InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 T03E01 - Novo Começo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 12:20 am

Sala do diretor, 17:45:
 
O rapaz observa a TV. Com suas mãos unidas, apoiando seu queixo, enquanto seus cotovelos apoiam a mesa, ele assiste ao noticiário...
 
“... enquanto este é o segundo ataque sofrido pela multinacional, em 7 dias. Não se sabe ao certo quem são os terroristas, mas acredita-se que sejam super-humanos. Agora, notícias internacionais: A Argentina, junto com o Uruguai e o Paraguai, afirma que...”
 
A TV é desligada. Um homem, trajando roupas formais, de pé ao lado do rapaz, toma a palavra.
 
- Está na hora de tomarmos alguma atitude quanto a isso, Roberto.
 
- Eu sei, Hugo... eu sei... – Responde Arco, ainda pensativo.
 
Neste momento, Ana entra na nova sala da diretoria, do novo instituto, batizado como Instituto Victoria Cardoso.
 
- Beto, eu acabei de ver as notícias. Você acha mesmo que temos que intervir com tudo que está acontecendo? Com a imprensa e o governo pressionando a gente?
 
- Chame a equipe, Hugo. – Responde o novo diretor, levantando-se.
 
- Até os novatos? – Pergunta Ana.
 
- Todos eles...
 
 
Sala de treinamento, 19:08:
 
A equipe estava reunida. Arco, ao lado de Hugo, Ana e Nova, observava seu reduzido grupo de heróis. Aqueles que não abandonaram ou traíram a equipe. Eram poucos, é verdade, mas que ainda poderiam fazer a diferença.
 
- Reuni vocês aqui hoje por um assunto muito importante. Estamos sendo sabotados.
 
Os garotos olham entre si, sem entender muita coisa.
 
- Desde que tivemos aquela guerra com Hades em Brasília, a opinião pública, o governo, a ONU e até aquela merda de empresa que veio pro Brasil depois disso, começou a apontar pra nós, assim como pro resto das pessoas com dons como nós, como terroristas. Nós, que suamos e sangramos pra defender as mesmas pessoas que hoje nos tacam pedras. Mas sabíamos o que ia acontecer e, mesmo assim, decidimos ficar e continuar lutando.
 
Ana solta um tímido sorriso, Nova estala os dedos, Tubarão dá uma espécie de bufada pelo canto da boca, algo que pareceria estranho pra maioria das pessoas. Arco continua a falar:
 
- Muito bem, agora chegamos ao ponto que eu queria. – Diz, olhando para cada um de seus companheiros, perfilados à sua frente. – Nos últimos sete dias, a empresa que mais tem batido na gente sofreu dois ataques. Ela afirma que foi obra de super-humanos. Bom, eu não duvido nada, mas pode ser uma boa desculpa pra colar a nova lei que estão tentando implementar no país. Sabemos que ela tem 3 instalações na cidade, sendo que duas delas já foram atacadas.
 
- O que quer que a gente faça, ó destemido líder. – Pergunta Impacto, olhando para o lado e dando uma risada irônica para Arsenal, que balança a cabeça em desaprovação.
 
- O que vamos fazer é proteger a terceira instalação, enquanto o senhor fica de boca fechada. – Responde Arco, rispidamente.
 
Morfo dá de ombros para Impacto, enquanto Tubarão dá um “tapinha” nas costas dele.
 
- Eu irei com vocês dessa vez. Matriz e o Doutor ficarão aqui, coordenando a equipe. – Diz Arco, cruzando os braços.
 
Dessa vez é Iceberg toma a palavra:
 
- Mas então Betin... – Diz o rapaz, dando um passo à frente. – É sério mesmo que a gente vai lá proteger esses pela-saco? Tipo, não é querendo questionar o senhor nem nada disso, mas sei lá...
 
- Alguém mais tem alguma coisa a dizer? – O rapaz olha seriamente para todos, inclusive aqueles que estão ao seu lado. Os outros não esboçam nenhuma palavra. – Ótimo, vistam-se.
 
FHalcão, 21:03:
 
Os 9 membros estão reunidos. Pela primeira vez em muito tempo, a equipe se reunira totalmente. Até o novato Espectro, tímido, sozinho em um dos bancos. Parecia meditar um pouco, o que era estranho para um garoto de 14 anos. Arco confiava nas habilidades do menino, enquanto os outros ainda ficavam com um pé atrás com ele.
 
- Tudo pronto, Arco. Chegada em 3 minutos. – Dizia Matriz pelo rádio. – Preparem-se, colocarei o FHalcão em modo furtivo e habilitarei o piloto automático remotamente.
 
- Obrigado Matriz. – Dizia o novo diretor, levantando-se, indo em direção aos demais.
 
À sua frente estavam Nova, Flor do Luar, Tubarão, Arsenal, Impacto, Iceberg, Morfo e o novato Espectro, sentados em seus devidos assentos, aguardando alguma ordem, ou até mesmo oportunidade de falar.
 
Era chegada a hora.
 
 

OBS:
 

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arco

avatar

Mensagens : 2365
Data de inscrição : 06/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 2:40 am

Observando sua equipe, Arco acionou um comando em seu uniforme e projetou a planta das instalações em um holograma, como já era costume nessas missões. Ao lado do holograma, nove esferas coloridas representavam cada um dos integrantes do Força Heroica.  Roberto começa a arrastá-los e soltá-los sobre o holograma do prédio.

– Vamos nos dividir em pequenas equipes. Quatro delas. – Ele arrastou os dois primeiros pontos e os jogou na altura da rua, próximo ao prédio. – Tubarão e Iceberg, vocês são a equipe Delta. Vocês devem acessar os subterrâneos pelas entradas #1 e #2... – sinalizou e fez com que as entradas se iluminassem no holograma. – Lá vocês dois deverão percorrer todo o perímetro e tentar localizar as entradas para o prédio, vigiando-as. Levem com vocês esses sensores de movimento, que devem ser instalados nos acessos e dessa forma permitir a vocês reconhecerem ameaças antecipadamente.

Arrastou mais dois pontos, jogando-os exatamente nas portas da frente do prédio. Eles representavam Morfo e Espectro. Que foram sinalizados como a equipe Charlie.

– Não me agrada colocar vocês dois para trabalharem juntos, um novato e o outro pouco experiente, mas nesse caso é a melhor opção. Usem suas habilidades para se infiltrar no prédio, vocês devem ser a equipe de reconhecimento interno. Lá dentro é provável que encontrarão seguranças e vigias, portanto vocês devem ficar ocultos o máximo possível. Não podemos ser confundidos com os agressores. Caso algo dê errado, levem com vocês esses respiradores e essas granadas de gás sonífero, semelhantes as minhas flechas.

Restavam cinco pontos de luz. Arrastou três – Nova, Arsenal e Impacto – para pontos estratégicos ao redor do prédio, mas dentro do terreno da empresa.

– Equipe Bravo – vocês devem ser os responsáveis pelo reconhecimento no térreo. Corram, vigiem, se comuniquem. Ninguém pode aproximar do prédio sem vocês saibam – e, principalmente, sem que eu saiba. – Arrastou os dois últimos pontos: Flor do Luar e o próprio Arco. – Flor do Luar e eu seremos o Alfa. Ela dará suporte aéreo para vocês, voando ao redor do prédio. Caso algo ocorra nos andares mais altos do prédio, ela poderá transportar parte da equipe até lá. Eu estarei vigiando sobre os prédios ao redor, podendo intervir rapidamente em caso de necessidade. Espero que ninguém cometa erros. Vamos!

E foi o primeiro a saltar do avião, enquanto o mesmo sobrevoava um prédio alto, ao lado das instalações que eles deveriam proteger. Acionou os comunicadores dos uniformes de todos os membros da equipe e falou com eles simultaneamente.

– Todos estão equipados com projetores holográficos em seus uniformes, além do equipamento padrão do Força Heroica – traje completo com suporte stealth, uma injeção de andropelamina e uma novidade: rastreadores. Coloquei-os em vocês porque é importante que ninguém se perca. – quando encerrou essa frase, todos os uniformes projetaram o mapa das instalações, com os pontos de cada um dos heróis se movendo e representando a posição real deles.

________________________________________________________________________
Fonte:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 10:03 am

A primeira missão em muito tempo. Queria estar animada, mas não dava pra concordar com todas as ordens do Roberto e essa postura que ele decidiu seguir. Teve uma época em que a presença dele me dava segurança e era agradável, mas nada disso condiz o agora.

Colocar um garoto de 14 anos em campo, pra mim, não fazia o menor sentido. O menino não possuía quase nada de treino e a gente, e nem ele na verdade, tínhamos noção do que ele podia fazer no total. E, né, acredite, eu entendo de descontrole e o quanto tudo pode dar errado. Se tudo desse errado, ia sobrar pra mim dar conta de todos. Eu precisava estar preparada.

Ja no FHalcao, Arco traçou seu plano - Flor do Luar e eu seremos o Alfa. Ela dará suporte aéreo para vocês, voando ao redor do prédio. Caso algo ocorra nos andares mais altos do prédio, ela poderá transportar parte da equipe até lá. - Brincar de baba. Nada muito complexo, mas precisava ficar em alerta e concentrada.

Arco foi o primeiro a saltar do FHalcao, enquanto, simultaneamente, passava informações sobre o nosso novo equipamento.

- Alguém quer uma carona? - perguntei, me virando para os colegas de time, enquanto me preparava para saltar do jato e permanecer em voo ao redor do prédio.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 10:58 am

Foram poucas as vezes que Tiago havia tido a oportunidade de voar no FHalcão desde a renovação do Instituto, passara a maioria de seu tempo treinando e aprimorando suas habilidades para o dia em que mais esperava, o de voltar a ativa, e então era chegada a hora, e Morfo foi um dos primeiros a vestir seu uniforme e se dispor no hangar. Agora, aproveitava o voo, pensativo, até que Roberto começasse a dar instruções.

O herói acompanha as instruções de Arco junto ao seu próprio holograma que era projetado do uniforme, atentamente ele listava as equipes formadas pelo líder e analisava as portas da frente do prédio, onde deveria se infiltrar junto à Espectro.

- Pouco experiente... - riu após ver Roberto saltar do avião. Morfo aciona o stealth de seu uniforme e caminha até um bebedouro apanhando um copo d'água. Ele se vira até o novato, passando por Flor do Luar e os outros do grupo, estendendo a mão para o novo colega de equipe.

- Vai dar tudo certo. Você está pronto? - tentou confortar o garoto. - Já vi o que você pode fazer, vai ser moleza. - se preparava para saltar com o paraquedas disposto no FHalcão. Tiago dá uma golada na água, a segurando em sua boca. Alteraria sua matéria assim que chegasse ao solo, se infiltrando junto de Espectro como um fio de água. Acenou com a cabeça para todos os amigos, saltando em direção ao prédio.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 1:01 pm

Nova estava de pé entre os oito companheiros, que agora formavam o atual time completo da Força Heroica. Mesmo com o tempo de preparação e os treinamentos prévios, a sensação de estar realmente em uma missão da força tarefa era única, e fazia com que a mesma olhasse para cada um, e realizasse mais uma vez o quanto pelo qual já haviam passado; o que haviam perdurado juntos, e o quanto perderam no caminho.

Um ano e meio havia se passado desde o evento com Hades, mas para Nova, parecia muito mais. Todos eles passaram de garotos inexperientes a "heróis veteranos" lutando contra vilões e terroristas internacionais em um período de apenas dois anos, o que em retrospecto aparentava ter sido tudo de uma vez, dia após dia. Após derrotarem Arthur, terem que reconstruir o Instituto do zero, agora sem Amanda e tantas outras pessoas com as quais Nova convivia literalmente sua vida inteira – e principalmente, com a ocasião a qual perdeu parcialmente sua memória, e de acordo com o que disseram, foi "abduzida por seres extraterrestres" – ela terminou por se sentir nada menos do que perdida e confusa.
O Instituto era, e sempre foi, o seu lar; porém, após tudo aquilo, mesmo com a sua reconstrução, Nova precisava preencher aquele vazio deixado dentro dela. Ela precisava achar respostas sobre sua origem.

No hiato de 18 meses, ela foi atrás dos rastros que restavam do evento que a trouxe ao Instituto e de pistas dos seres que a "abduziram" antes, viajando o mundo apenas com uma mochila e um pequeno dróide auxiliar feito por Matriz, da qual ela ainda sente falta dele pairando sobre seu ombro.

Felizmente, ela encontrou muitas coisas em suas viagens.


– Pode deixar. - Ela responde às instruções de Arco, abrindo então um largo e belo sorriso, e virando o rosto para Arsenal e Impacto.

Nova ajusta e fecha sua jaqueta púrpura, que após apertar o botão do seu cinto se torna negro como o resto de seu uniforme. O mesmo, apesar de ainda estar razoavelmente confortável, não sentia o mesmo no seu corpo como antes. Apesar dos seus apenas 4 anos de consciência, Nova tinha agora a compleição de uma mulher de 20 anos, não podendo ser chamada mais de garota.

Após ver Arco pular pra fora do Fhalcão, a "super-moça" então olha pra trás, notando entre rostos queridos e familiares Morfo se aproximar e conversar com o novato, Espectro, talvez a única carta fora do baralho ali. Ela se lembra de quando eles eram tão nervosos quanto ele, e havia aprendido em suas viagens que ser simpática fazia muito a diferença.

Ela aperta o botão do comunicador, e virando levemente o rosto, ela fala de maneira amigável:

– Espectro... Nós confiamos em você. - Diz, olhando para o garoto com um sorriso através do Fhalcão.

– Vocês estão prontos? - Ela pergunta aos dois companheiros do time Bravo.

Nova se vira para a parte de trás do avião, observando a parte de fora e começando a correr, pulando pra fora sem nenhum paraquedas. Ela cai e curva sua trajetória contra a parede de um prédio, encostando uma das pernas e mãos no mesmo para deslizar sobre sua superfície e ir desacelerando aos poucos até chegar ao chão, causando pouco barulho e impacto ao chegar ao chão, pulando logo em seguida pra dentro do perímetro do lugar e seguindo o plano de Arco.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 7:50 pm

- Libere sua mente, Davi, esvazie seus pensamentos. - Escutava a voz mansa de Hugo Manfred com perfeição. Discreta e instintivamente, repousou uma mão sobre a palma da outra, encostando as pontas dos polegares, fechou os olhos e controlou sua respiração.

Davi já conhecia a técnica de meditação há alguns anos, quando passou dois meses com sua mãe num templo budista na fronteira entre Brasil e Argentina, mas somente nos últimos meses utilizou dessa técnica com mais frequência, agora com instrução do Doutor.

Já não tinha tanta dificuldade quanto antes, mas não significa que estava fácil, algumas memórias ainda surgiam, principalmente a pior delas: o momento da morte de sua mãe. Apesar de ainda ter contato com sua mãe, o garoto sentia saudade dos cafunés em seus antigos cabelos encaracolados, dos abraços quentes e reconfortantes, e dos beijos suaves em sua face.

Sua meditação é interrompida pela fala do diretor do Instituto Victória Cardoso. O local havia se tornado seu novo lar nos últimos quatro meses, mais tempo do que em qualquer outro lugar que morou. O garoto prestava atenção em cada detalhe das instruções, mantendo olhar firme e concentrado em Arco e quando enfim teve sua função designada, acenou sua cabeça afirmativamente e guardou consigo os objetos entregues pelo diretor.

Enquanto isso, o garoto sentia olhares em cima dele. Não precisava de muito para entender que alguns de seus colegas não confiavam em sua capacidade, e entendia também que só ganharia confiança com o tempo.

Quando o diretor enfim saltou e terminou sua fala pela comunicador, viu Morfo se aproximando e estendendo a mão. Espectro também estendeu a mão e cumprimentou o colega com um aperto de mão firme.

- Vai dar tudo certo. Você está pronto?
- Estou pronto. -  O garoto disse, ainda sério e calmo.
- Já vi o que você pode fazer, vai ser moleza.

O semblante sério, de sobrancelha cerrada, deu lugar a um sorriso tranquilo no rosto de Davi, que apenas acenou com a cabeça. Estava contente que, apesar da falta de confiança, ainda assim se preocupavam em deixá-lo tranquilo.

Quando ele se levantou, viu outra colega de equipe olhando em sua direção, dessa vez ela falava com o garoto pelo comunicador.

– Espectro... Nós confiamos em você.
– Obrigado, Nova. - A sua voz falhou, e ele pigarreou. – Espero merecer essa confiança. - Disse firme, retribuindo o sorriso que o enrubesceu.

Se virou novamente e Morfo já estava preparado, com a boca cheia de água. Espectro deu um terceiro sorriso, e então ficou sério novamente. Fechou seus olhos e repousou uma mão na palma da outra, encontrando as pontas dos polegares, respirou fundo e então se transformou, atravessando o piso da aeronave.

Via alguns dos companheiros ainda no ar, alguns com paraquedas aberto. Começou a se concentrar para ficar invisível, e focou em Morfo, que iria seguir flutuando logo atrás.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 8:51 pm

3 meses atrás
Por volta das 2 da manhã uma figura enorme caminha cabisbaixa por uma praia na costa Brasileira. Ele segurava alguns jornais com noticias dos últimos dias em suas mãos.
A criatura para um pouco de andar, e se senta na beira do mar olhando para o horizonte, perdido em seus pensamentos.
As ondas vem e vão, molhando  parte de seu corpo, mas ele nem liga, seus pensamentos não estavam ali.

Surgindo das águas uma segunda figura aparece,  calmamente ela se aproxima, finca seu tridente prateado na areia e se senta ao lado do homem tubarão, enquanto pega os jornais de sua mão.

- Sabia que ia te encontrar aqui, não consegue esquece-los não é? Pergunta  a figura feminina  cuja fisionomia  era um misto entre humano e alguma espécie marinha.
- É  difícil, eles são como uma família para mim, sempre que posso tento ficar de olho na situação, e não é nada boa... Não é de hoje, eu sei, mas as coisas tão piorando olha só a dessa semana…   – Diz Tubarão apontando para uma manchete em um dos jornais.
Título de capa, de uma matéria parcial criticando o instituto “Escola preparatória ou covil de terroristas?”  
- As vítimas não foram culpa de seus amigos, todo mundo sabe...
– Diz isso pra mídia, eles tão manipulando as opiniões, tão fazendo a gente... quer dizer, eles serem vilões da história, e  toda semana é um novo escândalo! Ela apenas o olha  e acaricia sua face levemente, enquanto volta a falar.
–Você se sente culpado por não estar lá não é?  Não se sinta, você teve seus motivos para dar um tempo, todos sabem disso...
– É, eles sabem como estava sendo difícil pra mim... Mas não tem o que eu possa fazer, tenho uma nova vida agora…  
– Mas isso não quer dizer que precise abandonar totalmente a antiga. Ed eles precisam de você lá, mesmo que você pense que não pode fazer nada, sua presença irá fortalecer sua antiga equipe, seus laços, sua família...
Ele para por alguns instantes, sem ter o que falar e a beija. As ondas atingem o casal que parece não se importar com elas.


------------------------


Agora…

Arco passa as instruções ao resto da equipe, Tubarão sente um leve ar de nostalgia ao ver a equipe reunida novamente. Não estavam todos como antes, mas já era um recomeço.
Dentre os membros do atual time, Espectro, o novato, intrigava Ed.  Não tanto por ser só um garoto sem experiência em um trabalho arriscado, mas era como se aquele moleque franzino tivesse algo a mais, ele não sabia explicar.

– E lá vamos nós para o buraco novamente! Bora Picolé, eu vou pela entrada Um e você vai pela segunda,depois nos encontramos no ponto marcado... Ah e vê se toma cuidado pra não ser mordido por nenhum gabiru de bueiro ahahahah…  

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 10:01 pm

-Não mãe, não baixa isso não... Porque é vírus... Tá bom, essa semana eu vou ai e te ajudo com o computador... Tá bom o chefe tá chegando tchau, tchau, tchau... Arsenal desliga seu celular e fala com Impacto – A desculpa do vírus cola com qualquer mãe...

Um ano e meio com pouca ação e muito tempo disponível, deu a oportunidade para Carlos de ficar mais próximo de Cristina, sua mãe, que se sentia muito sozinha depois que seu filho se tornou herói.

Traçado o plano, Arsenal se levanta, aciona seu traje stealth e se prepara para o salto... –Pode deixar... Arsenal olha para Nova, que esta com um belo sorriso no rosto... -Cara, você viu ela sorrido pra mim? Eu falei pra você, esse tempo longe só deve ter feito ela ficar com saudade- Sussurrou para Impacto antes do salto...

Dominar a habilidade do voo ainda é uma enorme dificuldade para Arsenal, e em sua cabeça, usar o paraquedas era um desperdício de seus poderes, mas criar técnicas alternativas pra essas ocasiões era especialidade para ele, e criando uma espécie de mochila com uma haste em cima e salta confiante, no ar ele cria hélices na ponta da haste e as aciona como se fosse um helicóptero indo na direção do ponto definido, para vigiar o perímetro.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Iceberg

avatar

Mensagens : 701
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 11:10 pm

Os ultimos meses e Berg foram tão agitados e cheios que parecia que seu ultimo momento como herói tivesse acontecido ha centenas de anos. Seu coração palpitava afogado em ansiedade, fazia muito tempo que ele não usava seus poderes para valer, sem contar que ver todos os seus companheiros reunidos era demais.

Enquanto Arco falava demais, pra variar, Iceberg se perdia nos pensamentos. Ele olhava cada um ali presente e tentava imaginar o que eles fizeram nos ultimos meses. Ele observa Arco e Flor do Luar, que se encontram lado a lado.

Arco seu filho da puta, ta se alimentando bem pra caralho, preciso passar nessa nutricionista” - Ele então olha para seus companheiros ao lado. “Tutubarão, essa sardinha não deve ter feito muita coisa, o que Peixes fazem? Nada!” - Ele deu um sorriso de canto de boca, tentando conter a risada. “Eu me divirto muito a mim mesmo”. Mais uma vez seus olhos correm o Fhalcão, ele passa o olhar em Impacto e Morfo, mas nem ao menos tentar adivinhar algo, boring. O novato quase passa batido, porém, Iceberg volta o olhar pra ele. “Mas que diabos é isso?” se espanta, era a primeira vez que tinha notado o novato, ele ergue uma de suas sobrancelhas, com uma expressão mista de surpresa e confusão. Ele então balança a cabeça para os lados rapidamente, como quem quisesse espantar os pensamentos. O proximo companheiro que seria alcançado por seus olhos era Nova. Seu olhar era de um cachorro sedento, seu queixo parecia pesar, pois sua boca não estava fechada, faltava apenas salivar. “Gata, você não é o Solar, mas ta me dando um calor danado!” Tamanho foi sua admiração pela companheira que nem ao menos olhou para Arsenal.

Iceberg volta a atenção para Arco quando ele ouve o lider dizer o seu nome, ele concorda com o plano, não que fosse diferente caso não concordasse com algo, mas estava tudo ok.

- E lá vamos nós para o buraco novamente! Bora Picolé, eu vou pela entrada Um e você vai pela segunda,depois nos encontramos no ponto marcado... Ah e vê se toma cuidado pra não ser mordido por nenhum gabiru de bueiro ahahahah…

- Haha! Muito engraçado, Lambari. - Retrucava para seu companheiro, em um tom animado. - Ai grandão, cê sabe que os pescadores colocam os peixes mortos no gelo para que eles não apodreçam, né? Faz as contas ai, acho que o Arco não ta muito feliz com seu odor.

Ele então vê seus amigos saltando. Restava apenas ele e o Impacto a bordo do avião. Ele então pega distancia e corre para o salto.

- Vão bora, Saco de pancada, ta achando que berimbau é gaita?
- Gritava passos antes de saltar. Ele visualiza seus companheiros descendo, e como de costume, sempre com a lingua solta.

- Nova, meu amor, ainda sutil feito um rinoceronte. E Gasparzinho, vê se não caga tudo de branco. Esse é meu retorno!!! - Dizia no comunicador. Pronto para seguir com o plano.



________________________________________________________________________
- Ooooooh! O Garra!


- Pegue o meu Melhor angulo, que tal uma foto de Perfil ?

Código:
[color=#663399] #663399 [/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Seg Dez 07, 2015 11:32 pm

"Um ano e meio... Dezoito meses sem ação de verdade desde o Arth... Desde o Hades. Será que estamos prontos mais uma vez? Será que eu estou pronto? Quais serão as chances de eu chegar lá embaixo e explodir tudo?" - Mesmo que não deixasse transparecer para seus colegas de equipe, a cabeça de Diego, neste momento, não se passava de um mar de perguntas sem resposta.

O atual diretor do Instituto traça seu plano. Impacto o ouve atentamente, apesar de aparentar não dar muita confiança. Diego já não apostava mais todas as suas fichas no seu líder. Para ele, algo em Roberto estava mudado. Por mais que o arqueiro já tivesse autonomia nas estratégias antigamente, ele parecia se apoiar na segurança da Dra. Amanda. E agora que ela se foi e Arco tenta fazer tudo por conta própria, parece que nada mais que ele faz é o correto. Aparentemente, não só Impacto notava isso, afinal, até Ana parecia olhar de uma forma diferente para Roberto.

Apesar de tudo, Diego não abandonaria a Força Heroica por este motivo, ou por qualquer outro. Mesmo que a ideia de abandonar esta carreira tenha passado inúmeras vezes por sua cabeça, principalmente por insegurança, eles ainda eram sua família. Ainda mais após Gárgula, Solar e Granizo irem embora, que a Força Heroica parecia cada vez mais incompleta. Menos um no time só afundaria ainda mais as coisas. Impacto não podia deixar seus irmãos e irmãs sozinhos nessa...

O herói espera o líder terminar seu pronunciamento e se levanta com um semblante sério, olha para os rostos de toda a equipe e então dá as costas para o diretor, ativando o modo stealth de seu traje e fazendo os últimos ajustes para o salto.

Vocês estão prontos?

Diego afirma com a cabeça e se vira para Arsenal, a tempo de ouvir seu sussuro. Ele esboça um sorriso de surpresa. Aparentemente, mesmo após todo esse tempo e toda essa tensão, ainda havia alguém para lhe manter de bom humor.

- Eu confio em todos vocês, ouviram? Vamos fazer o que temos de fazer. Avante, Força Heroica! - E foi o último a saltar, tonificando seus atributos físicos para seguir os passos de Nova, carregando um pouco mais suas reservas de energia no trajeto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 12:34 am

Os 9 pulam do FHalcão. Logo, se reúnem em seus respectivos grupos, tendo Arco e Matriz como guias.

Tubarão e Iceberg, denominados Delta, se separam, entrando um por cada entrada subterrânea. O local era fétido, incomodando o nariz de Berg, que o coça a toda hora. No entanto, ele consegue notar alguns pontos de água limpa, o que era no mínimo estranho. Tubarão também se incomoda um pouco com o cheiro, mas nada que o impeça de prosseguir. Já tinha feito este tipo de trabalho várias vezes. Quando estava pronto para informar a posição à Roberto, o rapaz começa a ouvir um som metálico estridente vindo de mais à frente.

Morfo, agora com suas novas habilidades, junto de Espectro, entram no prédio. Passando pelos corredores, eles notam que não há presença de ninguém no local. Espectro sai de seu modo de invisibilidade, enquanto Morfo retorna à sua forma humana. Os dois caminham até o jovem Davi sentir um calafrio. Logo, as luzes começam a piscar, de forma ritmada, até que algumas começam a explodir, colocando os dois em posição de defesa.

Nova, Impacto e Arsenal já se conheciam bem, não precisavam confabular o plano todo novamente. Eram os membros mais velhos da equipe, junto de Tubarão, Flor e Arco. Eles se separam, pois assim ganhariam mais terreno. Nova parecia um tanto inquieta. Aquilo parecia uma cidade fantasma. Logo, conseguiu sentir pequenas vibrações um tanto incomuns do chão. Parecia alguém caminhando. Quando ela menos percebe, uma espécie de tentáculo negro a pega pelo pescoço, puxando-a. Arsenal anda até um pouco despreocupado pelo terreno. Ele encontra Impacto, os dois se esbarram. Neste momento, uma massa de ar atinge Carlos, que é jogado a alguns metros de distância. Impacto começa a carregar seu poder, mas é lento demais, sendo jogado contra uma parede de concreto.

- Há! Você tá de sacanagem que vocês são o grupo que a gente tinha que ter medo, né? – Uma voz surge, enquanto os dois se levantam.

Um rapaz, de cabelos castanhos, uniforme azul escuro com detalhes em cinza e branco, aparece descendo dos céus, envolto de uma massa de ar que parece esconder seu corpo, dos quadris para baixo.

- Deixa o Tufão cuidar de vocês.

Nova, ainda envolta dos tentáculos em seu pescoço, consegue fincar seus pés no chão, com violência, fazendo um movimento para puxar aquilo. Logo, ela consegue afrouxá-los de seu pescoço, puxando-os para frente. Ela continua puxando-os para frente, até que estes se retraem. De repente, um monstro de mais de 2 metros surge, de pele verde viscosa, com alguns tentáculos negros saindo de seus antebraços. Da boca deste saía uma espécie de baba. Sua textura era viscosa como sua pele, de uma cor verde com um tom mais escuro. Nova se coloca em posição de combate, estalando seus dedos, enquanto o monstro, fazendo um barulho enorme, começa a correr em sua direção, soltando um grunhido.

De um dos prédios adjacentes, Arco percebe que algo acontece com o grupo de Nova. Ele tenta usar o comunicador, mas só ouve estática.

– Força Heroica, alguém na escuta? – Pergunta em vão.

Logo, o rapaz sente uma corrente de ar diferente passar por suas costas. Quando se vira, é acertado no rosto.

- Patético... – Dizia uma moça, de uniforme tático negro, usando batom roxo e cabelos verdes. Na altura de suas coxas estavam duas sais, uma de cada lado.

Arco se levanta, passando a mão no local do golpe. Um pouco de sangue escorre por sua boca, que ele logo limpa. Sua oponente avança para o ataque. Eles desferem alguns golpes um contra o outro. Arco tenta utilizar seu equipamento para golpeá-la, conseguindo um ou outro golpe no processo, no entanto, a moça se esquiva da maioria, saltando para trás. Ela se põe em posição de defesa, soltando um sorriso de deboche para o adversário. Flor do Luar, ao perceber que Roberto estava em perigo, se põe para o local onde ele estava.

Dentro do prédio, Morfo é atacado por uma rajada elétrica, em direção ao peito. Se não fosse por seu uniforme, o rapaz poderia ter sido eletrocutado na hora. Espectro tenta ficar intangível, mas é golpeado antes. De dentro da fumaça gerada pelas explosões das lâmpadas, surge uma garota. Seus cabelos arrepiados, com olhos brancos em fundo negro, dão um ar sinistro a ela.

- Força Heroica... um nome muito bom pra ser usado com uns pirralhos como vocês. – Diz esta, com alguns feixes de raios passando ao redor de seu corpo.

Os dois se levantam, enquanto ela, com um simples movimento de mãos, atinge o chão com algumas rajadas elétricas, fazendo-os recuar. Ela dá alguns passos para frente, parando logo e diz:

- Me digam uma coisa: É sério que o dono de vocês se chama Arco porque ele usa um arco? Que original...

Iceberg anda com cautela. Seu detector de movimento nada acusa, mas ele tem um mau pressentimento. Logo, ele percebe que a água do esgoto começa a soltar algumas bolhas. Logo em seguida, ela borbulha freneticamente. Quando o herói percebe, é engolido por um turbilhão de água que surge exatamente por debaixo dele. Rapidamente o criocinético ativa seus poderes, conseguindo fugir de um afogamento deveras estranho. Ele dá alguns passos para trás, enquanto vê aquela água suja tomando uma forma humanoide. Logo, um rapaz, não tão mais velho que Yuri, surge. Suas mãos e seus pés parecem se fundir à água que por ali passa, enquanto sua pele negra parece se desfazer em água. Iceberg faz uma careta, levantando a sobrancelha no processo. Seu oponente ri.

- Finalmente diversão... – Diz o cara, de cabeça raspada e olhos totalmente brancos.

Tubarão ainda anda em direção ao barulho metálico, que era cada vez mais alto. No entanto, ele consegue ouvir um barulho de água. É quando o rapaz se distrai e não nota que o barulho parara de repente. Quando retoma seu raciocínio, é atacado com um soco. Seu algoz possuía quase sua altura, um pouco mais baixo, mas seu porte físico não deixava nada a dever ao herói.

- E aí, sardinha? Vamos dançar. – Dizia, com uma voz grave.

Logo, o adversário solta um sorriso, cerra os punhos e sua pele começa a tomar uma aparência metálica. Ele cresce, conseguindo ficar ainda maior que Tubarão.

- Tá na hora da caçada, meu chapa.

Arco e a mulher se encaram por alguns momentos, até que ela toma a palavra.

- Estávamos esperando vocês. Pensei que nossos recadinhos carinhosos não surtiriam efeito.

Flor do Luar chega mais perto, mas é impedida por Arco, que faz alguma espécie de gesto.

– Quem mandou vocês?

A moça solta mais um sorriso, empunhando suas sais.

- Você vai estar morto demais pra descobrir, meu amigo...


As batalhas são as seguintes:

Arco e Flor do Luar vs. Lótus
(Ela possui aprimoramento físico, agilidade sobre-humana e é mestre em combate com armas brancas)

Tubarão vs. Cromo
(Tem força descomunal e sua pele de metal é muito resistente)

Iceberg vs. Maremoto
(Basicamente, possui hidrocinese)

Arsenal e Impacto vs. Tufão
(Pode controlar correntes de ar, além de poder voar)

Morfo e Espectro vs. Ampére
(Possui habilidades elétricas, podendo se deslocar por correntes eletromagnéticas)

Nova vs. Parasita
(Possui uma pele escorregadia, além de forma sobre-humana e tentáculos que podem absorver energia vital)

OBS: Postem até meia-noite de hoje, por favor.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arco

avatar

Mensagens : 2365
Data de inscrição : 06/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 3:43 am

O plano original já estava indo ladeira abaixo e Roberto imaginava que não eram apenas ele e Flor do Luar que tinham dificuldades no momento. Se preocupou em enviar Ana para ajudar os novatos – quem sabe até mesmo para verificar a posição de todos. Seria o mais correto. Ele daria conta de uma pequena vadia rapidamente.

Havia outra opção: deixar Flor do Luar enfrentar a mulher e ele mesmo ir atrás dos demais. Porém, afastou as ideias rapidamente – não sabia do que os inimigos eram capazes e jamais deixaria que seu amor corresse tanto risco sozinha. Pensou rapidamente em uma alternativa.

– Sabe quantas pessoas já fizeram essa mesma ameaça para a nossa equipe? Você é só mais uma piranhinha que não pode conosco, não achar, Flor? – Gesticulou para Flor do Luar, apontando a sua cabeça e a dela. Pense comigo, sempre acabamos dando conta desses idiotas juntos.

Arco não queria que a adversária soubesse que Flor do Luar podia ler pensamentos, portanto usou um código já conhecido entre o casal quando ele queria compartilhar algum pensamento secreto com ela, através da sua telepatia. Abriu sua mente para que a namorada e parceira lesse seus pensamentos com facilidade.

”Nós vamos derrotar essa piranha rapidamente e vamos dar suporte aos outros, eles também devem estar com problemas. Ela é uma excelente lutadora, mas quero ver como ela vai lutar quando você tirá-la do chão. Use todas as habilidades que precisar para tirá-la do foco do combate, me diga o que pretende fazer e eu vou nocautear a vagabunda”.

Portanto, preparou-se. Começou a se mover rapidamente, tentando tirar o foco da adversária, enquanto usava de todas suas habilidades (combate, agilidade, visão especial e olho da mente), para ganhar vantagens táticas sobre ela.

Sacou duas flechas simultaneamente – atordoante e elétrica. Disparari-as no ar, logo após os ataques de Flor do Luar, visando acertar a adversária. A flecha atordoante tinha objetivo de explodir no ar, liberando luz e som que atordoariam a mulher. Depois a elétrica visava debilita-la, possivelmente tirando-a do combate. Após os seus ataques e os de Ana, usaria a flecha de rede metálica e a de espuma, para prender de vez a criminosa.

Se conseguissem tirá-la de combate, iria com Flor do Luar para as áreas onde os aliados estivessem tendo problemas, para tentar ajudá-los. Usaria uma flecha-corda para atravessar de um prédio para o outro rapidamente.

________________________________________________________________________
Fonte:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Impacto

avatar

Mensagens : 346
Data de inscrição : 03/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 6:37 am

Diego sente a força do impacto contra a parede, conforme seu corpo começa a queimar com a energia absorvida. Ele, então, se levanta, preparando-se para o combate com o mais novo adversário.

- Nova, problemas à vista. Como tão as coisas por aí? - Diz pelo comunicador, ignorando o que seu inimigo tinha a dizer. A única resposta que tem, porém, é o som de estática.

Impacto se lembra de seu antigo colega de equipe Tornado, e de como era difícil derrotá-lo nos treinamentos. Porém, talvez houvesse uma chance de derrubar Tufão, e por mais que Diego estivesse tentando evitar utilizar seus novos poderes em campo de batalha, essa podia ser sua única alternativa.

- Arsenal... - O heroi estende os braços e dispara uma rajada de energia na direção de seu adversário, para distraí-lo. - Prende ele numa redoma! Faz um buraco nela quando eu disser! - Dito o plano, Impacto correria na direção da prisão feita por Carlos caso este conseguisse e arremessaria uma esfera explosiva como se fosse uma bola de rugby, mirando a abertura. Caso o adversário fique intangível no processo, Diego espera ao menos atrasá-lo pela falta de oxigênio, possivelmente enfraquecendo seus poderes. - AGORA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Iceberg

avatar

Mensagens : 701
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 12:11 pm

Iceberg para por alguns segundos após ter sido engolido por um mundarel de agua. Ele fica ali, imovel, olhando fixo para um chão, com uma cara de pavor. Como se estivesse em estado de shock. Quatro segundos se passaram até que ele começa a se mexer, ele olha para as suas roupas, agora toda enxarcada com agua de escoto. O cheiro que antes incomodava agora era insuportavel. Berg passa a mão em seu cabelo e em seguida trás a mão para o seu raio de visão, ele esfrega os dedos e percebe o quão nojento esta.

- O QUE!!? Mi-Minha roupa!!!! Meu cabelo!!! - Dizia com umas voz de panico, que engasgava e as vezes falhava indo para um agudo.

- Filho da puta!!! - Gritava, agora com a sua voz em um estado normal. - Você sabe quanto custou essa roupa? Eu vou ter que queimar essa merda toda!!! - Seus poderes começaram a emanar de seu corpo, sua péle começou a ficar pouco mais palida e seus punhos serrados estavam duros feito o Gelo que agora eram.

- Eu vou te bater tanto que quando eu parar você ja vai ter cabelo!!


Iceberg tem como plano inicial neutralizar os poderes do inimigo, o que não seria dificil. Com seus poderes, iria subir uma parede de gelo atrás de si, e em seguida iria começar a congelar a agua daquela área, usando seu caminho de gelo, iria fazer tudo o mais rapido possivel, sempre desviando dos golpes adversarios e atacando lançando estacas de gelo. Sua ideia é fazer uma espécia de “Freezer”, tampando as duas saids e congelando tudo ali dentro para que seu inimigo não tenha agua no estado liquido para controlar. Feito isso, iria sentar a porrada nesse filha da puta.

- Você me tirou do sério, cara… Eu to muito puto!

________________________________________________________________________
- Ooooooh! O Garra!


- Pegue o meu Melhor angulo, que tal uma foto de Perfil ?

Código:
[color=#663399] #663399 [/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 3:58 pm

- Foco, Davi, se concentre e sinta apenas o seu corpo. - Lembrou-se das instruções do Doutor assim que se recuperou do golpe. Juntou suas mãos novamente para meditar, mas controlou o instinto. Não havia tempo para meditar.

Um segundo pensamento o fez levar a mão aos bastões que carregava consigo, mas o metal de sua arma não traria vantagem para a luta. Se lembrou então que não trazia apenas isso.

- Força Heroica... um nome muito bom pra ser usado com uns pirralhos como vocês.

Nada respondeu, apenas focou seu olhar na eletrocinética a sua frente, com suas sobrancelhas levantadas, demonstrando-se assustado. Aproveitou o ataque dela para recuar e encostar na parede.

- Me digam uma coisa: É sério que o dono de vocês se chama Arco porque ele usa um arco? Que original...

Provocações quase nunca o atingiam, e dessa vez não foi diferente. Fechou os olhos, encheu o pulmão de ar e focou em sua transformação. Queria sair do cômodo o mais rápido possível.

Antes de atravessar a parede apenas acenaria com a cabeça para Morfo, esperando que ele entendesse que não fugiria da luta. Esperava que a garota pensasse justamente o contrário.

Enquanto Morfo estivesse cuidando da garota, Espectro se tornaria invisível e retornaria ao cômodo apenas observando, e já com o respirador em mãos, aguardaria o melhor momento para usar a granada de gás sonífero contra Ampére, anunciando para seu companheiro também usar o dispositivo.


Última edição por Espectro em Ter Dez 08, 2015 7:18 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 4:02 pm

De olho em tudo que acontecia ao redor, notei que todo mundo se meteu em algum tipo de problema. Estávamos sendo aguardados, e com Arco sozinho, segui voo para ajuda-lo primeiro.

Chegando la, Arco encarava uma mulher, muito brega por sinal(cabelo verde, gente? Alo?), que portava sais e parecia ate habilidosa, visto que conseguiu fazer o Roberto sangrar. Isso não era pra qualquer um.

Sabe quantas pessoas já fizeram essa mesma ameaça para a nossa equipe? Você é só mais uma pirralhinha que não pode conosco, não achar, Flor? - disse, provocando a Miss 1990.

- Poise, que tédio. Escutar um bobeira dessas a essa hora da noite. Quem são vocês, afinal? Os barrados do Instituto? E querida, o grunge morreu junto com o Kurt Cobain, com esse cabelo não tem como te defender. - provoquei, olhando a garota de cima a baixo, sem a menor pretensão de esconder meu repudio a aquele visual.

Minha relação com Arco não tava na melhor fase, mas nosso elo telepático ainda era bem forte, apesar de tudo, e eu sabia quando ele tinha algo a dizer que ninguém mais deveria escutar. Sendo assim, ele traçou seu plano por telepatia.

A garota era visivelmente ágil. Mas eu não sou apenas linda, ne, mores. Ela não fazia ideia de com quem tava brincando.

- Eles estão com problemas. Todos eles. Precisamos ser rápidos aqui. Vou inutiliza-la e você finaliza. - respondi ao Beto, telepaticamente.

- Fofa, vou terminar com você rapidinho, ta? Porque se eu passar mais 5 minutos olhando esse seu cabelo horrível eu vou passar mal.
- provoquei, me preparando para agir.

Com as minhas habilidades de canalização e manipulação de energia caótica, pretendo tirar a garota do ar neutralizando sua agilidade, e materializando amarras de energia, tentarei neutralizar seus movimentos, para que o Arco termine o serviço. Me manterei a postos pra usar meus escudos em mim e no Roberto caso  a garota tente nos atingir com seus sais, e ate transforma-los em coisas inofensivas com minha Transmutação de Objetos caso seja necessário.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 6:04 pm

-Droga... Argh- Arsenal se levanta com dificuldade, voar com a lufada e depois rolar alguns metros no chão o deixou com vários ralados pelo corpo e um incômodo gosto de sangue na boca – Isso vai doer demais de manhã... Arsenal da uma boa olhada no inimigo, e logo percebe qual é a dele.

- Esse Mané ai que deve tá causando todos esses problemas. -
Ele também tenta usar seu comunicador, mas só ouve estática assim como seu parceiro, que o chama enquanto atira rajadas de energia em Tufão - Prende ele numa redoma! Faz um buraco nela quando eu disser!

-Pódexa! O plano de Impacto era bom e poderia dar certo, então ele estica seus braços concentrando suas energias ao redor de Tufão, ele pretende criar uma redoma com um diâmetro grande e gradualmente ir diminuindo para aumentar a pressão dentro dela, aguardando o sinal de seu parceiro.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 8:34 pm

3 meses atrás
Nos arredores de uma espécie de cidade submersa, Tubarão se prepara para sair do local e voltar para a superfície, para seu antigo lar...
Ele olha para trás como se estivesse inseguro e com duvida entre seguir em frente ou ficar ali, era como se algo o prendesse a tudo aquilo.
- Vim lhe desejar sorte, ainda pensando se deve ir ou não? Pergunta  a figura feminina  nadando em círculos em volta de Ed.
- Eu vou…É que não quero te deixar desprotegida e...  
-Olha, vai parando! eu sei me defender tá? E eu entendo que você tem que ir, e te apoio nisso! Eles eram tudo pra você antes disso aqui, antes de nós, e eles precisam de você lá, e você deles! Você sabe que tem que ir, só espero que não se esqueça de mim...
Ele agarra a atlante e a olha nos olhos
-Não vou! É só um período, assim que as coisas melhorarem eu volto. Prometo!
-Eu vou cobrar isso... Ah á proposito, leve isso com você, é pra sempre se lembrar de mim Diz a moça entregando seu tridente a Tubarão
-Mas Talla! esse é seu tridente...uma arma da guarda Atlante, eu não posso ficar com isso e nem você sem sua arma…  
- Só aceita ta ok? Você  tem feito parte da guarda de certa forma, nada mais justo.  Ah, e se te serve de consolo não vai me fazer falta, eu encomendei um modelo novo e melhor que esse ai hahahah
Os dois riem por alguns instantes. Em seguida Tubarão da um forte abraço em Talla e parte rumo a superfície.

------------------------
Agora…

Nada por aqui, vou avisar os caras…
Um som metálico, estridente corta os pensamentos de Ed, que acabe desistindo de avisar a equipe sobre sua posição.
Mas que porra é essa?
Tubarão segue o barulho, que cada vez ficava mais alto, e isso o incomodava um bocado, ele se distrai entre os sons, e antes que pudesse perceber é atacado por um soco.

- E aí, sardinha? Vamos dançar. – Dizia, com uma voz grave.
Arghh...Essa quase doeu! Alias quem é esse cara? Ah foda-se bato primeiro e pergunto depois! Pensa Tubarão encarando o rapaz a sua frente.

Logo, o adversário solta um sorriso, cerra os punhos e sua pele começa a tomar uma aparência metálica. Ele cresce, conseguindo ficar ainda maior que Tubarão.
- Tá na hora da caçada, meu chapa.

Tubarão se intimida por alguns segundos, mas não podia demonstrar.
Já havia enfrentado oponentes muito maiores e bem mais fortes como o Mutante, Atlas e até o próprio Hades, não ia ser pra um qualquer que ele iria abaixar a cabeça.

O hibrido toma coragem e se concentra em sua ação. Orgulhoso, vê como primeira opção entrar em um embate corpo a corpo, talvez até fazer uso de golpes para imobilizar o oponente e/ou usar a força dele contra ele mesmo se precisasse . Em último caso usaria seu tridente como apoio nesta luta.

-Ai latinha diz pra mim, será que você amassa?   Ed cerra os punhos, olha fixamente o adversário e parte em sua direção como um animal raivoso

-Vai amassar!

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 9:02 pm

Depois de se desvencilhar do tentáculo negro que a esganou por alguns momentos, Nova agora estava de frente para um monstrengo de mais de dois metros de altura, cuspindo viscosidade negra em seu corpanzão membranoso e escorregadio.

Animada, a moça esquece completamente de avisar qualquer coisa aos seus companheiros pelo comunicador, ou mesmo se lembrar deles. Ela esperava pela sua parte favorita de todas as missões, mas não esperava que fosse chegar tão cedo: a chegada de um ser enorme para lutar. Ela até mesmo chega a estalar os dedos, seu corpo se posicionando instintivamente para o combate.

Ela poderia racionalizar algo com o oponente em palavras, mas elas pareciam não servir de muita coisa no momento, tanto pra ela mesma quanto pra ele, o qual não tinha certeza até mesmo se era racional. Em poucos instantes, ele parte grunhindo pra cima dela.


– Ótimo, você parece me entender... - Ela diz, sorrindo.


Nova começaria com um dos seus movimentos clássicos, saltando para uma das laterais onde se encontrasse uma parede, e de lá imediatamente pularia novamente, se jogando como uma bala contra o meio certo da criatura, tentando atingi-la no torso para verificar se podia acertá-la apesar de parecer deslizante. Se tivesse alguns segundos, trocaria alguns golpes corpo-a-corpo também com o mesmo intento. Tentaria se manter longe dos tentáculos, apertando-os com a ponta dos dedos e usando até mesmo as unhas para ver se conseguia perfurá-los, caso fosse agarrada por eles, ou, em ultimo caso, cobriria um deles com sua jaqueta para poder agarrar direito o mesmo e tentaria usar sua força para arremessar Parasita contra alguma parede.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Mikka

avatar

Mensagens : 502
Data de inscrição : 07/07/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 9:34 pm

- Força Heroica... um nome muito bom pra ser usado com uns pirralhos como vocês.

Morfo cerrou os punhos, a última coisa que Tiago gostaria de ser chamado às vésperas de seu aniversário de 18 anos era de pirralho. Ao contrário de Espectro que pareceu não se importar com as palavras da garota, chegou a ficar vermelho de raiva.

- Pirralho? PIRRALHO?!? - respirou fundo após gritar para a adversária,  levando a mão na sola da bota que fazia parte de seu uniforme absorvendo a borracha fazendo com que seu corpo ganhasse até mesmo a textura do calçado, junto à suas propriedades, escondendo o gás sonífero atrás das costas.

- Me digam uma coisa: É sério que o dono de vocês se chama Arco porque ele usa um arco? Que original...

Respirou fundo novamente. - Droga... Se concentra! Isso é pura provocação, qualé.. - estava cansado de viver à sombra de Arco ou até alguns dos veteranos, apesar da amizade, ele também queria o reconhecimento como herói. - Escuta aqui Pikachu, cê tá falando demais já, vamos acabar logo com isso beleza? - cerrou os punhos formando marretas pesadas e esféricas, chegou até a alongar um pouco de seus braços.

Bem em cima do momento do combate, Morfo vê Espectro sumir numa cortina de fumaça, como se fugisse da luta.

- Fala sério! - levou a mão ao comunicador - Estamos com problemas, surgiu uma doidaça de cabelo arrepiado aqui. - Tiago torcia para que seu parceiro de equipe realmente não desaparecesse, assim como os outros que o traíram na guerra contra Hades, algo que ainda guardava rancor.

- O fantasminha sumiu, Espectro tá fora, espero não termos errado com ele.. - disse para confundir Ampére também. Prosseguiu para o ataque contra a eletrocinética.

- Vamos testar esses pneus novos! - avançou contra a garota pronto para nocauteá-la.

________________________________________________________________________

MIKKA
NÍVEL 3
Half-elf
Esmagadora de Orcs | Atiradora de Elite | Musa dos Anões



xxx:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Solar

avatar

Mensagens : 464
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Ter Dez 08, 2015 11:51 pm

As bravatas de Arco tentavam tirar o foco da adversária, ao mesmo tempo que desviava a atenção de Flor do Luar, que preparava uma investida contra esta. Roberto se põe em postura, saca duas flechas. A moça solta uma leve risada de deboche quando Ana desfere suas palavras venenosas.

- Vocês são hilários, realmente. – Diz, abaixando suas mãos.

Logo, Flor do Luar utiliza seus poderes, paralisando a moça, impedindo-a de usar suas sais. Involuntariamente, a vilã abre as mãos, deixando suas armas caírem, enquanto é levantada para o alto, na direção da heroína. Arco solta a primeira flecha, em direção ao céu, fazendo-a explodir, atordoando a inimiga e, logo em seguida, solta a segunda, em direção à esta, uma flecha elétrica, para dar fim ao embate e socorrer seus aliados. Logo ele ouve um grito e solta um sorriso de canto de boca.

Impacto e Arsenal logo se levantam, com o primeiro logo traçando uma estratégia para vencer o combate. Os dois se reúnem enquanto Tufão continua a se gabar de suas habilidades. Carlos se concentra, gesticulando com suas mãos em direção ao inimigo, que apenas ri, enquanto continuava pairando dentro de um pequeno ciclone. Impacto, enquanto isso, aproxima as mãos, criando um pequeno brilho entre as palmas.

- Diversão! – Grita Tufão.

O bandido transforma suas mãos em puro vento, movendo-as em direção aos dois. No entanto, uma redoma começa a se formar ao seu redor. Sua cor era azul, mas possuía um nível alto de transparência, permitindo que o que ocorria lá dentro pudesse ser visto. A medida que a pequena redoma começava a e fechar, o inimigo tentava quebra-la utilizando seus poderes, em vão. Ele era cada vez mais comprimido.

- Ae, trouxão! – Gritava Impacto, avançando contra o adversário.

O herói pula em direção ao domo, que se abre em poucos centímetros, deixando escapar um pouco de do vento. No entanto, essa medida é perfeita para que Diego coloque a pequena esfera de energia que havia criado dentro da redoma. Carlos a fecha novamente, tudo em questão de segundos. Poucos instantes depois, a esfera explode, fazendo com que o pequeno domo rache e o ar se espalhe, cegando os dois heróis por alguns segundos.

Berg reclamava horrores de suas roupas e seu cabelo, deixando seu inimigo um tanto inquieto. O herói, ao ver que seu inimigo se preparava para atacar novamente, solta um grito:

- Você me tirou do sério, cara… Eu tô muito puto!

Yuri cria uma espécie de parede de gelo, enquanto permanece parado. Seus pés começam a congelar toda a água ao seu redor, fazendo um caminho de gelo. Ele recosta na parede, enquanto desvia das rajadas hídricas do vilão, que iam se solidificando ao encostar na estrutura criada pelo criocinético. Logo, Berg cria uma espécie de escada, que sobe até uma determinada posição. Maremoto vai em direção ao inimigo, desviando das rajadas de gelo, devido a maleabilidade da forma em que se encontra, sem notar que, ao desviar, as rajadas acertam a superfície aquosa.

Neste momento, uma rajada de água atinge o rosto do jovem, que faz uma careta, mas logo é pego pelo pescoço, pelos braços d’água do inimigo.

- Achou que ia me vencer com uma estratégia tão imbecil, picolé? – Diz, ainda enforcando o oponente.

- Cê é memo muito trouxa, nego. – Responde Iceberg, soltando uma risada.

O vilão sente a base de seu corpo aquoso ficar sólida. Quando tenta escapar, é detido por Iceberg, que à essa altura já tinha se soltado do inimigo. O herói gélido toca nos braços do inimigo, congelando-os. Logo, solta mais uma risada, preenchendo suas mãos com gelo bem denso. Com um golpe, ele transforma aquela estátua de gelo em uma porção de lascas.

- Tá ae. Até o menino Da Vinci ia ficar com inveja dessa obra de arte. – Diz, olhando o entorno do campo de batalha, com orgulho. – Até tu evaporar e virar água de novo, cê vai ficar aí por muito tempo, bicho.

Enquanto Espectro usava de sua intangibilidade, Morfo criava textura de borracha em seu corpo. Enfrentavam uma inimiga extraordinária. Precisariam de um plano preciso para derrota-la.

Tiago chama a atenção da vilã, preparando uma bomba sonífera. Seu corpo emborrachado lhe dava uma certa vantagem contra a inimiga, por não sofrer tão facilmente os efeitos colaterais de um ataque elétrico. A oponente, de forma inteligente, começa a escapar pela fiação do local, fazendo mais algumas lâmpadas explodirem ao redor do herói, que se distrai momentaneamente, sendo golpeado pelas costas. Ele dá alguns passos para trás, enquanto a vê se materializar novamente.

- Vocês são patéticos se acham que vão me vencer assim.

Assim que ela termina de falar, Espectro surge por detrás da inimiga, jogando sua granada. Morfo faz o mesmo, no entanto, a mulher se dispersas em feixes elétricos novamente. A jogada fora em vão. A vilã passa pela corrente elétrica mais uma vez, atingindo os dois adversários ao mesmo tempo. Espectro sente o baque maior, caindo e se contorcendo no chão, enquanto Morfo, revestido com sua pele de borracha, é atacado com mais força, sendo jogado para uma parede, onde bate e volta, caindo no chão também. Ampére ressurge em uma forma humanoide, mas totalmente elétrica. Ela solta mais um raio em direção à Tiago, que mais uma vez é jogado mais alguns metros pelo corredor.

- Eu disse que vocês, crianças, eram patéticos.

Tubarão e Cromo desferem golpes um no outro, com o primeiro levando uma pequena desvantagem, devido à pele metálica do adversário. Cromo possuía um soco potente, capaz de desestabilizar até um dos mais fortes integrantes da equipe. Ed apela então para seu tridente, feito de uma liga desconhecida para os terráqueos. Ele consegue golpear com sucesso algumas vezes o inimigo, no entanto, o gigante de aço chuta uma das pernas do híbrido, que cai no chão, desconcertado. Cromo tenta pisar no oponente, que se esquiva. O vilão tenta quebrar a arma de Ed, em vão. O metal era mais resistente do que o de seu corpo. Logo, com a atenção desviada, não nota que Tubarão já havia levantado.

- Vacilou, otário. – Diz Ed, desferindo um soco que faz o inimigo dar alguns passos para trás.

Entretanto, o vilão sorri, avançando na corrida para desferir mais um golpe no herói, que também corre, mas logo escorrega para debaixo do oponente, pegando o tridente e usando contra a perna do adversário. Cromo grita, enquanto o tridente de Ed raspa a superfície de sua pele de metal, soltando inúmeras faíscas. O vilão se vira, mas ajoelha com a perna ferida. Quando Ed tenta dar um golpe de misericórdia, é golpeado na barriga pelo oponente, sendo jogado até bater em uma parede. Cromo se levanta, meio cambaleante, e anda em direção ao herói, estalando seus dedos. O som de metal estalando era irritantemente alto para Ed, que chega a tampar os ouvidos. Nesta hora, uma rajada de gelo atinge o ombro do bandido, que se vira e sente a perna de novo, ajoelhando mais uma vez com a perna avariada.

- AEEEHOOOOO FIADAPULTA! – Gritava Iceberg, que chegara escorregando por um caminho de gelo. – Colé, Tutuba! Levanta, porra! – Diz ao amigo, estendendo a mão.

Tubarão levanta, meio contrariado pelo fato de Yuri interromper sua batalha. Cospe um pouco de sangue e diz:

- Aí, babacão, round 2.

- É isso aí, round 2, bestão! – Diz Iceberg, soltando uma risadinha e dando de ombros para seu companheiro.

Nova estava em uma posição desconfortável na luta. Seus ataques pareciam não surtir efeito contra Parasita, devido a viscosidade de sua pele. Todo soco que a heroína desferia parecia deslizar pela pele do inimigo, que também não conseguia usar seus tentáculos como arma. Os dois permaneciam no empate, algo que irritava Nova, mas parecia diverti-lo. De repente, o vilão cospe sua baba em direção à heroína, que consegue esquivar, mas não totalmente. A baba acerta a jaqueta da moça que, ainda mais irritada, pula e desfere um chute no rosto do inimigo. O resto daquela substância viscosa que saía de sua boca era jogado longe.

Nova aterrissa, sendo atacada mais uma vez pelos tentáculos do inimigo. Ela os segura, fincando um dos pés no chão e pegando impulso, jogando o inimigo contra uma parede. A jovem parecia um pouco cansado. Isso acontecia toda vez que segurava os tentáculos daquele verme superdesenvolvido. No entanto, no momento em que o vilão se recompõe, a heroína já está na sua frente, jogando sua cabeça contra a parede, arrastando-a. Ela força sua mão contra a parede enquanto continua arrastando a cabeça do inimigo sobre ela.

- Que droga! – Retruca, quando nota que seu ataque quase não surtiu efeito.

Os tentáculos surgem novamente, tentando sugar mais um pouco da energia vital da heroína. No entanto, quando Nova avançaria contra o adversário, duas espécies de correntes transparentes as puxam de volta. Algumas explosões acontecem à altura dos olhos de Parasita, que fica desnorteado por um tempo, até que uma rajada de energia o atinge, se dispersando por sua pele.

- Onde vocês estavam? – Pergunta Nova a Arsenal, se colocando ao seu lado, enquanto Impacto se reunia com os dois.

- A gente tava cuidando de uns assuntos aí. – Responde Carlos, bem-humorado.

- Mano, que troço é esse? – Pergunta Diego, enquanto vê o vilão se recompondo.

- Uma coisa que a gente precisa derrubar.


A luz atordoante finalmente terminara de se dispersar, mostrando a Roberto que fim levou sua investida.

- ANA! – Ele grita, ao ver que o corpo de sua amada estava no chão.

Ana estava desacordada, enquanto Roberto dava uns tapas no rosto dela, tentando reanimá-la. Neste momento, o rapaz ouve alguém batendo palmas. Era sua oponente, Lótus.

- Meus parabéns, foi uma bela estratégia, “Arco quebrado”. – A moça andava tranquilamente ao redor dos dois, enquanto Ana abria seus olhos vagarosamente. – Não se preocupe, ela vai sobreviver. Eu acho. – Diz a mulher, guardando suas sais. – Sabe qual o problema de vocês, “Força Heroica”? As suas seguidas vitórias acabaram deixando vocês arrogantes, mesmo depois do episódio do Hades.

A mulher continua andando em volta dos dois. Roberto deixa Ana deitada, levantando-se logo em seguida, empunhando seu arco. Ele cerra os olhos em direção à mulher, que continua seu discurso.

- Você realmente achou que tinha me analisado completamente só pelos nossos poucos segundos de luta? Muito ingênuo. Você nem mesmo soube analisar direito as condições do campo de batalha. E assim que viu sua namoradinha caída, largou tudo e foi em direção à ela, deixando uma bela brecha para ser atacado.

Roberto segura seu arco com mais força, rangendo os dentes. Seu semblante ficava cada vez mais fechado.

- Que belo líder você é. Deixou seus comandados à mercê do que estava por vir. Não sabe nem se eles estão vivos ou mortos. Excelente divisão das equipes, por sinal.

- Afinal de contas, quem é você e o que vocês querem? – Pergunta o rapaz, notando que Ana começa a se levantar. Os dois se apoiam.

- Você não tem a mínima ideia do que está por vir, meu querido.

Lótus empunha suas sais novamente, enquanto Arco e Flor do Luar, ainda um pouco cambaleante, se põem em posição de combate, prontos para o segundo round.



OBS: Postagem até meia-noite de amanhã, rapeize.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arsenal

avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Qua Dez 09, 2015 9:21 am

- E o poder dessa coisa que a gente tem que derrubar é só ser feio ou tem algo a mais?- O cansaço de Nova era perceptível, Culpa dos poderes da criatura, mas também sabia que só isso não poderia detê-la.

-Como nós vamos deter essa cara? Acho que ataques diretos não vão funcionar.-
Criar um plano para esse tipo de desafio não era fácil, nunca haviam enfrentado alguém com esse tipo de poderes, então ele da uma boa olhada ao seu redor, nada ali poderia ajudar.

"- Vamo lá, pensa Carlos, deve ter algum jeito, não deve ser tão difícil assim. -" Com mais uma boa olhada ao seu redor, ele olha para cima e vê algo que te da uma ideia que poderia dar certo.

-Pessoal, eu tenho um plano pra deter ele, vamos ataca-lo o maximo de tempo que pudermos pra criar uma distração, e quando eu avisar vocês se afastam.- No topo dos muros que cercam a Empresa, haviam vários metros de arame farpado, assim que perceber que Parasita esta distraído Arsenal vai usar seus poderes e pegar todo o arame que puder, e dar o sinal para Nova e Impacto se afastarem e tentar enrolar Parasita com todo o arame para tentar imobiliza-lo.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 

#brancosfedemadanone
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nova

avatar

Mensagens : 407
Data de inscrição : 04/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Qua Dez 09, 2015 11:52 am

Nova, agora ao lado dos outros dois membros do "time Bravo", põe as mãos no joelhos por alguns momentos, respirando mais forte. Ela definitivamente não ficava cansada assim tão rápido, e havia percebido isso durante a luta contra o monstrengo à sua frente.

– E o poder dessa coisa que a gente tem que derrubar é só ser feio ou tem algo a mais?

– Não, ele tem algo a mais do que aqueles tentáculos... - Ela retira e deixa sua jaqueta no chão. - Toda vez que eu entro em contato com ele parece que tudo fica mais difícil... Como se eu estivesse ficando mais fraca.

– Como nós vamos deter essa cara? Acho que ataques diretos não vão funcionar.

– É, agora eu sei... - Ela diz baixo em um sorriso tímido, mais pra ela mesma do que pra seus companheiros.

A moça passa então a olhar ao seu redor, coincidentemente ao mesmo tempo que Arsenal, quase como se procurassem juntos por algo.

– Pessoal, eu tenho um plano pra deter ele, vamos ataca-lo o máximo de tempo que pudermos pra criar uma distração, e quando eu avisar vocês se afastam.


– Pode deixar. Impacto e eu vamos manter ele ocupado. - Ela olha para o mesmo em seguida. –Não dê rajadas muitos concentradas, ok? Só o suficiente para chamar a atenção dele e retrair os tentáculos dele de perto de você. Lembrem-se, galera: Não deixem que ele toque vocês.


Nova se prepara em conjunto com seus colegas, e logo sai em disparada, correndo em direção ao parasita. No meio do caminho, ela saltará para a lateral, dessa vez não usando a parede de tabela, mas atravessando-a completamente como uma bola de demolição, tentando destruí-la da melhor maneira possível. Ela então voltaria momentos depois, arremessando os escombros da parede contra a criatura, e qualquer outro tipo de objeto ou coisa larga que pudesse arrancar ou destruir para lançar contra ou acertar no oponente, mantendo certa distância.
Assim que Arsenal pusesse seu plano em ação, e o amarrasse com arame farpado, se a criatura ainda tivesse chances de se soltar, atacaria em conjunto de Impacto, agora arrancando um grande pedaço de tubulação de metal e acertando a criatura com o mesmo como um taco de beisebol.

________________________________________________________________________
FICHA FORÇA HEROICA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.blogspot.com.br/
Flor do Luar

avatar

Mensagens : 224
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Qua Dez 09, 2015 4:17 pm

Nosso plano tinha dado errado, por algum motivo estranho. Ao invés de acertar a mulher, as flechas do Arco me acertaram, sendo que eu a imobilizei por completo. TAVA NERVOSA.

- Esse seu olho da mente ta quebrado? Nao sabe mirar mais? Fica longe que ja vimos que nessa luta você não tem utilidade. Tenta ver como tao os outros. Eu cuido dessa vaca. - disse, olhando pro Arco, nitidamente nervosa, enquanto me levantava, bufando.

Toda aquela falação da garota já tava me tirando a paciência.

- Mas ta se achando a bocetuda mesmo, ne?! Você e seus misteriosinhos, discursos. Fofa, você não eh a esfinge pra ficar lançando enigmas. Desembucha logo. Acredite, você não quer me ver irritada, e eu to bem perto disso. - Disse pra mulher num tom seco, já levantada e em pose de batalha, enquanto meus olhos assumiam uma coloração rosada.

Novamente, com as minhas habilidades de canalização e manipulação de energia caótica, tentarei neutralizar os movimentos e agilidade da garota, para que, com a materialização de uma gaiola de energia, faca com que ela fique presa e incapaz de contra atacar. Eu não preciso mirar pra acerta-la, a magia me obedece e encontra o alvo sozinha.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


IMAGEM:
 


- Não sou bonitinha. Sou linda de morrer.

Enerjoule//Flor do Luar//Maresia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   Qua Dez 09, 2015 5:38 pm

- Não existe apenas a meditação para despertar e controlar seus poderes, mas saiba que este é o melhor meio. - Dessa vez conseguia ver perfeitamente seu treinador, durante um de seus encontros diários.

Uma forte dor de cabeça acordou o garoto. Olhou para cima, fitando as lâmpadas estouradas. Pensou rápido,  fechou seus olhos e quando os abriu novamente, estavam brilharando. Queria focar seus poderes de percepção - mais especificamente de radiestesia - na energia elétrica, tentando visualizar todo o caminho que ela fazia por entre as paredes, ao longo das fiações, tentando descobrir algum ponto para poder obstruir ou destruir a rede.

Escutou Ampére falando novamente, contando vantagem por tê-los derrubado. Levantou-se com dificuldade, e se colocou de pé, encarando Ampére com semblante sério, porém, mantendo a calma.

-Você nos chama de pirralhos, patéticos, com arrogância em sua voz. Pois saiba que a arrogância só te faz acreditar que é superior, quando, na verdade, mascara o seu medo de ser inferior. - O jovem, com uma voz mansa e firme, parafraseia uma frase que um dia lera num livro, tentando jogar algumas verdades na cara da vilã, mesmo sabendo que ela irá apenas o ignorar.

Fechou seus olhos, respirou fundo e se transformou, começando a levitar a poucos centímetros do chão.

- Morfo, atrasa ela pra mim, por favor. Eu pensei numa coisa. - Sorriu para o parceiro.

Deixaria sua dupla sozinha apenas o tempo suficiente para encontrar o local certo para agir. Assim que encontrasse o local certo, iria tentar destruir a rede elétrica utilizando seu bastão. Voltaria logo em seguida para ajudar Morfo a derrotar a vilã, tomando cuidado de sempre se tornar intangível quando ela atacasse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: T03E01 - Novo Começo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T03E01 - Novo Começo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Um Novo Começo
» #01- Um novo começo... Cadetes me aguardem!
» Um novo começo, após sobreviver ao Universo!
» [Sinopse] Começar de Novo
» Novo F-5E 1/48 AFV

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: Força Heroica :: 3ª Temporada-
Ir para: