InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [FHVERSO] - Desfile de confusões

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mestre

avatar

Mensagens : 824
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Seg Out 16, 2017 8:59 am

Em Nova Capital, a noite é uma criança. Ainda mais quando há um grande evento envolvido! O Nova Capital Fashion Week acontece de modo semi-anual, reunindo estilistas e grifes brasileiras, super modelos, celebridades, grandes mídias, convidados e importantes compradores do universo fashion. No evento desse ano, ninguém menos que a famosa Mel Prado, a ex-heroína Flora, iria participar do desfile.

Nos Bastidores:

Olha, querida, não sei o que você faz que deixa o look verde sempre impressionante!  - falava o maquiador de Mel, enquanto ela relaxava para o evento. 

Ela mantinha o olhar distante, como se uma memória antiga impregnasse seus pensamentos. Talvez fosse o retorno aquela cidade, depois de tanto tempo. Ela tenta não pensar tanto nisso, pois tudo que ela NÃO precisa agora é estresse. Hoje é o dia dela, um grande retorno... Seus pensamentos só são interrompidos quando uma voz feminina e um pouco mais alta tenta chamar sua atenção.

MEL! – Fala mais alto sua produtora – Não tá me ouvindo? Tem um rapaz aqui querendo falar com você. Eu disse que você não podia atender, mas ele é bastante insistente.

Oh, desculpe, Andressa. Ele disse o nome?

Ele disse que se chama Deivid. É algum namorado? Ele trouxe flores...

Os olhos de Mel se arregalam por um tempo. Esse era um nome que há muito tempo não houve falar. E sabia bem o motivo. 

Deixa ele entrar. Quero falar a sós com ele.

Olha, Mel! O que quer que for fazer com ele, só seja rápida, ok? – falava a produtora, com um sorriso sarcástico.

Um rapaz de cabelos castanhos e olhos verdes entra no camarim, trazendo um buquê. Quando todos saem do local, a expressão de Mel fica séria.

O que você faz aqui, Deivid? – dispara, sem esperar que ele diga qualquer coisa.

Flora, escuta...

Melissa! Eu não sou mais uma heróina. 

Tá bom, se você prefere assim... Escuta! Você é uma das poucas que lembra... Do que aconteceu. Então sabe que eu não estaria aqui se não fosse importante. Acho que cometemos um erro, Mel. 

Do que você está falando?

Eu não sei... Só sinto isso. Eu não aguento mais guardar esse segredo.

Você contou aos seus amigos? Os Legionários?

Não... É claro que não. Mel... Temos que fazer alguma coisa a respeito...

Antes que pudessem conversar mais, um forte barulho de explosão e um tremor interrompem a conversa. Assustados, eles saem do camarim para ver o que estava acontecendo. Do lado de fora, parecia estar acontecendo um ataque! Muita gritaria e pessoas correndo, nada parecia fazer sentido. De repente, um novo tremor faz com que a estrutura do Hangar onde estavam comece a desmoronar. Foi tudo muito rápido, Deivid só teve tempo de amenizar o pior: Destroços começam a cair sobre suas cabeças. De repente, escuridão.

Deivid acorda com uma forte dor de cabeça, mas isso era o de menos. Ele vê Mel desacordada, com sua cabeça sangrando. Ele usa seus poderes para tirar alguns destroços de cima deles, mas sabe que precisa fazer algo mais.

Droga... Vou precisar de ajuda aqui. Estou muito longe para chamar os Legionários... Mas talvez tenha algum herói pelas redondezas. É... Vou ter que arriscar.

Então, Deivid emite um chamado mental para algum herói nas redondezas, usando seus poderes de telepatia. A situação não poderia estar pior. Metade do Hangar desmoronou, e o outro parecia estar sobre algum tipo de ataque.

Dados:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Seg Out 16, 2017 2:55 pm

Que fria... a noite havia sido pesada hoje. Retornava de uma prova importante da Federal de Nova Capital e, pra piorar, não havia ido bem na prova. Não tinha conseguido me concentrar, muito por causa daquele sonho... o sonho da semana passada. A tribo, os guerreiros, aquela mulher... não consigo tirar isso da cabeça, por mais que tente. Foi algo fantástico!

Descendo do ônibus, notei que meu amuleto brilhava intensamente. Cheguei a botá-lo por baixo da camiseta amarela com uma bandeira do Brasil que estava vestindo, tentando — em vão — ocultar aquele brilho esbranquiçado. E então, veio o baque.

"Se houver algum herói por aqui, que esteja pronto para agir! Problemas no Nova Capital Fashion Week!"

Apoiei-me numa parede, assustado. Que diabos foi isso? Que voz era essa? E... por que eu recebi esse chamado? Não sou um herói! Ou, talvez, todos na rua tenham recebido isso. Uma pena que, olhando para os lados, percebi que eu era o único que estava, que nem um besta, me apoiando num muro, como se estivesse passando mal. Recompondo-me, comecei a organizar meus pensamentos.

"Atieno..."

Gelei. Outra voz. Uma voz feminina. Estaria ela no mesmo lugar? Não, não pode ser. Devo estar enlouquecendo. Olhei para os lados, ninguém estava falando comigo.

"Você não está louco, guerreiro."

— Q-quem está aí? — murmuro, olhando para os lados. Apenas vejo uma idosa que, ao ouvir-me falar aquilo, resolveu apertar o passo e se afastar de mim, achando que estou louco.

"Pensei que tinha aceitado meu chamado, Atieno..."

— Chamado? Que chamado?

"Fale mentalmente, Atieno. As pessoas vão achar que você enlouqueceu mesmo..."

"Quem é você? Por que me chama disso? E... por que eu estou conversando comigo mesmo e fazendo uma voz feminina?"

Escutei uma risada na minha mente. Estava enlouquecendo mesmo, tinha certeza disso.

"Você não está falando consigo mesmo, Atieno. Eu estou sempre atrás de você, querido. A diferença é que, nessa reencarnação, você não me ignorou."

"Nessa reencarnação? Como assim?"

"Não se lembra do sonho?"

Como fui tolo... a voz era bem óbvia. Era a mulher do sonhos. A que tinha o leopardo. A que agraciava-me numa tribo africana.

"É você..."

"Tudo o que você viu no sonho é real, Atieno. E hoje você terá a chance de voltar a ser o guerreiro que era antes. Hodari está ansioso para agir..."

"Espera, espera... então esse chamado..."

"Você só recebeu por que tem aquela fagulha de poder que poucos tem"

"Poucos? Heh, eu não diria isso. Você tem que ver como é caótica Nova Capital."

"Ah, querido... eu vejo tudo. Eu sei como é a cidade em que você vive. É caótica como as grandes cidades dos últimos milênios."

"Milênios? Ehm... independente disso, eu não tenho poder algum, e esse chamado provavelmente é para os heróis reais."

"Não tem poder? Eu não diria isso, na verdade. Procure uma forma de ocultar seu rosto, e corra. Só cuidado com a força, hein?"

Arqueei uma sobrancelha. O que ela queria dizer com isso? Ajoelhando-me, abri o zíper da mochila, meio apressado... e percebi o fecho do zíper ser, literalmente, arrancado da bolsa na minha mão. Arregalei os olhos. Que força era essa? Espera...

Correndo para um ponto atrás de um carro estacionado, soquei uma lixeira. A marca de meu punho ficou nela, fazendo-me arregalar os olhos e dar um sorriso inocente e bobo. Por mais que eu fosse contrário a existência de tantos heróis, devo confessar que ter esse poder é bom. É revigorante, no mínimo. Olhei novamente para os lados, já sentindo o pescoço cansar de tanto olhar para os lados. Mexi na mochila, e encontrei o estojo. Haveria de servir aquilo. Esvaziei o estojo dentro da mala e, com um canivete, fiz dois rasgos no fundo deste. E, pegando meu fone de ouvido, utilizei o cabo para prender a "máscara" em meu rosto, amarrando-a por trás.

Logo, pus-me a correr na direção do local que acontecia o evento. Não era longe, mas daria uma pequena caminhada. Espero que tudo dê certo...

"Vai dar certo, Atieno. Lembre-se, Hodari sempre será uno contigo"

________________________________________________________________________
Falas: #CCFFCC (Atieno)
#2399FF (Hodari)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Eulas

avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 06/08/2017
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Seg Out 16, 2017 6:54 pm

Entrei em um barzinho qualquer para tomar uma dose de cachaça, preciso tomar coragem para fazer o que irei fazer. De cara o pessoal dentro do bar me estranhou, tenho certeza que eles pensaram que eu ia assaltar o estabelecimento, tirei a touca para mostrar que eu sou apenas um cidadão normal. Sentei na primeira cadeira da fileira do balcão, levantei o braço para chamar atenção do balconista, um homem gordo veio até a mim com uma expressão curiosa.

— Novo por aqui? — disse o balconista, jogando o pano em seu ombro.

— Só me vê uma dose daquela tequila. — apontei.

— Não gostamos dessa atitude, é bom ser amigável com pessoas desconhecidas.

Ele pegou um copinho e começou a lavá-lo, virou-se para procurar a bebida que pedi. Não sou um cara que se expressa muito, mas sinto um nervosismo grande por dentro.

— Está vivendo momentos difíceis?

— Sempre vive, já estou acostumado.

— Bom, não posso fazer nada. — Ele me dá a dose. — Aprecie, garoto.

Fiquei olhando o copinho, pensando se devo beber ou não, irei precisar de foco nas próximas horas. Tirei a mochila das costas, peguei o celular e o fone de ouvido — que estavam em bolsos diferentes. Abro o aplicativo, procuro a minha playlist e arrasto o meu dedo até a última canção, coloco o fone de ouvido — no volume no máximo —, e fecho os olhos para pensar. Apreciando a música, senti um estrondo bem fraco, no primeiro momento eu pensei que era no local em volta, deduzindo que alguém tinha derrubado alguma coisa. Mas quando abri os olhos, algumas pessoas levantaram para ver o que tinha acontecido fora do bar. Não dei atenção, continuei sentado, percebo que o balconista está falando comigo.

— Desculpa, tem como repetir?

— Esse barulho deve ser no desfile que está tendo. — Ele fica observando o pessoal apoiado na pia. — Deve ser alguma comemoração que deu errada.

— É… Daqui a pouco eu irei lá. — Fico batendo no copinho com o dedo. — Vai ser divertido.

— Vai trabalhar?

— Não, irei resolver alguns assuntos com uma pessoa específica.

— Não preciso me preocupar da polícia vindo aqui mais tarde em busca de você, né?

— Não te garanto isso. — respondo.

Coloco o fone de ouvido e fico escutando a música até acabar. Alguns minutos se passaram, pego copinho para beber, quando eu fui levantar a dose uma voz estranha surgiu em volta de mim. No momento fiquei meio atordoado, olhei em volta procurando por alguém. Tirei o fone e chamei a atenção do balconista.

— Ei! Você falou comigo?

—  Não. — Ele ficou intercalando o seu olhar para mim e para o pessoal de fora. — Está tudo bem?

— E-está, desculpa.

Balanço a cabeça até eu sentir que estou relaxado, deixo a dose de lado e coloco o fone de volta. Quando fui apertar o play para próxima música, a voz surgiu novamente e dessa vez foi mais forte. Levantei da cadeira, fiquei olhando para o chão e tentando entender a mensagem.

"Se houver algum herói por aqui, que esteja pronto para agir! Problemas no Nova Capital Fashion Week!"

Ouvindo a mensagem, fiquei tentando entender o que estava acontecendo, a ideia de alguém que está conversando comigo por telepatia não entrava muito bem na minha cabeça.

“Mas porque estou escutando isso? Não sou um herói.”

— Ei! Ei! Se estiver drogado pode indo embora. — disse o balconista.

— Não, está tudo bem. — Pego a minha carteira e tiro uma nota de 10. — Estou indo.

Deixo a nota no balcão e me retiro do bar, de longe dá para perceber uma pequena fumaça de poeira, minha barriga se congela. Fico apertando as mãos, uma mania que tenho desde que “ganhei” esse poder, as luvas que uso esconde a marca que meu pai me deu.

Vou correndo em direção a pequena fumaça, pensando na mensagem que escutei em minha mente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonar.

avatar

Mensagens : 287
Data de inscrição : 14/09/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Seg Out 16, 2017 11:49 pm

Segurando seu capacete sob o braço direito, o jovem herói devaneia na borda de um prédio alto em um bairro chique de Nova Capital. Essa será sua primeira noite sozinho nas ruasda caótica metrópole. Estava por sua conta hoje. Um pouco tenso, porém bem confiante em seu treinamento.  Por alguns instantes só ficou olhando a cidade, enquanto pensava consigo em sobre seu primeiro voo solo.

“Não existe nada melhor para antagonizar a definição dessa cidade do que a palavra “Pacata”. Nova Capital sempre foi um lugar agitado, mesmo antes dos mascarados habitarem a cidade e fazerem dela uma explosão de cores, ação e dramas. Apesar de tudo admiro esse lugar. Há uma intensa mistura de luzes que refletem em meu tarje e pra ser sincero nem sei que horas são. Daqui já saíram milhares de histórias. Muitos heróis se consagraram. Outros caíram em mortes trágicas durante tantas crises. Nunca tive um herói preferido, na verdade. O que sempre me admirou foi a capacidade de transmitir uma imagem de esperança através da simbologia heroica.

As coisas mudaram muito na minha vida depois que acidentalmente descobri o segredo do patrão de minha mãe. O cara sempre foi um herói tipo B e mesmo assim, sempre ajudou as pessoas. Ele, sem poderes, já levou à justiça dezenas de criminosos, sendo dentre eles alguns poderosos empresários que se sujaram demais para gerarem riqueza. Durante um tempo, ele me passou um treinamento rigoroso. Sabia da responsabilidade do cargo de ajudante e que se algo acontecesse comigo, seria culpa dele.

Minha vida mudou drasticamente quando finalmente recebi este traje. Partimos para algumas missões juntos e realmente o cara era incrível. Nem precisou de mim na maior parte do tempo, mas me ensinou que para ir às ruas, precisava usar a cabeça. Infelizmente em nossa última missão fomos emboscados e as coisas saíram de controle. Baleado, ele está fora de ação. Esse é o motivo de hoje ser meu primeiro dia de carreira solo. Se estou pronto? Não tenho certeza, mas tive um excelente mentor. Agora é minha vez de assumir os riscos e manter a cidade na linha”.


Logo em seguida, o som de uma explosão é captado pelo capacete do herói. Algo próximo ali não estava certo. Avistando uma breve névoa de poeira se levantando, uma voz repentina entoa dentro de sua cabeça:

"Se houver algum herói por aqui, que esteja pronto para agir! Problemas no Nova Capital Fashion Week!"


“Uau, que sensação estranha! Parece mesmo dentro de minha cabeça. Acho que chegou a minha hora”.

Preparando seu gancho para descer em direção ao local do evento, Sonar ajustou o canhão para emitir ultrassom de forma que fosse capaz de mapear a área durante o percurso e com um salto acrobático, partiu à seu destino.

________________________________________________________________________
Sentinela Dourado - #ffcc00 - Dr. Incrível - #339999 - Sonar - #cc0000
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amôn

avatar

Mensagens : 212
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Ter Out 17, 2017 12:14 pm

Com o raiar do sol, a Nova Capital começa a tomar vida, as pessoas levantam de suas camas, prontas para mais um dia cheio em suas rotinas, com trabalho, estudos, alguns heróis e vilões se batendo aqui e ali, típico da grande metrópole, para grande parte da população aquele seria mais um dia comum de suas vidas, sem nada que fosse digno de lembrar. Mas para Heitor aquele seria um dia que entraria para a história, o jovem que agora possuía a alcunha de "Cavaleiro De Aço" estava na cidade faziam apenas duas semanas, tempo esse que usara para fazer reconhecimento tático da cidade, mapeá-la, dividi-la por áreas de maior e menor concentração de crime, identificar os maiores pontos de referência, áreas estratégicas, gangues conhecidas, eventos importantes e etc... Seu procedimento padrão quando em "missão" (Claro que essa missão agora seria vitalícia), essa noite seria a primeira que ele sairia para as ruas com seu uniforme para combater o crime, o que exigia preparação, então, como o resto da cidade, ele acordou cedo, depois de um café da manhã reforçado, começou a se exercitar, como fazia todos os dias dentro de sua garagem alugada num campo de galpões próximo a área industrial da cidade, corrida, levantamento de peso, flexões, abdominais, combate, um treinamento físico que tomou a manhã toda.

Depois do almoço, Heitor passou a se dedicar a montar seu equipamento de monitoramento, interceptou as chamadas e o rádio da polícia, da emergência e dos bombeiros, adaptou para que esses sinais pudessem ser transmitidos para seu capacete, e depois leu os jornais e viu os noticiários, descobriu que naquela mesma noite aconteceria um evento de moda no bairro rico da cidade, o ex-militar sabia que eventos de proporções mundiais e terrorismo tinham um certo amor mutuo, então decidiu que patrulharia a área do evento aquela noite. Um tempo depois, com seu traje vestido e com o espirito revigorado, o herói alça voo pelos céus da Nova Capital, sabia que no grande panteão de heróis da cidade, não era nada além de um zero à esquerda, mas também sabia que qualquer um, com real intenção poderia ser útil para alguém. A Cidade era linda ao anoitecer, mas não era menos movimentada, carros e pessoas, transitavam freneticamente pela maior cidade do país, aconteciam muitas coisas na cidade lá embaixo, mas nada que exigisse a atenção de um super-ser, para uma pessoa menos experiente, aquela situação seria até um pouco desanimadora, um herói sempre tem que esperar ação, não monotonia, mas Heitor era acostumado à longas horas vigiando e esperando a ação aparecer, então decide acompanhar as chamadas de emergência, e finalmente uma chamada o fez disparar em voo, aparentemente o evento de moda teve alguns tremores e as pessoas lá corriam perigo.  

o Cavaleiro de aço voava rápido, com suas asas batendo furiosamente, de longe avistou as pessoas correndo desesperadas para fora do evento, e por um momento parou no ar, para averiguar a situação, foi quando, não em seus ouvidos, mas sim em sua mente, ele ouviu uma voz:

"Se houver algum herói por aqui, que esteja pronto para agir! Problemas no Nova Capital Fashion Week!"

"O que diabos!? Que coisa bizarra, isso é algum tipo de poder? Não importa! Aquelas pessoas precisam de ajuda."


Num rasante o herói se aproxima do evento, se dirigindo as pessoas, ajudando as primeiras que visse pela frente, não sabendo muito com agir heroicamente.

________________________________________________________________________
Fala: #006600

Amôn - Humano - Careca - Barbudo - Bodybuilder
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lâmina Negra

avatar

Mensagens : 235
Data de inscrição : 21/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Ter Out 17, 2017 2:46 pm

"A noite está bela para um passeio, uma boa corrida ajudará! Há uma grande movimentação na cidade, porém é onde alguém como eu não precisa estar."

Já havia terminado seu expediente no trabalho, um breve treino também ocorreu, mas seu mestre e também patrão precisou fazer uma pequena viagem para resolver negócios da loja deixando Daniel no comando. O dia foi cheio, a cidade estava movimentada com os eventos da noite, vários clientes passaram durante o dia mas o rapaz não estava cansado, ao contrário, uma estranha energia circulava por seu interior, talvez fruto de seus treinos. A corrida foi longa, o suor descia por sua testa, a sede começa a chegar, mas a loja mais próxima fica perto de onde está ocorrendo o desfile. Com a boca seca Daniel se dirige para o centro a procura de alguma lanchonete ou bar.

Caramba! Quanta gente, parece carnaval. Espero que nada de ruim aconteça...

Após um tempo, o garoto finalmente encontra uma barraquinha e compra sua água. Em meio a goles demorados, ele observa o grande movimento, pessoas de todos os tipos mas com algo em comum, a admiração pela moda e luxo. Mas algo atrapalha sua observação. Um grande estrondo, Daniel se engasga, e arregala os olhos procurando de onde vinha o forte barulho. Vendo fumaça na direção do desfile, por um breve momento escuta uma voz dizendo:

"Se houver algum herói por aqui, que esteja pronto para agir! Problemas no Nova Capital Fashion Week!"

"O que foi isso?! Coisa estranha, mas que trovão foi esse, de onde veio?!"

Um pouco confuso, e ainda olhando em direção da confusão, vê um talvez herói, ou apenas um pássaro grande se aproximar do local. Mesmo sem saber o real motivo de ter escutado aquela voz, sente que com suas habilidades pode ajudar de alguma forma. Em um beco escuro, acha alguns trapos velhos para esconder seu rosto, pois estava desprovido de seu Shinobi Shozoku (roupas ninja). Mas com seu poder de manipular o fogo, pode tentar amenizar qualquer possível incêndio. E caso houver feridos pode tentar os ajudar a fugir da zona de risco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mestre

avatar

Mensagens : 824
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Ter Out 17, 2017 6:32 pm

O primeiro herói a atender o pedido de Deivid é Atieno. Cobrindo-se com uma máscara improvisada, não demorou muito para chegar ao local. A visão era terrível! A parte da frente do Hangar estava debilitada, com pessoas fugindo de lá o mais rápido que conseguiam. Algo acontecia lá. A parte de trás do Hangar havia cedido. Parece que havia explodido. No meio de tudo, parecia que alguma coisa bem séria estava acontecendo, mas não dava para ver por causa da multidão. Eulas é o próximo a chegar, e vê a mesma imagem. É então que vê um homem com máscara improvisada parado, observando a cena.

Sonar chega em um outro ponto. Sua posição privilegiada, acima de um prédio, o permitiu ver a situação de um outro ponto de vista. Muita fumaça saía do Hangar, principalmente dos fundos. Dava pra ver que a área cedeu, e poderia haver pessoas nos escombros. Ajustando seu canhão para emitir ultrassom, ele pôde mapear a área. No centro do que parecia ser o foco do evento, ele pode ver que algo estranho estava acontecendo. Do alto do prédio, ele vê alguns homens atirando nas pessoas. Apesar da multidão, ele vê o que parecia ser o líder deles andando pelo local. Antes que pudesse fazer qualquer coisa, ele vê um homem sobrevoando o local. Amigo ou inimigo?


Mapa do Hangar do Sonar:
 


O Cavaleiro de aço acabara de chegar. Ele se concentra nas pessoas em perigo, correndo desesperadas. Rapidamente, vê uma mulher caindo e quase sendo pisoteada pela multidão. Ele dá um rasante para tentar ajuda-la, mas ele esqueceu de observar ao redor. Ele sente a dor antes de ouvir o barulho. Seu ombro arde e ele por um momento se desequilibra e cai ao chão. Sua roupa o protegeu do pior, mas ele logo percebe que levou um tiro. E um homem bem vestido chega perto dele, apontando um fuzil. 

Olha, para uma cidade famosa por seus heróis, você demorou muito, hein? - falava o homem com a arma.

Nesse momento, Shinobi Vermelho acaba de chegar. A grande fumaça saía dos fundos, então ele corre para lá, tentando se desviar da multidão. Chega a tempo de ver o Cavaleiro de Aço caído, e o homem com a arma vindo em sua direção.


Opções de Ação:
 

PRAZO DE POSTAGEM: Até a 12h do dia 19.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Ironia

avatar

Mensagens : 416
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qua Out 18, 2017 2:47 pm

Ainda estava fresco na memória. Como se tivesse acontecido ontem.
Um gancho de direita; Um direto no estomago; sinto algo duro na barriga dele; Esquiva; Recebo um soco no queixo; Contra-ataco com três retos no nariz dele; Ele cai; Eu seguro ele pela gola do terno; Quem é o responsável por tudo isso?; Rádio.
... essa última é nova.

"Se houver algum herói por aqui..."

Pedro acorda com um pulo no banco do motorista, embriagado e confuso. Ele tenta se recuperar, agride algumas vezes o rádio do carro, mas a voz ainda soa:

"...Problemas no Nova Capital Fashion Week!"

Alguem estava falando na cabeça dele. Não é a primeira vêz que isso acontece. Afinal, ele toma remédio controlado, as é a primeira vêz em que é uma voz nítida masculina, não um sussurro feminino.

"Poderes telepáticos ou aumento na sua insanidade?" o detetive se questiona enquanto filtra algumas pessoas conhecidas pelas notícias por portar tal poder e tambem calcula a próxima dosagem de seus comprimidos contra paranóia.

Mas algo lhe dizia que deveria estar no NC Fashion Week. Alguem precisa dele lá. Ignorando suas teorias e comprimidos amarelos, Pedro veste sua máscara, seus óculos, liga seu carro e dirige em direção ao foco da confusão. Dirigindo por alguns quarteirões, Ironia fica preso em um garrafamento.

Ele soca o teto do carro algumas vezes e depois lembra que deve tomar um comprimido. quando se vira pra buscar a capsula no banco do passageiro, ele nota um beco que leva ao outro lado do quarteirão. Sem pensar duas vezes (pela 4ª vez no dia), ele pega o caminho, atropelando alguns papelões e latas de lixo, sujando o capô do carro, mas conseguindo fugir do trânsito.

Chegando no lugar indicado, Pedro observa a zona de guerra que está acontecendo. Escombros espalhados por todo lado, algumas pessoas armadas de um lado atirando e vários inocentes correndo de um lado pro outro, tentando fugir das balas.

- Minha cabeça chega a ser mais organizada que isso. -Foi a única coisa dífícil que conseguiu concluir além do óbvio que estava acontecendo: Caos.

"Suba."

Agora ele tinha certeza de que era sua insanidade falando, mas mesmo assim obedece o comando escalando os escombros.

De cima da grande pilha de escombros, conseguiu uma visão melhor da situação. Contou 6 pessoas ameaçadoras, 5 herois em ação e 1 detetive que "esqueceu seu remédio no carro, imbecil!"

Sacando suas duas Glocks, Ironia pretende combater 1 capanga. Ciente de suas habilidades, irá pegar cobertura em algum destroço. Irá usufruir de seu combate corpo-a-corpo se necessário.

________________________________________________________________________
RPG - A Marca:
 


Ironia - #ffff00
Voz na cabeça do Ironia - #ffff99


Última edição por Ironia em Qua Out 18, 2017 7:40 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qua Out 18, 2017 5:43 pm

Que cena deplorável. Uma destruição já comum de se ver mas, mesmo assim, era deplorável. Ver aquilo lembrou-me uma vez quando, num ataque no nosso bairro, minha mãe comentou algo que, de certa forma, ajudou-me a moldar minha ideologia.

"Nova Capital não é segura, não enquanto tiver tanta gente com poder assim"

Aquele pensamento vinha-me à cabeça enquanto observava bem o ambiente. Entretanto, não era hora de ponderar isso, ainda mais por que haviam vidas a serem salvas.

Olhei para o lado, e notei a chegada de um mascarado. Seria amigo, ou...

"Eu tenho certeza que ele é amigo"

Olhei para trás, como se alguém falasse comigo. Ainda precisava me acostumar a ouvir essa voz feminina na cabeça...

"Atieno!"

"Ah, não é possível... duas vozes??"

"A minha voz você não irá ouvir tanto, Atieno. Quem conversará mais contigo é Hodari"

"Hodari? Ah, sim, o leopardo..."

"Leopardo? Sabe, pantera negra soa melhor"

"Isso não é um personagem?"

"Foco, guerreiro. Foco."

Ok, tinha que manter-me focado. Havia uma situação de caos diante de mim. Tornei a olhar o mascarado, que sacava duas armas, e corri na sua direção, esquivando-me da multidão alucinada que corria a todo vapor. Seria uma boa trabalhar em conjunto com alguém. Só que, nisso, passei a esbarrar em outro problema: ele tem poder de fogo, e eu? Vou brigar como?

"Atieno, evoque sua lança"

"E como faço isso, Hodari?"

"Só pense na lança e erga seu braço destro, como se fosse lançar algo"

Acenei, meramente por instinto, e mantive a corrida. Eu teria, então, um poder de fogo. Isso é bom. Tentando ir até outro escombro para adquirir abrigo e ter uma boa visão dos inimigos, ergui o braço direito, sentindo o amuleto brilhar e uma energia acinzentada sair dele e ir direto para minha mão, tomando a forma de uma lança de pura energia. Olhei para aquilo, dando um sorriso besta, e lancei-a na direção dos atiradores, buscando derrubar um dos capangas. A morte do capanga ou não, bom... não é da minha conta.

________________________________________________________________________
Falas: #CCFFCC (Atieno)
#2399FF (Hodari)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qua Out 18, 2017 7:57 pm

Terminava de meditar sobre os ensinamentos do livro de Abramelin, seguindo as orientações do ciclo de aprendizado de sua ordem, summo veratis. O rapaz adotava a posição de lótus se concentrando no vazio e esquecendo completamente o arredor de seu quarto. Já Nybras o espectro desdenhoso se movia pelas paredes observando as cartas flutuando em torno do garoto.

-Rapaz, meditação não vai te ajudar a ser um mago mais poderoso, eu já vi garotinhas de 9 anos fazendo mais coisa com esse baralho em dois dias, do que você com ele a dois meses....


André abriu o olho esquerdo mantendo a calma, a essa altura já estava acostumado com os zombamentos do encosto. E respondeu:

-Sim, e acredito que a tal garotinha...teria sido destruída pelo próprio poder, incapaz de controla-lo. Eu pretendo agir com cautela com esse instrumento, e vou usa-lo dentro de meus limit...Argh...

Um hangar desabando, pessoas correndo. Homens Armados. Socorro.  A visão o atingiu de surpresa como um raio.

-O que foi, engasgou com as próprias palavras?

-Não...eu tive uma visão, prédios, pessoas agitadas. Como um pedido de socorro, não sabia que clarevidência estava entre as propriedades do baralho.

-É nem eu, tem certeza que foram as cartas?

-Não. Pode ter sido outra coisa. Eu já sei pra onde ir! - André se lançou ao armário procurando seu uniforme.

-Ótimo, você vai responder a um chamado, visão o que seja... que nem sequer sabe de onde veio. Sabe, eu lembro que em 1800 eles inventaram algo chamado "policia" acho que ainda existe.


-Ainda existe, mas eu já te expliquei que hoje existem os chamados "super-heróis" e nós ajudamos as pessoas de uma forma que a policia não pode. É por isso que eu andei detendo criminosos caso você não tenha notado...além do mais eu fiz um juramento.


O espectro apenas revirou os olhos e se recolheu na forma da sombra de Jogo de Cartas. Ambos seguiram em direção ao evento Nova Capital Fashion Week.

Ciente da ação dos outros heróis, Jogo de Cartas pretende procurar por pessoas presas nos escombros em sua forma intangível, contando com a ajuda de Nybras para remover entulhos e se defender de criminosos se necessário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lâmina Negra

avatar

Mensagens : 235
Data de inscrição : 21/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qua Out 18, 2017 8:23 pm

Alguns instantes se passam e Daniel chega ao local, se deparando com o caos.

"Caramba, a coisa ta feia mesmo! Escombros e muita gente correndo apavorada, essa é Nova Cap... Fumaça!!"

Shinobi mal havia terminado de fazer seu comentário, ao ver a fumaça, logo vai em direção da mesma esquivando-se das pessoas fugindo, imaginando haver fogo, e talvez pessoas que precisassem de ajuda.
Logo se depara com um homem vestido como um pássaro, caído no chão e avista outro homem vestido num terno com uma arma na mão.

" Bom! Já venho para um resgate, sem estar com meu traje, até imagino o que o sensei diria... E pra melhorar tem mais homens armados se aproximando! Já sei, onde há fumaça, há fogo!! "

Shinobi estava sem seu traje e desprovido de suas armas ninja, mas lembrou-se de suas habilidades em manipular o fogo. Olhando para o "herói" caído, numa breve analise percebe que ele não demonstra medo em estar naquela situação mesmo aparentando estar ferido. Porém não o conhece e não sabe se ele poderia lidar com 5 homens armados contra si.

Então o jovem ninja se concentra um pouco tentando manifestar seus poderes de pirocinese, no intuito de drenar todo e qualquer foco de incêndio próximo e lança-lo em forma de ataque contra os bandidos, para pelo menos distraí-los enquanto as pessoas inocentes fogem.


Última edição por Lâmina Negra em Qua Out 18, 2017 9:21 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eulas

avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 06/08/2017
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qua Out 18, 2017 9:08 pm

De longe, consigo ver um povo saindo do desfile loucamente, continuo a andar em direção da multidão. Cada pessoa que passa do meu lado eu viro o rosto por segurança, apenas observo de leve cada um que está correndo, uma das cenas mais tensas que já vi. Em minha direção, vejo uma mulher com uma criança no colo desesperada, por um momento pensei que ela iria parar e pedir a minha ajuda, mas ela continuou correndo. Quando olho a criança passando por mim, vejo uma imagem que me paralisa, o lado esquerdo de seu rosto está totalmente coberto por sangue — provavelmente por causa de estouro de vidro, foi o que deduzi na hora. Tiro a touca e viro para trás para ver se aquilo que era real, olhando para o pequeno garoto, percebo que a situação é precária.

Chegando bem perto da entrada, fico na calçada da frente observando seriamente o que está acontecendo. Vejo um homem correndo com a mão direita levantada, magicamente uma lança aparece e ele vai para cima de alguns homens com arma.

“O que é isso? O que está acont…”

— Ei! Fica parado, porra! — diz o atirador, atravessando a rua.

— Calma! — Levanto a mão e observo que têm mais dois atiradores com ele. — Estou indo embora…

— Hoje é seu dia de sorte! Vaza!

Por um momento, pensei em ir embora, mas lembrando da mensagem que recebi e a imagem do garotinho em minha cabeça me fez tirar as luvas e ter coragem para combater. Olhei rapidamente para trás, os atiradores estão de costas para mim, foi nesse momento em que me virei e comecei a andar em suas direções.

Por alguns segundos consegui bolar um plano, eles estão um atrás do outro, a minha ideia é esticar o meu braço, batendo em suas nucas em sequência. Respiro fundo e estralo os dedos, assobio bem alto para chamar atenção, quando o primeiro da minha frente fez o movimento de olhar para trás, segundos atrás eu já tinha jogado o braço para cima deles. O que passa na minha cabeça é: “Será que irei conseguir derrubar os três de uma vez?”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amôn

avatar

Mensagens : 212
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 12:12 am

Um herói tem muitos deveres, ser um exemplo, preservar a lei, manter a ordem, mas o principal de todos, que ultrapassa qualquer outro, é salvar os inocentes, era esse o ideal que guiava o Cavaleiro de Aço enquanto ele disparava para ajudar aquela moça em perigo, esse seria seu primeiro salvamento e o seu sangue fervia, a adrenalina dominava, o foco total do herói era na mulher, seus braços se estendiam para ela, enquanto a velocidade do seu voo diminuía, até que... Dor!  
Era como se um pássaro que foi abatido despencasse, a armadura absorveu a maior parte da dor, mas um tiro é um tiro, e quando ele vem de surpresa, ele é capaz de te derrubar do ar, o choque no chão foi forte, e deixou Heitor um pouco tonto, mas ainda assim ele foi capaz de ouvir o bandido falar:

-Olha, para uma cidade famosa por seus heróis, você demorou muito, hein?


"Herói, eu sou um herói!"

Quando finalmente sua mente parou de rodar, o alado se focou e se voltou para a mulher caída no chão, sorriu para ela e estendeu seu braço para ajudá-la a se levantar com ele, quanto falava alto e formava um escudo em suas costas com ambas as asas metálicas, para proteger tanto a si quando a mulher de prováveis tiros.

-Olá, minha senhora! Eu sou o Cavaleiro de Aço! Vá! você e todos os civis... Fiquem em segurança e chamem as autoridades... Eu cuido do resto... - Falou alto Heitor, tentando parecer confiável para a mulher e em seguida se voltando para o bandido armado e abrindo suas asas de forma ameaçadora.

- Agora eu e você vamos brincar de verdade...


O Cavaleiro de Aço Alça voo, partindo para o combate, ele engaja contra terrorista, sua intenção era simplesmente a de dar uma volta com o seu corpo, dando um chute em forma de pouso no peito do inimigo.

- Olha, pra uma cidade famosa por heróis, você está muito arrogante, ein?

________________________________________________________________________
Fala: #006600

Amôn - Humano - Careca - Barbudo - Bodybuilder
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonar.

avatar

Mensagens : 287
Data de inscrição : 14/09/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 2:16 am

Essa não era a primeira missão de Sonar. Não exatamente. O garoto já esteve nas ruas ajudando seu mentor a lutar contra o crime algumas vezes. Porém agora cabia a ele a tomada de decisão que representaria o risco de vida dele e de outras pessoas dessa vez. Apesar do breve nervosismo ele transparecia estar seguro de si.

De acordo com seu treinamento, estava parado no telhado do hangar, preparando seu canhão para escanear o local e bolar seu plano de ação antes de agir quando foi surpreendido por um homem alado em uma armadura estranha investindo em meio à multidão. Observando-o, nota que aparentemente sua intenção também era ajudar àquelas pessoas em perigo. Após um rápido escaneamento utilizando ultrassom, mapeia o cenário daquilo que era visível a olho nu: O caos. A explosão aparentemente se tratava de um ataque terrorista e havia homens armados atirando em pessoas inocentes. Vinicius pode contar 5 deles, além de um homem que parecia liderar o ataque.

“Tudo bem, acho que já sei o que fazer. Preciso encontrar o encontrar o telepata que entrou em contato comigo anteriormente. Ele pode tentar acalmar as pessoas convencê-las a agir de forma mais organizada. Mas quem será ele”?


Tudo acontecia muito rápido e enquanto Sonar se preparava para descer e procurar o telepata que havia emitido o pedido de socorro, avistou o homem-alado sendo baleado fazendo com que o mesmo caísse ao chão enquanto seu atacante se preparava para o próximo ataque. Mesmo após ser atingido, o herói alado arqueou suas asas para proteger a mulher que tentava escapar da situação de perigo, orientando-a a fugir do perigo. Nesse instante o jovem herói resolveu deixar de lado o telepata por um instante e em uma ação conjunta, ajudar aquele herói que acabara de ser atingido a salvar a mulher e desarmar o vilão que para eles apontava sua arma.

Com um salto atirou seu gancho produzindo uma tirolesa estratégica para atingir o vilão que mirava o Cavaleiro de Aço, com a intenção de cair sobre ele e desarmá-lo com o combate corpo a corpo, desnorteá-lo com ondas sonoras emitidas pelo seu canhão de braço e deixa-lo para ser finalizado pelo herói alado, retornando a sua busca pelo telepata enquanto ajuda como puder as pessoas que tentam fugir do caos.

________________________________________________________________________
Sentinela Dourado - #ffcc00 - Dr. Incrível - #339999 - Sonar - #cc0000
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mestre

avatar

Mensagens : 824
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 10:26 am

Deivid, após ter emitido o sinal, tentava de alguma maneira acordar Flora. Ele sentia que havia pessoas presas nos escombros, e torcia para que a cavalaria tivesse recebido seu sinal telepático. Ele se concentra na sua amiga, entrando em contato com a mente dela. A situação não era a ideal.
 
Enquanto isso, Cavaleiro de aço se ergue. O homem com o fuzil dá um sorriso.
 
O que vai fazer, passarinho? Vai voar?
 
Nisso, ele atira mais uma vez. Porém, o Cavaleiro se defende com suas asas. Porém, o herói alado se prende naquilo que pretendia fazer desde o início: Ajudar os inocentes. Ele dá as costas para o atirador e se volta para a mulher que tencionara salvar. Ele se afasta levemente e estende a mão para a mulher, surpresa.
 
-Olá, minha senhora! Eu sou o Cavaleiro de Aço! Vá! Você e todos os civis... Fiquem em segurança e chamem as autoridades... Eu cuido do resto...
 
Ei, não dê as costas para mim!
 
Nisso, Sonar já descia pela sua tirolesa improvisada, e sua ação de desarmar o atirador foi muito bem executada. Ele já desce acertando a mão do vilão, fazendo-o largar a arma. Sem dar tempo dele notar o que aconteceu, dispara uma rajada sonora. Talvez pela proximidade, o efeito é maior do que o herói imaginava e faz com que o inimigo voe uns cinco metros até beijar o chão, desacordado. Quando Cavaleiro de Aço se vira para defender-se do vilão, apenas observa Sonar dominando a situação.
 
Os dois escutam um grito próximo a eles. Era o Shinobi Vermelho, usando seus poderes pirocinéticos para tentar absorver as chamas que consumiam o local. Enquanto isso, outros atiradores se aproximam. Eis que são surpreendidos pelo ataque de Atieno. Ele ataca com sua lança, jogando-a contra um dos atacantes. Ela o acerta no peito, fazendo-o cair desacordado no chão. Próximo dali, Eulas tenta atacar três atiradores ao mesmo tempo, com suas mãos elásticas. Porém, eles conseguem se desvencilhar do seu ataque.  Agora os três atiradores restantes apontam armas para os heróis e atiram. Seriam três mesmo?
 
Do alto de alguns entulhos, Ironia tenta mirar em um dos bandidos. Sua mente está um tanto perturbada. A voz feminina em seus ouvidos não parava de falar, e ele se desconcentra um pouco. Até que dá um grito:
 
CALABOCA! TO TENTANDO SALVAR O DIA!
 
Nisso ele atira. Certeiro na cabeça de um deles. Sem perceber de início que possuem um jogador a menos, eles atiram. Um deles em Eulas e outro em Atieno. A Bala atravessa o ombro do herói de Hodari, fazendo-o gritar de dor e largar a lança, que desaparece. Eulas teve um pouco mais de sorte, pois a bala atravessa seu antebraço elástico. Ainda assim, ele sente seu membro formigar.
 
Shinobi Vermelho grita de dor. Era uma tarefa mais forte do que pensava, e ele não conseguia controlar a força das chamas. Até que ele se esgota, caindo de joelhos no chão. Era melhor uma outra estratégia.
 
Enquanto isso, Deivid entra em contato com os presos nos escombros. Ele fala mentalmente que o reforço estava a caminho, que logo estariam salvos. Até que um sorriso se abre em seu rosto. Realmente, o socorro chegara. Jogo de Cartas começa a resgatar os presos nos escombros. Mel acorda neste momento.
 
O que houve, Deivid?

Não sei, mas acho que as pessoas neste hangar precisam da gente!
 
Enquanto isso, o que parecia ser o líder se volta para os heróis.
 
Eu esperava que vocês, heróis, aparecessem para salvar o dia. Mas esperava algum herói com mais peso do que meros aprendizes. Vocês servirão de exemplo para esta cidade infiel. Seus anos convivendo com seus “heróis” irão acabar, pois os Purificadores irão acabar com esse lixo genético!
 
Nisso ele bate em seu peito, e tentáculos mecânicos saem de suas costas.
 
Dados Rolados:
 


Missão: 
Deter Líder ND:?
Salvar pessoas: ND 20
Deter Atiradores ND 4 cada (dois restantes)

PRASO DE POSTAGEM: Até 19h de Amanhã, dia 20.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Atieno

avatar

Mensagens : 1113
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 12:08 pm

— YEEEAAAARGHH!!

A dor. A queimação. O impacto contra o chão. Apesar de ter conseguido derrubar alguém, acabei tomando um disparo contra o ombro. Olhei para o lado, vi o sangue vertendo pelo buraco de bala, e gelei imediatamente. Tentei mover o braço, mas a dor era intensa, forçando-me a cobrir o buraco com a mão esquerda, em puro reflexo.

"Essa parece ter doído, hein?"

— Ele me baleou, porra! Isso arde demais! Acha que só parece ter doído, Hodari??

"Sabe, Atieno, se quiser, eu posso propor-lhe uma troca e..."

"Hodari, não é a hora ainda."

"Hora de que?? O que que você quer me propor? ARGH, como isso dói!"

"Outra hora eu explico, hehe..."

Piscava com força, sentindo muito a dor, algo que nunca senti antes na vida. Olhava para os lados, mal ouvia o discurso típico do vilão.

"Atieno, você pode evocar mais algumas habilidades minhas. Deixe-me testar algo primeiro, e depois eu te ensino como fazer direito"

"Argh! Tudo bem, só faça logo isso!"

Após o aval, senti novamente uma forte dor, apoiando-me no chão com as mãos. Olhei para baixo, e me assustei ao ver garras surgindo nos meus dedos, além de outras garras rasgarem o tecido de meus tênis. Senti todos os meus sentidos se apurarem e, mesmo sem ver, sabia que meus olhos estavam alterados, e exatamente iguais aos do leopardo negro. E sentia-me focado. Tinha um alvo, o cara com os tentáculos metálicos saindo das costas. O que seria o grande chefe.

"Esse poder..."

"O poder é bom, não é? Confessa que nunca sentiu nada assim na vida, Atieno"

"Eu é que não vou falar isso, Hodari. Nem sonhe com esse momento"

Uma risada surgiu na minha mente, só que num tom bem diferenciado, exatamente como se pode imaginar um leopardo rindo.

"Sua risada é estranha"

"Hehe, é que eu gosto de voltar à ativa. Faz tantos anos, Atieno... agora, vá pra cima deles, guerreiro!"

Acenando, me levanto, ainda sentindo a dor no braço. Tirando a mão do ombro ferido, imito um grunhido e parto pra cima do chefão, utilizando minha agilidade aprimorada para tentar cortar alguns de seus braços extras com minhas garras recém-adquiridas.

"Cuidado com a retaguarda!"

Como contra-ponto, mantenho minha audição aguçada para detectar algum possível ataque a tempo de me esquivar com o poder da super agilidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 551
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 9:34 pm

Os sons de tiros não assustaram o jovem herói que mantinha sua forma intangível a todo momento. Porém haviam pessoas ali que podiam se ferir no fogo cruzado caso os heróis não fossem capazes de deter os criminosos. O jovem sentiu um grande alívio ao encontrar pessoas vivas, não havia tempo para questionar quem havia enviado a mensagem telepática, apenas deveriam procurar socorro imediatamente.

-Por favor, quem consegue se mover, vocês precisam sair daqui e procurar ajuda!... Nybras me ajude a remover mais escombros.

-Qualé muleque.... eu pensei que seu juramento fosse "punir o mal" não ficar tirando os profanos da mira deles. Vamos pegar esses bandidos, quero um pouco de diversão! - Disse Nybras destacando suas garras e abrindo seu sorriso macabro.

"Mas que merda Nybras...eu preciso da sua ajuda aqui...mas talvez você tenha razão, esses criminosos vão causar mais estrago se eu não ajudar logo"


André respirou fundo e ouviu o discurso de deboche do homem com os têntaculos mecânicos, era claro que ele era o responsável por tal calamidade, e deveria receber seu karma imediatamente.

-Ok...que os deuses tenham piedade desse homem, pois eu não terei. - Imediatamente o jovem feiticeiro evocou o poder de suas cartas, em especial o ás de espadas, pronto para lutar ao lado de Nybras.

-Finalmente...

Acreditando que Nybras irá usar de sua umbracinese e suas garras para atacar das sombras. Jogo de Cartas pretende uma abordagem mais direta, se  concentrando em projetar seus escudos de energia para proteger demais pessoas de tiros ou golpes dos tentaculos, e a intangibilidade para não ser atingido. Além disso irá atacar com rajadas misticas o Líder do grupo.

________________________________________________________________________
#990066
#33ccff
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amôn

avatar

Mensagens : 212
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 9:50 pm

Bam! Bam! Bam!  

O som dos tiros atingindo as asas do Cavaleiro de aço era ensurdecedor, o clima do local era caótico, mas o herói tinha uma prioridade, tirar aquela moça dali, e ver o medo do rosto dela se tornar em esperança era toda a força que ele precisava. Outro som alto ao fundo, mas quando Heitor se virou agora quem caía era o bandido, graças à o que parecia ser um outro herói vestido de vermelho, o agradecimento se resume à um aceno de cabeça, pois enquanto isso acontecia, mais outro dos terroristas caía, agora a locação do evento caótico estava lotada de super seres, que provavelmente ouviram o mesmo chamado que ele próprio e vieram ajudar, alguns usavam roupas normais, era bom saber que ele não estava sozinho naquela batalha, mas também era necessária muita atenção para que não acabassem atrapalhando uns aos outros.

O Cavaleiro tomou um segundo para avaliar a situação, diferenciar inimigos de aliados, até que:

-Eu esperava que vocês, heróis, aparecessem para salvar o dia. Mas esperava algum herói com mais peso do que meros aprendizes. Vocês servirão de exemplo para esta cidade infiel. Seus anos convivendo com seus “heróis” irão acabar, pois os Purificadores irão acabar com esse lixo genético!  
Um dos terroristas se exalta e aciona um dispositivo que faz com surjam braços mecânicos de suas costas.


"Sério? Fanáticos religiosos? Que inovador! Já derrubei mais de um grupo desses no meu tempo... Bem, clichê ou não estão bem armados e pondo essas pessoas em risco, precisam ser eliminados."

Um rápido olhar tático pela cena faz com que o Cavaleiro perceba a movimentação, viu que uma jovem com garras e postura felina estava partindo para o ataque contra o líder, percebeu uma brecha para ser explorada ali, e confiando que os outros 2 capangas iam ser derrubados pelos outros heróis, O Cavaleiro decide atacar o líder.

-Ei você! - Heitor aponta para o herói que o ajudara. - Ajude as pessoas a saírem daqui o mais rápido o possível, não podemos deixar elas se ferirem!

Depois o herói parte em voo máximo para cima do terrorista dos tentáculos, mas desta vem coma atenção total nos arredores, para tanto se defender de qualquer ataque quanto para agir em conjunto com quem mais fosse atacar seu alvo.

Seu objetivo era simples, aproveitar a distração do Felino e dar um direto no inimigo, garantindo assim que pelo menos toda a tenção do inimigo se volte para ele.

________________________________________________________________________
Fala: #006600

Amôn - Humano - Careca - Barbudo - Bodybuilder
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eulas

avatar

Mensagens : 26
Data de inscrição : 06/08/2017
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 9:52 pm

“Merda!”

Meu plano deu errado, tudo que planejei durante segundos veio a tona no mesmo tempo. Pela primeira vista eu vi o homem que tirou uma lança magicamente sangrando, só depois fui sentir a bala no meu antebraço. Não doeu o quanto eu pensava, mas um formigamento estranho está passando pelo meu braço — talvez se eu não tivesse esse poder a consequência seria pior.

Algumas coisas aconteceram, por incrível que pareça um atirador morreu, depois de uma rajada que eles deram. Não sei o porque, mas sinto uma confiança, percebo que tem gente ajudando de algum lugar. Muitas coisas que estão acontecendo eu só olhava por televisão, agora percebo que estou vivendo essa realidade. Um homem estranho começou a fazer um discurso, ele parecia indefeso por um momento, mas quando ele bate em seu peito e sai tentáculos a minha primeira impressão muda na hora.

“Relaxa, pensa, têm gente ajudando, não tente fazer tudo.”


Observo o momento, penso em ir direto no homem de tentáculos, mas preciso primeiro resolver o que eu causei. A confiança aumenta e a minha mira vira o rosto do atirador que está próximo de mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lâmina Negra

avatar

Mensagens : 235
Data de inscrição : 21/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Qui Out 19, 2017 10:11 pm

Shinobi mantem as chamas por um tempo sob controle, mas pela dor que sentiu precisaria de mais pratica para dominar o fogo. Pelo menos o homem pássaro, que havia se apresentado como Cavaleiro de Aço se levantou, e o homem que o ameaçava foi ao chão com um estrondo sônico de outro herói que havia chegado. Isso foi o pouco que deu pra raciocinar em meio a dor de cabeça.

"Acho que não vou poder usar meus poderes por um tempo, mas preciso continuar a ajudar de alguma forma!"

Agora o líder se manifestou, e ainda há dois de seus capangas de pé. O Homem animal, na qual Shinobi observa se feriu, mas mesmo assim partiu para cima do chefe numa tentativa de ataque. Os outros heróis ali se posicionam e começam a agir. O Ninja começa avaliar a movimentação dos demais. Um dos heróis que começa agir, parece ter poderes mágicos e se lança em direção do líder daqueles terroristas. O Cavaleiro de aço após um tempo parado alça voo também para cima do cara de tentáculos. Shinobi se apressa em buscar uma forma de agir.

"Um ninja sem suas armas convencionais, ainda é um ninja!"

Pensa o garoto, lembrando dos ensinamentos de seu Sensei, enquanto busca se recuperar da dor de cabeça. Ao olhar em volta procura algum cano solto ou objeto que possa usar de bastão, visando atacar e tentar desarmar ou abater um dos capangas do homem com tentáculos, que a essa altura possivelmente teriam a atenção voltada para os demais heróis já agindo. Aproveitando-se da distração, se não encontrar nenhum objeto, Shinobi numa manobra de acrobacia ou se aproveitando da fumaça e escombros, para se esconder e proteger tentara alcançar por trás um dos capangas, tentando também o nocautear com um golpe na nuca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ironia

avatar

Mensagens : 416
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Sex Out 20, 2017 4:26 pm

Pedro Ficou surpreso com o tiro que acabou de dar. Naquela distância, um atirador profissional ficaria boquiaberto. Ele apenas ignorou e se escondeu pra trás de um pedaço de parede que ainda não caiu. Sorte não tem o costume de se repetir.

Já faz um bom tempo em que ele não sente essa emoção de estar em um tiroteio. Ele ouve balaz zunindo para todos os lados, gritos de gente ferida, alguem gritando ordens... Parecia que ele estava de volta aos seus tempos de detetive do DPNC. Pedro estava pronto para entrar em ação. Já tinha feito isso antes. Seu corpo age conforme seu treinamento policial manda, quase que automático. Quando ele se levanta...

... Ele percebe que 2 herois já estavam no controle da situação.

- Ah... Ok.

Ele procura pelos outros 2 capangas que sobraram, mas Pedro logo vê que ambos já estão caidos. Ele quarda as suas pistolas, concluindo que o resgate e os bombeiros chegariam a qualquer momento. Quando se vira para voltar para o carro, ele ouve uma voz:

"Não vá..."
- Eu esperava que vocês, heróis, aparecessem para salvar o dia. Mas esperava algum herói com mais peso do que meros aprendizes. Vocês servirão de exemplo para esta cidade infiel. Seus anos convivendo com seus “heróis” irão acabar, pois os Purificadores irão acabar com esse lixo genético!

Ironia assiste a transformação de homem-lunático para homem-lunático-com-tentáculos-mecanizados e dá um suspiro cansado. Ele não queria isso, pelo menos não a essa hora da noite. Queria voltar pro carro, tomar seu remédio, usar uísque pra empurrar os comprimidos e dormir. Mas. no momento. isso não era uma opção.

Analisando o vilão, Ironia saca uma de suas armas e a segura com as duas mãos, mirando no alvo, ele usará de seu treinamento e percepção para localizar um ponto fraco e, agindo com paciência, espera ter uma visão limpa do alvo para atirar.

________________________________________________________________________
RPG - A Marca:
 


Ironia - #ffff00
Voz na cabeça do Ironia - #ffff99
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sonar.

avatar

Mensagens : 287
Data de inscrição : 14/09/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Sex Out 20, 2017 7:31 pm

Sonar desarma o bandido que mirava em Cavaleiro de Aço com mais eficiência do que esperava. Nem precisou contar com o outro herói para finalizar o bandido, porém o tempo de apresentações entre eles foi interrompido pelo grito de um pirocinético que vestindo uma máscara de trapos, aparentemente tentava conter o incêndio com seus poderes. Um aceno de cabeça foi o suficiente para o momento. Viu após isso outros heróis que ali estavam se manifestando para conter os inimigos remanescentes. O plano do ruivo não era muito claro para Vinicius e sua atitude precipitada o fez presenciar um dos defensores ser baleado no ombro. Sem ver o autor do disparo, vê que um dos três capangas que sobraram é baleado com precisão na cabeça. Pessoalmente, Sonar não aprovava heróis que matavam e considerava que isso os fazia tão criminosos quanto aqueles que eles caçam.



Sem muito tempo para pensar, o mais jovem herói em cena presencia assim como os demais o surgimento de tentáculos mecânicos nas costas do que aparentava ser o líder dos demais vilões. Os dois homens que restavam ainda miravam nos heróis. Ao ver vários indo em direção ao vilão principal, achou possível que os capangas tivessem uma deixa para um tiro fácil na retaguarda dos heróis, partindo em disparada aos mesmos. Sua intenção é utilizar seu gancho para desarmar um deles, e nocautear o outro com o canhão sônico, partindo para o combate corpo a corpo com o primeiro, desarmado.

________________________________________________________________________
Sentinela Dourado - #ffcc00 - Dr. Incrível - #339999 - Sonar - #cc0000
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mestre

avatar

Mensagens : 824
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   Dom Out 22, 2017 4:07 pm

O Hangar, antes um local para eventos, havia se tornado um campo de batalha. O Líder dos autoproclamados Purificadores avançava ameaçadoramente com seus tentáculos contra os heróis presentes. Seu primeiro alvo foi Cavaleiro de Aço.


Dados:
 


O tentáculo acerta uma parte mais vulnerável da armadura do Cavaleiro: sua boca. Dentes se quebram é parte dos lábios se cortam, fazendo o herói sentir uma dor angustiante! O tentáculo o empurra violentamente contra o chão.

O próximo a ser atacado, quase imediatamente, é sonar.


Dados:
 


O próximo ataque era para Atieno. Ele escuta o movimento dos tentáculos indo em sua direção e também consegue escapar desviando do ataque.


Dados:
 


O tentáculo avança impiedosamente contra Eulas. Porém, como não está concentrado o suficiente, o Líder do grupo não foca no inimigo e o tentáculo acaba passando longe. Para piorar a situação, uma viga que estava enfraquecida pela explosão se rompe e cai no tentáculo, prendo-o no chão.


Um dos atiradores dispara contra Shinobi Vermelho.


Dados:
 


A bala atravessa a cocha esquerda do ninja, que imediatamente cai no chão com muita dor. Eulas aproveita a deixa para atacar.


Dados:
 


Ele estica seus braços com velocidade e consegue nocautear o atirador que atacou Shinobi. Não tão longe dali, Jogo de Cartas terminava mais um salvamento. Nybras, então, começa a questionar suas ações.


Qualé muleque.... eu pensei que seu juramento fosse "punir o mal" não ficar tirando os profanos da mira deles. Vamos pegar esses bandidos, quero um pouco de diversão! - Disse Nybras destacando suas garras e abrindo seu sorriso macabro. 

"Mas que merda Nybras...eu preciso da sua ajuda aqui...mas talvez você tenha razão, esses criminosos vão causar mais estrago se eu não ajudar logo"

André respirou fundo e ouviu o discurso de deboche do homem com os têntaculos mecânicos, era claro que ele era o responsável por tal calamidade, e deveria receber seu karma imediatamente. 

-Ok...que os deuses tenham piedade desse homem, pois eu não terei.


Dados:
 


Enquanto isso, o líder do grupo tentava soltar seu braço mecânico . Nisso, ele sente o local começar a ficar bem escuro. E sente seu rosto ser rasgado por dedos invisíveis. Nybras ria desdenhosamente de sua vítima, que tentava sem sucesso se desvencilhar de suas mãos sombrias. Nisso, o enigmático Jogo de Cartas surge em sua frente, disparando uma rajada no mesmo. Mas ele se esquiva a tempo, recebendo apenas parte dos danos.

Sonar já pretendia lutar contra os dois atiradores, mas vendo que um deles já havia sido abatido, resolve finalizar o outro antes que atacasse mais pessoas.


Dados:
 


Ele o desarma com seu gancho e parte para o ataque. O bandido tenta dar um soco, que é desviado pelo jovem herói e retribuido com um ganho de direita e um chute bem dado no peito, fazendo o atirador cair pra trás, desnorteado.


Shinobi vermelho sofria com seu ferimento. Sua vontade era de se vingar, mas viu que o oponente já havia sido detido. "Idiota" pensa ele. Sente raiva de si mesmo por ter falhado novamente. Mas ele se lembra de seus pais, que dependiam dele. Então... Era hora de se erguer! Ele procura algo para se apoiar. Até que uma mão se estende para ele. 


Você está bem?


Era ela. A super modelo e ex-heroína, Flora. Apesar do momento, e mesmo estando visivelmente ferida, não deixava de ser bela. Até que os dois segundos de fascínio acabam e o constrangimento surge. "Ela lhe deu a mão! Levanta, idiota" ele pensa, até aceitar a ajuda.


Dados:
 


Ironia, escondido em um dos escombros, se concentrava para tentar dar mais um tiro certeiro. Quando estava certo de ter a oportunidade, uma voz feminina em seu ouvido...


"Eu te amo..."


Ele de distrai por uma fração de segundos, mas o suficiente para dar um tiro não tão eficiente. O tiro acerta apenas um dos tentáculos.


Sonar já havia abatido seu oponente, e se voltava para o Líder, mas uma voz o para.

-Ei você! -Fala o Cavaleiro de Aço, se erguendo do chão e com a boca ensanguentada- Ajude as pessoas a saírem daqui o mais rápido o possível, não podemos deixar elas se ferirem! 

Aquelas palavras inspiradoras, além de ver o esforço do herói depois de um ataque tão brutal, o faz repensar o que ia fazer. O herói alado se ergue e ganha voo. Ele observa o ambiente a sua volta. O líder recebe o ataque de Jogo de Cartas. Mesmo com a habilidade do mago, seu adversário era esguio e se desviava dos ataques. Ele vê Atieno, no que parecia estar num diálogo interno. Seria o telepata misterioso?

Atieno tinha um plano ousado: destruir os braços mecânicos de seu adversário.

Dados:
 

Ele se move com a agilidade de uma pantera, desviando-se dos braços mecânicos. Aproveitando-se de um passo em falso do vilão, ele usa suas garras, destruindo o tentáculo. Ele consegue mais um ataque bem sucedido com outro tentáculo. Dessa vez, ele acerta uma área de fiação hidráulica, e gera um curto que afeta o Líder, que sente um choque paralisante.

Eu não vou ser derrotado por um bando de aberrações! Eu vou...
Dados:
 

Mal dá tempo de terminar sua fala. Cavaleiro de Aço da um rasante e acerta em cheio o rosto do líder dos Purificadores. Este cai ao chão, visivelmente esgotado e com alguns dentes faltando. Um pouco tonto, ele se levanta com a ajuda do único tentáculo inteiro. A sua frente, Cavaleiro de Aço, Jogo de Cartas e Atieno o encaram, prontos para briga.

[size=33]Seus vermes! Eu não irei cair perante vocês! Eu vou... Vou...[/size]

De repente ele começa a babar e cai de cara no chão.

Desculpem, esse papo dele tava me irritando.

Logo acima os heróis observam Estelar, já com seu uniforme.

Obrigado por atenderem prontamente meu chamado. Vocês são novos, não?

Olhando ao redor, ele dá um suspiro de alívio.

Se sairam muito bem. Se não fossem vocês, mais gente podia ter morrido aqui. Mas vamos deixar as apresentações pra depois, ainda a gente nos escombros precisando de ajuda.

Os heróis se unem, então, para salvar o restante das pessoas afetadas. Ambulâncias chegam para amparar os feridos, incluindo os heróis. Ironia parte silenciosamente antes das autoridades chegarem.

No dia seguinte, os jornais não falavam de outra coisa: grupo novo salva o NCFW de atentado terrorista.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [FHVERSO] - Desfile de confusões   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[FHVERSO] - Desfile de confusões
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: Fábrica de Heróis :: Crônicas-
Ir para: