projetar com o seu gancho em direção homem no telhado, em caso de ter de segui-lo.

“Foque no objetivo principal, sem se esquecer de que todo ambiente importa”. Várias palavras de seu mentor não saíam de sua cabeça. Ele sabia que deveria manter o foco no homem do telhado, e que aqueles inimigos não passavam de uma distração para atrasá-los.

Após a avaliação rápida da situação, Vinicius nota que o primeiro inimigo está pisando sobre a tampa de um bueiro. O que se movia em sua direção para ataca-lo estava a alguns segundos dele. O terceiro se encontra um pouco mais afastado dos demais, porém permanecia a um raio de distancia agradável.

Com intenção de derrubar o primeiro vilão puxando com o gancho a tampa de bueiro, fazendo com que ela acerte o segundo, não esperando que isso seja suficiente para abater os inimigos. Em seguida, usará seu canhão sônico para emitir ondas que atordoem seus adversários, finalizando-os em combate corpo-a-corpo, procurando não perder de vista o Inimigo no alto do galpão, seguindo-o após abater seus três inimigos que acabara de selecionar.

________________________________________________________________________
Sentinela Dourado - #ffcc00 - Dr. Incrível - #339999 - Sonar - #cc0000
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Qua Nov 15, 2017 3:29 am

Os rubros pontos flamejantes aproximavam-se cada vez mais dos corpos dos heróis vermelhos. Os grunhidos intensificavam-se, até serem parcialmente interrompidos por um vulto de tons azuis e amarelados. O alien Velocista praticamente havia delimitado uma linha divisória entre a horda de vampiros e os heróis, derrubando três das crianças noturnas no processo.

— Tudo bem por aqui? — questionou o alien.

Sonar, num tom alarmista, respondeu, talvez ao Shinobi, talvez ao alien, e não perdeu tempo: a lá Scorpion, engatou seu gancho numa tampa de bueiro, puxando-a e derrubando a vampira que corria sobre ela no exato momento.

— Grrrr...

O grunhido de insatisfação da vampira misturou-se ao grunhido de outra das criaturas, atingida no nariz pela tampa de bueiro que Sonar lançara. O sangue jorrou pelo alto, com o vampiro tombando de costas.

Alheio à queda da segunda criatura, a vampira derrubada já havia se levantado, demonstrando uma agilidade sobrenatural... que não adiantou de nada, pois não a impediu de ser derrubada por uma onda sônica de Vinícius. O herói percebeu, ao derrubar os dois vampiros, que ambos trajavam uniformes escolares, e que não aparentavam ter mais do que 16 anos. Seriam vampiros há muito tempo? Não, não podia viajar na maionese. Tinha um foco, o homem de sobretudo... que parecia apreciar aquela luta. Parecia até estar sorrindo! Claro, um sorriso vampírico, mas sorria.

Shinobi notava que seu parceiro de treinos estava se saindo bem contra aqueles vampiros, e resolvera entrar na briga, até pra brincar um pouco. Parecia fácil, talvez fossem todos meros fantoches, controlados por aquele cara de sobretudo. Nem precisaria usar sua pirocinese. Só não sabia no que estava se metendo, certamente. Sua brincadeira foi também sua ruína. Ao tentar o primeiro golpe alto, recebeu um golpe baixo, sendo levado ao chão. Os vampiros eram mais ágeis do que ele pensava. Sentiu na pele isso. Certamente doeu.

Alheio a tudo aquilo, Sethos mantinha suas observações. Já havia notado que a presença de seres não-terráqueos ali não era algo exclusivo dele. De que planeta teria vindo aquele velocista azul e amarelo? Talvez pudesse ser um aliado na preparação do planeta contra Psametik. Mas... talvez o planeta tivesse condições de se defender sozinho. Sim, haviam pessoas com poderes ali. O jovem de armadura vermelha demonstrava bem isso. O colega dele, por sua vez, não parecia ter tido tanta sorte. A pancada parecia ter doído... o que o tarusaviano não imaginava, entretanto, era que um dos vampiros estava próximo até demais dele.

A luta se desenrolava naquela área entre vários dos galpões, e a Garota Mental, usando suas habilidades de voo, chegava na área, enviando um recado mental aos heróis que ali estavam. Sem perder tempo, usou suas habilidades de telecinese com maestria. Mas, num excesso de força, arremessou três dos vampiros — os três que atacavam Shinobi — contra a parede de um dos galpões. E o que seguiu a este golpe potente foi assustador.

Todos puderam ver o sangue espirrando das cabeças estouradas dos vampiros, e até mesmo podiam escutar o som dos crânios rachando e explodindo... mas só ela pôde perceber que as ondas mentais daqueles seres não pareciam ser puramente de criaturas sanguinárias e sem alma. Eram pessoas normais, apenas pareciam estar dominadas mentalmente. Com uma sede estranha por sangue. Mas agora... estavam mortas.

— Hehehe... HAHAHAHA... — o homem ria vultosamente, deixando seus olhos brilharem no mesmo tom flamejante dos outros vampiros. — Os novos heróis parecem matar... eu gosto disso. Me dá prazer, sabe? Me lembra os tempos passados, onde cavaleiros solitários em suas armaduras prateadas caçavam-nos e tentavam nos empalar — ele caminhava pelo teto do galpão, e todos notaram que uma neblina densa começava a aparecer, tomando conta de todo o ambiente. — E sabe como eles morriam? Com nossas presas cravadas em seus frágeis pescoços. Sabe quais eram as últimas palavras deles?

Mais grunhidos passaram a ser ouvidos, e os três heróis que estavam no chão permaneceram mais próximos uns dos outros, conforme a neblina engrossava. Precisavam ter cuidado, afinal... de onde viriam os ataques? Do ar, Garota Mental percebia que mais uma horda de vampiros se aproximava. Pareciam estar na proporção de 4 pra cada um dos heróis que estavam no chão.

Sethos percebera, de seu ponto de observação, que as coisas pareciam estar piorando. Aquela neblina surgia do nada... não podia ser algo normal. Precisava intervir. Talvez os humanos...

— AAAAAAHH!!

O grito pegara-o de surpresa. A criatura pálida atacava-lhe, e os dois atracavam-se num combate corporal. Mas... Sethos notou que, num certo momento, o vampiro parou de lutar. Pouco a pouco, ele definhava, enfraquecendo, e o tarusaviano se sentia revigorado. Mas... que poder estranho era esse? Que influência este planetinha azul tinha sobre seu corpo? Talvez fosse uma boa hora de testar aquilo. Os terráqueos pareciam precisar de ajuda...




PRAZO DE POSTAGEM: 16/11, às 10:00 da manhã

Objetivos:
→ Deter os vampiros: ND 2 cada (existem 12 vampiros em cena agora)
Novamente, o homem de sobretudo tem ND secreto. A neblina trará redutores a quem não tiver formas alternativas de se guiar.

Iniciativa:
 

Dados:
 

________________________________________________________________________
Falas: #CCFFCC (Atieno)
#2399FF (Hodari)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Sdds do Tritão

avatar

Mensagens : 96
Data de inscrição : 28/07/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Qua Nov 15, 2017 5:04 pm

O barulho de algo se rachando ecoa pelo local, em seguida, as manchas vermelhas de sangue. O Alien azul em meio a toda a confusão caminha lentamente em direção a um jovem vampiro morto se abaixando e passando o dedo indicador em uma poça de sangue que ali se formou.

...Tao primitivo, nao passa de selvageria... Eles tem muito o que aprender ainda.
As vezes esses humanos parecem animais.
- Pensou o alien se levantando e direcionando seu olhar para o corpo de um jovem morto. Com uma expressão de tristeza, que logo se transformou em um olhar serio, concentrado como o de um guerreiro, Relâmpago passou o sangue derramado em sua testa, formando uma linha vertical. Algo comum em seu planeta, que pode ser considerado sinal de respeito ou tristeza.

Uma densa neblina tomava conta do local. outro bando de jovens se aproximava. Os heróis ali presentes se agrupavam quase escorando costas com costas.  

- Se vocês da Terra só aprender desse formato... Não tenho outro escolha

Dito isso, Relâmpago se preparava para atacar, mas a neblina o impedia, apos pensar rápido, o herói esticou seus braços girando o ante braco em sentido horário e anti horário, como um especie de ventilador, usando da velocidade para afastar aquela fumaça, clareando sua visão. Feito isso e agora conseguindo enxergar ao redor, o herói pretende usar de sua velocidade para novamente empurrar 4 dos jovens apenas para afasta-los.

________________________________________________________________________
.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lâmina Negra

avatar

Mensagens : 235
Data de inscrição : 21/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Qua Nov 15, 2017 11:47 pm

Shinobi havia subestimado os seus adversários lhe custando um tombo, e possivelmente seu fim como um humano caso os vampiros o tivesse pego. Mas para sua sorte, os que o cercavam foram arremessados contra a parede tendo suas cabeças estouradas com grande violência.

" Caramba que vacilo, o mestre já havia me dito sobre nunca subestimar nosso adversário. minha bunda dói e por pouco não me torno um destes demônios. Vou aproveitar essa brecha que me foi aberta pela garota com telecinese e me erguer..."

Shinobi usando de suas habilidades, se levanta fazendo uma "mola". Mais uma vez se ajeita numa pose marcial com sua espada sobre a cabeça e a kunai segura, neste momento o homem diz algo lá de cima após uma risada macabra e ao mesmo tempo em que uma nevóa toma conta do local:

— Os novos heróis parecem matar... eu gosto disso. Me dá prazer, sabe? Me lembra os tempos passados, onde cavaleiros solitários em suas armaduras prateadas caçavam-nos e tentavam nos empalar —

Ao ouvir isso o jovem ninja lembra-se das histórias mais antigas sobre vampiros. Não os que brilham no sol e tem poderes de X-man, mas os mais sanguinários como o Drácula, Nosferatu, entre outras lendas sobre outros tipos de vampiros. O Ser continua:

— E sabe como eles morriam? Com nossas presas cravadas em seus frágeis pescoços. Sabe quais eram as últimas palavras deles?

O ser azul diz:

- Se vocês da Terra só aprender desse formato... Não tenho outro escolha.

Olhando para Sonar, para o ser estranho e azul que chegou em alta velocidade e para a garota levitando pouco acima deles, Shinobi faz uma observção:

- Sonar, Xrl8.. não sei o seu nome ainda, me desculpe! Você também telecinética, me escutem. Já li e estudei sobre vampiros enquato lia alguns livros de uma loja de antiguidades, e pelas palavras deste homem ali, que possivelmente deva ser um pelo modo que fala. Não sei se estou certo ou se é verdade, mas talvez o fogo atordoem essas criaturas, ou alguém tem estacas de madeira, crucifixos e alho ai?!

Por já ter certa afinidade com o outro garoto de vermelho, Shinobi o encara por um segundo esperando que dissesse algo, fizesse alguma análise, indicasse uma direção, porém ainda não houve, e o perigo é iminente. Com um olhar rápido ao seu redor o Ninja vê o ser azul começar fazer algo, mas o foco de seus olhos é a neblina e o lixo que possivelmente estaria no chão. Como Daniel acabara de dizer sobre o fogo, seu olhar vasculhava rápidamente objetos que pudesse queimar para iluminar a nevoa dando certa visibilidade para qualquer coisa que se mover pela neblina ajudando seus companheiros ali. Ativando seus poderes, ainda com a mente nas histórias de vampiro, além de incendiar seus punhos, suas armas e seus braços consequentemente, pela primeira vez vai tentar estender a pirocinese canalizando-a também em seus pés. De tal forma que em combate com as criaturas caso acerte chutes ou as acerte com as armas possam as incendiar também marcando a posição delas entre a névoa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonar.

avatar

Mensagens : 287
Data de inscrição : 14/09/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Qui Nov 16, 2017 2:30 am

Durante o combate contra os jovens vampiros, Sonar pode perceber que suas vestimentas se assemelhavam com as roupas usadas como uniforme na escola onde seus primos estudavam. Poucos segundos depois, ouve o sombrio eco de três crânios se quebrando enquanto colidiam com a parede de um dos galpões ao lado. Novamente seus aliados haviam matado os seus oponentes. Vinicius repudiava aquele tipo de atrocidade, mantendo em mente de que não poderia ser diferente daqueles que estão caçando, agindo dessa forma. Precisava ser de forma correta. Os vilões deveriam ser entregues a justiça e punidos de forma correta.

- Vocês estão malucos? Não somos assassinos. Não podemos nos tornar nossos inimigos...

Sonar procura ao redor de si e tanto Shinobi quanto o estranho ser azul que acabara de chegar correndo também pareciam surpresos com o ocorrido. O jovem herói então olha para o céu e vê uma garota flutuando com seu cabelo afro ao vento. Foi ela que mandou a mensagem telepática para ele mais cedo. Seus pensamentos foram interrompidos pela fala do vilão, que era precedida pela sua risada vilanesca.

— Hehehe... HAHAHAHA... Os novos heróis parecem matar... eu gosto disso. Me dá prazer, sabe? Me lembra os tempos passados, onde cavaleiros solitários em suas armaduras prateadas caçavam-nos e tentavam nos empalar. E sabe como eles morriam? Com nossas presas cravadas em seus frágeis pescoços. Sabe quais eram as últimas palavras deles?

Vinicius estava sério. Seu rosto não negava a desaprovação pela atitude recente dos companheiros. O pior de tudo era que ele começava a concordar com o vilão: os novos heróis também matam. Mas ele estava decidido. Este com certeza não seria o caminho a ser seguido pelo pupilo do Dr. Incrível, herói que pregava a honra ao mais perigoso vilão de Nova Capital. A justiça seria feita, e ele seria o responsável por isso.

Uma densa neblina começava a se erguer do solo. Isso não seria um problema para Sonar, afinal ele poderia contar com sua tecnologia e reproduzir a visão por ecolocalização, utilizando seu canhão sônico. Sua estratégia passa a ser a mesma da anterior. Eliminar três dos inimigos mais críticos, liberando o caminho para confrontar inimigo principal em seguida.

“O sino estava se movendo, porém eu posso ver seus movimentos”.

Sonar deverá utilizar toda potência para terminar com seus alvos de forma mais rápida. Sabendo de como é ágil, tentará desferir golpes rápidos e eficientes, utilizando seu gancho de forma estratégica e seu canhão com ataques efetivos. Sua intenção não é matar, e sim nocautear todos os três alvos selecionados.

________________________________________________________________________
Sentinela Dourado - #ffcc00 - Dr. Incrível - #339999 - Sonar - #cc0000
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sethos

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 10/11/2017
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Qui Nov 16, 2017 4:01 am

Vejo a besta definhar aos meus pés, e me pergunto:

''Que tipo de energia é essa..?''

Olho para o combate, vendo uma das criaturas em destaque, falando alguma futilidade que não deve ser de meu interesse, mas a todo caso eu devo gravar o máximo de informações possíveis. Em seguida avisto um humano fêmea assassinando brutalmente outras bestas.

''Um pouco bárbaro para o meu gosto... Enfim, fui atacado por uma dessas criaturas,
é melhor eu neutralizar o chefe discretamente.


Começo a tentar me aproximar furtivamente do líder dos vampiros, para que quando estiver em uma posição segura eu possa usar a Rajada Cósmica, e no caminho me questiono o porquê de ter um dunkako na Terra, mas tendo consciência que devo me focar no combate.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Sex Nov 17, 2017 12:43 am

Para a diversão do vampiro de sobretudo, a atuação dos heróis vinha sendo, no mínimo, desastrosa. A inexperiência dos atuantes pesava contra, e o excesso de vampiros atrapalhava. Tudo para o divertimento da criança noturna sobre o teto do galpão.

Velocista, vendo toda a névoa, logo tratou de girar seus braços, limpando boa parte desta e liberando sua visão... além de liberar um caminho que ia direto em quatro vampiros. Os olhos flamejantes indicavam um ataque, e o alienígena não poderia esperá-los: logo tratou de correr. Chegou a acertar três dos vampiros, mas não viu o quarto que deveria atingir, parando de correr e olhando para os lados. Tempo suficiente para ser atacado por garras inumanas, que cortaram-lhe nas costas. Apenas reagiu com um grito de dor, saltando para o lado e se desvencilhando do vampiro, que o encarava e lambia as presas. Podia perceber a silhueta do monstro... um humano muito jovem, provavelmente com menos de 14 anos, e que grunhia feito uma fera.

Os ventos de DanVair não tiraram a concentração de Sonar, que ressentia-se por ver a jovem Garota Mental causar aquelas mortes. Não, heróis não são assassinos. Não era esse caminho que iria tomar. Decidido, ativou sua ecolocalização, encontrando três dos vampiros bem diante dele. Escutou os grunhidos das feras, e não se abateu. Tratou logo de nocauteá-las num misto de ganchos de direita e cruzados de esquerda. Efetivo, perfeito. Mas... os grunhidos continuavam. Foi quando se virou que viu, possivelmente, a cena mais assustadora de sua vida.

Shinobi começava a concentrar-se, incendiando primeiro seus punhos e, posteriormente, suas armas. Logo, o fogo também começava a ser canalizado para seus pés, fazendo com que o ninja, além de ganhar maior combatividade, conseguisse provocar dano nas criaturas. A princípio, logrou sucesso em derrubar três dos vampiros, ouvindo seus grunhidos de dor e gritos guturais por conta das queimaduras provocadas. Fogo era fatal para vampiros! Mas... também poderia ser fatal para alguém que não treinara tanto a canalização. Manter o fogo canalizado em três pontos consumira-lhe bastante energia, e a exaustão chegou... assim como um grupo de vampiros.

Do alto do galpão, o vampiro-mor assistia a toda a luta, e se deixava parecer distraído. Era o que Sethos queria, atacar o chefe às escuras. Só não contava com o punho veloz do ser das trevas, que atingiu-lhe no focinho com muita força, lançando-o para fora do teto do galpão, o fazendo "sumir" na neblina.

— Ora, se não há mais um alien em Nova Capital... — o vampiro caminhou um pouco, observando Sethos caído próximo ao meio-fio. — Reconheço que quase me surpreendeu, cãozinho... mas precisa de muito mais para deter um vampiro como eu.

No chão, Sethos pôde ouvir os gritos. Todos puderam ouvir. Garota Mental, do alto, ficou paralisada com aquela cena. Sonar arregalava os olhos. Velocista surpreendia-se com o que via. E o vampiro sorria. Sorria muito.

Shinobi era linchado pelos vampiros, que faziam um círculo de agressões. Cada chute era um grito, cada corte de garras era uma agonia distinta. Ninguém conseguia agir. Aquelas criaturas... eram como animais atacando a presa. Era terrível se ver aquilo. E o ninja sentia seus ossos quebrarem. Mas, quando estava prestes a ser mordido, viu várias cabeças dos vampiros saírem rolando.

— Grrr... Inquisidor... — grunhiu o vampiro de sobretudo.

A neblina ia se dissipando, e todos agora podiam ver a situação catastrófica do lugar: Os vampiros jaziam caídos no chão, com suas cabeças separadas dos corpos. Shinobi estava completamente ferido, jogado no chão e sangrando muito, sentindo dores. E outra criatura pálida, portando um sabre rubro pelo sangue e vestido como uma espécie de lorde das trevas britânico se posicionava próximo aos heróis.

— Roman... — grunhiu Inquisidor, olhando diretamente para o vampiro de sobretudo.

— Saia daqui, Inquisidor. Não estou aqui para confrontar-te. Isto é maior do que ti!

— Corrompe jovens para teus planos na minha cidade, Roman? Porto Alegre não é mais tua casa?

— Hehehe... e em Porto Alegre tem toda a emoção que encontro aqui? Veja, um bando de moleques inconsequentes encarando-me, dois extraterrestres ajudando... em que outro lugar eu encontraria isso?

— Chega! Parta imediatamente, ou lhe matarei! — disse Giovanni, segurando seu sabre com força.

— Não partirei agora, Inquisidor. Não sem antes dar uma prova do que virá no futuro. É um aviso: não mexam comigo se querem sofrer antes da hora.

Então, um forte rugido gutural é ouvido, e então uma criatura monstruosa pousa atrás de Roman. O monstro, duas vezes maior que o vampiro, tinha trejeitos fortes de morcego, e asas enormes brotando de seus braços. Seu cheiro era fétido, e suas garras mortais.

Imagem do Monstro:
 

— Sinceramente, espero que vocês morram e que suas almas queimem no inferno.

Roman, então, começa a fugir do local, deixando o monstro junto dos heróis. Inquisidor, sem falar nada, partiu atrás de Roman, deixando os heróis sozinhos contra aquela criatura.




PRAZO DE POSTAGEM: 18/11, ao meio-dia.

Missão: Derrotar o monstro (ND20). Trabalhem em equipe.

OFF
→ Shinobi Vermelho está gravemente ferido, e qualquer movimento físico que faça receberá -3 de redutor (não estou considerando o uso de poder como um movimento físico)
→ Garota Mental não postou, por isso ficou sem ação. Cuidado para não ficar sem postar várias vezes.

Dados:
 

________________________________________________________________________
Falas: #CCFFCC (Atieno)
#2399FF (Hodari)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Sdds do Tritão

avatar

Mensagens : 96
Data de inscrição : 28/07/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Sex Nov 17, 2017 2:16 pm

Toda a selvageria continuava, apos ser atacado, velocista em um canto apenas observava. Mais jovens mortos, um dos heróis que ali estava sendo espancado e um homem com um sabre banhado em sangue discutindo com um ar de rivalidade com o que aparentava ser o líder dos garotos vampiros.

Toda aquela cena apenas confirmava o que o alien azul pensava antes de se tornar um herói local.

- Essa cidade realmente precisa de ajuda... - Falou em voz baixa enquanto levava a mão as costas, vendo pequenas manchas de seu próprio sangue esverdeado em seus dedos.

Com um olhar determinado, velocista caminha em direção a enorme besta que havia aparecido no local parando no meio do caminho entre a criatura e os heróis presentes.

Zabada vowjdf qihjd izstie... Ou na linguagem de vocês... Muito prazer! Apos falar isso olhando para os heróis, Velocista levou o punho cerrado a testa se curvando em seguida, uma especie de gesto de reverencia ou apresentação.

Vou chamar atenção dele. Se movam!

Dito isso, O gigante azul corre em direção a criatura usando de sua velocidade para atacar pontos distintos do corpo da besta, no intuito de chamar sua atenção e deixar o caminho livre para o resto da equipe.

________________________________________________________________________
.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonar.

avatar

Mensagens : 287
Data de inscrição : 14/09/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Sex Nov 17, 2017 7:46 pm

Após derrotar seus alvos, Sonar ainda ouvia muitos grunhidos a sua volta. Grunhidos esses que o fizeram a olhar rapidamente para trás e dar de cara com o seu mais novo companheiro de capa sendo espancado brutalmente por um grupo de jovens vampiros. Vinicius preparou seu canhão e começou a correr para salvar o amigo quando surgiu Inquisidor e chacinou todos aqueles ex-humanos. O jovem herói guardou toda sua indignação e correu até Shinobi na intenção de ajuda-lo. Empurrando um corpo de um vampiro que estava caído sobre Daniel, Vinicius tira de seu cinto um mini scanner de ossos - novamente cortesia do kit de primeiros socorros do Dr. Incrível – e analisa rapidamente a situação do companheiro.

- Cara, isso é mal. As coisas estão bem sérias aqui. Não se mova, a ajuda já está a caminho.

Com seu capacete, ele envia o chamado de emergência para o computador do laboratório, que automaticamente solicitaria a ambulância para o hospital mais próximo.

Levantando-se, Vinicius ajeita seu capacete na cabeça e vê o termino do diálogo entre Inquisidor e Roman e em poucos segundos, uma criatura enorme trazia novamente o perigo ao local. Em pensar que mais cedo sua maior preocupação era resolver pequenos problemas matemáticos para manter suas notas em dia na escola e seus pais não desconfiarem de sua atuação como herói na cidade. Agora estaria ele com seus 1,63 mt lutando com uma criatura quase 3 vezes o seu tamanho, ao lado de dois aliens, um amigo espancado em estado grave e uma assassina assustada com seu poder. É, sua vida não parecia tão simples agora.

Sonar corre em direção a fera após perceber que o et azul estaria tentando distrair a mesma, pensa rápido em um ataque estratégico e decide que irá atirar contra a fera com seu canhão sônico com a intenção de desnortear o monstro, uma vez que morcegos usam muito a ecolocalização para se movimentarem, e com o impulso de seu gancho tentara um golpe certeiro no queixo da criatura, usando sua agilidade para escapar das garras e presas do mesmo.

________________________________________________________________________
Sentinela Dourado - #ffcc00 - Dr. Incrível - #339999 - Sonar - #cc0000
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lupina

avatar

Mensagens : 5
Data de inscrição : 10/11/2017
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Sex Nov 17, 2017 9:37 pm

Anoiteceu e junto com meu irmão, tomamos nossa segunda dose diária de nosso remédio especial.

- Vai caçar o crime essa noite? - Ele pergunta passando suas garras em suas presas.

- Mas é claro que vou. Bem que você poderia se juntar a mim.

- Aí mesmo nossos país ficariam umas feras conosco. Eles já não gostam da caçulinha deles na rua podendo ser "roubada" por um macho. - Ele faz um afago em minha cabeça e dá uma risada.

- E desde quando você se importa com isso? - Aproveito o carinho, mas retruco

- A partir do momento que comecei a trabalhar com nosso pai. Ele chega a resmungar rosnando por você usar a roupa especial que fiz nos combates.

- É por esse motivo que não quero fazer biologia. Adeus irmão, prometo que voltarei viva. - Beijo na bochecha dele e em seguida, visto meu uniforme e saio de casa na escuridão, para minha noite de vigilância.


—---------------------

Correndo pelas escuras ruas de Nova Capital, vejo uma enorme bola de fogo de longe na direção do Setor Industrial. Sinto um calafrio na hora e decido investigar o quê era.

Me aproximo do local e farejo um conjunto de cheiros estranhos e repulsivos.

Seguindo o cheiro, escuto um som de combate na direção que caminhava. Decido então correr  de quatro até que me deparo com uma névoa branca se dissipando. Decido averiguar o quê tava acontecendo no local que ela cobria.

Então me deparo com um grupo de pessoas, com uma delas gravemente ferida, um ser que parecia um peixe fora d'água e um... lobisomem egípcio? E diante deles, estava um monstruoso morcego.

"Seria mais fácil se fosse só um cara velho fantasiado de morcego."

Aproveito que a atenção do monstro se focava nas pessoas e decido me transformar e em seguida avançar sobre tal criatura, atacando ela com minhas presas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Garota Mental

avatar

Mensagens : 105
Data de inscrição : 13/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Sex Nov 17, 2017 10:44 pm

Geovanna ficou em pânico ao observar o que acabara de fazer. Nunca foi sua intenção causar aquelas mortes. No fim das contas eram adolescentes como ela e agora jaziam de uma forma desastrosa de seus poderes. Ela pensa no tempo que passou no hospital e como sua família teria continuado e o quanto eles teriam sofrido caso ela tivesse morrido.

Com esse transe ela nada conseguiu fazer nos minutos seguinte. Apenas assistiu seus amigos lutando. Quando o urro de uma criatura a trouxe para a realidade. O monstro parecia ter saído de um filme de terror e não parecia nada com um humano enfeitiçado. Logo, devera morrer.

Ela lembra que ao se transformar em Garota Mental, prometeu a si mesmo evitar o mal a todos os cidadãos de Nova Capital. E já teve mortes demais por causa desses vampiros.

Vendo que todos os heróis se mobilizavam para atacar o monstro, Geo vai novamente linkar a mente de todos envolvidos no combate e vai atirar contra a criatura pedras e madeiras de escombros e resto de construção.

Amigos... Vamos derrotar esse monstro. Ele deve pagar pela morte desses jovens...

________________________________________________________________________


Ficha Garota Mental:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lâmina Negra

avatar

Mensagens : 235
Data de inscrição : 21/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Ontem à(s) 11:13 am

Shinobi ainda zonzo, olha ao redor várias imagens embaçadas de tudo presente ao seu redor. Vê um borrão vermelho vindo em sua direção, sentia o peso de um dos vampiros sobre seu peito, atrapalhando a respiração dolorida devido aos ferimentos. Pensa ouvir algo vindo desse borrão vermelho, que com dificuldade reconhece que é Sonar, mas não consegue fazer nada a não ser tentar levantar, mas além de Sonar dizendo para não se mover, na tentativa todo seu corpo dói. Um pensamento embaralhado vem em sua mente.

"Mãe... Pai.. Mestre ... Eu amo vocês! está tudo doendo, eu poderia ter me empenhado mais nos treinos, poderia ter levado mais a sério, mas aqui estou. Caído no chão, correndo o risco de me tornar um morto vivo. O que eu fiz de errado?! Sensei queria tanto que tivesse todas as respostas sobre mim... Quero levantar mas não tenho forças, minha vida está nas mãos de um garoto que em partes se assemelha a mim, queremos ser como nossos mestres. Mas não! Não podemos viver as sombras deles."

Recobrando ao menos seu foco e concentração, Shinobi acende seu punho e faz um OK para Sonar, esperando que ele entenda que vai ficar tudo bem. Ainda deitado olhando os demais heróis ali presentes se mobilizar a atacarem a nova ameaça, o ninja começa a pensar:

" Garota, é você mesma! Se estiver me ouvindo gostaria que me levitasse pra algum lugar elevado, com minhas bolas de fogo, mesmo com meu estado posso tentar distrair esse bicho! "

Esperando que a garota em algum momento consiga escutar seu pensamento, Daniel prepara seus punhos em chamas mirando o rosto do monstro para causar uma possível distração enquanto os demais atacam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   Ontem à(s) 6:20 pm

Ontem

A festa já chegava ao fim, mas alguns jovens — inclusive Cesinha e Mônica — continuavam no local. Todos curtiam aquela festança, mas algo estava faltando. Em nenhum momento o anfitrião daquela festa, identificado no Facebook como Romano Dorneles e que usava, de foto de perfil, um personagem de anime, aparecera.

— Cesinha! — Mônica puxou o assunto, dançando. — Cê viu que estranho? O próprio dono da festa não apareceu...

— Pois é... nem me fale! Imagine só, se sou eu organizando, não ia perder isso aqui nem morto, hahaha!

Os dois riram, e seguiram com a dança. A luz da lua das 4 da manhã já entrava pelas janelas do galpão, e a música parou, dando lugar a uma voz amplificada por um microfone.

— Boa noite, galera!! — um homem de sotaque gaúcho falava sobre o palco, vestindo com uma jaqueta de couro preta e as outras peças num tom mais acinzentado. — Sou o anfitrião de vocês, Romano Dornelles, e queria agradecer por vocês terem comparecido a esta festinha de celebração!

Todos passaram a olhar para o palco, alguns até se espantando. Romano estava fantasiado também, trajava uma fantasia de vampiro. E como era realista!

— Aí, o que que a gente tá celebrando? — Cesinha, no meio do público, ergueu a voz para perguntar, também notando os detalhes perfeitos da fantasia.

— Oh, hoje celebramos uma data importante, pois é minha festa de 200 anos!

Todos se entreolharam, e começaram a rir. O anfitrião era engraçado, tinha realmente entrado no personagem. Entrado bem até demais, pra falar a verdade.

— Legal, legal. Você é muito gozado, hehe

— Ah, sim... vejo que não acreditam em mim... aposto que devem estar pensando, ah, nossa, que fantasia legal que esse cara tá usando! Pois é...

De repente, todas as portas bateram com força, e os olhos de Romano começaram a brilhar num tom rubro, como se estivessem pegando fogo. Todos viram os caninos do vampiro crescerem, e tiveram certeza de que ali tinha coisa. Ah, se tinha!

— Não estou usando fantasia

E então, vários gritos começaram a ser ouvidos de dentro do galpão... transformando-se em grunhidos rapidamente.




Hoje

O rugido do monstro demonstrava que ele estava pronto para o combate. O vampiro, identificado como Roman por Inquisidor, já estava longe, e os heróis precisariam garantir que aquele monstrengo não causaria problemas.

O primeiro a atacar foi Sethos, o alienígena chacal. Nervoso por ter sido derrubado, sacou seu machado e disparou uma rajada de pura energia cósmica precisamente contra o focinho do monstro morcego, que ganiu de dor.

Enquanto chacoalhava a cabeça, o morcego foi surpreendido por uma nova peça naquele complexo jogo de combate. Lupina apareceu correndo, já em sua forma transformada, tentando morder o morcego, que se esquivou num movimento rápido com o braço. A lobisomem, exposta, ficou à mercê do morcego, vendo a criatura abrir sua mão inumana e mostrar as longas garras que, certamente, ceifariam-lhe a vida.

— SCREEEEEECH!!!

O morcego atacou, golpeando o local aonde Lupina estava com suas garras. Mas, ao levantar a mão, apenas viu os arranhões feitos no chão, e a lobisomem próxima de Sethos, se recompondo do giro. Sethos a observou. Ora, era uma terráquea fêmea... mas parecia-se com ele, de certa forma. Já Cláudia, vendo Sethos, teve um pensamento em sua mente... como seria este lobisomem em sua forma humana? E por que ele não sentia atração por seus feromônios? Seus pensamentos foram interrompidos por um novo ganido do morcego, fazendo com que os dois se virassem para o local do combate.

Ao observarem a criatura, perceberam ela recuando com vários ataques que ia sofrendo de Garota Mental. Ressentida pelas mortes, Geovanna decidiu que vingaria aquelas pessoas transformadas. E, lançando vários materiais que estavam sendo usados na construção de um galpão próximo, como toras de madeira e tubos de concreto, conseguiu jogar o monstro contra o chão.

Sonar, vendo a criatura recuando, e ainda preocupado com seu amigo, Shinobi, parte pra cima. Ele dispara seu canhão sônico, mas a queda do monstro faz com que a rajada sonora se perca no céu. Irado com aquilo tudo, ativou seu gancho e fez com que ele atravessasse a parte inferior do queixo do morcego.

O último guincho de dor do morcego pôde ser ouvido, e Sonar saiu do furo provocado na criatura, saltando contra o chão. Tinha dado cabo do monstro... até que viu ele diminuir de tamanho.

— Mas o que...

Os outros heróis que ainda podiam se mover se aproximaram, a tempo de ver o que, antes, era um monstro morcego de 3 metros, se transformar numa garota, com pouco mais de 17 anos, desnuda e desmaiada.

— É uma vampira? — Sonar questionou.

— Não... seu cheiro não me dá repulsa — comentou Lupina, já transformada em humana novamente.

Garota Mental, pousando no que, outrora, foi uma cena de combate, aproximou-se da moça, colocando a mão em sua cabeça e lendo sua mente.

"Ela está viva..." — disse Geovanna, mentalmente, aproveitando-se do link mental estabelecido por ela — "A mente dela está uma bagunça, mas consegui descobrir seu nome... Mônica"

— Eu ajudo! Eu sei quem ajudar! — disse Velocista, apressado, pegando Mônica com cuidado e disparando rumo à residência de Bruno. Ele poderia ajudar, sempre ajudou.

Todos os heróis se entreolharam, e muitos observaram o alienígena Sethos. E, ao ouvirem helicópteros chegando, decidiram que era hora de partir. Sonar pegou Shinobi e correu para outro lugar, buscando esconder-se para aguardar socorro, e Garota Mental seguiu seu rumo, voando. Lupina fugiu também, transformando-se novamente, e Sethos seguiu a busca por um esconderijo... mas sem conseguir tirar aquela transmorfa de sua cabeça.




Inquisidor seguia sua perseguição contra Roman. O Setor Industrial já havia ficado pra trás, a área verde denunciava isso. Ambos eram extremamente velozes, e Inquisidor levava certa vantagem. Entretanto, no meio do caminho, começou a sentir algo... não estava sozinho naquela caçada. Não havia apenas Roman correndo.

Ao chegarem numa clareira, Inquisidor notou que Roman tinha parado de correr, e encarava-lhe. Não demonstravam estar ofegantes, isso era coisa de mortais. Não precisavam respirar, não tinham motivos para isso. O vampiro inglês sacou seu sabre, sentindo a presença de mais vampiros atrás dele.

— Tolo... acha mesmo que estou sozinho nessa, Inquisidor?

De repente, quatro criaturas saíram do meio das árvores, sendo dois homens e duas mulheres. Um dos homens, no entanto, parecia muito mais jovem, vestindo uma fantasia de marinheiro.

— Grr... corrompeu outro humano?

— Corrompi? Não. Vamos dizer que Kragen agora tem um novo corpo.

Conhecia aquele nome. Kragen era um dos vampiros gaúchos conhecidos por sua maldição de não conseguir manter um corpo. Sua regeneração vampírica não funcionava, portanto sempre acabava tendo que trocar de corpo.

— Esta casca me servirá por vários anos... — disse Kragen, sorrindo, mostrando os longos caninos. — Tinha que ver como a namoradinha dele gritou antes de Elleanora transformá-la...

Irado, Inquisidor partiu pra cima de Kragen, causando-lhe um corte no tórax. O vampiro grunhiu de dor e recuou, e as duas vampiras posicionaram-se de forma a gerar uma barreira.

— Afaste-se, Inquisidor, ou transformo-lhe numa marionete — disse a vampira vestida num longo vestido vermelho sensual, com um batom forte na boca e de olhos flamejantes.

— Ora, Roman... aliou-se com Sillia, a puta?

Elleanora — ao lado de Sillia — riu, e a vampira de vermelho apenas não atacou Inquisidor pois foi contida pelo quarto vampiro, Vorigan, que segurou-lhe o braço.

— Sillia, sinto que este ataque lhe trará problemas. Não faça isso.

Num grunhido, Sillia se soltou, e fitou Roman, que retomou a palavra.

— Inquisidor, meu caro... sabe que, se Sillia quisesse, você já seria fantoche dela. Não, não é isso que desejamos...

— Então, o que quer com esse showzinho? Quer atrair o Conciliábulo todo em peso? Imbecil...

— Sabe... é justamente isso que eu pensei em fazer. Nova Capital já está sob comando de Vladimir há muito tempo, e eu pensei: ora, Vladimir reina em Nova Capital há tempos... e, se não me engano, ele tomou esse que era seu domínio, não?

Inquisidor aquiesceu. Era uma ferida aberta em seu passado. Por isso havia entrado nessa vida de lutas.

— Eu imagino como deve ser, para você, perder um rio de sangue desses. Imagino como deve ser, a você, se alimentar em segredo. Temer as ruas, temer a presença do Conciliábulo, que se fortaleceu cada vez mais.

— O que quer dizer com isso tudo, Roman?

— O que estou dizendo... — Roman começou a andar, aproximando-se de Inquisidor, mostrando não ter medo de seu sabre. — É que você não é o único que deseja a cabeça de Vladimir numa bandeja. Estou dizendo que eu posso lhe ajudar a ter Nova Capital de volta a suas mãos... imagine-se no poder novamente. Imagine!

Giovanni encarou Roman. Poderia matá-lo agora, se quisesse... mas não sentia que deveria fazer isso. Talvez... talvez fosse mesmo sua chance. Nova Capital poderia voltar a ser seu território. E se...

— Muito bem, Roman... — Inquisidor embainhou seu sabre, e observou o vampiro. — Conte-me seu plano...

FIM




Iniciativa:
 

Dados (Todos):
 

________________________________________________________________________
Falas: #CCFFCC (Atieno)
#2399FF (Hodari)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] Elos de Sangue   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[FHVERSO] Elos de Sangue
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: Fábrica de Heróis :: Crônicas-
Ir para: