InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 T03E15 - Âncora

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sex Abr 22, 2016 6:46 pm

- Tudo bem, então vamos acabar logo com isso. - Estendeu a mão para o homem de branco. Enquanto via todos os novos aliados chegando após o discurso do jovem Erick.

O garoto se uniria mais uma vez ao homem, com quem parecia ter grande afinidade, para então ajudar o grupo a derrotar os inimigos que estavam surgindo. Usaria de sua intangibilidade e invisibilidade para distrair e fazer atacarem em falso, e atacando usando seu bastão e habilidades de luta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Stella

avatar

Mensagens : 504
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sex Abr 22, 2016 9:00 pm

Morfo abre um sorriso assim que vê Erick derrotar uma gárgula que o cercava. - Mas que mauricinho filho da p.. - se segurou, parecendo recuperar auto estima para o combate. Alguns membros da antiga equipe surgem acompanhados de Maya e Gustaff. - Imagina eu perder uma festa dessas! - ele dá uma pirueta aniquilando mais duas gárgulas remanescentes, empolgado. - YAHOOOOO! - ele transforma seus braços em grandes bigornas, e altera sua própria estrutura, criando asas. - Bora então! - ele levanta voo ainda desequilibrado, sem costume do mesmo, onde enfrentaria a trupe de gárgulas, focando numa briga com Stephen.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sex Abr 22, 2016 10:08 pm

Nova terminava de lidar com Eva, acertando-a diversas vezes com chutes e socos, parecendo revidar em forma de punição todos os momentos de derrota do time na líder das gárgulas. Ela claramente estava vencendo a luta, e com isso consegue uma folga para notar a aparente vitória do grupo até o momento, mas ao mesmo tempo a fuga de Conde e a chegada de mais gárgulas. A moça de cabelos escuros se joga em um chute de dois pés contra Eva, se desvencilhando dela.

- Não se levante, ou eu volto pra te bater mais ainda!! - Ela exclama, acusando Eva com o dedo.

Partindo pra ajudar seus amigos então é que Nova e os demais presenciam toda a cena de Tubarão com Suzako, ou melhor Solar. De repente, Maya e os outros chegam no local com reforços, começando a ajudar a eliminar os outros gárgulas em um combate generalizado, mas no meio de tudo isso, a super-moça permanece parada, olhando para Erick ao longe, incrédula e confusa. De inimigo para amigo novamente. Ele havia passado por tudo aquilo, todas aquelas lutas contra o time do Força Heroica, só para aquela virada final? Ela não sabia o que pensar, e no mesmo momento, qualquer chance do mesmo era embaçado por gárgulas que tentam acertá-la, chamando sua atenção.


Nova iria ajudar o grupo a eliminar o resto dos gárgulas para poderem se agruparem novamente e ir atrás do Conde, pronta para enfrentar novamente se necessário Eva ou Grael.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Arsenal

avatar

Mensagens : 518
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sab Abr 23, 2016 12:23 am

Apesar de estar bem cansado, Arsenal ainda encarava seu algoz com vigor, mas sentia que lhe sobrava energia o suficiente para tentar manter a armadura mas não pra prolongar muito o embate entre os dois.

- Ai bicho feio... Você tá devendo dois dedos pro meu amigo... E eu vou cobrar com juros.


Assim que o rapaz termina de falar, uma enorme reviravolta acontece, o Conde já havia conseguido fugir, os heróis ainda eram minoria mas por pouco tempo, logo membros reserva da Força Heróica e alguns agregados aparecem para ajudar, e o mais surprendente acontece, Solar revela suas verdadeiras intenções.

- Que? O solar é um tipo de traidor duplo agora?

O embate logo iria recomeçar com a chegada dos reforços, e Arsenal se prepara novamente, não lhe restava muita energia, mas com o devido trabalho em equipe Grael não teria a menor chance.

- Nova, minha princesa, me ajuda a enfiar umas porradas nesse mané...

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sab Abr 23, 2016 1:13 am

- SEU BABACA!!!!!! - berrei para Solar. - QUANDO A GENTE SAIR DAQUI, EU VOU CHUTAR O SEU SACO SEM PARAR! - disse, furiosa.

Nem sei explicar direito o que eu sentia naquele momento. Era muita raiva, decepcao e alivio, sem duvida.

- Isso nao se faz, Erick. - disse mais calma, mas ainda nervosa. - Eu te disse um monte de coisa coisa horrivel. Se bem que, voce tava sendo um escoto e mereceu pelo menos 1/3 delas. Mas ne, confesso que na parte da "fenix renascida" eu senti muita vergonha alheia. Que bom que voce nao ta maluco, porque se aquilo fosse serio, nao tinha quem salvasse voce da breguisse. - completei, com cara de nojo. - Enfim, a gente resolve isso depois... tem coisa maior agora. - finalizei.

Me preparando para atacar os inimigos restantes, canalizarei energia para atacar com projeteis enquanto crio amarras de energia para neutraliza-los.


________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sab Abr 23, 2016 12:27 pm

- Erick, eu te odeio. Vou me lembrar disso. - Disse, com um sorriso estampado no rosto enquanto se levantava.

Enquanto se recompõe dos ataques que levara de Solar, Diego começa a olhar o campo de batalha, procurando um alvo fácil.

- Artilharia! Vocês vão nos que importam, eu derrubo o resto!

Disparando rajadas de energia até não poder mais, Impacto pretender derrubar a maior quantidade de inimigos que vir pela sua frente, para que o resto da equipe tivesse que lidar apenas com os mais fortes.

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sab Abr 23, 2016 1:34 pm

Tubarão puxa o braço, dispensando a ajuda de Erick, ele se levanta e olha para o rapaz.

-Bela atuação, mas não deixa de ser menos imbecil por isso...


Ele da mais alguns passos e diz sem olhar pra trás

-Vamos trabalhar juntos nessa, mas não quer dizer que sejamos amigos...


A raiva era uma das coisas que moviam Ed geralmente, e ele estava com muita raiva. Raiva de toda a traição/teatro feita por Solar, raiva do Conde e toda sua corja, e principalmente raiva de si mesmo em se deixar ser enganado, e de cogitar a ideia de matar o ex aliado apenas para corrigir os erros.

O grandalhão com seu tridente em mãos da um grito pros adversários
- Qual de vocês arrombados quer vir primeiro? podem fazer fila ou todos juntos, eu não ligo!

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Dom Abr 24, 2016 1:32 pm

Os garotos estavam pasmos com a cena que acabaram de presenciar. No entanto, alguns já começavam a se mexer. Arsenal volta a confrontar Grael. Seus poderes pareciam diminuir, graças ao grande tempo que passou se concentrando em manter sua grande armadura, no entanto, Grael também parecia possuir menos resistência do que antes. O combate era parelho. Nova avança, a fim de ajudar Arsenal contra o gárgula maligno, mas esbarra em dois outros. Erick e Tubarão ficam de costas um para o outro. O rapaz se encobre em chamas, enquanto o híbrido empunha seu tridente.

- Como nos velhos tempos, hein.

- Cala a boca, porra!

Impacto se junta à Espectro e o homem misterioso, sendo cercados por alguns gárgulas. Entretanto, várias flechas são disparadas contra os inimigos. Flechas especiais, de Roberto. Ana usa seus poderes para atingir e acorrentar alguns adversários, dando cobertura à Stephen e seus companheiros, que estavam em um combate aéreo contra seus inimigos. Fuga aparecia e desaparecia no campo de batalha, confundindo os oponentes, dando brechas para que Maya e Gustaff criassem portais para jogá-los em outros cantos do recinto. Óleo se dispersava, criando distrações e desnorteando seus inimigos, abrindo espaço para Densidade e Morfo atacarem e derrotarem seus inimigos. Impacto, com a ajuda de um renovado Iceberg, combatia mais alguns no chão. Eva, por sua vez, era atacada por rajadas de gelo de Granizo e Kaede. A vilã conseguia escapar algumas vezes, mas suas asas e pernas, em alguns momentos, eram atingidas. Impacto aproveita e, com um grande impulso, atinge-a com um soco, fazendo-a cair.

Arsenal cria uma espécie de exoesqueleto em torno de si. Menor que sua armadura anterior, mas mais densa e resistente, o rapaz golpeia um enfraquecido Grael. Nova entra junto na batalha, aplicando alguns socos no inimigo, que tenta revidar usando suas asas. Arsenal também aplica alguns golpes, minando ainda mais a resistência do já combalido adversário. Nova dá o golpe de misericórdia, chutando o tórax de Grael, fazendo-o se chocar com uma parede. Sua pele de pedra já se encontra com diversas rachaduras. Arsenal, por sua vez, desfaz sua armadura e, logo em seguida, cria diversas amarras de energia, prendendo seu oponente, na parede.

- É isso aí, Novinha! High Five! – Diz, apenas observando o sorriso de sua companheira.

Solar atira diversas rajadas flamejantes contra seus adversários, enquanto Tubarão os atinge, hora com o cabo, hora com as pontas afiadas de seu tridente. A luta continua acirrada, mas os dois parecem ter uma certa química atuando juntos.

- Já tô de saco cheio dessa porra. Tutuba, pula fora!

Ao ouvir as palavras de Erick, Ed salta em direção oposta de onde estava. Solar, por sua vez, começa a criar um turbilhão de fogo. Uma espécie de Fênix flamejante aparece em suas costas. Um grito pode ser ouvido pelo grupo, enquanto Erick explode como se fosse uma supernova. Uma cratera ao redor do rapaz é formada, com ele no meio. Seus inimigos foram jogados para longe, ou viraram apenas poeira.

- Cara... nunca mais faço isso. – Diz, completamente cansado.

Gárgula alça voo com Morfo sendo segurado por suas pernas. O rapaz, já em forma de metal, é lançado por Stephen, caindo exatamente onde estavam três inimigos. O barulho do impacto é grande, criando um buraco por onde Tiago sai. Mais inimigos são derrotados.

- Berg, ajuda a galera a derrotar a Eva!

Yuri, meio a contra gosto, se une à Granizo e Seiryuu, disparando suas rajadas congelantes contra a grande vilã. Eva parecia muito cansada, talvez devido a sua batalha contra Nova. Granizo e Iceberg atingiam as asas da mulher, enquanto Kaede se concentrava em congelar seus olhos.

Espectro ficava intangível contra alguns inimigos, que erravam seus golpes, atingindo o ar. Densidade chegava como uma máquina de demolição, atacando os diversos oponentes, desacordando-os. O homem misterioso transforma seus dois bastões em uma Bo, girando-a e acertando o maior número de gárgulas que consegue.

A batalha estava quase no fim. Ana, criando um escudo de energia em torno de si e de Arco, começa a disparar pequenos projéteis contra os inimigos. Tubarão chega para ajudar, socando e chutando alguns outros. Sem mais flechas, Roberto sai da proteção e começa a atingir seus inimigos com o arco, tendo a ajuda de Stephen, que os ataca pelas costas. Flor do Luar finaliza mais alguns.

Eva parece desnorteada. Morfo chega, atacando-a por trás, fazendo com que a pele rochosa entre as asas comece a trincar. Os três criocinéticos continuam seus ataques contra a inimiga, enquanto Gustaff e Maya continuam a criar portais a fim de não deixarem os seguidores de Eva se aproximarem da líder. Eva consegue acertar Morfo com suas asas congeladas, no entanto, Fuga surge por cima da mulher, se teleportando. O rapaz segura as asas desta com força, que se debate sem parar. O rapaz finalmente se teleporta, levando as asas junto. Eva grita sem parar, com muita dor.

- É MINHA!

Impacto grita, pulando por detrás de Granizo. Completamente carregado, Diego usa seu poderoso punho, com energia descomunal, e acerta Eva em seu tórax. A pele de pedra da vilã começa a rachar rapidamente. Milhares de pedaços caem no chão. Os gritos dela param quase que instantaneamente, só sendo ouvido o barulho da líder da ordem dos gárgulas caindo de costas no chão. Os demais inimigos, vendo sua tamanha desvantagem, e que sua líder havia sido derrotada, começam a debandar. Nova e Arsenal, que comemoravam, tornam a olhar para Grael, que não mais estava ali. Erick sorri para Arco que mantém o semblante fechado. Morfo abraça o rapaz, feliz por este não ser um traidor. Gárgulas e membros do Força Heroica se cumprimentam após a vitória.

Espectro fica frente a frente com o homem misterioso.

- Você veio nos avisar de algo. Qual seu aviso? Quem é você? E por que se parece tanto comigo?

- Sua missão vai começar em breve, jovem Davi. Mas não sei se você e seus amigos possuem força suficiente para detê-lo. Seus poderes ainda não se desenvolveram, é jovem demais. Terá de aprender os desafios da jornada da luz mais depressa do que qualquer outro.

- Do que você está falando? – Pergunta, enquanto o homem vira as costas para ele. – Pode pelo menos dizer seu nome?

- É Malachias. – Diz, sorrindo e, logo em seguida, indo embora.

Granizo e Kaede se põem frente a frente. Os dois se encaram por alguns momentos, até que Erick chega ao lado dos dois, interrompendo o momento.

- Bruno dos Santos, quer que conheça Kaede Tamashi, sua filha.

Os olhos de Kaede se enchem de água, enquanto Granizo fica sem reação. A moça, que até pouco tempo atrás era uma ninja assassina, desmonta, abraçando o velho, que até agora não compreende. Erick apenas solta um sorriso, tanto de alívio quanto de felicidade.

- Sara, prepare os FHalcões, estou ligando nosso gps. Traga o máximo que você puder.


Instituto Victoria Cardoso, memorial, naquela noite:

Erick observava o túmulo de Vic. O rapaz, ajoelhado de frente para sua lápide, não contém a emoção, aos prantos.

- Eu não sabia se um dia iria te reencontrar. Me desculpe por tudo, Vic. – Logo, ele percebe a presença de alguém. – Me desculpe também, Ed.

- Você não precisa pedir desculpas pra mim, não vai adiantar. Você foi um imbecil.

- Eu sei.

- Por mais que você tenha suas razões, por mais que estivesse servindo como agente duplo. Por mais que... foda-se, você fez merda. Não sei se todos vão te perdoar.

- Eu sei.

- Não sei se seu lugar ainda é aqui conosco.

- É... eu sei disso também...


Instituto Victoria Cardoso, sala de conferências:

Em um telão estão Maya e Gustaff, enquanto em outro está Stephen. Fuga, Densidade e Óleo já haviam retornado para suas vidas normais. Granizo, ainda atônito, conversava com Kaede, tantando entender tudo aquilo. Erick e Ed adentram no salão, sentando em cadeiras distantes um do outro. Arco começa a falar.

- Hoje tivemos uma vitória. Derrotamos Eva, a líder da ordem de gárgulas. Por mais que alguns tenham fugido, inclusive seu filho, eles estão desnorteados, não sabem o que fazer.

- No entanto, ainda existe uma preocupação...

- Luminos.

- O que o Conde e a Cabala querem com ele?

- O medalhão.

Todos param para ouvir o Doutor.

- O medalhão de Lucas possui uma grande energia mística. Embora só o escolhido possa acessar seu poder em primeiro momento, se ele quiser transferir o medalhão para outra pessoa, a pessoa escolhida pelo portador poderá acessar o mesmo poder.

- Mas ele nunca faria isso, não?

- Não sabemos que tipo de tortura o Conde vai infringir a ele. Mas garanto que todo Conselho Primordial está à caça da Cabala neste momento. Não podemos deixar o medalhão cair em mãos erradas. Ele é uma peça importantíssima para alcançar a libertação de Nasgaroth.

- Mas enquanto o livro de Toth estiver em nossas mãos, é impossível ressuscitar esse cabra, não?

- O medalhão da luz possui o poder de abrir os portais para o interespaço. Se o onde puder acessá-lo, ele poderia viajar entre as dimensões mágicas sem quaisquer restrições.

Os heróis olham uns para os outros, preocupados. Arco se despede de Maya, afirmando fazer o possível para isso não acontecer. Logo em seguida, ele continua, agora apenas com Stephen no telão:

- Nosso próximo assunto é Erick. – Diz, enquanto nota o rapaz abaixando a cabeça momentaneamente. – Eu sei que vocês estão profundamente chateados com ele, mas não podem culpa-lo completamente. Terão de dividir a culpa dele comigo. Eu sabia de tudo.

- VOCÊ O QUÊ!? – Antes que pudesse continuar, Erick toma a palavra.

- Na verdade ele sabia, mas não sabia. – Erick se levanta. – Pouco tempo depois de derrotarmos Hades, eu saí em busca de descanso. No entanto, viajando por alguns templos xintoístas no Japão, descobri uma coisa: A seita dos ninjas estava retornando. Bom, eu me infiltrei no grupo, ganhando a confiança logo de cara. Não sei o porquê, mas eles me consideram o herdeiro da Fênix, uma coisa de maluco. Lá eu conheci Kaede. – A moça fita o rapaz rapidamente, sendo correspondida. – Bom, não foi difícil descobrir quem ela era. Com algumas pesquisas eu descobri que nosso querido vovô era um pika loka do carai e saiu bombando um monte de mulher no Japão. Uma delas teve uma filha, que era Kaede.

- Tá, mas e esse plano maluco seu? Foi só por causa da garota?

- Não. Claro que eu queria tirar ela de lá, mas precisava de tempo pra limpar a mente dela dessa ladainha toda dos japas. Só que aí apareceu o Conde. Ele e o grão-mestre da nossa ordem de ninjas porraloka entraram em um acordo: O nosso líder lhe dava a espada de Kusanagi, em troca do Conde liberar Deva.

- Deva?

- É uma divindade deles. Por algum motivo o Conde conseguiu convencer o velho de que Nasgaroth era a alcunha ocidental para Deva. Ele viria para limpar a Terra do caos e nós, os quatro animais sagrados renascidos, reorganizaríamos o mundo com paz, justiça e ordem. No entanto, precisaríamos destruir nossas âncoras.

- Âncoras? Já ouvimos isso antes, não?

- Sim, quando Byako atacou a Chimera.

- A âncora nada mais é do que aquilo que nos prende ao aspecto mundano da humanidade. Algo que não nos deixa transcender para o patamar divino. Pra mim isso tudo é besteira, mas vamos lá. Eu, Roberto e Maya decidimos seguir adiante com o plano. Eu me infiltraria e acharia o melhor momento para atacarmos o lugar de dentro. Nisso se passou mais de um ano estudando essa porra.

- Mas o Betin parecia muito surpreso ao te ver. Ou ele é um ator muito foda ou tá sofrendo de Alzheimer.

- Nada disso. Ele não se lembrava... Na verdade, suas memórias de nos encontrarmos e bolarmos um plano estavam bloqueadas. Maya fez isso. Ele só se lembraria desses fatos se eu dissesse uma frase chave.

- “Seu Arco está quebrado”.

- Exatamente. Depois daquilo, ele entrou em contato com Stephen, que entrou em contato comigo. Logo, nós bolamos um plano.

- Então quer dizer que depois de vocês se reencontrarem, tudo foi planejado? Todos os passos até o covil do Conde?

- Tirando a parte do homem misterioso. Mas sim, era tudo parte do plano. Pena que o Conde fugiu. Mas felizmente derrotamos os ninjas e os gárgulas perderam sua líder. Eu considero uma vitória...

- ISSO É BESTEIRA! – Diz Tubarão, dando um soco na mesa. – Mentiu pra nós. Os dois mentiram. A confiança de vocês na gente foi zero. Não acredito que as pessoas que considerava meus amigos fariam algo assim. Eu deveria ter ficado no mar.

O rapaz sai da sala, enquanto Flor do Luar o acompanha. Ana olha para Roberto, com seu semblante fechado. A confiança entre os membros havia se quebrado naquele momento.


Algum outro lugar:

O local parecia um calabouço de um antigo castelo. Luminos estava acorrentando. A única luz dali era a que saía de seu peito, de seu medalhão transmutado. O rapaz percebe a movimentação de alguém. Ele ouve passos descendo as escadas. Seus olhos estão pesados, fazendo com que ele não conseguisse os abrir por completo.

- Muito bem, Lucas. Meu nome é...

- Eu sei muito bem quem você é, covarde. Me tira daqui e vamos resolver isso como homens.

- Que espirituoso. – Diz, soltando algumas risadas contidas. – Eu só quero uma coisa de você, meu rapaz.

- Foi mal cara, mas você não faz o meu tipo.

- Seu medalhão.

- Você também não faz o tipo dele. É tipo um lance do cara se escolhido pra combater as trevas e tudo mais. Não sei se você entenderia.

- Passe-o pra mim por bem, ou terei de usar métodos não muito satisfatórios em você?

- Aí mermão, estupro é crime!

- Como eu já disse, você é muito espirituoso. – O homem estala os dedos. Um outro homem, segurando uma pequena foice, com diversas armas afiadas por sua roupa, desce as escadas. – Cuide bem do meu menino, por favor. – O Conde sobe as escadas novamente, não antes de terminar. – Quando quiser me entregar seu medalhão, me avise. Ou melhor, eu ouvirei seus gritos.


Fim do episódio.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T03E15 - Âncora
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: Força Heroica :: 3ª Temporada-
Ir para: