InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Seg Maio 16, 2016 1:16 am

Hospital Geral de Nova Capital:

O calor nesta tarde estava mais do que insuportável. O sol batia à pino, fazendo com que as pessoas saíssem quase nuas pela rua. Dentro do hospital era um pouco diferente. Os ares-condicionados estavam na temperatura mínima. Era frio, totalmente diferente de como era do lado de fora. No local, três pessoas conhecidas na recepção: Diego, Nova e Carlos. Eles vieram visitar Erick, seu amigo, após o rapaz sofrer um atentado em sua empresa. O local era cercado por seguranças da companhia, que de nada adiantariam se tivessem que intervir contra os ataques costumeiros.

- Escuta aqui, minha senhora. – Carlos tentava ponderar com a recepcionista. – A gente só quer saber o número do quarto do Erick. Erick Cardoso.

- MAS O QUÊ!? QUE PORRA É ESSA, NEGO!?

Os garotos ouvem a voz de Erick pelos corredores, partindo em disparada. O rapaz estava no quarto mais óbvio de todos, cercado por seguranças. Nova tenta passar, mas é impedida por um deles. Os três garotos se põem à frente, mas logo são liberados por Erick, que aplica um sermão em seus subordinados.

- Empregados... – Diz, em tom decepcionado, enquanto chama os três pra perto dele. – Acreditam nisso?

Na TV, o noticiário comentava as eleições para a prefeitura da cidade. Com tanta coisa acontecendo, era fato de que a Força Heroica não iria se focar neste assunto, por mais que Bernardo Rodrigues estivesse lutando por sua causa.

- Acredita nisso? Quase 20% de vantagem praquele tal de Zimmer. A coisa tá feia, pessoal.

- E Ana? Já tiveram alguma pista?

- Nada ainda. Stephen e seus gárgulas estão vasculhando por aí.

- Roberto?

- Sumiu. Ele e o Yuri. Quando ele descobriu que Ana havia sido levada, parecia um tipo de...

- Fúria? Loucura? Isso é porque ela é muito valiosa pro Conde.

- Como você sabe?

- Ouvi alguns papos quando estava no templo dos japas. Não queria acreditar, mas acho que ela é peça fundamental na ressurreição do tal Nasgaroth.

- Que merda...

- Vou tentar entrar em contato com Kaede. Ver se ela e o velho conseguem mais informações.

Erick tenta se levantar, mas era notável sua fraqueza. Qualquer movimento mais brusco abriria um, ou mais, de seus pontos. Nova o ajuda a se deitar em seu leito novamente. Os quatro se entreolham, até que Matriz chama os membros pelo comunicador.

- Fala, Sara. O que achou?

- Roberto mandou um sinal bem fraco, vou mandar as coordenadas pra vocês. Precisam acha-lo. Se ele ligou o rastreador, é porque está em perigo.

- Ele deve ter achado Ana.

- Ou caiu em uma emboscada.

- Eu bem que gostaria de ir com vocês, mas na minha situação...

- Fica tranquilo. A gente já sabe lidar com esse tipo de coisa.

- Vê se se cuida, Erick.

- Pode deixar. – Diz, abrindo um sorriso sereno.

Espaço aéreo não identificado:

Os seis estavam ali. Os seis membros que ainda restavam no momento. Tentavam resgatar os três demais. Tubarão, Impacto, Arsenal, Nova, Morfo e Espectro. O último sentia enormes calafrios à medida que chegava nas coordenadas passadas por Matriz. Nova e Arsenal pilotavam a nave. Morfo olhava pela janela, enquanto Tubarão e Impacto conversavam.

- E Erick?

- Pensei que você o odiasse mais do que tudo. Como você disse da outra vez? Um maníaco babaca e mentiroso? Traiu sua confiança?

- Você é bem dramático, hein? Só queria saber como tá o fdp.

- Tá se recuperando. Mas pelo que conheço dele, deve tá reclamando pra caralho de tudo naquele hospital. Principalmente de não estar aqui ajudando.

- É realmente uma pena mesmo. – Diz, em tom sarcástico.

- Chegamos!

- Que ótimo, um topo de uma montanha...

- Onde a gente tá?

- Montanha K2. Uma das mais perigosas do mundo. Vão precisar de máscaras de oxigênio, pois o ar é muito rarefeito.

- Estou sentindo... É uma força muito poderosa vindo de lá. E dá medo...


Dentro da montanha:

Ana tenta se livrar das correntes, enquanto observa Luminos cabisbaixo. A moça, ainda tentando se soltar, começa a conversar com o rapaz.

- Luminos. Luminos! LUCAS! – Neste momento, o jovem presta atenção. – O que houve? Como ele pegou o medalhão? Como ele conseguiu?

- Meu... avô. Ele torturou... ou melhor, mandou seus seguidores torturarem ele. Ele sabia de tudo. Eu não tive escolha, tive que entregar o medalhão. – O rapaz chora incessantemente.

- Não foi culpa sua, Lucas.

- É claro que não. Foi minha.

O Conde surge, sendo seguido por Dragonesa e Nekron. Em passos vagarosos e pesados, o homem, com um livro na mão, se aproxima de Ana, acariciando seu rosto. A moça cospe no rosto do homem, que sorri. Ele, que estava agachado para conversar com a heroína, levanta-se imediatamente. O homem fecha o livro, mostrando a capa: O livro de Toth. Ana fica consternada, enquanto o Conde limpa seu rosto com um lenço.

- O que foi, Ana? Isso? – Ele aponta para o livro. – Estava na cara que, quando eu conseguisse o medalhão, partiria atrás do livro. E agora eu tenho tudo. A lança do destino, capaz de romper os trovões negros. A espada de Kusanagi, lâmina guerreira em que o mestre segura em sua mão direita. A pedra filosofal, fonte do poder místico dele. Além do medalhão e do livro, essenciais para o ritual de ressuscitação.

- O que o medalhão faz?

- O medalhão, minha cara, foi o “dispositivo” usado para aprisionar Nasgaroth. Ele é a chave final, junto com o sacrifício do hospedeiro.

- Que seria eu?

- Que bom! Pensei que você não era esperta o suficiente para descobrir por si mesma. É óbvio que é você, minha cara. Infelizmente eu tive que usar de métodos pouco corteses para extrair o medalhão do menino. Torturar idosos não é a melhor parte do meu dia.

- Sádico!

- Um pouco. Mas não mais do que o suficiente.

- Você é louco de trazer uma figura tão abominável de volta.

- Loucos são aqueles que não acreditam na pureza do caos. Do caos nasce a ordem, minha cara. E quando o caos for restaurado, eu serei a ordem deste novo milênio.

O homem abre o livro. O medalhão reage, enquanto o Conde diz algumas palavras. O chão começa a tremer, enquanto os olhos do homem ficam vermelhos, brilhantes. Ana sente um frio na espinha e suas mãos começam a tremer. Neste momento, o Conde interrompe, percebendo que os outros heróis estão sobrevoando o local. Ele apenas solta um sorriso.

Os seis descem por uma espécie de buraco dentro da montanha. Usando respiradores, os garotos adentram em uma espécie de gruta totalmente escura dentro da própria montanha. Eles ligam as lanternas. De repente, ouvem passos. Eles se olham, até que são atacados por figuras usando máscaras demoníacas. Eram dezenas deles, soltando algumas espécies de rajadas de energia. Alguns usavam poderes elementais, como fogo e gelo. Os seis se preparam.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 


Última edição por Solar em Dom Maio 22, 2016 11:41 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Seg Maio 16, 2016 11:02 pm

A garota de cabelos negros aperta mais alguns botões, pilotando o Fhalcão no nível das nuvens. Como sempre, essa função deixava-a mais afastada do resto do time, dando-lhe a chance de refletir e pensar em silêncio, mesmo naquele caso com um co-piloto ao seu lado, Carlos.

A visita deles ao templo ainda ecoava na mente de Nova, que assim como os outros teve que confessar os seus medos. Falar em voz alta, entregar ao mundo uma coisa daquela jogava uma luz sobre a mesma, a deixando em voga para reflexão de uma maneira que internalizada não era possível. E agora, a super-moça se encontrava pensando sobre a situação atual das coisas.


O Conde estava infinitamente mais próximo agora de trazer ao mundo o suposto "Nasgaroth". O feiticeiro havia conseguido todos os artefatos mágicos que queria, e não pareceu ter sido verdadeiramente "vencido" pela Força Heroica em nenhum momento dos vários encontros deles até então; eles não conseguiam rir por último nem mesmo contra Lótus e seus amigos, aparentemente. Se o tal de Nasgaroth fosse tão tenebroso que todos, até mesmo outros grupos como o de Bartholomeu e o Conselho Primordial tentavam parar, aquele poderia ser um desafio muito maior do que o time do Força Heroica pensava.

Mais uma vez, eles lutavam contra um inimigo poderoso, que poderia transformar o status quo e trazer destruição massiva à basicamente tudo que conheciam. A função da Força Heroica era, e sempre foi, especificamente de impedir e derrotar pessoas como o Conde. De ajudar as autoridades a manter a Lei, a manter a justiça, do jeito que eles não eram capazes.


Mas o que Nova parecia ter descoberto é que, para ela, não era verdadeiramente sobre isso. Ela não estava lutando para "salvar o mundo". Ela não estava lutando para trazer justiça, para "fazer o certo". Por mais que fosse difícil de admitir, o time do Força Heroica já havia deixado de ser aquele grupo tático de antes. Aquele grupo havia sido lentamente levado às ruinas, através dos mais diversos ataques e desafios.


Ela estava lutando para salvar a sua amiga. Todos os seus amigos.


E em sua mente, ela parecia confortável com a condição de que, ou ela voltava com Ana em seus braços, ou não voltaria de maneira nenhuma.


- Vamos lá. - A moça afirma, passando pelo time em direção a porta traseira com uma máscara de oxigênio na mão.


Eles rapidamente adentram a montanha e seguem pelo buraco, usando lanternas para enxergar no escuro. Logo, oponentes aparecem, atacando com rajadas e poderes elementais.
Nova é a primeira a tomar posição de combate. Pareciam ser mais lacaios do Conde, e haviam bastante deles, então a estratégia de combate pareciam ser bem simples para todo o grupo: Lutar.

- Não tô afim de perder tempo com vocês... - A moça diz, partindo pra cima logo de uma vez.

Ela iria atacar os inimigos mascarados com ferocidade, trabalhando em conjunto com os seus companheiros para derrotar todos eles sem muitos problemas e continuar avançando.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Seg Maio 16, 2016 11:29 pm

Espectro sentia cada vez mais arrepio, não apenas pelas presenças malignas que ele já reconhecia de longe, mas por que também sentia que logo Nasgaroth seria liberto, e usariam Flor do Luar para isso.

Após adentrarem e serem surpreendidos por figuras com máscaras demoníacas, o grupo se vê cercado por inimigos, obrigados a entrar em formação circular. Espectro, como novato do grupo dificilmente se colocava a frente dos mais velhos, pelo respeito que tinha à experiência deles, mas naquele momento não conseguia pensar em outra coisa a não ser resgatar Flor do Luar antes que fosse tarde de mais.

- Pessoal, não podemos parar. Estão tentando nos distrair e nos atrasar do nosso objetivo. - Disse para o grupo, ainda em posição de combate. - Tubarão e Nova, abram o caminho. Arsenal e Impacto, protejam nossa retaguarda e Morfo, parceiro, você me dá cobertura caso algum passe pelos demais. Mas o mais importante de tudo, vamos permanecer juntos! - Gritou as ordens de comando com um semblante sério.

Enquanto prosseguiam, o garoto queria achar o caminho usando seus poderes de percepção o mais rápido possível para guiar o grupo, e em seguida auxiliar Morfo contra as figuras que passassem pelos seus amigos, usando suas habilidades marciais usando seu bastão. E não menos importante era a tentativa constante que Davi prosseguia desde que chegaram na montanha.

- Ana, consegue me ouvir? Crie um elo mental! - Repetia mentalmente várias e várias vezes na esperança de Flor do Luar ajudar mesmo distante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Ter Maio 17, 2016 12:20 am

Apesar de estar bem agasalhado para a situação, o rapaz sentia como se os ventos gelados da montanha cortassem suas bochechas, mas rapidamente o grupo encontra a fenda para prosseguir com a busca.

Nunca o time esteve tão desfalcado para uma missão deste nível, Para Carlos, enfrentar o Conde e todos o seus asseclas em apenas seis poderia ser um terrível massacre, levando em consideração os últimos encontros, mas o rapaz adentrava a fenda na montanha junto com seus companheiros, confiante de que tudo daria certo e que conseguiriam resgatar Anna.

Depois de seguir alguns metros, o grupo começa a ouvir dezenas de passos ecoando e cada vez mais próximo, logo ele se viram cercados por dezenas de mascarados, que não pareciam ser muito amistosos, e pra surpresa de Carlos, Davi rapidamente delega uma função para cada um.

-Vocês ouviram isso galera? Esse menino é um prodígio! To tão orgulhoso.

O espaço era pequeno demais para Carlos usar qualquer tipo de projétil sem correr o risco de atingir seus companheiros, então usaria um combate mais físico, ele cria uma aura de proteção em seu corpo seguida de um par de tonfas, as girando para se aquecer pra batalha.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Ter Maio 17, 2016 6:59 pm

"Beto se foi. Provavelmente foi procurar a Ana, sozinho. Tudo bem, tudo bem, ele é o nosso diretor e blablabla, mas antes de tudo, eles dois são parte da família. Ele não tinha o direito de nos privar de ajudar. E ainda tem o Berg... Provável que tenha debandado, mas ainda tenho esperanças de que ele tenha vindo com o Beto. Que seja, só espero que a gente consiga recuperar os três" - Como sempre, os minutos finais do vôo eram sempre um momento de reflexão para Diego.

O time inteiro - o que sobrou dele - entra na caverna e já se depara com uma horda de inimigos. Obviamente, o Conde estava apenas tentando atrasá-los.

- Galera, sem distrações. Só temos um objetivo aqui, e não é surrar a cara desses lacaios, por mais que a ideia seja muito convidativa. Espec, bom trabalho. Vamos fazer isso sem pausas, pessoal, creio que a gente esteja lutando contra o tempo aqui.

Prosseguindo com o plano de Espectro, Impacto permaneceria com o grupo, cuidando do flanco com rajadas de energia e esferas explosivas, evitando que fossem pegos por trás.

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Ter Maio 17, 2016 8:03 pm

Tubarão estava em seu limite. Depois de tudo que havia passado com a morte de Vic, o golpe de Hades, a quebra que a Força Heroica havia sofrido...
Ele finalmente havia encontrado um lugar e alguém que lhe desse motivos para dar seu melhor novamente. Mas seus amigos precisaram dele, e então se afastou por um tempo de sua nova "família" atlante, pois sua antiga família precisava dele.

Mas as coisas só pioraram dês de então. O grupo sempre levando a pior, os constantes ataques do Conde, as mentiras de Arco e Solar, ter quase matado Lótus, a insegurança de talvez perder amigos ou até mesmo não voltar para sua amada,entre outras coisas....

Ele mais do que ninguém sabia que a Força Heroica já não era mais aquela "familia", não era mais  o grupo que foi, perderam seus propósitos reais, e o pior de tudo, alguns até perderam a confiança uns nos outros. E um grupo sem confiança esta fadado ao fracasso.



Buraco a dentro, a equipe é cercada por mascarados um tanto quanto estranhos, rapidamente a Força Heroica entra em formação circular, um de costa para o outro, um protegendo o outro custe o que custar.

Estranhamente o novato Davi toma a frente, ele parecia estar preocupado com Flor de Luar. Preocupado ao extremo, com o que poderia acontecer.

- Pessoal, não podemos parar. Estão tentando nos distrair e nos atrasar do nosso objetivo. Tubarão e Nova, abram o caminho. Arsenal e Impacto, protejam nossa retaguarda e Morfo, parceiro, você me dá cobertura caso algum passe pelos demais. Mas o mais importante de tudo, vamos permanecer juntos!

Eles olham impressionados com tal reação de Davi

-Quem morreu e declarou esse fedelho o rei?Resmunga Ed. Ele para por alguns segundos e vê que as palavras de Davi estavam certas. Eles tinham que agir, e logo.

-Já segui ordens do Arco, o rei dos babacas... não vai doer fazer o que você falou... mas não se acostuma moleque...... Diz ele se colocando em posição de ataque, olhando firme para os mascarados.

-O QUE ESTÃO ESPERANDO VENHAM SEUS MERDAS!!!!!

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qua Maio 18, 2016 12:50 am

Nova atinge os lacaios do Conde como se estivesse em um jogo de boliche. Raios voavam por todos os lados. Alguns acertavam o teto do local, outros o chão. Diego e Carlos cuidavam dos flancos. Impacto criava pequenas esferas de energia, soltando-as contra um grupo definido de inimigos. Os bandidos eram atingidos em cheio. Com o espaço reduzido e a horda de inimigos aumentando, Arsenal cria armas para luta corpo a corpo. O tempo de treinamento no instituto o ajudou e muito a melhorar suas habilidades de luta. O rapaz, com maestria, derruba seus inimigos um a um. Mais rajadas de energia se entrelaçam no ar, de diversas cores e intensidades. Uma delas atinge Morfo que, batalhando para manter a retaguarda do grupo, sente o golpe e cai no chão. Logo, o rapaz é salvo por Espectro que, com seus bastões, derruba mais alguns inimigos. Tubarão avança como uma máquina de demolição. Ele derruba vários dos inimigos apenas com a força de seus braços.

A batalha era intensa e, mesmo conseguindo derrotar mais e mais asseclas do Conde, muitos mais apareciam. Os integrantes do grupo se entreolham. Alguns, como Tiago e Davi, mais ofegantes. Ed olha para Nova e, logo em seguida, para um grande pedregulho dentro da própria montanha. Nova entende o que o rapaz quer dizer e, com a ajuda de Arsenal, começam uma espécie de alavanca para retirá-la do local. Quando conseguem o feito, Nova empurra a grande pedra, fazendo-a perseguir seus inimigos. Por alguns momentos eles, eles se sentem aliviados. No entanto, mais daqueles inimigos surgem. Os companheiros se olham e, com um olhar de cansaço, partem para a batalha.

Neste momento, uma fina camada de gelo se forma sob os pés de todos ali presentes. O ar começa a ficar frio e cair pequeninos flocos de neve. Impacto sorri momentaneamente, olhando fixamente para seus adversários. Ed e Nova ficam em posição de batalha, enquanto Morfo se torna metálico. Arsenal cria uma pequena aura de energia em torno de si, criando dois tonfás para o combate, enquanto Espectro, em posse de seu bastão, fica intangível.

- EI BABACAS!

Depois do grito, uma flecha é jogada e fincada no “teto” do lugar. Ela explode, separando os heróis dos vilões.

- Por aqui, andem logo.

Arco surge, um pouco machucado, mas ainda de pé. Ele mostra um caminho para seus companheiros, que o seguem. Iceberg aparece logo em seguida, criando uma grande parede espessa de gelo.

Algum tempo depois, após conseguirem encontrar um lugar seguro dentro daquele labirinto que era o interior da montanha, os companheiros começam a falar. Ed é o primeiro.

- Onde você tava, seu imbecil?

- Ficou preocupado?

- Será que vocês dois poderiam parar com isso? Estamos aqui pelo mesmo motivo.

- Está certo... – Roberto fica em silêncio por alguns instantes, respirando fundo e retomando a palavra logo em seguida. – Assim que Ana foi sequestrada, eu fiquei louco. Fui atrás dela o mais rápido que pude, enquanto nosso elo mental ainda estava forte o suficiente. Yuri veio comigo, sem titubear. Há alguns anos Stephen me contou que ela possuía um poder muito maior do que podia controlar. E que aquele poder seria usado para fins não muito bons. Na hora eu não acreditei, mas depois da batalha contra o Fabricador eu passei a prestar mais atenção nela. Realmente o poder de Ana aumentou consideravelmente, mas ela estava instável demais.

- Por isso que você a manteve perto de você?

- O máximo de tempo que eu podia.

- Por que não nos contou?

- Porque eu não sabia se era verdade. Até o Conde reaparecer. Eu e Erick queríamos deixar Ana o mais longe possível disso, mas ela parecia ser atraída pra isso.

- E você nem ao menos teve a hombridade de contar à ela?

- Eu não podia!

- Você herdou tudo da Fabricadora mesmo, hein. A cadeira, as mentiras...

- Foi preciso.

- BESTEIRA! Somos companheiros de time! Amigos! Devia ter nos contado.

- Sim, mas não contei. Agora não tem volta, o que importa é resgatá-la.

- Vamos fazer isso. Mas é o seguinte, assim que terminarmos com isso e matarmos esse Conde, isso tudo acaba. Força Heroica não existe mais.

- Não podia ser diferente.

Neste momento, uma sombra negra se manifesta. Alguns vultos surgem. Uma gargalhada. Nekron, Sangria, Talho, Cólera e um homem com o poder de controlar as sombras. Eles param em frente aos heróis, enquanto Nekron fala:

- A caçada acabou. Vocês vêm conosco. Vivos ou mortos. Prefiro vivos, pra mata-los na frente de sua amiguinha.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qua Maio 18, 2016 3:31 am

Ao longo do período em que Davi atuava como membro da Força Heroica, o garoto confiava muito no diretor do instituto, confiança essa que aos poucos foi se esvaindo até o dia atual, em que constatou que Arco não era um bom líder para o grupo. A discussão entre ele e Tubarão sequer deixou Davi assustado, pois ele, em partes, concordava com o amigo e aquele time com quem ele tanto tinha consideração, já não parecia funcionar mais.

Seus pensamentos são interrompidos por mais lacaios do Conde, dessa vez, acima do escalão dos anteriores. Espectro fica intangível automaticamente, e quando repara quem são, consegue identificar todos exceto pelo homem com o poder de controlar sombras. O garoto olha em especial para Talho, com quem já lutara uma vez e por instinto leva ao mão ao braço que ela feriu.

Espectro não iria esperar por ordens de Arco, pois a muito tempo ele não era capaz de liderar e só agora percebera, ele já tinha um plano em mente e planejava executá-lo o mais rápido possível para conseguirem chegar a tempo de resgatar Ana.

O garoto pretendia atacar Talho, e tentar derrubá-la na mesma forma com que fizera uma vez antes. Ele não usaria da mesma tática de usar sua intangibilidade para evitar os golpes do inimigo, mas sim usaria apenas suas habilidades marciais e seu bastão no tamanho menor, esquivando-se das investidas e analisando elas, para quando fosse o momento preciso ativar seu bastão retrátil para o ataque.

Da ultima vez, ele não sabia ao certo como, seus olhos e seu bastão brilharam ao ataque, talvez tivesse sido alguma força diferente, mas esperava que acontecesse novamente dessa vez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qua Maio 18, 2016 10:22 am

- Já faz tempo que a gente devia ter acabado com essa palhaçada mesmo, quatro anos vivendo no meio de toda essa mentirada, eu devia ter aberto meu olho antes.

A ideia de acabar com a Força Heróica por um segundo foi um choque para o rapaz, mas naquele momento parecia a melhor decisão para ser tomada, claro, se todos saíssem vivos dali, o que naquele momento parecia uma tarefa cada vez mais difícil com a chegada de mais capachos do Conde.

- A caçada acabou. Vocês vêm conosco. Vivos ou mortos. Prefiro vivos, pra mata-los na frente de sua amiguinha.

- Prefiro a terceira opção, chutar o traseiro de vocês montanha abaixo.

Carlos desfaz as tonfas, e tomando posição na frente de seus amigos, cria uma gatling gun com munição de impacto apontando na direção dos inimigos e apertando o gatilho fazendo a arma começar a girar.

-Isso não vai matar vocês, mas também não vai ser um carinho...

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qua Maio 18, 2016 6:22 pm

As coisas não iam nada bem, e para Ed aquilo pesava muito. Quando era mais novo foi rejeitado por sua família adotiva, mas encontrou na Força Heroica o verdadeiro significado de família e amizade, ver as coisas ruindo como estava acontecendo para ele era mais dolorido do que qualquer pancada que já levou.

A Relação entre Tubarão e Arco não era das melhores. Ao mesmo tempo que o hibrido criticava o arqueiro por agir como a Fabricadora agia, coisa que Roberto criticava. Ele entendia que certas coisas quanto mais gente soubesse talvez fosse pior. Mas uma família existe pra isso, pra um ajudar o outro, custe o que custar.

Enquanto o grupo discutia surgem Nekron, Sangria, Talho, Cólera e um homem com o poder de controlar as sombras. Eles param em frente aos heróis, enquanto Nekron fala:

- A caçada acabou. Vocês vêm conosco. Vivos ou mortos. Prefiro vivos, pra mata-los na frente de sua amiguinha.


- Tenta a sorte necrófilo. Alias engole essa!

Tubarão arremessa seu tridente na direção de Nekron. Caso o desgraçado sobreviva, desvie ou defenda o golpe, o hibrido partira para cima dele com sua força descomunal.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qua Maio 18, 2016 11:06 pm

Arco e Iceberg se juntam ao grupo, e logo, Nova assiste a discussão entre Edson e Roberto sobre todas as mentiras e o possível fim do Força Heroica. Talvez há alguns anos atrás, mesmo que aquelas palavras fossem pronunciadas sem intenção real devido ao calor da discussão, Nova provavelmente se chocaria - até mesmo lacrimejaria, como era típico da jovem garota na época. Porém, hoje, e após tudo que ela passou, após tudo que todos eles passaram, mesmo com o seu coração palpitando mais rápido por causa daquilo, ela parecia concordar com as palavras do velho amigo híbrido.

Ela se lembra da conversa que teve com Tubarão em um de seus treinamentos, pouco tempo atrás. Ambos haviam deixado o Instituto por algum tempo, cada um se buscando mundo afora. Ao contrário dos outros, Nova e, certamente Edson, não tinham família fora do Instituto. O Instituto era a família deles. Eles sempre foram, e sempre serão.

E talvez eles só poderiam salvar aquela família se eles acabassem com o Força Heroica, antes que o Força Heroica acabasse com eles de vez.

A super-moça se aproxima brevemente de Tubarão, olhando-o pela mesma duração, como um gesto de entendimento e apoio ao rapaz. Mas logo, mais inimigos aparecem, dessa vez, mais do que simples lacaios.


O grupo de magos mercenários de uma das missões da qual Nova apenas leu o relatório, Nekron e "seus amigos", se coloca diante do grupo, preparando para o combate. A moça usa sua memória excelente para lembrar os poderes e habilidades de cada um deles, e pensa estrategicamente.


- Diego e Berg, vocês ficam com o Cólera? Espere de tudo, então a melhor estratégia é largar o braço e acabar com ele o mais rápido possível. - Ela nota Sangria e o homem que controla as sombras. - Arsenal, você parece ser o melhor de nós para focar os seus ataques naquele cara depois da metralhadora.


Nova se lembra então de Sangria, e do que ela havia feito antes com Morfo, e decide qual seria sua inimiga. A moça de cabelos pretos se vira para Tiago ao seu lado:


- Foi ela que te mordeu, Tiago? Ela não vai morder mais nada depois que eu socar a boca dela. - A moça diz, dobrando os joelhos e batendo o punho contra a palma da outra mão.


A moça iria partir pra cima então de Sangria, aliado de Morfo se ele também a atacasse, usando sua força e pulos pra sobrepujar a moça e derrotá-la rapidamente.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qui Maio 19, 2016 12:30 am

- Galera! - Diego interrompe novamente a discussão entre Ed e Beto, agora com um soco na parede da caverna. Apesar de toda a raiva que sentia pelo suposto líder da equipe naquele momento, sabia que aquilo não levaria a nada, e que salvar Ana era muito mais importante que uma discussão que todos já sabiam quem estava errado.

Então, os vilões aparecem. Ele já havia lutado contra a maioria deles, então imaginava que não seria uma tarefa muito difícil.

- Hmm. - Impacto acena com a cabeça, concordando com Tubarão, mesmo parecendo discordar com sua expressão facial. - É o jeito...

Diego e Yuri... A um passo do fim, tinham um obstáculo antes de cumprirem seu objetivo. Seu nome era Cólera. Já sabia muito bem o que fazer para derrotá-lo...

- MORFO! ME ACERTA! - Grita, dando dois tapas em suas costas. - Berg... Não deixe esse desgraçado encostar em você... Ou em ninguém, se possível.

Após ser carregado pelos golpes de Morfo, Impacto dispararia com força total na direção no inimigo, se tornando uma espécie de canhão de energia enquanto estivesse absorvendo os golpes de seu aliado.

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]


Última edição por Impacto em Qui Maio 19, 2016 7:41 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qui Maio 19, 2016 2:29 am

Tiago se encontrava extremamente confuso com toda a situação, todo o tempo que passara no Instituto enquanto alguns estavam fora lhe fizeram dar grande valor a Força Heroica e a oportunidade que Fabricadora havia lhe dado desde o primeiro dia em que havia pisado nas terras do local que chamaria de lar. - Suas bicholas, é fácil acabar com o grupo assim né a gente não é uma bandinha de pop rock! - ele coloca a mão na costela ainda ofegante recuperando o ar. - Vocês são uns covardes... -

Ele olha para todos os integrantes que ali estavam, se recordando de momento com cada uns, antes que pudesse dizer mais algo ou deixar cair uma lágrima, ele se vira para Nova, mas é interrompido por inimigos que já havia embatido uma vez. Tiago pareceu salivar como um cachorro com raiva quando vê a imagem dos mercenários, principalmente de Sangria. - É muita coragem mesmo! - suspira firme se reerguendo recuperado para mais um embate. - Seguinte, eu nem vou dar opções pra vocês, já tiveram chances demais. - ele transforma seu corpo inteiro em aço, criando alguns espinhos por todo o corpo e lâminas que partiam de seu antebraço até a palma das mãos. - Essa brincadeira de cão e gato termina hoje. -

Sua exaltação se vai um pouco após ouvir a voz de Nova.- Foi ela que te mordeu, Tiago? Ela não vai morder mais nada depois que eu socar a boca dela. Morfo fica um tanto envergonhado com a proteção da heroína sendo acostumado a sempre se virar sozinho. - É ela mesma. - ele aceita visto que nos últimos tempos havia ido inúmeras vezes pra o hospital e a garota sempre havia sido seu porto seguro. Antes que pudesse atacar Sangria em conjunto com Nova, Impacto chama sua atenção. - MORFO! ME ACERTA!

- Você sempre querendo uns tapinhas né piranha? - riu descontraindo, disferindo alguns golpes no amigo para que o mesmo se carregasse. - De bateria cheia? Mete bronca! -

Morfo salta de volta ao lado da parceira e corre em direção ao combate conjunto contra Sangria. - Obrigado, Nova, mesmo. - ele sorri lhe apertando a mão carinhosamente antes de ir para o combate. - Bora detonar!

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Qui Maio 19, 2016 11:12 pm

Arsenal começa a atirar. O homem de sombras cria uma parede sombria entre os projéteis e seus aliados. Nekron começa a evocar seus poderes, enquanto seus lacaios se colocam em posição de combate. Tubarão atira seu tridente contra o necromante. A parede de sombras parece não ceder ao ataque. Arco atira uma flecha contra o teto. Ela explode. As pedras começam a cair, rolando sobre o inimigo. A parede se desfaz, enquanto Ed, Nova e Morfo avançam. Tubarão começa um confronto com Nekron que, mesmo não tendo evocado nenhum tipo de magia, continua um ser perigoso. Morfo e Nova vão de encontro à Sangria, que passava a língua por sobre os próprios lábios, como se lembrasse do último confronto. Arsenal continua a atirar.

Yuri e Diego, agora carregado, partem para cima de Cólera. O vilão começa a se concentrar, mas com a queda das pedras provenientes do ataque de Arco, não atinge seu máximo. Diego o acerta com um gancho, enquanto Yuri o atinge com sua luva de gelo. O combate é corpo a corpo e bem desequilibrado. Cólera parece levar uma desvantagem enorme, até que segura o braço de Iceberg. Impacto vacila por um momento, o suficiente para o vilão infringir seus poderes contra o criocinético.

- YURI!

Como uma máquina de demolição, Diego parte pra cima de Cólera, sem tomar conhecimento do adversário. O inimigo larga Iceberg no chão, se contorcendo de dor, e vai de encontro ao outro adversário. Munido de alguns projéteis de energia, Diego os joga contra o rosto de Cólera. O homem é cegado pela explosão, tempo suficiente para Diego atacar. A batalha é feroz, pelo menos para um lado. Diego o acerta com diversos socos na região do abdômen. Cólera nem sabe de onde está sendo golpeado. Até que, recuperando a visão, o homem segura os dois braços de Diego de surpresa. O rapaz começa a sentir seu corpo enfraquecer, enquanto Cólera ri.

Espectro fica intangível. Ele percorre o campo de batalha e, ao chegar próximo à Talho, se materializa novamente. Ele ataca a mulher pelas costas, acertando-a com seu bastão. Ela sente o golpe e dá alguns passos para trás. A mulher se vira e solta um sorriso, fazendo com que as garras de suas mãos cresçam rapidamente. O combate se inicia. Agora, um pouco mais treinado, Davi não deixa nenhuma brecha para a inimiga, ficando intangível toda vez que recebe um ataque. Talho tenta mais uma vez, mas Davi se esquiva. A mulher arranha o chão do local, como se pedra fosse apenas papel.

- Sabe que não vai conseguir me acertar enquanto estiver usando essa estratégia. – Diz, pela primeira vez, cheio de confiança.

Talho sorri, chutando o rapaz que, por um reflexo, desvia o rosto já materializado. Neste momento, garras surgem nos dedos dos pés da mulher, arranhando o suficiente para a bochecha do herói começar a sangrar. Davi dá alguns passos para trás, ainda desnorteado, enquanto Talho se coloca de pé novamente, sorrindo.

O homem de sombras fica finalmente em forma humana, em frente à Arsenal. Usando óculos  e capuz negros, ele apenas permanece parado em frente ao herói, sem reação. Arsenal cria dois tonfás novamente, indo em direção ao inimigo, atacando-o. Cada golpe que Carlos aplicava fazia um pouco de sombra se deslocar do corpo do inimigo, que nada falava. Carlos, mesmo não notando nenhuma variação no semblante do inimigo, nem mesmo um jeito de derrota-lo fisicamente, não desiste. Até que em um determinado momento, o rapaz consegue acertar o rosto tangível do inimigo, derrubando seus óculos. Seus olhos eram negros como a noite, pareciam não possuir vida, apenas escuridão. Parecia possuir duas massas negras profundas no lugar dos olhos.

- Bicho, tu é feio. Mas gostei dos seus olhos, dá um efeito maneiro nessa sua carcaça. Mas, enfim, vou ter que acabar contigo de qualquer jeito, sussa?

Arsenal o ataca novamente. Desta vez, o inimigo levanta o braço, repelindo a investida. O vilão ataca Carlos com a palma da mão esquerda, fazendo bastante sombra se mover em volta de seu braço. Ao ser acertado, o herói percebe.

Morfo ataca, com seu corpo feito de metal. Ele desfere alguns golpes em Sangria, que nada sente. Parecia mais forte do que da última vez. Nova surge, golpeando a inimiga mais de uma vez. Ela era forte. Forte e resistente. Sangria golpeia Nova, fazendo-a dar alguns passos para trás, mas nada agravante. A heroína cerra os punhos, pressionando os pés contra o chão. Ela praticamente voa em direção à adversária, que faz o mesmo. O embate é caótico. Morfo parecia apenas assistir, esperando o melhor momento para atacar, em vão. Nova desfere um gancho de esquerda no queixo da vilã, que retribui com um chute nas costelas da oponente. Morfo cria uma foice em sua mão direita e, com toda a energia, ataca Sangria. A inimiga percebe,puxando seu próprio corpo para trás. Nova faz o mesmo, quase levando a pior. O combate entre os três é equilibrado.

Arco e Tubarão continuam sua batalha contra Nekron. O híbrido o ataca hora com seus punhos nus, hora com seu tridente. Arco fica ao longe, a espera de uma oportunidade perfeita para acabar com o embate. O rapaz apenas observa o combate entre seu inimigo e seu companheiro, mas seu pensamento parecia estar um pouco mais longe, procurando o fraco elo mental que possuía com Ana, que agora parece se perder. Tubarão nota seu companheiro disperso.

- Ô Arco, caralho! Dá pra ajudar aqui com o necrófilo!?

- Já estou farto das suas piadas, animal.

- Ah é? Não lembro de ter pedido sua opinião sobre o assunto.

Uma flecha voa. Tubarão percebe o som do projétil zunindo, cortando o ar, e desvia. Ela finca no peito do vilão. Uma flecha elétrica. Nekron encara Tubarão, logo depois Roberto.

- Acho que alguém vai tomar um choque.

Roberto aperta o botão e, quase que instantaneamente, Nekron sofre uma descarga elétrica. O homem cai no chão, se contorcendo, enquanto pequenos feixes de eletricidade são vistos ao redor do seu corpo.

- Foi de quanto dessa vez?

- O suficiente pra deixar ele desmaiado até acharmos Ana.

Neste momento, Roberto sofre uma forte dor de cabeça. Seu elo com Ana parecia estar bastante forte. O rapaz parecia não se conter, então se ajoelha. Tubarão tenta ampará-lo, em vão. Roberto grita de dor. Os outros vilões, que pareciam estar em vantagem, começam a se sentir estranhos. Cólera vomita, enquanto começam a surgir marcas de cortes pelo corpo de Talho. A boca de sangria começa a ressecar, enquanto seus dentes caem. Os três começam a ter insuficiência respiratória no meio da batalha, caindo inertes no chão. Mortos.

- Nunca digam não fiz nada por vocês.

A voz que se pronunciara era distorcida, mas familiar. Passos são ouvidos. Lentos, mas pesados. Profundos passos ecoando pelo interior da montanha. O vulto começa a se revelar por dentre as paredes rochosas da montanha. Quando finalmente mostra o rosto, todos se espantam. Ana. Flor do Luar, vestindo um traje negro com detalhes em carmim, aparece, com seus olhos brilhando em vermelho sangue. Ela solta um sorriso, quando nota que seus companheiros não entendem nada da situação. Logo, com um estalar de dedos dela, surge Dragonesa. Ela trazia Luminos em seus braços. A mulher o joga em direção aos demais heróis. O garoto estava ferido, com várias marcas de corte na altura do peito e do rosto, ainda ensanguentado.

- Acho que isso pertence a vocês. – Diz, com uma voz macabra.

- Ana... – Um emotivo Roberto toma a palavra, dando um passo à frente. – O que houve com você?

Logo, quando começa a caminhar em direção à Ana, uma parede interrompe seu caminho, para a surpresa da própria. Logo, mais duas figuras surgem da escuridão.

- Acho que não deveria mexer com Nasgaroth neste momento, senhor Ferreira. – Diz, tendo Rémy ao seu lado.

- Nasgaroth?

- Alguém pode me dizer que merda tá acontecendo aqui, por favor?

- Não... – Davi se ajoelha, consternado. – Meus maiores medos se tornaram realidade.

- Exatamente, nobre membro da Ordem. Agora vocês estão condenados, meus caros. Nasgaroth retornou e tomará o planeta para si, como já deveria ter sido feito há décadas. Mas primeiro, vamos acabar com vocês. – Diz, retirando a barreira entre os dois grupos.

O Conde, Rémy e Dragonesa, sendo apenas observados por Ana, logo atrás destes, se prepara. Os herói, por sua vez, permaneciam confusos com a situação, não sabendo como agir em primeiro momento.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Sex Maio 20, 2016 5:20 pm

Ainda ajoelhado, Davi olhava perplexo para aquela que um dia fora Ana. Sentia um arrepio incomum, mais forte, pior. Parecia que não tinha mais saída, aquilo era o fim de tudo. Depois de todo esse tempo, depois de tanta luta, seus medos se concretizaram. Mas novamente as palavras de Bartholomeu vieram à tona. "Precisam enfrentar seus medos e anseios."

Davi hesita por um instante, mas se levanta, meio devagar, olhando diretamente para o Conde.

- Não! Não estamos condenados! Isso não acabou ainda! Enquanto uma alma boa se manter de pé para lutar, ainda haverá esperança. - Esbravejou, olhando firme para Conde, antes de desviar o olhar para Ana. - Nasgaroth, você vai voltar pro lugar de onde nunca devia ser saído.

Espectro se concentra em Ana, procurando algum resquício de sua energia aprisionada dentro daquele corpo. Ele ainda tinha esperança que ela estivesse ali em algum lugar, e se estivesse, iria descobrir como salvá-la. Logo depois se concentrou na forte e pesada energia de Nasgaroth, mas dessa vez usaria seus poderes de percepção para tentar desvendar toda a história daquele demônio, procurando por uma brecha, falha e também querendo saber como ele fora derrotado antes.

O garoto sabia que o combate dele ali no momento não era mais físico e sim espiritual.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Sex Maio 20, 2016 7:00 pm

Toda aquela situação caótica deixou a mente de Carlos embaralhada, primeiro Anna aparece, aparentemente para ajudar, mas mata os capangas do Conde, ela fala com o grupo, mas não parecia ser ela, logo o próprio Conde aparece informando o pior, Nasgaroth havia retornado, e com ele aparecem dois inimigos, em deles desconhecido e a vira casaca da Dragonesa.

-Galero, a gente tem que chegar até Anna, e eu acho que esses manés não vão deixar...


Enquanto fala, ele sente um frio em seu estomago crescer, o rapaz tinha pleno conhecimento que seus poderes não tinham muito efeito contra magia, que era de longe sua maior fraqueza, ele analisa bem todos os adversários, mas ele não estava sozinho naquele momento, talvez, o trunfo principal do time era estar em maior numero.

-Vamos nos dividir rápido, só preciso de alguém pra me ajudar contra a Dragonesa.

Nisso, o rapaz vai atirar uma esfera de energia nas rochas da caverna acima dos inimigos, para tentar fazer desmoronar em cima deles e se separarem, em seguida partir para cima de Dragonesa, criando uma katana para força-la a usar o combate corpo-a-corpo, assim como ela ensinou, e contando com a ajuda de alguém.

-Se liga na minha Hattori Hanzo, “Piranhesa”.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Sex Maio 20, 2016 10:21 pm

Todos estavam espantados com o que haviam visto. Os inimigos foram mortos como se nada fossem, e por quem? Ana. ou aquele que possuía seu corpo.

A garota agora era o próprio mal encarnado.  Nasgaroth era quem estava no comando.

Não que fosse algum tipo de sensitivo, ou alguém com algum poder mistico, mas Ed sentia uma sensação ruim em estar perto da garota, mal conseguia olhar olhar para os olhos dela que um sentimento ruim tomava conta de seu corpo. Medo, insegurança, raiva....

Ele olha para Roberto por alguns instantes e percebe o quão aflito o rapaz estava, seja quais foram seus esforços para evitar isso, foram em vão. Talvez se tivesse agido de outra forma, sido franco e jogado limpo com todos as coisas seriam diferentes. Mas não era a hora de dizer "eu avisei".

Talvez tudo isso fosse inevitável, e de um jeito ou de outra Ana estaria nessa situação, não era de hoje que seus poderes assustavam a todos.

Tubarão recorda que em uma missão Ana derrotou um grupo de bandidos como se nada fossem, com um único golpe de magia, ele até havia brincado na ocasião. "Quero morrer seu amigo heim Flor hahaha"

Seja lá quem fosse esse no corpo da garota, ele sabia que ela também era forte e poderia combater aquilo de dentro se realmente quisesse.

Ele da alguns passos afrente, segurando seu tridente com força, sabia que aquilo era sua unica defesa contra a magia, mesmo que naqueles níveis de poder que estava prestes a enfrentar, não adiantaria muito.

-Seguinte Ana, a gente sozinho não tem poder pra vencer essa, mas se precisar a gente vai tentar até morrer.... e eu ainda quero morrer seu amigo. Mas você, você é  ajuda que a gente precisa, luta dai, só você tem o poder de acabar com essa merda toda!

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Sex Maio 20, 2016 11:33 pm

De repente, todos os inimigos do grupo caem no chão, eventualmente morrendo de diferentes maneiras. Uma voz familiar é ouvida, mas não era nada do que a super-moça havia escutado antes; aquela era definitivamente macabra. Não demora até que a figura aparece, e o que Nova, e todos ali temiam, acontece: Flor do Luar aparece, em roupas negras, e olhos vermelhos.

Eles pareciam ter chegado tarde demais.


- Ana! Estamos aqui! Por favor, diz pra gente que ainda é você...! Por favor! - A moça de cabelos pretos diz, suspirando em medo.


Logo, o Conde e os outros inimigos aparecem, da qual a moça nem se importava. A sua fúria crescente parecia se focar especificamente no feiticeiro loiro, que logo desce a sua barreira que dividia os dois grupos.


- Você... - Nova se dirige ao Conde, respirando pesado, cerrando os punhos com força e trancando os dentes. - Eu já estou cansada de você e de tudo que você faz...

A voz dela começa a ficar mais e mais exaltada.

- Eu já quebrei o seu pescoço antes, mas dessa vez você não vai fugir de mim! Você não vai deixar essa caverna, seu maldito!!

Ao final da frase da moça, ela não aguenta mais ficar parada e esmurra o chão, se arrancando do lugar em um super-pulo em direção ao feiticeiro, querendo acertar o Conde custasse o que custar. Ela iria usar todos os seus poderes, e qualquer rocha solta daquele lugar que esmagasse um ser humano para poder acertar o mesmo até não poder mais.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Sab Maio 21, 2016 12:05 am

Diego congela, sem saber o que fazer. Não se sentiu assim nem quando tiveram de enfrentar Hades, que o garoto se explodiu com o vilão. Ele encara Ana, procurando uma saída. Mesmo que lá no fundo ainda tivesse esperanças que ainda houvesse uma parte da garota consciente naquele corpo, não era hora de esperar que um plano mirabolante os salvasse. Era a hora de agir.

Todos avançam na direção dos adversários, deixando Davi e Lucas para trás. Mesmo com toda a vontade de ir para cima e tentar acabar com aquilo, alguém deveria protegê-los. Então, Impacto se põe à frente dos dois, deixando de lado toda a frustração do momento e estufando seu peito, pronto para defender os dois de qualquer possível ataque.

- Baphomet, a surra de hoje é intelectual! E quando acabar, você vai querer usar um vestido da C&A!!

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Sab Maio 21, 2016 9:25 am

Depois do combate contra Sangria e a chegada dos demais, tudo parecia muito confuso para ser compreendido no momento. - Alguém pode me dizer que merda tá acontecendo aqui, por favor? - talvez Morfo fosse o mais alheio de tudo aquilo que estava acontecendo, toda essa loucura de Nasgaroth não fazia sentido algum para Tiago. Mas tinha algo que o incomodava, desde o início as aparições do Conde e sua trupe sempre o deixavam com raiva, e até então uma culpa parecia cair sobre o mago. Preocupado com Ana e toda a situação junto ao discurso apocalíptico, o medo já havia se distanciado muito de Morfo, e ele só pensava em acabar logo de uma vez com tudo aquilo. - Então você pensa mesmo que é só estalar os dedos e tomar tudo pra si? - tornou seu corpo em metal, ficando com a voz estridente. - Você está muito enganado! - ficaria em posição de defesa partindo pro ataque se os inimigos ameaçassem algo.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   Dom Maio 22, 2016 1:10 pm

Um pequeno tremor dentro da montanha. Algumas pequenas lascas de pedra começam a descer, escorrendo pelas paredes rochosas. Os dois grupos se encaram por alguns segundos. Era nítido nos olhos dos membros da Força Heroica que estes não queriam estar ali naquele momento, não queriam assistir àquilo. Um amigo se tornando um inimigo. Ana havia se tornado Nasgaroth. Alguns possuem lágrimas escorrendo por seus olhos, outros preferem nem olhar. Roberto, com suas mãos trêmulas, deixa seu arco cair. Ele também possuía os olhos marejados naquele momento.

- Ana... – Diz, dando alguns passos para frente. – Por favor, não se entregue à isso. Volte para nós, pra sua família.

Com um movimento de mãos, a moça o joga contra a parede ao fundo. A força do choque faz descerem lascas de pedra um pouco maiores. A montanha estava “morrendo”.

Todos ali tentam chegar ao coração de Ana. Tentar tocá-la de algum modo, trazê-la de volta ao combate, recuperar sua consciência. Mas era em vão. Nasgaroth já havia enterrado o espírito de Ana dentro de si. A cada palavra de desespero do grupo, o demônio apenas sorria. Seus brilhantes olhos vermelhos se intensificavam mais. O Conde percebera isso.

- Rémy.

- Será um prazer.

O mago avança. Com seu cajado, ele atira alguns projéteis de energia, interrompidos por Tubarão e seu tridente. Dragonesa, com seus leques afiados, tenta uma investida contra Ed, mas é parada por Arsenal que, com uma katana feita de pura energia, a “convidava” para um combate. Nova só tinha olhos para o Conde. Olhos de raiva. Ela salta em direção ao homem, que rechaça sua investida. Usando de sua mágica, ele cria uma espécie de invólucro invisível ao redor da moça. Nova tenta se mexer, lutando contra os poderes mágicos do inimigo, em vão.

Morfo ajuda Tubarão. Os dois investem contra Rémy, que consegue se desviar das investidas. Ed, com cara de poucos amigos, tenta mais uma vez. O rapaz tenta perfurar o corpo do inimigo, usando seu tridente. Rémy usa seu cajado para manter um pouco de distância. Morfo, com seus poderes, cria uma grande foice de metal em seu braço esquerdo. Enquanto Rémy desvia, os demais tentam ataca-lo com golpes corpo-a-corpo.

- Davi, eu preciso ajuda-los. Não vai dar pra ficar aqui só protegendo vocês até você terminar seu vodu aí.

- Eu vou ficar bem. Eu tento chegar em Ana, você ajuda o pessoal.

Dragonesa gira, como se fosse um furacão, com seus leques tinindo a cada rodada. Ela tenta acertar Arsenal, que se protege com uma barreira de energia. No entanto, as propriedades mágicas do metal começam a aranhar e criar pequenas fissuras no pequeno domo criado pelo herói. A mulher para por alguns instantes, sorrindo para o rapaz.

- Vocês todos nunca desconfiaram. Nem mesmo o próprio Granizo desconfiou. Eu fui a melhor de todas, enganei a todos, mas sempre servi ao mestre. Nasgaroth é o único meio de sobrevivência desse planeta.

- Cala a boca, sua piranha.

- Você pode ficar bravo agora. Mas lembre-se, Carlos: Nasgaro...

Uma rajada de gelo acerta em cheio a cabeça da mulher. Iceberg veio ajudar Arsenal à combate-la. Os dois se perfilam, ficando lado a lado.

- Mete essa katana na cabeça dela, ô pretin.

O gelo começa a derreter, mostrando a face descontente de Dragonesa aos demais. Os dois heróis dão alguns passos para trás enquanto ela começa a andar em direção aos dois. Neste momento, Iceberg para, criando suas luvas de gelo cheias de espinhos. Arsenal prepara duas lâminas de energia. Os dois atacam.

Nova continua à mercê da crueldade do Conde que, com seus poderes, começa a retirar o oxigênio da moça. Ficando sem ar, Nova começa a se debater mais, em vão. Ela tenta puxar o ar de seus pulmões, colocando a mão em seu pescoço, desesperada.

- Ô FILHO DA PUTA!

Impacto voa para cima do inimigo. Totalmente carregado, o rapaz tenta usar seus poderes para causar uma explosão contra o inimigo. Neste momento, o homem percebe, esticando sua mão esquerda contra o rapaz, rechaçando-o. Diego não desiste, levantando novamente, indo em direção ao inimigo novamente. O rapaz e o homem fazem isso algumas vezes, até que o vilão toma a palavra.

- Por quê? Por que você continua a levantar, depois de ver que está tudo perdido.

- Olhe ao seu redor, paunocu. Nós nunca vamos desistir. Toda vez que caímos, levantamos novamente. Nós nunca vamos nos render enquanto tivermos um pingo de energia. Porque se fizermos isso, tudo que conquistamos vai ter sido em vão. Então, seu feiticeiro de merda, se você me botar pra baixo, eu vou levantar e tentar de novo, não importa quantas vezes.

- Então eu acho que vou ter que derrubá-lo e me certificar de que você vai ficar lá dessa vez.

- Tenta a sorte, mané.

O homem começa a concentrar sua energia na palma de sua mão esquerda. Uma grande esfera de energia azul toma forma. Mais tremores, desta vez bem mais fortes, começam a ocorrer dentro da montanha. Diego olha em volta, notando que pedaços de pedra cada vez maiores começam a desmoronar. Neste momento, o Conde, com seus olhos totalmente azuis, aponta para Diego.

- DIEGO, ABAIXA!

Uma flecha voa em direção ao Conde, que parecia não sem importar muito. Logo, o projétil se divide em quatro, fincando-se no chão, cada um em cada ponta ao redor do vilão. Logo, uma grande onda sonora o atinge, fazendo-o se desconcentrar. Ele coloca as duas mãos nos ouvidos, soltando um urro de dor. Seus ouvidos começam a sangrar. Seu rosto começa a ficar avermelhado. Sua raiva chegava à níveis extremos. Os tremores aumentavam.

- Eu vou matar cada um de vocês! Eu vou enfiar uma estaca no coração de todos vocês. Mas antes eu vou acabar com cada ente querido, na frente de vocês, vermes imundos. E então, quando já estiverem anestesiados de dor, eu vou dar cabo da vida de vocês da forma mais lenta e dolorida possível.

- Acho que não.

Nova surge, dando-lhe um soco que o faz voar longe, se chocando contra uma parede. Ela anda até o homem, que tenta usar seus poderes contra a moça, que consegue se desviar.

- Você é meu, desgraçado. Eu vou fazer você sofrer do mesmo jeito que você fez com meus amigos. – Diz, com os olhos em lágrimas, acertando o rosto do inimigo com vários socos.

Davi ainda tenta encontrar a verdadeira Ana dentro daquela casca. Entretanto, ele esbarra nos poderes monstruosos de Nasgaroth.

- Não adianta, pequeno Davi. Não poderá salvar sua amiga. Ela é minha agora.

- Eu nunca vou deixar de tentar. Nunca vou deixar de acreditar que posso salvar meus amigos.

- É um sentimento muito nobre, pequenino. Mas o que vai acontecer com toda essa sua nobreza quando seu mundo estiver perdido nas chamas?

- Levantar e lutar.

Nasgaroth investe um ataque contra Davi. Uma rajada de energia atinge o rapaz, que se defende com seu bastão. Os dois ficam nesta disputa por algum tempo. Davi parece ofegante, fraquejando por alguns segundos. A rajada o atinge, fazendo com que o rapaz seja jogado pra trás, caindo no chão. Nasgaroth anda pacientemente em direção ao oponente. Espectro se arma com seu bastão, o colocando em posição de combate. Quando o inimigo se aproxima, o bastão encosta em sua barriga. Nasgaroth sente um pequeno desconforto, fechando os olhos com força. Quando os abre novamente, eles estão normais.

- Davi... Fuja...

- Ana?

Novamente fecha seus olhos e quando os abre, estão totalmente vermelhos novamente.

- Eu vou mata-lo!

Neste momento, uma rocha cai ao lado de Nasgaroth. A montanha definitivamente estava por um fio. Neste momento, um portal se abre no meio do local. Neste momento surgem Maya e o Doutor.

- Vamos embora, pessoal!

Tubarão estava travando uma batalha parelha contra Rémy, enquanto Morfo estava caído no chão. No instante seguinte, o corpo do rapaz havia desaparecido. Tubarão é o seguinte. Arsenal e Iceberg são os próximos a serem levados. Davi, que parecia acuado pelos poderes de Nasgaroth, também some, restando apenas três. Nova continuava sua investida cheia de fúria contra o Conde, que parecia não mais revidar. O homem logo abre um sorriso, causando uma certa estranheza na garota.

- Estava onde eu bem queria o tempo todo.

Um pulso de energia atinge Nova, que é jogada contra a parede. Impacto tenta ajuda-la, mas logo desaparece também. Maya, enquanto isso, traz um inconsciente Lucas para o portal. Nova se levanta, tentando ir de encontro ao Conde novamente, com a raiva lhe cegando. Uma grande rocha cai, separando os dois rivais.

- Vamos Nova! Acabou! A montanha vai cair!

O Conde se junta a Nasgaroth e Rémy. O demônio cria uma grande bolha transparente. Nova dá meia volta, enquanto Roberto anda em direção aos inimigos. Ele empunha seu arco, atirando suas flechas especiais contra os três, mas seus ataques são rechaçados.

- Teleportador.

Ao aviso do Conde, Nasgaroth infringe um pequeno pulso de energia acima da cabeça de Roberto, relevando que estava “sumindo” com os demais heróis. Fuga é jogando para o outro canto do campo de batalha, sendo quase atingido por um pedregulho na cabeça. O Doutor o traz para o portal, enquanto Nova fica na beira deste, esperando Roberto voltar.

- Vamos logo, Roberto. – Dizia a moça, com os olhos cheios d’água.

Os outros dois também gritam para o rapaz, que se vira por alguns segundos.

- Hoje não. Não vou sair daqui sem Ana. Não desta vez.

Neste momento, o rapaz sente uma grande pressão nas suas costas. Nova, Doutor e Maya arregalam os olhos. Nova tenta voltar para ajudar o amigo, mas é impedido pelos outros dois, sendo jogada para o portal.

Dragonesa havia usado seu leque contra o rapaz, girando-o um pouco dentro de seu corpo. Roberto cuspia sangue. O sangue escorria pela sua boca, manchando seu uniforme. O rapaz, com as mãos trêmulas, pega uma de suas flechas e, com o resto de força em seu débil corpo, finca a arma no pescoço da inimiga. Era o fim daquela que traíra o grupo. Os dois caem.

- Inútil.

Roberto estica suas mãos trêmulas em direção à Ana, agora Nasgaroth, até que ela cai. Uma lágrima ainda escorria nos olhos do rapaz, enquanto seu corpo permanecia inerte. Com a mesma expressão facial no rosto, mas com seus olhos escorrendo uma pequena gota, Nasgaroth os transporta dali, deixando os corpos dos dois ali.

O topo da montanha desaba.

Dois jatos viajavam pelo espaço aéreo. O Fhalcão, que carregava o Doutor e o resto da Força Heroica, e outro menor, que levava Fuga, Maya e o debilitado Lucas. Todos no FHalcão estavam cabisbaixos, Chorando. Por Roberto, por Ana, por tudo que estava por vir. Na janela de seu leito de hospital, o convalescente Erick olhava para fora, também chorando. Gárgula, em algum lugar com seus seguidores, permanecia cabisbaixo. Granizo abraçava sua recém-descoberta filha. Mas os garotos dentro do FHalcão pareciam sem esperanças.

- O que vem agora?

- O fim do mundo...


O lugar era totalmente escuro. Ela abria os olhos, ofegante. Tentava descobrir onde estava. Cada minuto que passava ali, deixava-a mais fraca, mais atordoada. Ela ouve passos. Ouve seu coração palpitar mais forte. Os passos aumentavam seu som, pareciam mais próximos. Logo, uma voz surge em sua cabeça.

- Seja bem-vinda à sua nova casa, Ana.

- Onde eu estou? Quem é você?

- Eu sou seu novo companheiro de quarto. E essa, minha querida, é a sua mente...


Termina no próximo episódio...

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T03E19 - Dia do Juízo Final, Parte 1
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» T03E20 – Dia do Juízo Final, Parte 2
» Secret Story - Desafio Final [Parte IV]
» Secret Story - Desafio Final [Parte III]
» VW New Beetle - O Presente Parte 3....
» Tudo o que você sempre quis saber sobre aerógrafos - Parte III

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: Força Heroica :: 3ª Temporada-
Ir para: