InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 T03E15 - Âncora

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: T03E15 - Âncora   Seg Abr 18, 2016 1:05 am

Instituto Victoria Cardoso, Sala de Conferências, 11h14m:

Tiago entra na sala. Ainda um pouco fraco, o rapaz que estava em recuperação alguns dias atrás, parece estar pronto para uma nova batalha. Ele se senta ao lado de Impacto e Tubarão. Os outros sentavam no restante das cadeiras da mesa redonda. Arco, com a mão no rosto, fala:

- Como você está, Tiago?

- Melhor que ontem, pior que amanhã.

- Ótimo. Espero que...

De repente, Tubarão bate na mesa com força. Seus olhos demonstravam raiva.

- Todos nós sabemos porque estamos aqui. Erick. Ele traiu a todos nós. Quase nos matou. Você estava lá, você viu.

- O que eu vi não interessa agora. O que interessa é como vamos proceder quanto à Cabala e tudo que vem acontecendo.

- Sem contar a Chimera. Essa porra tá escrota já. Apoiando o Zimmer.

- A Chimera é um assunto pra tratar depois.

- O que temos que tratar é como vamos lidar com a volta do Solar.

- Solar não existe mais. Ele é mais Suzako do que Erick agora.

- De qualquer jeito, temos que dar um jeito nisso.

- Concordo.

- Eu também. Aquele babaca tem que pagar.

- Nós vamos dar conta do Solar depois. Agora precisamos pôr os pingos no is. Gárgula está investigando alguma forma de deter Eva e seus asseclas. Pedi à Fuga e Densidade para pesquisar sobre o passado de Krich, acho que isso pode nos ajudar. Quatro de nós vamos nos encontrar com Maya e Luminos. Os demais de nós vamos ter uma convidada especial.

- Como assim?

Arco sorri.


Bairro Barão da Conquista, 11h34m:

A mulher, de cabelos castanhos anda apressada. Com um celular no ouvido, fala com alguém misterioso. Logo, a moça é parada por um homem, que mostra uma arma em sua cintura. A moça abaixa as mãos, tentando levar sua mão direita ao bolso de trás. Logo, ela sente um cano frio em sua nuca.

- Eu não faria isso, moça. – Diz o homem, vendo a mulher folgar as mãos. Ele pega um comunicador com sua mão esquerda. – Perseu, aqui é Vulcão. Pegamos ela e levaremos para o ponto de encontro.

- Muito bem senhorita Liane Almeida... Ou deveria chama-la de Lótus?


Bairro Constelação, 11h47m:

Dois dos membros do clã de Nekron enfrentavam o herói local Luminos, no meio da cidade. O rapaz, utilizando dois discos abaixo de seus pés, flutua, se desviando dos inimigos. Ele atacava com feixes de luz contra os demais, que acusavam os golpes. A vampira Sangria voa para cima do rapaz, que desvia com certa facilidade.

- Agora você me pega? Não, agora você não me pega! – Ele desvia também de Talho, que tenta machucá-lo com suas garras afiadas. – Vamos lá pessoal. Me deem um desafio de verdade!

Neste momento, uma onda de calor começa a afetar o rapaz, que começa a ficar desnorteado. Logo, uma gigante serpente de fogo atravessa o céu, acertando o herói em cheio. Sua visão fica turva enquanto ele cai, até que ela fica completamente escura.


Instituto Victoria Cardoso, sala de interrogatório, 14h20m:

Arco, Morfo, Arsenal, Tubarão e Espectro esperam do lado de fora da sala espelhada, enquanto o Doutor trás, ao lado de Fantasma e Dragonesa, o ex-coronel Perseu e dois de seus soldados, escoltando a mulher denominada Lótus.

- Você realmente conseguiu, não é? – Arco abre um breve sorriso.

- Graças aos nossos informantes, conseguimos captura-la. Mas não cante vitória antes do tempo, ela pode estar aqui por vontade própria, já que não foi difícil acha-la depois dela ter passado uns 6 meses escondida.

- Eu sei disso, mas acho que Sara e nossa segurança bastam para prendê-la.

- Assim espero. – Perseu se vira e, junto de seus soldados, toma o caminho de volta. – Tome cuidado no buraco onde você está se enfiando Roberto. Amanda foi longe demais e não conseguiu sobreviver ao que veio depois.

Roberto acena com a cabeça e, logo em seguida, ele e Fantasma colocam a moça na sala de interrogatório. Neste momento, o alarme do instituto soa. Espectro e Tubarão se armam, enquanto Arsenal cria uma segunda pele com seus poderes em volta de si, enquanto Tiago transforma sua pele em metal. Arco se arma logo em seguida.

- Sara...

- Nossas defesas foram expostas, alguém entrou no Instituto.

Neste momento, um homem surge pela porta à frente dos demais. Vestes brancas, capuz e uma espada na cintura. Ele permanece parado em frente aos cinco, com todo um corredor de distância entre os dois.

- FORÇA HEROICA! EM POSIÇÃO!


Cemitério Campo da Esperança, 15h02m:

Flor do Luar, Nova, Iceberg e Impacto entram na humilde casa de Rogério, avô do atual Luminos e antigo parceiro de batalhas de Fabricadora. Ele via as últimas notícias sobre as eleições para a prefeitura da cidade. Algo sobre os perigos dos super-humanos no rádio e possuía a cópia do jornal de hoje em cima da cômoda, que falava sobre a ascensão de Adrian Zimmer, provável futuro prefeito da cidade.

- Só queremos saber algo que possa nos ajudar a desvendar esse mistério, senhor Rogério.

O velho ficava parado, apenas ouvindo a voz de Ana.

- Qualé vovô, ajuda a gente. – Diz, em um tom impertinente.

- Sempre pontual, Yuri.

- Não vão arrancar nada dele. Ele não sabe nada sobre o desaparecimento do Lucas. E vocês deveriam estar mais preocupados com essa tal Cabala. Provavelmente é quem está por trás disso. – Uma voz surge da cozinha da pequena casa. Com sua velha jaqueta marrom e usando óculos escuros, Granizo surge. – O medalhão do Luminos é muito poderoso. Provavelmente o tal Conde quer ele pra alguma macumba.

- E como pode saber disso? Nunca está presente quando a gente precisa.

- Vocês não precisam de mim. Sou só um velho aposentado da vida de vigilante. Alguém querendo amarrar o burro na sombra.

- Então o que te trouxe aqui, velhote?

- Um pressentimento...

- Shhh....

Nova vira-se para a janela. Parecia tudo calmo do lado de fora. Mesmo assim, ela se põe em posição. Granizo retira seus óculos e esfrega as mãos. Uma baforada gelada sai de sua boca. Os demais também se põem em posição.

- Todo mundo pra fora. Agora!

Os garotos, juntos de Bruno, vão para fora da casa. Logo, o gárgula Grael, junto de mais 3 asseclas, descem com violência ao chão. Causando diversos estrondos.

- Voltamos a nos encontrar, Força Heroica. Dessa vez não existe Stephen nem Romian pra salvar vocês de mim.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 


Última edição por Solar em Seg Abr 18, 2016 11:42 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Seg Abr 18, 2016 1:23 pm

Olhando através do vidro espelhado, Carlos não conseguia parar de pensar na mulher que estava sendo interrogado na outra sala, Roberto não havia revelado o que ela fez ou o motivo de ela estar ali, a única coisa até o momento que havia sido revelado sobre ela era seu nome. E enquanto Roberto falava com Perseu que havia acabado de chegar Carlos indaga pra seus outros companheiros.

-Ai, o Beto falou pra vocês porque ela tá aqui, to achando que ela é uma daquelas feminazis... Se bem que ela pode ser outra bruxa também...

De repente o alarme começa a tocar, e como por instinto Carlos cria uma aura de proteção ao redor de seu corpo, e todos os outros presentes ali se preparam, e por comunicador, Sara avisa que o Instituto foi invadido. No mesmo instante um homem de capuz aparece do lado oposto do corredor que os rapazes estavam.

- FORÇA HERÓICA! EM POSIÇÃO!

-Relaxa Betim, a gente da um pé na bunda desse mané rapidinho.

Carlos prepara duas submetralhadoras, e mira contra o oponente, esperando apenas o sinal para atacar.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Seg Abr 18, 2016 3:20 pm

- Serio, voces nao cansam nao? - perguntei, seria, para Grael. - Nao cansam de serem chutados por um monte de pirralhos? Ta ficando ate chato ja fazer voces passarem tanta vergonha. - debochei.

Utilizando minhas habilidades, tentarei neutralizar suas asas pra restringir seus movimentos, prendendo-as ao chao com energia. Dando certo, o campo fica livre pros demais neutraliza-los fisicamente enquanto os ataco mentalmente.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Seg Abr 18, 2016 6:46 pm

- Como é bom estar de volta… Já podemos voltar a fazer as sessões de game, cerva, erva e muita larica.. - disse em voz baixa cutucando os amigos no interrogatório. - E..e.. muito treinamento é claro! - desvia o assunto após um olhar desconfiado de Dragonesa e Fantasma. Enquanto traziam Lótus para dentro da sala, Tiago brincava com um espeto de metal entre os dedos. - Qual é a da morena… Gatinha até. - fitou a mulher de cabelos castanhos por alguns instantes, e no momento em que a colocaram sentada, o alarme de defesa soa alto.

- Fudeu.. - tornou sua pele em metal absorvendo a peça metálica assim que Arco dá o sinal, e Sara informa que o Instituto havia sido invadido. - Seja quem estiver aqui dentro, eu tô pronto pra briga! - formou duas espadas em seu braço, e criou uma espécie de colete em sua estrutura no peito.

Tiago olha diretamente para a porta em sua frente, quando um homem de vestes brancas surge no corredor. - Que? É parente seu Davi? - brinca, flexionando seus joelhos pronto para disparar contra o intruso. - É bom que não seja.. Ao seu comando, Beto. - se segurou para não avançar impulsivamente como sempre fazia, tratando-se de uma situação delicada. - E segura essa mulher bem quietinha aí! Podem entrar, mas daqui ninguém sai. - chamou a atenção de Fantasma que estava logo ao lado de Lótus.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Seg Abr 18, 2016 11:41 pm

Percebendo algo, Nova e o resto do quarteto do Força Heroica no local em conjunto com Granizo deixam a casinha no meio do Cemitério de NC para notarem a chegada de um conjunto de gárgulas. Eles pareciam ser os mesmos que o time tático já havia enfrentado antes, liderados pelo gárgula "Grael", também do mesmo encontro.

- Voltamos a nos encontrar, Força Heroica. Dessa vez não existe Stephen nem Romian pra salvar vocês de mim.

Nova olha para os seus amigos e companheiros ao seu lado, notando que todos eles pareciam reconhecer o grupo; na verdade, todos do time estavam envolvidos no ataque e sequestro dos Gárgulas, exceto Nova. A garota de cabelos pretos se lembra e olha para a mão de Impacto, que havia sido mutilada pelos inimigos à sua frente, apertando as sobrancelhas.


- Diego. - Ela pega a mão do rapaz, apontando para o grupo de asseclas e Grael. - Foram eles que fizeram isso com você?


Ela já estava nervosa e frustrada em relação a todo o caso com Solar, em cima de tudo que já havia acontecendo; e agora, lá estava um dos grupos que atormentaram a Força Heroica nos últimos tempos.
Após a reação do jogador de rúgbi, a moça passa por uma lápide calmamente, tomando a frente do grupo.


- E não existe ninguém que vai salvar vocês de mim. - Ela brava, séria, estalando os dedos e encarando-os sem titubear.

- Eu quero muito machucar alguém hoje.


A moça não perde tempo e salta pra cima dos gárgulas, atacando-os. Se eles tentassem voar, usaria seus super-saltos para agarrá-los e puxá-los de volta ao chão para que o grupo pudesse derrotar todos eles.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 12:11 am

De Todos ali Ed era um dos que mais se irritava com os últimos acontecimentos envolvendo o grupo e o então ex colega de equipe Solar, ou Suzako melhor dizendo.

Tubarão e Erick tinham uma boa relação no período em que trabalharam juntos na Força Heroica, nunca foram os melhores amigos, mas ambos tinham uma relação mutua de grande respeito.

Ed entendia como ninguém a dor que Solar sentia, o descontrole dos poderes, a morte acidental de Destro, todos os problemas familiares e por fim a morte de Veloz, o que provavelmente era a unica coisa que ainda mantinha Erick dentro da linha.
Por mais que parte do grupo, inclusive Tubarão, quisessem encontrar Suzako e resolver as coisas de uma vez por todas, haviam outros problemas, colocados como prioridade, e o dever do grupo era resolve-los, um por vez.

Um dos problemas a ser resolvido naquele momento era o de uma mulher que havia confrontado o grupo a tempos atrás, Lótus como era chamada. A mulher estava sob a custódia do grupo, junto de Perseu e alguns soldados.
Sara alerta o grupo sobre uma quebra na segurança, logo os rapazes da Força Heroica se deparam com um homem de vestes brancas e capuz armado com uma espada.

-... Vai deixar Espec?, esse cosplay de Assassins Creed ta copiando seu estilo Diz o grandalhão num tom de brincadeira, após Morfo também comentar com Davi sobre o visual do invasor.

Ele segura firma seu tridente, esperando o sinal de Arco, Ed sabe que de todos ali ele é o com maior força física, então vai deixar seus companheiros "irem na frente" para que ele ataque depois.

- Acho que ele veio aqui pra buscar aquela bisca...

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


Última edição por Tubarão em Ter Abr 19, 2016 12:21 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 12:17 am

Todos se armam, esperando pelo pior. O Instituto foi invadido muito facilmente, ainda mais com a presença daquela mulher, que Davi se lembrava de sua primeira missão. Ela era esperta, e se estava ali, tinha um propósito, como o próprio Perseu afirmara. Ele olha para o vidro espelhado, com uma certa dúvida, pressentia algo ruim se aproximando.

Morfo e Tubarão brincam com Espectro, que apenas olha sério para os companheiros, sequer retribuindo um sorriso. Ele estava preocupado, mas ainda assim pensou na semelhança. - Será apenas uma coincidência?

Ao contrário de seus amigos, Davi deu um passo para trás.

- O que tá acontecendo aqui? - Respirou fundo, fechou os olhos e abriu de novo, revelando o brilho que emanava deles.

Ele procurava saber quem era homem e o que ele e Lotus queriam, e usaria todos os seus poderes de percepção extra-sensorial para tentar descobrir. Porém, precisava ser rápido, pois seus amigos poderiam precisar de ajuda. Assim que descobrisse alguma coisa relevante, voltaria ao seu estado normal para estão ajudar seus amigos contra o homem de vestes brancas, mas usaria seus poderes e suas habilidades apenas para se defender e defender seus amigos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 12:58 am

No momento em que Diego vê Grael e seus companheiros, uma fúria incontrolável surge em seus olhos. Ele se põe em posição de combate e prepara sua investida.

- Acertou em cheio. Você tirou parte do que mais me importava, e você vai pagar por isso, demônio de merda. Eles não vão voltar e eu preciso descontar no responsável por isso. - Diz, ainda apontando para Grael após Nova segurar sua mão.

Ele, então, segue um pouco em frente, dando um soco carregado de raiva em uma lápide, arrancando algumas lascas e absorvendo toda a energia causada pelo impacto.

- Isso foi só o começo...

Assim que Ana der início no combate, Diego avançará na direção do líder dos gárgulas com tudo o que tiver, aumentando sua resistência e a potência de seus socos e esferas explosivas conforme carregue suas fontes de energia com o prosseguimento do combate.

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 9:17 am

Instituto Victoria Cardoso:

O homem permanece parado em frente aos demais. Espectro sente uma certa ligação com o sujeito, que o olha fixamente. Quando o jovem herói vai lhe dirigir a palavra, Arco começa a bradar suas ordens. Tubarão é o primeiro a avançar. Com seu tridente em mãos, o híbrido tenta nocautear o inimigo, que se esquiva com tanta facilidade que parecia dançar no meio do corredor. Ele dá uma cotovelada no estômago de Ed que, mesmo parecendo um golpe fraco, faz com que o rapaz acuse o golpe. Ed se ajoelha, largando seu tridente e colocando suas duas mãos na barriga.

- Por favor, não se mexa. Não quero machucar nenhum de vocês. – Dizia, com uma voz baixa e suave.

Neste momento, Arsenal começa a disparar projéteis contra o inimigo que, do mesmo modo como escapou de Tubarão, consegue escapar com facilidade. O homem salta, ficando à frente de Davi. O homem levanta a mão direita em direção ao ombro do rapaz.

- Davi, nós precisamos...

Neste momento, Roberto atira uma flecha atordoante contra o homem, que cai, ainda acordado.

- O que você fez?

- Estamos no meio de uma crise, Davi. Você acha que eu vou esperar ele matar todo mundo aqui? Morfo!

Morfo pega o homem, colocando-o em uma das celas de interrogatório, ao lado de Lótus.


Cemitério Campo da Esperança:

Nova avança contra Grael, que sorri. Os dois se chocam. Nova soca o rosto do inimigo com ferocidade, que acusa os golpes. Enquanto isso, Flor do Luar neutraliza as asas de um dos inimigos, dando espaço para Impacto atingi-lo com força. O gárgula, assecla de Grael, voa, atingindo um dos túmulos.

Nova golpeia Grael, segurando suas asas logo em seguida, fazendo-o girar. Em seguida, ela larga o inimigo, é jogado ao chão com violência.

- Ela é boa. – Diz, sorrindo.

- Ô Papai Papudo, para de graça e vamo lutar.

Iceberg congela as pernas de um dos asseclas, enquanto Bruno faz o mesmo com o outro. Os dois criam um caminho de gelo contra os inimigos. Logo em seguida, os gárgulas conseguem escapar, entretanto Bruno corre, batendo uma mão no chão. Do solo, uma grande estaca de gelo surge. Iceberg a pega, lançando contra um dos inimigos. A estaca maciça de gelo atinge a perna rochosa de um dos vilões, que cai. Granizo cria uma prisão para este. O outro foge.

Impacto tenta golpear o outro, que consegue se desvencilhar. No entanto, Flor do Luar usa seus poderes para prender seu inimigo, dando chance para Impacto, Iceberg e Granizo atacarem juntos, derrubando o adversário.

Nova batia em Grael como a um saco de pancadas.

- Você machucou meus amigos, agora eu vou te machucar muito.

Ela continuava a bater em Grael, até que uma gigante sombra, em forma de asas, começa a pairar por sobre a cabeça dela e de seus companheiros.

- Eva... – Diz, olhando para cima.

A gigante gárgula, líder os demais, para em frente à Nova, que engole seco. Sentia um frio na espinha ao olhar para a matriarca da nova ordem. Eva olhava fixamente para Flor do Luar, que já havia se encontrado com esta antes. A vilã sorri, enquanto mais gárgulas surgem e se postam ao seu lado.


Instituto Victoria Cardoso:

Arco e Espectro estão de frente para o homem que invadira o lugar. Ele mantém seus olhos em Davi, que já se incomodava um pouco com isso. Roberto começa a falar:

- Como você invadiu o instituto? Quem é você e o que quer com o Espectro.

- Não estamos sós... Vim lhes avisar de um grande perigo e levar Davi conosco.

- Levar pra onde?

Neste momento, uma grande explosão ao cômodo anterior ao corredor das salas de interrogatório ocorre. Fogo, que logo depois é cristalizado, começava a se espalhar.

- Querida, cheguei!

Suzako e Seiryuu aparecem no Instituto, ficando cara a cara com Tubarão e os demais. Arco e Espectro saem de sua sala, se deparando com Erick. Ed e Tiago pareciam furiosos com o rapaz, que soltava um sorriso de deboche.

- E então, Betinho. Vamos continuar nossa conversa do outro dia?

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 11:07 pm

O estrondo da explosão assusta Davi, que já estava tenso pela presença do homem misterioso e de Lótus, que ele não descobrira nada a respeito ao tentar usar seus poderes. O garoto se depara com um jovem loiro. Ele não conhecia o rapaz, mas conhecia sua fama. Nos últimos dias o assunto mais tratado no instituto era sobre a volta de Erick, um ex-membro do grupo que agora estava atuando como Suzako.

Ele também conhecia o pirocinético como irmão de Veloz, a garota que morreu bem antes de Espectro entrar para o time. O garoto sempre teve a vontade de conhecê-la pessoalmente, usando sua mediunidade, mas sempre foi aconselhado pelo Doutor a não fazer isso, pois podia machucar alguns membros.

Mas o momento agora não era para pensar nessas coisas. Davi precisava agir rápido, mas não agiria conforme o restante do grupo. Sabia que o ódio dos colegas de equipe iria fazer com que atacassem Erick e eles esqueceriam momentaneamente do homem de branco. O garoto seguiu seus instintos e voltou à sala onde ele estava.

- Eu não sei quem você é e não sei qual a nossa ligação, mas se está aqui para ajudar, prove. Ajude meus amigos. - Davi disse para o homem, esperando sua resposta.

Davi não confiava plenamente, mas esperava que o ele ajudasse o time a parar Suzaco e Seiryuu, para depois então obter respostas. O garoto também usaria seus poderes de intangibilidade para livrar a si mesmo e seus amigos dos poderes da dupla, e sua habilidades de luta para um possível confronto direto, se ocorresse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 11:18 pm

Durante o período em que viveu com o povo atlante Ed teve de passar por inúmeros testes e treinamentos até ganhar respeito e um cargo de confiança na guarda Atlante.
Um dos treinamentos era um combate de trio. Simples, três contra três. Ed tinha um rival em especial em um dos times adversários. Um hibrido de tubarão assim como ele, porem maior e mais experiente.
Ambos não se gostavam nenhum pouco e queriam a todo custo provar ser o mais forte.

No combate, round após rund Ed sempre levava a pior, até que ele ouve um conselho de sua treinadora. Deixar toda a raiva fluir, deixar todo o pensamento negativo ir embora, usar a raiva do inimigo contra ele mesmo, observar tudo  e atacar apenas no momento certo.

Foi então que o rapaz deixou a raiva de lado e entrou concentrado na luta, ele usou suas habilidades apenas para proteger os dois colegas de equipe, que conseguiram ser efetivos em suas lutas, no final o trio se mantinha firme contra o outro hibrido, que não durou mais do que alguns segundos contra aqueles 3.


Ele olha os dois ninjas a sua frente, poderia atacar como um louco e despejar sua raiva, mas só arranjaria mais problemas. Ele se concentra em apenas proteger os colegas e deixar que em algum momento eles baixem a guarda para que um ataque efetivo ocorra

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 11:51 pm

Nova continuava a acertar golpes, sem receio, em Grael, fazendo-o pagar pelo seu ato contra Diego e os outros. Porém, no meio da "punição", a moça é engolida pela sombra da enorme gárgula líder de Grael e dos outros, a qual Flor pronuncia o seu nome:

- Eva...


Parece haver um momento de pausa, a medida que todos ali olhavam para Eva agora; Nova, principalmente, mas assim como era a primeira diante a líder dos gárgulas, também é a primeira a reagir, notando todos parados e imediatamente empurrando Grael pra um lado, colocando a mão no comunicador intra-auricular enquanto se afasta:

- Essa é a Eva? - Ela diz, mirando os seus olhos azuis no corpanzão da mesma e tentando lembrar-se novamente dos relatórios do sequestro.

- Ana, fique mais atrás com o Berg e lide com os demais. Eu, Diego e o Granizo vamos lidar com essa Eva e mantê-la longe de você.


Parando então de se afastar, a moça para, respirando fundo antes de gritar a plenos pulmões:


- EI, EVAAA!!! - A moça dá um golpe no chão com os dois braços, levantando grama e terra pra chamar a atenção. - ESPERO QUE VOCÊ BATA MAIS FORTE QUE O SEU COLEGUINHA ALI!


Nova iria bater de frente com Eva, tentando no minimo segurar um pouco da sua força enquanto Impacto e GRanizo a ajudariam em ir desgastando a líder das gárgulas até poderem derrotá-la.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Ter Abr 19, 2016 11:53 pm

Novamente Arsenal e seus companheiros estavam cara a cara com os ninjas elementais Suzaku e Seiryuu, o atrevimento dos dois foi mais longe, invadindo o próprio Instituto, Suzaku, parecia continuar focado em Arco.

-Você é um stalker chato mesmo hein? Betin já namora mano.

A aura protetora azulada volta a envolver o corpo do rapaz, ao mesmo tempo suas mãos começam a brilhar, ele tinha um às na manga, e estava ansioso para usar.

-Por essa você não esperava, há!

Ele estende seus dois braços na direção dos ninjas, e entre as suas mãos um orbe é gerado, aumentando e brilhando cada vez mais.

-DRAGÃO ASSASSINO!

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone


Última edição por Arsenal em Qua Abr 20, 2016 9:08 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qua Abr 20, 2016 1:05 am

Diego se surpreende pela velocidade com que seus inimigos são derrubados. Tempos atrás, e sem a presença de Nova, certamente isso não teria acontecido. Entretando, o herói não abaixa sua guarda e logo espera por algo pior.

- Não sei se vocês notaram... Mas estamos mais unidos agora. Desistam, vocês cairão.

Dito isso, Impacto descarregará suas rajadas de energia em Eva com força total.

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qua Abr 20, 2016 1:25 am

O corpo de Tiago pareceu virar uma panela de pressão assim que se deparou com a imagem de Solar. Respirou fundo. - Eu não tô acreditando que vocês tiveram coragem de enfrentar a gente dentro da nossa própria casa. - disse, se recordando de seu último encontro. - Sumam daqui se não quiserem ter suas bundas chutadas. - diz enquanto seu braço foi se tornando uma grande lâmina. - E não teremos piedade...De nenhum de vocês. Morfo pronunciava as palavras para Suzako e  com grande orgulho pelo Instituto e pela equipe, de fazer parte do grupo. Ele atacaria por último, combatendo os ninjas com qualquer brecha que Tubarão abrisse, alternando os dois braços transformados em diversas armas.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qua Abr 20, 2016 1:16 pm

- Voces realmente nao tem nada pra fazer nao? Trabalhar? Ver um netflix? Lavar umas louças? - disse, entediada. - Sabe, Eva, eu nao sei o que que voce causa nos outros, mas essa sua cara de vagabunda nao me da medo nao, ta, fofa? - afrontei, enquanto energizava minhas maos e começava a flutuar.

Ja ficando nervosa com mais do mesmo, pretendo liberar uma enorme rajada de energia para neutralizar o maximo de Gargulas possivel dos que vieram com Eva, para nos poupar tempo e podermos focar na vilã.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 1:50 am

Instituto Victoria Cardoso:

Erick estava à frente de seus antigos companheiros novamente. Eles não estavam nada felizes. Arsenal ataca primeiro. O rapaz grita, soltando um grande orbe de energia contra os dois ninjas. Erick ria uma barreira de fogo, protegendo-se. Seiryuu cria um caminho de gelo, deslizando em direção aos outros oponentes. Morfo se arma, com seus braços se tornando lâminas. Seiryuu avança, mas é bloqueada por Tubarão que, com seu tridente, quebra o “tobogã” criado pela inimiga. Morfo arranca o capuz desta, mostrando um rosto jovem e de descendência oriental.

- Caraca! Uma garota? O ninja fodão do gelo é uma garota?

- KAEDE!

Após o grito, Erick desiste de apenas se defender e ataca ferozmente Arsenal. Ele lança uma onda de fogo contra Arsenal e Arco. O herói cria um projétil, um escudo de energia protegendo os dois. O calor era intenso demais. Tanto que Carlos começava a tremer, tentando manter seu escudo. Seus olhos começavam a traí-lo, até que Arco o manda abrir a barreira. O rapaz atira uma flecha contra o teto, que se abre em uma rede. No entanto, a flecha é reduzida a poeira.

- Vocês querem realmente saber o que é um dragão assassino? Eu vou mostrar.

- Ah mermão, vai tomar naquele lugar.

Arsenal cria uma espécie de metralhadora de energia, atirando contra Suzako. O rapaz não recebe nenhum golpe, com os projéteis acertando a parede de fogo do rapaz.

- E aí, Arsenal? Quer parar por aqui ou ser mais humilhado?

Suzako, com os olhos vermelhos e com fogo ao redor de si, lança uma grande onda de fogo, derrubando Carlos e Roberto.

Neste meio tempo, Morfo e Tubarão contemplam a moça caída no chão. Enquanto confabulavam, esta abre os olhos, disparando estacas de gelo nas pernas dos dois, que caem de joelhos. Ela prepara mais duas estacas, apontando para as cabeças dos inimigos. Espectro aparece, junto do outro homem. Neste instante, Suzako surge entre eles e a moça. Ela olha por alguns segundos para Espectro, atirando uma pequena bola de fogo contra os dois, que são atingidos e caem. Logo em seguida, vira-se para a moça.

- Kaede, não! Vamos leva-los vivos.


Cemitério Campo da Esperança.

Nova avança contra Eva. As duas começam um grande embate, com Eva tentando ataca-la com suas asas afiadas. Impacto começa a se carregar, esperando o momento certo para acertar Eva, que se movimentada bastante lutando contra Nova.

- Fica quieta, piranha...

Neste instante, Ana acerta Grael, que estava prestes a Diego.

- Mais cuidado, Diego. Não vou estar aqui sempre pra te proteger.

Iceberg, juntamente com Granizo, tenta atacar os Gárgulas remanescentes. Usando seus poderes combinados, os dois conseguem derrubar alguns dos inimigos.

- Tá aprendendo, hein garoto...

- Foda-se.

Iceberg cria uma marreta, jogando-a e fazendo-a ganhar impulso com uma rajada de gelo. Ela acerta as costas de um dos gárgulas. Grael se levanta novamente. Com mais fúria que o comum, o monstro avança contra Flor do Luar, mas é barrado por Granizo. O velho tenta seguir o ritmo do jovem gárgula, mas é rapidamente dominado no combate. Grael o derrota facilmente, colocando seu pé no peito do oponente caído.

- Acho que encontrei minha primeira vítima. – Diz, sorrindo.

- Acho que não, otário!

Iceberg revela sua posição. Quando ele se aproxima, Grael o agarra pelo pescoço. O vilão aperta-o com ferocidade, fazendo Yuri tentar puxar o ar, agonizando.

- Você falhou. A pequena formiguinha...

Ana tenta controlar o corpo de Grael usando seus poderes, mas é em vão. Grael parecia mais forte do que antes. Mesmo caso de Eva, que lutava de igual para igual contra Nova. Impacto surge para combater a inimiga, em vão. Mesmo com seus poderes carregados, Diego não é páreo para a inimiga, caindo logo em seguida. Nova, um tanto fraca, volta a combater Eva. As duas guerreiras entram em um embate, enquanto Grael voa em direção à Ana, que faz o mesmo. Ana atira rajadas de energia contra Grael, que consegue se esquivar. Os dois se chocam logo em seguida.


Algum lugar da cidade:

Ana abre os olhos. Ao seu lado estavam Espectro e o outro homem de branco. Atrás dela estavam Granizo e Nova, com o resto do time ao lado deles. À sua frente estavam Suzako e Seiryuu, enquanto mais à frente estava o Conde, com os gárgulas e outros asseclas ao seu lado.

- Erick, eu juro por Deus que quando eu sair daqui eu vou acabar com você.

- Continue falando, querida...

O Conde levanta-se de seu trono, indo em direção à moça. Ele coloca a mão no rosto dela. Ana parece sentir um pouco de sua juventude sendo sugada.

- Conde! – Erick se pronuncia. – Eu te trouxe a âncora. Te trouxe meus antigos companheiros. Meu mestre lhe trouxe a espada de Kusanagi. – A espada em questão estava acima do trono do Conde. – Agora é a sua vez.

- Eu gostaria de lhe parabenizar, Suzako. Você e os gárgulas fizeram mais do que meus asseclas. Me trouxeram um legítimo membro da Ordem. – Ele olha para o homem de capuz branco. – Quem é você? Bartholomeu ou Malaquias? Não importa.

O Conde anda em volta do local. Ele olha sorrindo para cada um dos membros, que acordavam gradativamente.

- Você é um bom garoto, Erick. Não deixe essa coisa te dominar.

- O que você sabe sobre mim, velho? Você não sabe nem sobre sua família. – Erick olha para Seiryuu. – Se você soubesse tudo, se mataria por desgosto.

- Acabou seu tempo de discursar, ninja do fogo. – Grael desce, planando com suas grandes asas de pedra. – É hora do sacrifício.

O Conde torna a se sentar em seu trono, enquanto Grael escolhe sua vítima: Iceberg. O grande monstro o arranca de suas correntes, levando-o para sua “mãe” Eva. Ela abre um sorriso, enquanto Grael joga o rapaz cambaleante no chão.

- Eu vou te matar, idiota...

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 2:55 am

Eu lembro que quando entrei pra Forca Heroica eu nao tinha o menor controle dos meus poderes e do que acontecia a minha volta. Nao conhecia ninguem, nao gostava de ninguem. Todos eles nao passavam de gente desinteressante e sem conteudo. Dai, fomos agrupados e começamos a realizar pequenas missoes aqui e ali, e o incomodo foi se transformando em outra coisa.

Por mais que minha relacao com o Arco ja tivesse mais fria que o Iceberg, eu encontrei nele um companheiro pra liderar os demais quando a Amanda se foi. Arsenal nao gostava muito de mim, mas no campo de batalha a gente se importava um com o outro. Nova era praticamente a minha irma mais nova que eu ajudei a cuidar e ensinei tudo que eu sei sobre ser uma garota. Impacto era um grande bobao, mas era doce e dedicado. O Tubarao, uando eu conheci, achei o ser mais feio da face da terra. Ainda acho ele feio pra caramba, mas eu nunca conheci ninguem tao gentil. O Morfo era um alivio comico. Nunca vi ninguem tao estabanado. Davi ainda era carne fresca, mas eu sentia uma afinidade com ele diferente da que eu sentia com qualquer um dos outros. O Yuri era um babaca quando eu o conheci. Nao mudou muito nesse tempo todo, mas acho que no fundo ele so precisava ser util pra alguem e escutar isso.

Enfim, eu nao sei exatamente o que mudou nesse tempo que estivemos juntos, mas se tivesse que chutar, acho que seria eu mesma. Eu nunca tinha me permitido ter amigos, me abrir com ninguem, e nauqele momento, eu poderia te garantir que eu daria a minha vida por qualquer um deles.

- Sabe, Solar... - me dirigi a Erik - Eu nunca fui muito com a sua cara. Padraozinho, bonitinho, mas completamente instavel. E olha que sou eu te chamando de instável - frisei, rindo sem graça. - Voce nao precisa de vinganca. O Conde e essa garota ai nao vao te ajudar em nada. Voce precisa eh de tratamento psicológico. Com a Vic ou sem a Vic, voce tava destinado a ser um fracasso. Nao que ela fosse muito boa também. Farinha do mesmo saco, ne, convenhamos. - Zombei, mudando o tom de voz.

- A verdade eh que eu to extremamente cansada de voce, do Conde, Eva, Grael e toda essa corja. Voce nao eh especial, nunca foi, e nao merece meu tempo. - prossegui, irritada. - Quando eu tiver a oportunidade, e acredite, eu vou ter, todo o mal que eu puder te causar vai ser pouco. Eu vou te fazer rever a morte da Vic 10, 30, infinitas vezes, ate voce cair de joelhos e rastejar me pedindo pra parar, ate voce perceber o merdinha que voce eh. - finalizei, enquanto os demais me olhavam um pouco assustados.

- Voce afirma que a gente nao sabe nada sobre familia. Pois eu sei muito bem. Eu tive a oportunidade de escolher a minha. Eu nunca conheci meus pais, sempre fui jogada pra escanteio com os meus avos, mas no Instituto eu descobri o que era amizade e o que eu nao era obrigada a aguentar - prossegui, ja com os olhos brancos.

- Hoje, ninguem da minha familia morre, e sacrificio nenhum vai ser feito em nome de Conde nenhum - finalizei, enquanto a luz branca do meus olhos tomava a sala.

Reunindo o máximo de energia que posso, pretendo, através dos meus poderes de cura e do elo mental com os ouros membros do time, distribuir a energia entre eles, fortalecendo suas habilidades e deixando-os mais fortes, mesmo que por tempo limitado, para poder acabar com esses otários.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 5:00 am

E mais uma vez estava na presença da Cabala. Davi sentia arrepios a cada frase do Conde se intensificando no momento que tocara o rosto de Flor. Se lembrou mais uma vez dos sonhos que tivera a algum tempo envolvendo a garota, e novamente ficou preocupado com a presença do Conde diante dela. Olhava aflito toda a conversa entre os inimigos, imaginando como aquela situação poderia mudar, até que de repente sentiu um alívio, como se o peso do mundo saísse de suas costas.

No mesmo instante Flor do Luar começa a falar ao seu lado, discursando e chamando a atenção de todos ali. Um leve sorriso veio ao seu rosto, sentindo que ela ainda era a chave para reverter aquela situação. Mesmo com algumas palavras pesadas, Espectro ainda sentia uma energia positiva vinda de Flor do Luar, e ele sabia que contagiava a todos ali.

Davi olhou para o homem ao seu lado, teve certeza plena que ele estava ali para ajudá-lo. Enquanto sua companheira falava, fitou a arma do homem que estava sob posse dos inimigos e já traçava um plano para recuperá-la apenas esperando um bom momento.

Flor do Luar terminava seu discurso emanando um brilho forte dos olhos e Espectro sentiu uma energia revigorante atingindo seu ser. Ele sabia que era o momento certo de agir e então se concentrou para ficar intangível e invisível. Planejava tentar recuperar a espada passando por debaixo do solo, e então devolver para seu dono. Logo após, Davi planejava se juntar ao homem para atacar os inimigos em conjunto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 7:34 pm

Morfo acordava aos poucos, atordoado e sem noção alguma de onde estava. Em seu estado normal, ele pensava eu seu próximo passo, visto que seus recursos já haviam sido utilizados, ele partiria para um nova tentativa de derrubar todos os vilões reunidos no local. - Enquanto vocês ficam de ladainha, eu vou é agir. - diz para si mesmo, como quem já estava de saco cheio de toda aquela saga para derrotar o Conde.

Com o grupo inteiro da Força Heroica ali, ele estica a mão para uma poça de água fria que havia ficado por ali, se transformando em um fio de água sem que ninguém notasse sua falta, afinal era em Iceberg e os outros que estavam de olho.

Morfo agora tentaria se aproximar discretamente para perto do trono do Conde, apanhar a espada e absorvê-la para seu corpo, entrando em combate na forma metálica para que pudesse ter vantagem sobre os inimigos e salvar Iceberg da morte certa.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 8:22 pm

Apesar da Força Heróica ser maioria não foram pareo para os asseclas do Conde, Conde que aparentava muito mais ameaçador quando se estava acorrentado, o líder deles se levanta do trono em que se sentava e vai na direção de Anna, e toca seu rosto, Carlos se debate tentando se soltar das correntes para impedi-lo.

-Tira essa pata dela, seu cachorro sarnento!

Seus esforços são inúteis, duas missões seguidas e uma derrota hoje, esgotaram o rapaz.

Apesar do "golpe" covarde do Conde contra Anna, ela ainda encontra forças para, de alguma maneira atacar psicologicamente Solar, lembrando dos seus erros passados, sua traição e de Vic.

Carlos vê o gargula conhecido como Grael descer com suas enormes asas e  pegar Yuri, a vítima escolhida para o sacrifício, o levando a frente de uma gargula maior e mais feia ainda.

-Aquele bicho feio vai matar o Berg.

O rapaz começa a se debater mais forte tentando se soltar, de repente surge uma luz muito forte emanando de Anna, uma luz revigorante, o rapaz se sentia totalmente energizado.

Uma aura azulada aparece ao seu redor aumentando cada vez mais e tomando uma forma diferente, uma armadura robótica é formada ao redor do rapaz, ela fazia referência às armaduras dos desenhos japoneses com asas robóticas. Ele nunca enfrentou o gargula Grael, mas sabia que não podia subestima-lo, então vai tentar se libertar e partir para cima dele com tudo que tinha para o impedir de matar Berg.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 10:41 pm

Nova acorda em meio aos outros, se vendo acorrentada. A frente deles, estava Conde, Suzako e os Gárgulas, aparentemente trabalhando juntos, e tendo derrotado todo o grupo do Força Heroica. Ela mal podia se lembrar do que aconteceu além do fato de que estava lutando contra Eva, ali perto também.

Ela escutava toda a conversa do grupo de inimigos, a troca de palavras entre todos e a decisão do sacrifício de Yuri, o Iceberg. A moça nunca tinha tido problema com o rapaz como a maioria costumava dizer, e achava ele um garoto doce. Era mais do que desnecessário pensar que a moça iria deixá-lo morrer ali mesmo.


Ela ouve todo o discurso de Flor do Luar, mas não se pronuncia. Não havia mais nada a dizer, ninguém a convencer de nada. Ela só observava, com seus olhos azuis, cada um dos oponentes, onde eles estavam no local. Ela não precisava dos poderes de Ana para quebrar as correntes do seu corpo - ou pelo menos pensava isso -, só esperava a hora certa, em que todos agiriam.

Quando as coisas começam a esquentar e Nova sente uma energia tomar o seu corpo, ela soube imediatamente que era da sua amiga Ana. Ela então conversa baixo com Impacto, que estava ao seu lado.


- Diego. Explode o Suzako. - Ela fala de repente, olhando pro mesmo. - Quando acontecer, vai pra cima dele e atinge com tudo que você tiver.


Nova levava em conta o fato de que Suzako e os outros, além de Grael, pudessem interferir o grupo de salvar Iceberg, e por isso queria ocupar cada um dos oponentes com alguém. Quando todos começam a agir então, Nova quebra as correntes e resolve partir pra cima de Eva novamente, esperançosamente mais forte com os poderes de Ana, a deixando ocupada enquanto o grupo consegue fazer seu contra-ataque.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Qui Abr 21, 2016 11:43 pm

Primeiro aquele que foi considerado um grande herói da nação, aquele serviu de inspiração para muitos na verdade não passava de um louco que sentia um "amor" doentio a ponto de matar milhares de pessoas por motivos totalmente irracionais.

A figura do grande herói nunca passou de uma farsa. O grande vilão, Hades era um dos nossos, um herói.

Alguém que tinha boas intenções no inicio de tudo, mas sofreu, viu as coisas desmoronarem e acabou ruindo junto, se tornando o oposto do que foi um dia.

Agora a história se repetia, Solar que era um companheiro de equipe, um exemplo para os mais jovens do time, mostrava sua verdadeira face. Alguém tão sujo e doente quanto aqueles que enfrentou um dia quando estava do lado certo.

Hades, Solar, Fabricador, Suzako.... são como frutos que ficaram no pé tempo demais e acabaram murchando apodrecendo, antes até serveriam para algo bom, agora só atraem moscas que rodeiam seus restos podres.....

-Eles deveriam ter morrido enquanto ainda eram alguma coisa...
Resmunga o grandalhão perdido em seus pensamentos.

Ele lembra do dia em que encontraram Vic morta. Lembra que não conseguiu fazer nada, seu instinto animal queria destroçar Espelho, mas seu senso de herói o segurou. Tubarão se lembrava de olhar para Erick e dar um passo pra trás deixando o pirocinetico queimar vivo o psicopata.
Ele poderia ter impedido, todos ali poderiam, mas deixaram as coisas acontecerem. Menos um assassino no mundo, mais um assassino no mundo.

Aquele ato de Solar, foi uma linha que ele cruzou, uma linha sem volta e de certa forma aqueles jovens em questão foram culpados em deixa-lo cruzar essa linha.

Ed se sentia o responsável por isso naquele momento, e estava disposto a concertar seu erro.

- Menos um assassino no mundo, mais um assassino no mundo....

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sex Abr 22, 2016 12:05 am

Diego acorda e apenas uma coisa chama sua atenção: Solar, ao lado do Conde e sua corja. De súbito, ele começa a se levantar, encarando seu antido aliado.

Palavras são trocadas entre a Força Heroica e seus adversários. Porém, a única fala para qual Impacto teve ouvidos foi a de Nova. "Explode o Suzako". Ele não precisava pensar duas vezes para ter certeza de que era o que queria - e deveria - fazer. Então, aproveitando qualquer "impulso" que seu time desse, dispararia uma carga extremamente forte no pirocinético, e então partiria para o corpo-a-corpo com o mesmo.

- Você não é o Erick, seu vira-casaca de merda. A sua sorte é que a Vic não tá aqui pra olhar na sua cara.

________________________________________________________________________
Ka mate, ka mate! Ka ora! Ka ora!
Código:
[color=#3399ff][b] | [/b][/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   Sex Abr 22, 2016 1:27 am

Erick olhava para os rostos de seus antigos companheiros. Seus olhares eram recíprocos. Palavras duras eram proferidas para o rapaz, que se mantinha imóvel, de semblante fechado. Grael estava a ponto de sacrificar Yuri por algum ritual conhecido apenas pelos gárgulas que estavam presentes. Seiryuu olhava para a cena e logo em seguida olhava para Suzako, que abrira um sorriso de repente.

As forças dos heróis pareciam ser retomadas. Ana, enquanto falava e distraía Erick e os demais, criava uma espécie de feitiço com seus poderes, um poder que parecia restaurar a vitalidade de seus amigos. Logo, os jovens conseguem quebrar as correntes que os prendiam, partindo para o ataque.

Arsenal é o primeiro a atacar. O rapaz vai em direção à Grael, tentando salvar Yuri das garras do inimigo. Logo, alguns gárgulas se dirigem ao herói, mas são abruptamente interrompidos por Morfo e Tubarão. Nova voa em direção à Eva, começando novamente seu embate particular. Espectro e o homem misterioso correm em direção ao Conde, mas são impedidos por Seiryuu, que apenas fica parada em frente aos demais.

Impacto, com bastante raiva, vai para cima de Erick. Diego, irradiando energia, solta uma grande rajada de energia contra o agora vilão. Erick é jogado em direção à uma parede de rocha. O rapaz se choca violentamente contra esta, tendo um ferimento na cabeça. O sangue começa a escorrer pela parte de trás, chegando à nuca. Impacto corre em direção ao inimigo, que começa a se levantar. Os dois ficam frente a frente.

- Eu nunca ia imaginar que você se aliaria a esse povo. Logo você, que sempre falava em ser herói. Sempre servia como bússola moral pra sua irmã, um exemplo. Você é desprezível.

- Vocês não sabem como enchem o meu saco... – Dizia, limpando o sangue da parte de trás de sua cabeça. – Você não sabe nada sobre o que aconteceu comigo. O que eu tive de passar por quase 2 anos. Tudo o que vocês sabem sobre mim morreu quando minha irmã morreu.

De repente, uma explosão de fogo ocorre. Chamas envolvem o corpo de Suzako e, com os olhos em chamas, o rapaz dispara contra Diego. O projétil de fogo parecia poderoso, mas partia em velocidade incomum, bastante lento. Diego se esquiva com facilidade, investindo contra o rapaz novamente, que rola para o lado, lançando uma rajada de fogo, acertando Diego em cheio.

Tubarão e Morfo ficam de costas para si. Os dois lutavam contra dois gárgulas de Eva, enquanto os outros observavam como abutres. Morfo segura o cabo do tridente de Tubarão, absorvendo as propriedades deste. Tubarão avança contra o gárgula, fincando seu tridente numa das asas inimigas. O monstro solta um grito agudo ensurdecedor. Outro dos gárgulas desce de seu pedestal, indo em direção à Tubarão, que consegue desviar. Morfo acerta o rosto de seu inimigo com brutalidade, fazendo com que a pele rochosa trincasse. O vilão cai no chão, desacordado. Tubarão e Morfo agora se unem contra o outro inimigo.

Arsenal cria uma gigante armadura de energia ao redor de si. Ele dá um golpe em Grael, que é jogado para trás, largando Yuri. Arsenal o pega com sua mão de energia, o colocando em algum lugar seguro. O herói parte novamente para o ataque, investindo contra o gárgula.

- Ae mermão! Se liga nessa manobra!

As mãos feitas de energia se “encontram”. Arsenal se concentra, criando uma esfera feita totalmente de energia. Um projétil circular que brilhava intensamente em azul. Grael abre suas enormes asas de pedra, alçando voo em direção à Carlos, que solta a esfera em direção ao inimigo. O choque faz com que seja ouvido um estrondo por todos no recinto, levantando bastante poeira.

Espectro e seu companheiro lutam contra Seiryuu, que parece um pouco distraída na batalha. Mesmo assim, suas habilidades eram incríveis. Ela consegue algumas manobras acrobáticas, desviando das investidas do homem misterioso. Espectro, por sua vez, se desmaterializa, a fim de analisar a oponente, tentando encontrar alguma possível fraqueza. O rapaz nota que a moça sempre baixa a guarda com o braço esquerdo, sempre que ataca. O homem parece também ter percebido isso, se deixando acertar por esta, para que Espectro tenha a oportunidade. Esta chegou e não fora desperdiçada. Davi, ainda intangível, viaja por debaixo do solo, aparecendo por detrás da adversária. Quando se materializa novamente, o rapaz acerta as costas da moça com seu bastão, fazendo-a cair. Davi ajuda seu companheiro de batalha a se levantar.

- Afinal, quem é você?

- No momento certo eu revelarei.

Nova e Eva continuam sua disputa pessoal. As duas eram duronas, bastante fortes e, neste momento, pavio-curto. Eva ataca com suas pernas, enquanto Nova se esquiva. A evasiva da heroína dá chances para que outros gárgulas a ataquem pelas costas. Entretanto, eles são atingidos por uma saraivada de flechas, além de rajadas de energia. Arco e Flor do Luar estavam no “jogo”. Um outro é congelado por completo por um cambaleante Granizo, que ia em direção à Iceberg. Ana cria uma proteção para os dois.

- Nova, continue com Eva. Eu e Ana vamos ocupar o Conde antes que ele escape.

Nova ouve, mas parece não se importar com o plano de seu líder. Ela só queria derrubar Eva, líder daquele grupo que quase sacrificou seu amigo.

- Eva, você cometeu o pior erro da sua vida! Ameaçar a vida de um amigo meu bem na minha frente!

Enquanto Nova proferia suas palavras, ela disparava dezenas de socos e chutes contra Eva, que não tinha tempo para revidar, pois tomava uma surra homérica da heroína.

- Bom, acho que meus deveres aqui já foram cumpridos. – Dizia, enquanto pegava a espada em cima do trono. – Vamos visitar nosso convidado dourado.

Conde, seguido de seus asseclas, que mais pareciam monges totalmente encapuzados, saíam por uma porta ao lado de seu trono. Neste momento, eles veem um grande número de gárgulas descendo dos céus. O homem solta um sorriso, enquanto continua a andar. Uma flecha explosiva é disparada contra ele. No entanto, ela explode em uma espécie de campo de força que separava o local em que o Conde estava e o resto do pessoal.

- Triste sorte, não é mesmo?

- Ana!

- Não consigo quebrar a barreira... – Dizia, fazendo força para conseguir obstruir a proteção do inimigo.

O nariz da moça começa a sangrar, devido ao grande esforço. Ela, que flutuava como uma pluma em frente à parede invisível, cai. Roberto consegue segurá-la, colocando-a no chão com precaução. Logo, o Conde retoma a palavra.

- Muito cuidado com sua namorada, meu jovem. Nunca se sabe quais perigos estão à espreita. – Diz, desaparecendo logo em seguida.

Arsenal e Grael, já cansados, ficam face a face, enquanto Nova se distancia um pouco de Eva, que parece cambaleante. Morfo e Tubarão derrotam mais um inimigo, mas são cercados pelos gárgulas que acabam de chegar. Flor do Luar e Arco tentam se reunir com os demais, mas são parados por alguns gárgulas. Impacto parece caído, ao lado de Erick, de pé. O rapaz vê Seiryuu caída, com Espectro e seu parceiro em frente a esta. O rapaz tenta se aproximar dos três, mas é impedido por Tubarão, que conseguira passar por dois inimigos. Os dois começam a se bater, até que Tubarão consegue encurralar o antigo amigo contra uma parede.

- Você percebe no que se tornou? Um assassino! Você virou uma versão mesquinha e doentia do cara que a gente conheceu. Você não consegue perceber como magoou todos aqui? Você é um monstro...

Ed tenta desacordá-lo, em vão. Erick pisca seu olho direito para o híbrido que, sem entender nada, se distrai. O jovem, por sua vez, segura os braços do oponente, criando ondas de calor concentradas, até que Tubarão sentisse as queimaduras. Erick o joga contra uma parede e começa a discursar.

- Eu deveria ter acabado com todos vocês há alguns dias atrás. Não deveria ter deixado chegar a esse ponto. Sentimentalismo barato. Tentando me convencer de que eu me tornei o monstro a quem eu prometi combater. Que eu sou uma aberração.... Eu sou Suzako, o filho do fogo, a Fênix renascida... – Quando o rapaz para de falar e nota que todos estão prestando atenção nele, o rapaz muda seu tom. – Cara, eu sou um ator muito, mas muito foda! Eu deveria ganhar um Oscar, namoral!

Neste momento, ele atira rajadas de fogo contra alguns gárgulas que circundavam Morfo. Logo em seguida, atira contra alguns outros que circulavam Arco e Flor do Luar. Ao acabar, ajuda Tubarão a se levantar, dando um tapinha na mão do rapaz, como se dissesse “foi mal” para o amigo.

- Vocês acharam mesmo que eu ia cair nesse papinho de ninja do fogo e ia matar meus próprios amigos? WROOOOOOOOOOONG! – Neste momento, o rapaz aperta sua palma da mão esquerda. – Agora é hora de combater fogo contra fogo.

Um grupo de gárgulas, totalizando sete, vem do céu, sendo liderados por Stephen. Em outra ponta do grande esconderijo, surgem Fuga e Densidade. Maya, a feiticeira, surge trazendo seu companheiro Gustaff e Óleo. Erick olha ao redor, notando seus amigos sem acreditar no que estavam vendo.

- O que vocês estão esperando? Ataquem eles!

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: T03E15 - Âncora   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T03E15 - Âncora
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: Força Heroica :: 3ª Temporada-
Ir para: