InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Capítulo 1 - O Despertar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Capítulo 1 - O Despertar   Seg Jan 16, 2017 12:29 pm


O cheiro. De todos os sentidos que possam lhes incomodar, o olfato é aquele os desperta de seu desfalecimento. O fedor de fezes queima nas narinas, misturado ao aroma de musgo e ao gosto de sangue impregnado na garganta.

O tilintar de metais ecoa no local junto a gritos abafados vindos de longe, reverberando aos poucos nos ouvidos. O chão gélido e áspero, de onde todos se levantam, é escavado em pedra, enegrecido pelo acúmulo de carvão e fluidos corporais.

A visão demora a retornar, em alguns mais do que em outros. A luz, que não é muito presente no local, vem de uma tocha que ilumina o ambiente e a todos que se encontram nele. Vocês percebem que não estão sozinhos. Vocês se entreolham desconfiados, mas não sentem medo uns dos outros.

OFF: As desvantagens Monstruoso e Má Fama não fazem efeitos entre os jogadores.

Aos poucos, com a iluminação trêmula da tocha, vocês notam grades e correntes feitas em metal rústico. O local é uma cela.

Um ambiente de poucos metros quadrados escavado em pedra, as paredes da gruta são irregulares e terminam numa grade metálica, forjada com barras tortas de espessuras diferentes. Vocês notam correntes penduradas conectadas a algemas, mas ninguém está preso à elas.


Um a um, vocês se dão conta de que não sabem onde estão ou como vieram parar neste local. Não se conhecem, mas também não parecem ser totalmente estranhos. Não se lembram o que faziam, ou se tem parentes e amigos, mas lembram de seus próprios nomes.

Todos trajam vestes sujas, feitas em algum tecido pobre. É possível se notar manchas de carvão e sangue. Alguns ferimentos pelos corpos de todos, mas nenhum é grave são apenas alguns arranhões e contusões.

A tocha se encontra do lado de fora, fincada em uma haste de metal presa a parede frente a cela, fora de alcance de quem está do lado de dentro. Ao encostar na grade é possível ver se tratar de um corredor do lado de fora, com mais tochas seguindo por um caminho também escavado em pedra.

BLAM!

Um golpe quebra o clima de descoberta. A espada vibra junto ao metal da grade.

- Uklubagh! Moblatcha Kho Blacch!

Alguém grita em uma língua estranha a todos vocês do lado de dentro da cela. O golpe não infringiu nenhum dano, parece ser apenas um aviso.


Pela boca rachada do indivíduo é possível notar duas presas emergindo pelos cantos, entrando em contato com o nariz de javali. Um Orc de quase dois metros de altura, com uma vestimenta rústica parece ser o carcereiro do local, ele se vira e caminha pelo corredor até sumir da vista.

OFF: Vocês tem até 17/01 ao 12:00 para a postagem.

________________________________________________________________________




"Isso é apenas uma máscara. Um símbolo. Quem está por trás dela é que realmente importa."

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Farai

avatar

Mensagens : 64
Data de inscrição : 11/08/2015
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Seg Jan 16, 2017 2:50 pm

A dor é forte o cheiro ainda mais, despertado pelo bater forte de metais e o grito raivoso de alguém, Farai se apercebe que não consegue ver. Ajoelhado leva as mãos até o rosto e percebe o motivo de sua cegueira, seus olhos estão inchados como se tivesse levado uma grande surra.

De pé, ele caminha tateando até esbarrar, nas grades da gaiola. Apesar de não ter lembranças recentes ou antigas, ele sente seu sangue como que queimar, sua respiração fica rápida.

Na tentativa de se acalmar ajoelha-se mais uma vez e arrisca comunicar-se com quem esteja a sua volta...

- Quem está ai?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mestre

avatar

Mensagens : 731
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Seg Jan 16, 2017 4:28 pm

Evan desperta com o terrível mal cheiro do local. Num movimento natural, procurar tapar o nariz, assim ele percebe o sangue que escorre do mesmo. Ele abre e fecha os olhos demoradamente, para se acostumar com a luz e a dor de cabeça.

Uhhh... Sério? Eu bebi alguma coisa ontem?

Então é ai que se dá conta de que não lembra nada sobre si mesmo. E isso o assusta! Ele, que até o momento estava deitado, resolve reunir um pouco de forças para poder se levantar e ver onde está e o que estava acontecendo. Ele olha para os lados e vê vários desconhecidos... Ou não?

Eu acho que conheço aquele cara de algum lugar...  - pensava ele - Quase certeza. E aquela ali... Ah, uma meia elfa! Vamos povoar esse mundo com meio elfosinhos? E quem é aquele... DEUSULIVRE! - esta ultima palavra ele fala em voz alta. Acabara de se deparar com um "homem-tigre".

Nesse momento, ele se assusta novamente com o barulho que o Orc faz na porta. O monstro resmunga qualquer coisa e vai embora. É nesse momento que percebe que está preso. Ele escuta a voz de um de seus companheiros de cela, perguntando "Quem está ai?", o qual responde:

Quem está ai? É sério que você se preocupa com isso? Eu quero saber o que eu estou fazendo aqui, e por que não lembro nada do que fiz antes? Alguém ai sabe me dizer?

É estranho, mas depois do susto inicial, ele já não tem medo do "homem-tigre". Nem do "Homem-Dragão" ou dos outros feiosos em sua cela. O susto foi só do efeito surpresa, e não por sua aparência como um todo. Pareciam velhos conhecidos, embora ele não soubesse dizer ao certo de onde os conhecia. Em sua mente, só queria sair daquele lugar e lembrar quem era. Isso era realmente assustador!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 518
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Seg Jan 16, 2017 4:39 pm

O cheiro nauseante despertou em suas narinas, uma sensação de que tudo ao seu redor estava errado tomou conta de si e por alguns segundos seu coração martelou em seu peito.

O estado de alerta foi substituído por um certo conforto ao perceber que não estava sozinho naquela cela angustiante. Bufou levantando uma pequena nuvem de poeira. Zadrak, era esse seu nome? Se perguntou, até ter certeza de realmente era.

Olhou para as pessoas ao seu redor, sem ter certeza se lhe eram familiares. Talvez o fato de possuir braços e pernas, fosse a unica característica que compartilhava com aqueles seres, no mais, era completamente diferente.

Zadrak se levantou olhando para suas vestes "Esse sangue é meu, ou de outro infeliz?" Se perguntou, tinha pequenos ferimentos pelo corpo, nada grave.

BLAM!

- Uklubagh! Moblatcha Kho Blacch!

O draconato não pode entender nenhuma palavra, mas notou de imediato que aquele Orc era seu carcereiro. Soltou um leve rosnado ao encarar a criatura e tentou se lembrar se já havia encontrado com Orcs antes, mas nada lhe veio a mente.

Atrás dele outros já estavam despertos, optou por ficar em silêncio até entender o que diabos está acontecendo.


Última edição por Zadrak em Seg Jan 16, 2017 5:17 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Atieno

avatar

Mensagens : 1066
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Seg Jan 16, 2017 5:04 pm

Jasper acorda bruscamente, assustado e ofegante, graças ao odor fétido das fezes que penetrou em seu focinho. Inclinado, sentiu as dores tomarem conta de seu corpo, desde a cabeça até a cauda. Tossiu um pouco, sentindo o gosto de sangue na garganta, mas não conseguiu cuspir nenhum líquido viscoso avermelhado.

— O... onde estou? - murmura o Kemono, levando a mão à cabeça e percebendo uma coisa: não enxergava nada ainda.

Piscando os olhos, procurou uma fonte de luz, olhando ao redor até ver a tocha que ilumina a área. Viu também as grades, e viu as roupas — se é que tais trapos podem ser classificados como tal — que usava. Viu também as manchas de sangue e os arranhões por entre sua pelugem alaranjada. Estava preso, ferido, e tinha manchas negras e avermelhadas contrastando por suas vestes. Cheirou-as, e percebeu que era carvão e sangue. Mas, a maior pergunta era: que teria acontecido para ter ido parar ali? Jasper não se lembra de nada do que aconteceu ontem. Ou melhor, não se lembra de nada do que aconteceu em qualquer momento de sua vida. Sabia apenas o próprio nome, e que é um Kemono tigre.

Levantando-se, equilibrou-se sobre as duas patas, e viu melhor que não estava sozinho, haviam ali outros três acordados — dois humanos e um draconato — e haviam outros três caídos, sendo que não conseguiu identificar que espécie era um deles — viu que os outros eram um humano e uma meio-elfa. Não sentiu medo, ao contrário, até pensou reconhecer alguns deles, mas a falta da memória venceu. O grito do humano teria o feito rir, se a situação fosse outra.

— Ninguém aqui sabe de nada? — Jasper pergunta, desesperançoso.

Não tarda para o estrondo acontecer. Os sons do metal das celas e da vibração da espada chegam aos ouvidos do Kemono como dardos num alvo, e assustam-no, o fazendo virar a tempo de ver um Orc, trajado rusticamente e com a espada em mãos, falando em uma língua estranha.

Jasper não ousou responder na hora, limitando-se a emitir um grunhido quando o Orc deixou a frente da cela. De pé, limitou-se a observar seus "companheiros", coçando o pescoço com a mão.

— Pois bem... creio que tenhamos que nos apresentar, não?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Amôn

avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Seg Jan 16, 2017 11:48 pm

O cheiro acre e podre penetrara tão fundo nas narinas de Amôn à ponto de faze-las arderem como em chamas, das varias sensações que tomaram seu ser naquele momento, com certeza as mais predominantes eram solidão, repugnância e confusão. "Mas o que?!?"
Toda aquela situação não fazia o menor sentido para o homenzarrão, que no impulso de querer se livrar da imundice onde se encontrava, tentou erguer-se num movimento brusco, quando foi tomado pela dor, que predominantemente tomavam suas costelas, cabeça e pernas, apesar do baque, depois de um abafado grunhido de dor e muito esforço, o homem conseguiu enfim levantar.  

Foi só então, mesmo tonto e com a luz da trocha incomodando seus olhos que Amôn percebeu que não estava sozinho naquela situação, apesar de serem todos desconhecidos (Tal qual todo o seu passado era), nenhum deles lhe causava estranheza, e traziam certo conforto e confiança em meio aquele tornado do confusão. Ficou ao canto ouvindo todos os questionamentos, ainda tentado se recuperar, quando o estrondo de uma espada empunhada por um orc não muito mais alto que ele chamou a atenção de todos, a espada se chocara uma grade, do que lhe o rapaz agora percebia ser a sua cela, aquele provavelmente era o seu carcereiro, foi então que Amôn olhou ao seu redor e contou:

- Três... seis, sete... Somos sete - falou ele num murmuro baixo, apontando para os outros depois para si mesmo, fazendo mentalmente as mesmas perguntas que todos os outros, mas suas divagações foram interrompidas por uma frese:  

— Pois bem... creio que tenhamos que nos apresentar, não? - As palavras vinham de um homem-tigre.

Após um breve momento de silencio, Amôn tomou a frente enquanto coçava a barba e tomando de uma voz forte para ser bem ouvido:
- Er... Eu me chamo Amôn, e infelizmente é tudo que sei...

Ele não sabia muito o que dizer ou o que pensar, por algum motivo, queria parecer bom, mas toda aquela confusão lhe limitava a mente, então se limitou a poucas palavras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ironia

avatar

Mensagens : 396
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Ter Jan 17, 2017 1:14 am

Batidas...

- Uklubagh! Moblatcha Kho Blacch!

Batidas altas...

Foi o suficiente pra me despertar com dor de cabeça, falta de memória e mal-humor. Fora o cheiro repugnante de fezes, mofo e terra molhada. Onde estou? O que está acontecendo? Quem sou eu? Quem sou eu...

- Eu sou Camir. -Eu disse mais para mim mesmo, ainda no chão.

Um problema a menos. agora resta saber a resposta das outras perguntas. Tento me levantar, com pouca dificuldade e me apoio na parede mais próxima. Maldita dor de cabeça! A dor é sentida atrás dos meus olhos, na minha testa e no topo da minha cabeça. Onde eu estava antes disso? O que eu fazia? Não consigo pensar direito...

Eu me viro em direção a porta e encontro mais pessoas. Pessoas não iguais a mim, mas parece que estão na mesma situação. Mesmos farrapos, feridas e situação. Apesar do breu, consigo enxergar bem até. Um draconato, um kemono, três humanos e uma meia-elfa, ainda no chão. Não vejo perigo neles. Não sinto perigo neles. Acho que conheço eles, mas não sei. Quem são eles? Como viemos parar aqui? Maldita falta de memória...

- Uklubagh... Moblatchakho... Blacch... - Tento sussurrar, pois sinto que conheço isso. Talvez algo vem na cabeça, pra variar.

Parece uma cela. Não. É uma cela, mas não há mais nada. não há camas, cadeiras, baldes, bueiros. Nada. Só nós. Isso deve explicar esse cheiro repugnante. A elfa não se mexeu ainda. Ela tá morta? Não. Daqui vejo ela respirando, pelo que parece, mas deve estar tão machucada quanto nós. O que vai acontecer? Onde fica a saída? Droga de cabeça...

________________________________________________________________________
Camir - Meio-Orc
#666666

Características Raciais: Meio-orc:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Ter Jan 17, 2017 2:46 pm

Todos se entreolham confusos, alguns se apresentam, outros se mantêm quietos. Apenas a meio-elfa se mantém desacordada na cela, mesmo após o impacto da espada nas grades.

Camir, tenta entender o que ouviu do carcereiro orc, as palavras parecem ser conhecidas, mas não tanto. “Afastar” parece ser uma das palavras, uma outra pode ser entendida como “verme” ou “inseto”, o restante é confuso demais para perceber.

Poucos segundos depois, todos que estão acordados também compreendem o que Camir entendeu. Ninguém sabe direito como isso aconteceu.

Evan leva a mão ao queixo, pensativo, e algo lhe chama a atenção. Na palma de sua mão existe uma marca circular, encravada como uma cicatriz enegrecida na forma de um dragão-serpente que engole o próprio rabo. De todas as poucas lembranças que tem, essa marca não é uma delas.

Atrás de Evan, Zadrak nota a sua descoberta.

Antes de qualquer mais alguma apresentação, um novo som ecoa na cela. A chave rustica em metal, gira pela fechadura irregular, tinindo o abrir da porta da cela.

O carcereiro orc grune algo em voz alta, desta vez não parece ser nenhuma tipo de palavra. Ele adentra a cela e aponta sua espada em direção a todos fazendo um semicírculo no ar. Agora é possível notar que ele não tem um dos olhos e que manca da perna esquerda.

Todos se afastam para as paredes à medida que ele entra. Ele é bem mais alto e musculoso que os padrões de Orcs, mas também parece ser mais velho. Ele se agacha em direção a meia-elfa que está desacordada. E guarda sua espada em uma guarda improvisada no cinto de couro.

OFF: Vocês tem até 18/01 às 15:00 para a postagem.

________________________________________________________________________




"Isso é apenas uma máscara. Um símbolo. Quem está por trás dela é que realmente importa."

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Mestre

avatar

Mensagens : 731
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Ter Jan 17, 2017 4:55 pm

Evan olha para a marca em sua mão e quase da mais um grito. Mas a curiosidade foi maior do que o susto. Mas o que significava aquilo? Será que os outros tinham? Evan foi um pouco mais ousado e olhou as mãos da meia Elfa desacordada, mas ela não tinha. Alguns estavam se apresentando, e ele decidiu fazer o mesmo.

Eu sou Evan Alran. E... Sério, é só o que eu sei também.


Nesse momento, o Orc entra, alertando a todos.

Praga! Você não cansa de fazer isso? – resmunga para si mesmo.

O orc ameaçava levar a meia elfa embora. Evan não sabia explicar, mas se sentia extremamente mal em deixá-la. Por isso, pensa em fazer alguma coisa.

Ai, pessoal. Perceberam uma coisa? O guarda baixou a guarda! Eu vou dar uma deixa, aproveitem!


Evan começa a gritar feito um louco, e corre pelas beiradas tentando ganhar distancia do Orc, e tentando chegar a porta de saida. O objetivo é distrair o carcereiro, para que os outros possam atacar. 

OFF: postando do cel. Edito depois. Já editado, com alguns extras.


Última edição por Evan em Ter Jan 17, 2017 11:06 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 518
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Ter Jan 17, 2017 7:25 pm

"afastar, verme, inseto"

O Orc havia dito algo assim, as palavras que antes Zadrak não podia entender, agora faziam meio-sentido. E o draconato não sabia como isso surgira em sua mente de forma tão espontânea. A situação ficava cada vez mais confusa a medida que aqueles "estranhos familiares" se apresentavam.

Um humano falastrão a sua frente examinava uma marca em sua mão, como se aquilo fosse algo completamente novo. Está claro que todos presentes estão tão perdidos quanto ele. Talvez a meia-elfa adormecida possua alguma resposta.

Mas antes que tivesse a chance de tentar acorda-la, o Orc retornou a cela. Zadrak afastou de sua arma, encostando na parede a contra-gosto. A audácia chegava a ser um insulto, como um Orc manco e cego de um dos olhos, estava o mantendo preso? O Draconato grunhiu de raiva cerrando os punhos.

O humano que antes examinava a marca em sua mão, agora berrava como um louco e corria pela cela. "Um pouco escandaloso mas vai servir" pensou. Sendo o mais robusto, Zadrak não se conteve e partiu para cima do carcereiro.

Zadrak ira literalmente agarrar a oportunidade, segurando o Orc com o braço em volta do pescoço, jogando seu peso sobre a perna manca. Esperando que alguém pegue sua espada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Atieno

avatar

Mensagens : 1066
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Ter Jan 17, 2017 9:47 pm

Recostado a parede, Jasper refletia sobre as palavras do Orc. E, depois de um tempo, percebeu que conseguia entender algumas palavras. Afastar, inseto, verme... como ele sabia isso, era o que pensava agora. Conheceria um pouco da língua dos Orcs? O mistério só crescia, mais e mais.

Ouviu Amôn e Camir se apresentarem, assim como Evan, e decidiu fazê-lo logo em sequência.

— Jasper — diz o Kemono, ríspidamente, ainda encostado na parede e analisando todos ali.

Tentava reconhecer os presentes, mas nada vinha à mente do Kemono. Só a dúvida sobre os fatos, e sobre o conhecimento parcial da língua. E, novamente, um estrondo chega às orelhas de Jasper, que as move para a lateral antes de desencostar da parede e ficar de frente à porta: o som da chave na fechadura.

O Orc, novamente, adentrou à cela, e efetuou um movimento com a espada. Vendo a espada ser rodada num círculo, Jasper se move lateralmente, sem tirar os olhos do carcereiro. Notou que o Orc coxeava ao caminhar, e o olho faltante. E observou bem a espada, razoavelmente grande, que parecia feita perfeitamente para o Orc. Nessa hora, a cauda de Jasper começou a se mover lentamente, chicoteando o ar. Um sinal de que o Kemono estava atento.

Moveu-se mais um pouco pro lado, e viu aquele que o aprisionava se aproximar da meia-elfa. Assustou-se de momento com o grito do humano, mas viu a brecha ao perceber a corrida do Draconato na direção do Orc.

"Vamos lá!", pensou Jasper. Então, o homem-tigre saltou na direção do Orc também, mirando sua espada. Tentaria puxá-la do cinto de couro, para tomar posse do que parecia ser a única arma do carcereiro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Ter Jan 17, 2017 11:48 pm

Seus olhos se abrem, repentinos. Uma dor forte vem a sua cabeça, um som de metal ainda tinia nos seus ouvidos e a primeira imagem que a mesma vê é a de um orc, bem próximo a si, furi abaixada a seu lado. Não tinha tempo para recordar seu nome, Jasper... Afastar... Inseto... Zadrak.. As palavras ecoavam na sua cabeça extremamente confusa, em poucos segundos sentiu uma consciência repentina e conseguia se lembrar de tudo que aqueles que acordaram antes também.

Ela olha em direção ao Orc, sem saber ao certo se era uma ameaça ou um amigo, Mikka olha pra criatura assustada tentando se afastar da criatura num movimento brusco rolando pra trás.
- Quem é você, criatura? - diz assustada olhando ao redor a mistura de raças investindo contra o grande orc.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Amôn

avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 12:54 am

Amôn mal ouvira as palavras em orc, mas agora, sem a menor explicação, algumas das palavras lhe faziam sentido "afastar, verme, inseto"
, o significado daquelas palavras não tinham a menor importância para ele, mas o que realmente o perturbava era como aquela informação fora parar na sua cabeça tão repentinamente.

Enquanto o humano ponderava, os seus companheiros de cela se apresentavam, conforme sugerido por Jasper, foi quando o carcereiro chamou a atenção de todos, fazendo barulho ao abrir a cela e entrar ameaçando todos com sua enorme espada, Amôn pode observar que o brutamontes mancava e tinha um dos olhos faltando, com certeza era um combatente experiente, mas nem por isso o jovem deixou de compartilhar a hostilidade quase palpável que todos os habitantes da cela sentiram por aquele algoz que se dirigia para a meia-elfa que ainda se encontrava desacordada.

Amôn foi surpreendido quando um dos outros humanos começou a gritar feito louco e o draconato e o kemono partiram para o ataque, todos num impulso inexplicavel de defender uma mulher que lhes era desconhecida, mas familiar.

"Ação talvez imprudente, mas não temos escolha, estamos juntos nessa..."

Buscando perceber os objetivos de cada um dos outros atacantes, Amon partiu para cima na intenção e garantir a dominação sobre o bruto carcereiro, segurando seus braços, e caso ele continuasse a resistir, dando uma cabeçada no grande monstro, só esperava que tal ação não atrapalhasse mais do que ajudasse, mas agora era tarde demais.

________________________________________________________________________
Fala: #006600

Amôn - Humano - Careca - Barbudo - Bodybuilder
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ironia

avatar

Mensagens : 396
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 10:07 am

Realmente, não parecem hostis. Apenas familiares. O kemono me parece amigável, mas o draconato me aprece bem orgulhoso e algo me diz que eu não vou muito com a cara desse humano tagarela. Ou eu devo estar muito enganado sobre todos.

Batidas de novo e agora a porta se abre. Um orc manco e caolho entra na cela. Ele diz algo que eu realmente não entendi, mas que se dane. Não passa de um velhote sem nenhum DROGA, O QUE ELE VAI FAZER COM A ELFA?

Olho pra todos e percebo a tensão nos olhares deles, mas logo é quebrado quando o tagarela começa a gritar e balançar os braços pro velhote como um completo imbecil. Realmente não irei com a cara desse humano, mas essa tática é melhor do que nada. O draconato rende o velhote usando de suas fraquezas, ótimo. O kemono está focado na espada e o humano calvo está segurando os braços dele. Acho que não há mais nada a se fazer.

Ou será que há?

Droga, não consegui conter um sorriso, mas essa ideia é maravilhosa. Vou pegar o molho de chaves que ele guardou e enfiar uma delas no outro olho dele. Isso vai ensinar a ele não nos tratar como vermes.

________________________________________________________________________
Camir - Meio-Orc
#666666

Características Raciais: Meio-orc:
 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Farai

avatar

Mensagens : 64
Data de inscrição : 11/08/2015
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 11:08 am

As vozes dos que estão presos, pelo menos de alguns, atingem os ouvidos de Farai, ao mesmo tempo ele sente que há outros que ainda não responderam. A sensação de familiaridade e afinidade com eles o atinge, mas ele não entende, nem lembra o porque essa sensação lhe preenche os pensamentos.

O abrir da porta da cela atrai a atenção de Farai. O grito do orc o faz recuar. Esse movimento muscular e defensivo, resulta no descolar do sangue que fechava sua visão, agora era possível visualizar a silhueta do carcereiro na direção da tocha que iluminava o local.

Sua mente novamente é preenchida por idéias involuntárias... uma sensação estranha que moldava seus pensamentos e o distraia por um instante...

"Ele vai levá-la! preciso fazer algo"...
"Essa é nossa melhor oportunidade"...
"Se pegar a espada...eu... eu posso"..."
"Sem mover os braços podemos dominá-lo"...
"E se eu pegar as chaves... furar os olhos"...


Em meio a todos estes, Farai é despertado para a realidade... observando Evan agitando os braços e Mikka afastando-se do orc.

Com a visão ainda debilitada, Farai aproveita a distração criada para tentar sair da cela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 1:36 pm

COMBATE!

Iniciativa: Zadrak > Farai > Orc > Camir > Jasper > Mikka > Amôn > Evan
Camir - H0 + 4(d) =  4
Jasper - H1 + 1(d) = 2
Amôn - H0 + 1(d) = 1
Zadrak - H0 + 6(d) = 6
Farai - H1 + 5(d) = 6
Mikka - H1 - 1(desacordada) + 2(d) =  2
Orc Carcereiro -  H0 + 5(d) = 5


A gritaria de Evan surte efeito, o orc se distrai voltando sua atenção para o humano. No mesmo instante, em um impulso, Zadrak tenta agarrar o carcereiro.

Teste de Força:
Zadrak F2 + 2(fácil)
Resultado: 3. Sucesso.


Ele consegue enforcando-o com uma chave de pescoço. O alvo tenta se livrar levando as mãos ao braço do reptiliano.

Com toda a movimentação Farai se desvia dos dois ao centro da cela e escapa pela grade aberta do local. Ele se encontra no corredor e vê que existem outras celas, são 6 celas no incluindo a qual ele estava, nas duas pontas do corredor existem saídas. Existem outros presos nas demais celas, que começam a fazer uma algazarra ao ver que algo está acontecendo na cela aberta.

Na cela o orc tenta se livrar do agarrão de Zadrak utilizando sua força, puxando o braço para fora do pescoço..

Teste de Força:
Orc F2 + 2(d) = 4
Zadrak F2 + 4(d) = 6
Resultado: Falha.


Mas não consegue, o orc continua preso. Camir tentar se aproveitar da situação e tenta pegar as chaves.

Teste de Habilidade:
Camir H0 +2 (fácil).
Resultado: 4. Falha.


Mas não acha uma brecha para tal ação. Jasper aproveita da situação e salta em direção ao orc, mirando na espada presa em seu cinto.

Teste de Habilidade:
Jasper H1 +2 (fácil).
Resultado: 6. Falha.


Mas com a movimentação, Jasper apenas esbarra no orc e cai ao lado sem conseguir nem encostar na espada.

Em um movimento rápido, Mikka acorda e rola para longe de Zadrak e do orc, ela observa a todos ainda confusa de sua situação.

Amôn parte para cima dos dois visando o orc, ele o agarra pelos antebraços e dispara uma cabeçada contra o oponente.

Ataque:
Amôn FdA 0 + 2(d) = 2
Orc FdD 0 + 0(indefeso) = 0
Resultado: 2 de dano no orc.


A cabeçada é um pouco desajeitada, mas atinge o focinho do carcereiro fazendo o sangue jorrar. O orc ainda está consciente e continua sua luta de forças contra Zadrak.

OFF: Vocês tem até 19/01 às 14:00 para a postagem.

________________________________________________________________________




"Isso é apenas uma máscara. Um símbolo. Quem está por trás dela é que realmente importa."



Última edição por Administrador em Qua Jan 18, 2017 3:51 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 518
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 3:25 pm

O maldito Orc é duro na queda!

Pensou Zadrak enquanto agarrava seu oponente para trás. O Orc se debatia para se soltar, mas Zadrak conseguiu observar um dos humanos escapando no meio da confusão...Grunhiu de raiva, não estava ali servindo de degrau para a fuga dos outros!

Continuou forçando o Orc, tentando agarrar um de seus braços, para que ele finalmente pare de se debater. No entanto o maldito persistiu lutando e esbarrando nos prisioneiros. O felino trombava contra carcereiro ao tentar agarrar a espada rudimentar. Mas o humano chamado Amôn o acertava com uma cabeçada feroz no nariz. Esse é dos meus!

-Ou vocês cuidam desse desgraçado, ou saiam da cela para prender ele aqui dentro!
Berrou Zadrak, já sem paciência para continuar nessa disputa de força.

O Draconato pretende continuar o segurando até que alguém ataque, ou consiga pegar as chaves. Nesse caso irá esperar todos saírem e empurrar o Orc para o fundo da cela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ironia

avatar

Mensagens : 396
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 6:47 pm

Covarde. Ou esperto. O magrelo saiu correndo e acabou despertando a atenção de todos. Acho que não somos os únicos por aqui. E não o culpo o fujão. Cada um pela sua vida, mas eu não vou abandonar todos aqui com esse velhote. Esse cara não dá uma abertura. O kemono tentou alguma coisa, mas não deu certo. Deve ter tentado pegar a espada, mas olha o tamanho dessa coisa!

- Tagarela, ajude a elfa a se levantar! - Aponto pro Evan. Vou manter ele ocupado enquanto nós cuidamos desse velho. Volto pro velhote e pro draconato e presencio uma cabeçada. Isso me divertiu um pouco, mas não é hora pra isso.

- Ou vocês cuidam desse desgraçado, ou saiam da cela para prender ele aqui dentro! - Disse o draconato. Não precisa repetir. Acho que eu consigo pegar a espada dele. Se eu usar um pouco de força e as duas mãos eu devo usá-la bem, ou pelo menos deixá-lo desarmado. Se tudo ocorrer bem, devo atacar o velhote com uma estocada bem no bucho.

________________________________________________________________________
Camir - Meio-Orc
#666666

Características Raciais: Meio-orc:
 



Última edição por Camir em Qui Jan 19, 2017 12:47 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mestre

avatar

Mensagens : 731
Data de inscrição : 08/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 8:12 pm

Ahahahahahaha! Otário! Quem é valentão aqui, hein? Quem é o valentão?

O plano deu certo, e Evan já não corria. Dançava debochadamente do Orc. Ele observa o resto do grupo tentando parar o carcereiro, e um deles fugir. Fica um pouco indignado com isso, mas fazer o que. Mais ou menos nesse momento ele ouve a voz cavernosa de Camir. Ele ia reclamar de tê-lo chamado de tagarela, ou de ter mandado ele fazer qualquer coisa, mas ai para e pensa. Ajudar a meia elfa.

Opa! Com prazer, Capitão! Ei, gatinha! Vem cá!

Ele se aproxima dela, estendendo sua mão.

É o seguinte, ou a gente corre agora ou vira diversão de Orc. Ah... Evan Alran, ao seu dispor.


Evan irá escoltar a meia elfa para fora da cela. Tentará observar a movimentação e perguntar aos outros presos onde estavam. A ultima coisa que ele quer é abrir uma sala cheia de Orcs raivosos.

PS: Idem pelo celular, mas me esforcei. Depois posto melhor, mas é por ai. Acabou que não fiz muita modificação.  Laughing


Última edição por Evan em Qui Jan 19, 2017 11:01 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jogoseafins.forumeiros.com/
Atieno

avatar

Mensagens : 1066
Data de inscrição : 15/01/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 9:40 pm

Correr contra uma parede e se jogar contra ela, batendo e caindo. Foi assim que Jasper se sentiu na hora em que tentou remover a espada do Orc. Meio zonzo, girou em seu próprio eixo e se levantou, mostrando agilidade.

Esse bicho é feito de que? De pedra?, pensou, colocando a mão sobre a cabeça e soltando um grunhido de dor.

Voltando a examinar a área, notou a cabeçada de Amôn sobre o Orc, e viu o filete de sangue verter do focinho do carcereiro. Deu um sorriso de canto de boca, sentiu felicidade em ver aquele que os prendia ser ferido.

O Kemono, enquanto se levantava, ouviu o Draconato berrar, como se aplicasse alguma ordem. Respirando fundo, pensou melhor no plano, e viu que, além da espada, o Orc carregava consigo as chaves da cela.

— Fiquem com a espada! Vou pegar a chave...

Correndo lateralmente, Jasper pretende se aproximar do local onde está a chave e aproveitar que o Orc está sendo imobilizado para pegá-la.

________________________________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://heroisbrasileiros.forumeiros.com/
Amôn

avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qua Jan 18, 2017 10:12 pm

O bruto orc mal tonteara com a cabeçada de Amôn, tudo acontecera muito rápido, mal o carcereiro se virava e Zadrak já estava em seu pescoço, Farai corria para fora da sela, Jasper caía no chão e quando o homem percebeu, já estava chocando sua cabeça contra à do forte oponente.

"Ahr... Minha cabeça! Do que esses orcs são feitos? Ele continua lutando. Pelo menos fiz o desgraçado sangrar... " - O Pensamento fez a cara de Amôn se converter em uma mistura de dor e satisfação.

Aquele ataque não tivera o grande efeito esperado por Amôn, mas pelo menos manteve a situação ao seu favor, mas o próximo ataque precisava causar mais impacto para aí sim garantir a dominação da situação, foi então que Amôn ouviu:

- Ou vocês cuidam desse desgraçado, ou saiam da cela para prender ele aqui dentro!

O humano não conseguiu evitar uma breve risada, aquela com certeza era uma atitude de honra numa situação complicada, e aquele era definitivamente um meio-dragão com culhões.

"Ha! Culhões! Agora esse canalha vai sentir dor! - Foi com este pensamento que Amôn soltou um urro de fúria, se agarrou ainda mais forte aos braços do monstro e levantou o joelho violentamente buscando atingir com toda a sua força entre as pernas do inimigo, querendo assim desestabiliza-lo por completo, até o pouco que se lembrava, Amôn não conhecia nenhum ser do sexo masculino que não fosse abalado por isso, ficou tão envolvido naquela ação que nem percebeu a movimentação de seus outros companheiros de cela, apenas gritou:

- Não esqueçam da maldita espada!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Farai

avatar

Mensagens : 64
Data de inscrição : 11/08/2015
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qui Jan 19, 2017 11:40 am

Farai escolhe o caminho mais iluminado para sair de seu cativeiro. Ele caminha com pressa mas atenção, visto que os gritos dos outros prisioneiros podem atrair mais Orcs.

Apesar de ter abandonado os demais, sua intuição guiada pelos muitos pensamentos que bombardearam sua mente, o impeliram a dois objetivos.

Farai vai tentar encontrar alguma sala de armas. Se há prisioneiros deve haver um local onde eles jogam as armas destes. Se encontrar alguma levará ao grupo.

Caso se depare com outro Orc tentará distraí-lo para que o mesmo não vá para as celas, dando tempo do grupo eliminar ou dominar o Orc carcereiro.

________________________________________________________________________
Farai
#8B5A00

Código:
[b][color=#8B5A00]Fala Farai[/color][/b]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qui Jan 19, 2017 12:44 pm

Mikka se recompõe de seu desfalecimento. Zadrak mantém o orc imobilizado e entre inúmeros pensamentos na sua cabeça, ela se aproxima de maneira esguia, e tenta apanhar o molho de chaves do carcereiro.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qui Jan 19, 2017 7:14 pm

Zadrak tenta continuar com o orc em sua chave de pescoço.

Teste de Força:
Zadrak F2 + 2(fácil)
Resultado: 1. Sucesso.


E consegue mantendo o adversário preso ao centro da cela.

Do lado de fora Farai corre para a saída que lhe pareceu mais iluminada passando a frente as demais celas onde os presos o olhavam com as mais diversas expressões. Chegando a passagem ele se encontra em uma sala maior que a cela onde estavam, ali existe uma mesa talhada em madeira negra irregular, feita precariamente de uma porta ou portão, pois a fechadura ainda estava presa a madeira. Atrás dela, um tronco de madeira cortado servia como uma cadeira improvisada, por sorte, a sala está vazia.

Ele procura por alguma arma, mas nada além das tochas que iluminam o local. Na parede oposta a passagem existe uma porta de madeira, muito semelhante a da mesa. Pelas frestas foge uma luz que reluz na pouca poeira do ar, mas logo o som denuncia os passos de alguém vindo do outro lado.

De volta à cela, o orc tateia a espada em seu cinto tentando puxá-la para o ataque, mas Camir tem a mesma ideia.

Teste de Habilidade x Habilidade:
Orc H0 + 2(d) = 2
Camir H0 +5(d) = 5
Resultado: Camir vence.


E com sua agilidade Camir, puxa a espada do cinto do grandalhão antes que ele conseguisse alcançá-la.

Do outro lado, Jasper consegue sem nenhuma dificuldade pegar o molho de chaves que também preso ao cinto do carcereiro. Mikka vendo que o Homem-tigre teve êxito em sua ação, ela desiste de tentar pegar as chaves.

Amôn dispara mais um ataque, mas dessa vez mirando a genitália do carcereiro.

Ataque:
Amôn FdA 0 + 2(d) = 3
Orc FdD 0 + 0(indefeso) = 0
Resultado: 3 de dano no orc.


O impacto faz o velho orc soltar um urro muito diferente dos demais, ele desmaia largando os braços. Zadrak o solta, ele cai de frente com o rosto ao chão.

A algazarra continua, agora que o combate se encerra, todos na cela se dão conta que Farai não está muito longe. De alguma maneira bem estranha, todos sabem que ele está na sala ao final do corredor.


OFF: Vocês tem até 20/01 às 19:00 para a postagem.

________________________________________________________________________




"Isso é apenas uma máscara. Um símbolo. Quem está por trás dela é que realmente importa."

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Amôn

avatar

Mensagens : 174
Data de inscrição : 15/10/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   Qui Jan 19, 2017 10:27 pm

O joelho atingiu a genitália do carcereiro com força, Amôn sentiu o órgão ser esmagado e por um segundo quase sentiu pena do Orc que desfalecia na sua frente, mas logo se lembrou do motivo da inimizade, então sorriu ao vale cair de cara no chão.

- Dorme, maldito! - Falou o barbudo bem humorado, se lembrando então do mundo a sua volta e olhando para todos sorrindo, olhou para Zadrak e fez um sinal positivo com a cabeça:

- Obrigado... Zadrak certo? Sem você segurando esse monstro poderíamos estar com problemas agora.

Olhou então para a meia-elfa:

- Prazer, moça... Me chamo Amôn, e esse aqui no chão se chama carcereiro, ele tentou mexer com você e esses caras aqui não deixaram, acredito que possa confiar neles Hehe.

O jovem e alto humano então se dirigiu a todos:

- Escutem, sei que não nos conhecemos, mas precisamos agir em conjunto e sair daqui antes de qualquer coisa, já que temos a chave, vamos sair dessa cela e trancar nosso anfitrião aqui nela, o que acham?


Foi então que se deu conta que Farai, o humano que saíra correndo da sala durante o combate, estava mais à frente buscando por uma saída, mas agora poderia estar em apuros. Amôn não fazia ideia de como sabia de nada daquilo, mas agora não era hora para perguntas, organizou as ideias e novamente se voltou a todos:

- Aquele outro humano está mais à frente, acho melhor ajudarmos ele, principalmente você com a espada, acredito que ele vá precisar, todos que puderem ir fazer o mesmo, seria muito bom... Mas acredito que seja melhor que um de nós, no caso eu, vá para o outro lado do corredor, caso precisemos de uma rota de fuga, essa será a unica. - Então Amôn se voltou exclusivamente para o Kemono com as chaves - Você, Jasper... Acho melhor vir comigo, caso precisemos fugir, ter o homem com as chaves a frente será um grande adianto de vida. - Depois se voltou para todos de novo - Sei que ninguém me botou no comando, e que talvez não seja o melhor plano, mas talvez seja a nossa unica chance.

Amôn então começou a sair da cela esperando que os outros o seguissem para fora, assim que todos estivessem fora, esperaria que cada um seguisse conforme desejasse e então correria da maneira mais silenciosa o possível para o lado ainda não explorado do corredor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Capítulo 1 - O Despertar   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Capítulo 1 - O Despertar
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 8Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Dádiva de Amor || Capítulo 29
» Dádiva de Amor || Capítulo 55
» Dádiva de Amor || Capítulo 34
» Razão de Viver || Capítulo (3)
» Dádiva de Amor || Capítulo 38

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: RPG - A Marca :: Roleplay-
Ir para: