InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO    Seg Jun 22, 2015 12:25 am

APENAS UM JOGO ( FASE 1)


Mariana é uma garota de vida agitada, sempre conectada, sempre fazendo algo.
Vlogueira, gamer, hacker, geek, ouvinte assídua das novas tendências musicais, viciada em cultura pop e heroína. Sim heroína também.

Mariana Ferreira, mais conhecida como Cybernética, é um dos jovens prodígios do Sindicato.
Por mais que ainda não esteja entre os grandes, é uma jovem esforçada de muitos talentos, e poderes que nem mesmo ela ainda sabe os limites.

--------------------------


[+98756-3421 criou o grupo “A L15T4”]
[+98756-3421 adicionou você]



No meio de sua agitada rotina, enquanto jogava e respondia dezenas de mensagens no whatsapp simultaneamente, fora adicionada a um grupo chamado “A L15T4”, algo que teria ignorado e tratado como mais um acaso se não tivesse notado que alguns conhecidos também foram adicionados pelo contato, que aparentemente ninguém sabia quem era.

Ultimamente Mariana não estava com a moral tão lá em cima. Havia falhado em muitas vezes que entrou em “campo de batalha”, chegou até a ser reprendida por um herói veterano.
E isso feriu o orgulho da garota que queria provar para o mundo que poderia ser top no ranking da vida real também.

Com suas habilidades em hackear, Cybernética decide  investigar o moderador do tal grupo, com objetivo de interroga-lo e descobrir como ele conseguiu os números e qual seriam as intenções dele nisso tudo.

Sua primeira tentativa de rastrear o número do administrador a levou ao setor industrial, próximo a uma fabrica abandonada, entretanto o sinal do celular simplesmente desapareceu minutos antes da garota chegar ao local. Dias se passaram e ela usou tudo que tinha até finalmente descobrir a localidade exata do dono do grupo, e ao chegar até ele, Mariana tem uma grande surpresa.

--------------------------


Constelação
20 de Junho de 2015
13:30min



Em frente a “Taverna do Robô”, uma grande loja especializada em jogos, filmes e quadrinhos, onde aconteciam eventos ligados a essas áreas, Mariana encontra quem procurava.
Era um conhecido de longa data.  Duda Marques, um produtor de eventos e torneios de Games.

- Duda você?... quanto tempo... não pensei que fosse você... Ah esquece! E que história é essa de lista? Diz a garota apontando o celular para o rapaz.

- Hey calma Cyb...como eu posso te explicar... ah vejamos...bom, isso faz parte de um campeonato que estamos montando, mas a parada é restrita só para os melhores... E você é um deles ,mesmo sendo mulherzinha hahhahah

- Babaca... que tipo de campeonato? Algum jogo que eu conheça?

- Tu lembra do console de realidade virtual que você testou, e deu aquela merda toda? Então, uma empresa ta patrocinando a parada e eles estão investindo pesado pra que dessa vez dê tudo certo. E eu tenho certeza que vai dar. Eles só precisam mostrar pra galera que o produto é seguro e tem potencial, mas como deu aquele rolo todo naquela vez, as coisas tiveram que ser meio nas escondidas, pouca gente descobriu sobre isso tudo... Mas, é sério ta muito top essa plataforma nova, você tem que ver!  

- Eu imagino, bateu até uma vontade agora.... mas e por que eu confiaria que dessa vez não vão me sabotar? Ta cheio de maxistinha recalcado por ai!

- Cyb, relaxa! Agora o negócio ficou sério, tem muita grana envolvida. Tem uma equipe de segurança pra prevenir que qualquer merda aconteça.  Te dou a minha palavra. E ai quer testar o console ou não? Você vai pirar! e se topar entrar no torneio, vai surtar quando ver os prêmios hahaha

-Ah... bora! Se eu gostar do que ver e se tiver algum adversário a minha altura eu posso participar desse eventinho de vocês hahaha Brinca a garota, enquanto os dois adentram a loja.



- Parte 1: Cybernética deve descrever sua reação ao ser adicionada no grupo, o que a motivou nessa busca e também como conseguiu chegar ao administrador e sua localidade exata.
Deve relatar também sua expectativa para  finalmente testar de verdade a plataforma de realidade virtual.  

- A missão consiste em mais de uma parte, sendo até aqui apenas interpretativa. O XP será dado no final, sendo variável conforme a qualidade das postagens do jogador.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 570
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO    Sex Jun 26, 2015 12:19 am

[Itamaré]
14:30


Mais um dia de ensaios fotográficos na praia. A menos de uma semana, Mariana havia contratado um estúdio de publicidade dos vários localizados em itamaré, pretendendo postar suas fotos de bikini em mais uma coluna de seu site, para a alegria dos adolescentes. Afinal o maior público de sua página era masculino, e ela sabia que isso iria triplicar seus acessos no fim de semana.

A vlogueira se aprontava para retornar para sua casa em Constelação, apesar do preço puxado cobrado pelas fotos, a condução era providenciada pelo estúdio. Mesmo assim Mariana preferia por retornar materializando seus patins e torcendo para esbarrar em algum assaltante no caminho. Já fazia um tempo que uma maré de azar a acompanhava, mesmo sabendo que seria necessário muito mais para restaurar sua confiança, já era um começo...

-Quando as fotos vão ficar prontas mesmo?- perguntava sem conseguir esconder a ansiedade, apesar de cansativo, já estava familiarizada com a câmera. sabendo seus melhores ângulos e poses.

-Um ou dois dias, vamos te avisar, qual o número do seu whatsapp?

Mari estendeu a mão para pegar o aparelho no bolso, não se lembrava do número do novo celular, já que havia separado seu antigo apenas para tratar de assuntos relacionados ao sindicato. Entretanto se espantou ao ver que acabara de ser adicionada em um novo grupo, chamado a "A L15T4".  

Com certeza não era um engano e seu pensamento se direcionou para quem poderia ter criado o estranho grupo. Deslizou o dedo sobre a tela visualizando todos os membros, e imediatamente reconheceu antigos colegas de torneios. A maioria com o qual já tinha rivalizado em rankings de pontuação e ostentação de itens mágicos. Entretanto esse era um assunto que precisava ser estudo com mais calma e melhores equipamentos.
_________________________

[Constelação]
17:00


Mariana retornou para casa enquanto ainda examinava o tal grupo, imaginando como o adm teve acesso a essa informação. O número adicionado era privado de conhecimento apenas do sindicato, contendo até mesmo o telefone de emergência. Como uma hacker Cybernética não podia permitir ser pega tão facilmente. Entrou em contato com o sindicato buscando saber se ouve alguma falha na segurança, onde foi aconselhada a investigar o assunto por conta própria até que houvesse uma confirmação de alguma ameaça. Mari enviou algumas mensagens para o administrador, sem resposta, os demais membros também não sabiam do que se tratava. Em seguida rastreou o tal número sendo levada ao setor industrial, resultando apenas num beco sem saída, assim que chegou ao local o sinal havia desaparecido.

[Constelação]
20 de Junho de 2015
13:00


"Flanqueia, Fire Ball, Esquiva, Esquiva, Ice Spike..."

Entendiada Cybernética pressionava os botões de seu controle frenéticamente, estava prestes a completar mais um combo, trocando e ativando itens enquanto o marcador dobrava a cada golpe X21,X42! Mas seus dedos começaram a afrouxar. É melhor isso valer a pena, pensou. Bastava apenas um assunto inacabado para romper sua concentração. Mas era esse o plano no momento, pretendia jogar tempo suficiente para o rastro do celular retornar. Acreditando que não foi coincidência ele ter desaparecido quando ela estava tão perto da ultima vez, Cybernética programou seu char para se manter online no tempo que ela estivesse fora.  O plano era fazer o tal administrador acreditar que ela estava em casa, enquanto estabelecia uma conexão direta com seu celular e o dono do tal grupo. Entretanto dessa vez o sinal estava mais perto do que esperava, Taverna do Robô.

Realmente havia sido uma surpresa encontrar Duda Marques, uma ainda maior saber que o projeto da plataforma de realidade virtual ainda estava de pé, a dúvida imediatamente se transformou em ansiedade. Já fazia um tempo que esperava por alguma novidade no mundo dos games. Era uma oportunidade que não podia deixar passar, ainda mais se tratando de outra chance de chutar a bunda dos rapazes mais uma vez.

________________________________________________________________________
#990066
#33ccff
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO    Dom Jun 28, 2015 10:20 pm

APENAS UM JOGO ( FASE 2)

Cybernética e o promotor de eventos entram na Taverna do Robô.
- Olha tô bem empolgada. O jogo, os prêmios, tudo! Diz Cybernética enquanto dava uma olhada no flyer do torneio.
- Sabia que vc ia curtir. Isso tudo é pra você... Alias, tua estratégia de deixar teu char no piloto automático e me rastrear foram muito boa. Poucos conseguiram chegar até aqui, mas só os melhores.
- Achei uma babaquice enorme esse mistério todo, não sei pra que esconderam tanto assim as coisas. Perdi um tempão nessa história!
- Ah sabe como é, coisa desses novos patrocinadores, criar uma tensão misteriosa no ar. Deve ser alguma jogada de marketing ou coisa do tipo... Bem, é aqui!

Duda apresenta para a garota a parte do local que estava toda montada para aquele torneio secreto. Mariana fica encantada com as diversas plataformas e os telões mostrando tudo que se passava nos jogos em tempo real. Ela dá uma olhada nas pessoas ali e nota que haviam muitos seguranças, além de alguns conhecidos no mundo dos jogos, os melhores jogadores da região. Mas parecia faltar algo.

- Duda, por que os funcionários da Taverna não tão por aqui hoje? Tô vendo um monte de cara novo, mas ninguém das antigas...
Meio sem jeito o rapaz responde,
-Err mais uma ação dos novos patrocinadores, eles dispensaram a galera que trampa aqui por essa semana. Querem deixar só o pessoal deles, que eles já conhecem e sabem como funcionam...
- Hum, e você?
- Ah, acho que dei sorte, mas se não fosse eu quem ia chamar a nerdaiada toda hahah...Bom chega de papo e vamos jogar.
O rapaz corta o assunto apresentando a plataforma que Mariana iria ficar. Era uma cabine pequena, um pouco maior que um banheiro químico,  bastante colorida e com luzes e sensores para todos os lados. Havia nela um par de luvas da captação que o jogador deveria usar, além disso um capacete.
Mariana rapidamente escolhe o modelo mais feminino dos capacetes e faz uma piadinha com os rapazes ali. Dois  deles cochicham algo enquanto pegam seus capacetes e partem para suas plataformas. Todos os jogadores online. A disputa estava prestes a começar.

- Bom galera, vou explicar rapidinho. 16 jogadores. Cada um por si, o objetivo é eliminar qualquer um. Dentro do jogo não haverá regras, apenas a sobrevivência. Ganha quem sobreviver até o final... Começe!

Primeiras tela: Um mundo pós apocalíptico, numa espécie de cidade em ruínas. Cybernética ainda tentava se adaptar a tudo aquilo, a emoção era muito forte; Ela da uma rápida olhada a sua volta e percebe que estava sozinha, toda maltrapilha em uma rua abandonada, havia muito lixo no local, carros destruídos. Dava impressão de sentir o cheiro de morte e o vento frio bater no corpo, parecia tudo tão real.

Ela escuta passos e rapidamente corre até  a carcaça do carro onde pega uma pedaço de metal. Um adversário se aproxima como louco e tanta golpeá-la, mas Mariana facilmente se esquiva e na sequencia o golpeia, eliminando o rapaz do jogo. “Treinamentos no sindicato servindo pra algo” Pensa ela enquanto volta a caminhar entre as ruas escuras... E a tela muda.

Agora era uma espécie de cidade romana, a barra de metal dá lugar a uma espada e sua roupa vira uma armadura.  Ao olhar o placar Mariana percebe que alguns jogadores já haviam sido eliminados.
Minutos depois ela entra em combate com mais um jogador e também o elimina.
Novamente a tela muda, agora para floresta, depois uma favela e em seguida espaço sideral onde restavam apenas ela e mais dois jogadores. Rostos familiares, antigos rivais.

- Acho que a garotinha vai rodar dessa vez!Diz um dos jogadores se aproximando com um sabre de luz em mãos.
- Sempre se gabando de ser a melhor, mas dessa vez tu ta sozinha vaca! Completa o segundo, carregando uma bazuca enquanto também se aproxima. Haviam se aliado para derrota-la.

-O quê? vale isso? Ah só assim mesmo pra me vencer. E quer saber nem assim vão vencer, vocês nunca vencem!Looosers! Grita a garota enquanto tenta se reagrupar e bolar alguma estratégia.

-Pode ficar sabendo que  gente consegue te vencer em qualquer tela!
-Sozinhos, juntos. Não importa! A gente vai te caçar e te matar aqui.

Ao perceber que os dois haviam se separado para caça-la, Cybernética tenta armar um ataque contra um deles que estava mais próximo, mas não percebe que tudo era uma emboscada.Os dois a cercam, parecia que a garota ficaria com o bronze dessa vez.

- Você achou que a gente ia dar esse mole. Você não vence aqui!
- Nós somos os mais fodas putinha, nem se fosse no teu mundo você pegaria a gente! hahaha
- Se fosse no meu mundo, vocês nem nasceriam otários..

 Uma clarão toma conta do local. Todo o cenário se desfaz restando apenas três avatares em um amplo cenário branco, vazio.
Uma voz familiar ecoava naquela imensidão branca. Era o promotor do evento:
- Nossa equipe se empolgou demais com esse finalzinho, e então decidimos mostrar pra vocês uma outra funcionalidade do jogo. Criar! Vamos mudar um pouco as coisas, uma inversão de papeis. Agora a caça será a caçadora.  F0gneit0r, B1g1B1 vocês tem que sobreviver por 60 segundos no cenário que a Cybernética criar para vocês, apenas isso e vocês ganham o jogo. E você Cyb pode criar o cenário que bem entender, com o que quiser colocar nele. Tudo que sua imaginação permitir criar e tudo que você puder controlar e mandar para cima deles... Se conseguir pega-los você leva!

Os rapazes se entreolham, mas orgulhosos, encaram o desafio de frente. Mariana esboça um sorriso. Criar e controlar coisas, era isso o que ela fazia de melhor.
O trio é direcionado para uma outra sala fechada,apenas para eles. As máquinas já estavam preparadas, e os eventos no jogo passariam em tempo real nas telas de tv da loja. Tudo pronto.
- Se fuderam otários!


- Parte 2: Cybernética deve descrever o cenário que irá criar e o que fará na tentativa de derrotar os dois. Lembrando que ela pode criar qualquer coisa além do cenário, mas npcs ou armadilhas irão requerer sua atenção/concentração. Seja criativo!

- A missão é interpretativa. O XP será dado no final, conforme a qualidade das postagens do jogador.

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 


Última edição por Atômica em Qua Jul 01, 2015 11:58 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jogo de Cartas

avatar

Mensagens : 570
Data de inscrição : 01/02/2013
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO    Qua Jul 01, 2015 10:53 pm

Cybernética já estava anestesiada pela novidade, o console de realidade virtual era muito melhor do que ela imaginava. Era tão real que fazia a realidade parecer desbotada. Mas nada disso poderia ser apreciado no momento, ela tinha um objetivo e faria de tudo para chegar até o final.

Esquivando e revidando dos golpes de outros jogadores, Cyber conseguiu avançar fase por fase, restando apenas F0gneit0r e B1g1B1, antigos rivais de torneios e eventuais “haters” do youtube, sempre fazendo questão de ofender Cyber publicamente e descurtir seus vídeos. Servindo apenas para serem massacrados pelo grande número de fans de Cybernética.  Apesar disso eram bons jogadores e estavam prestes a derrota-la. A voz de Duda surgiu no momento de sua derrota iminente, alertando sobre a nova tarefa.Agora esse era seu jogo, seu território.

“Esse jogo foi feito pra mim seus babacas”

Antes mesmo de Duda terminar de falar, a vlogueira já planejava sua investida, apesar do limite de tempo, Mariana sabia muito bem que poderia usar isso a seu favor. A maioria dos jogadores perde o controle quando estão mais perto do objetivo, e com os dois idiotas, não seria diferente.

A estratégia era simples porém desafiadora, a cada 10 segundos Cyber pretende trocar de cenário e armadilhas até eliminar ambos. Nos primeiros 10 segundos irá materializar uma pista de corrida com os dois no meio de uma reta com dezenas de carros futurísticos passando. A segunda fase seria focada em armadilhas, em um cenário de masmorra medieval; Mariana irá criar um labirinto, separando ambos e criando clones de F0gneit0r para atacar B1g1B1 e vice-versa. Mesmo que não funcione, seu plano era apenas conduzir ambos pelo labirinto para se encontrarem de novo. Irá mudar o cenário novamente aos 30 segundos para a próxima fase.

Ambos vão se encontrar no topo de uma torre medieval com 5 dragões atacando constantemente, cada um com um ataque diferente, fogo, gelo, raios, gás venenoso e ácido. Com 40 segundos irá materializar uma fase submarina, aproveitando  o cenário para lançar ataques de todas direções com monstros marinhos e arpões. Caso sobrevivam, o próximo cenário será um campo minado com uma chuva constante de meteoros. Por fim, irá materializar todos os chefões de vídeo games que conseguir imaginar, Bowser, Nemesis, Pyramid head, shao kahn e Big Daddy. Trazendo até mesmo sua personagem principal de MMOS.

Spoiler:
 

-Se fuderam otários!

________________________________________________________________________
#990066
#33ccff
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tubarão

avatar

Mensagens : 345
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO    Sab Jul 04, 2015 10:56 pm

RESOLUÇÃO

Enquanto o jogo carregava para o uso do modo “Criação” Cybernética já pensava no cenário que iria montar para derrotar aqueles dois. Ela sabia que ambos eram experientes, os melhores jogadores que ela conhecia, e pra piorar eles já sabiam seu estilo de jogar e as estratégias que ela usava normalmente, então dessa vez ela tinha que se superar para superá-los.
A garota pensa em uma estratégia que na teoria era simples, porém na prática era algo trabalhoso e desafiador. Mudar de cenário a cada dez segundos, não dando tempo para eles se organizarem ou revidarem um ataque.

---------
Numa sala ao lado dezenas de monitores mostravam imagens de tomografia de um cérebro. As imagens eram divididas em diversas áreas, mostrando toda a atividade cerebral de Mariana em tempo real. Uma equipe de cientistas monitorava tudo, fazendo anotações e cálculos, já a outra testava um maquinário capaz de criar hologramas de formas geométricas, ou algo do tipo.
O líder da equipe de cientistas da o sinal, avisando a garota que ela podia começar seu “jogo”.
---------

Mariana se vê como uma tela branca, vazia. Uma luz verde com um sinal sonoro indicava de que ela já estava liberada para criar a sua “fase”. Nos primeiros momentos ela sente um pouco de dificuldade, mas rapidamente pega o jeito. Era exatamente como criar seus construtos pixelizados, mas em uma escala imensamente maior, porém sem ter que fazer esforço físico. Apenas foco e atenção.
Ela era o cenário, tudo aquilo fazia parte dela naquele momento. Era hora de mandar ver!
Pixels e mais pixels vão se juntando, tomando formas e proporções, logo a garota transforma aquela imensidão vazia em uma pista de corrida repleta de carros futurísticos passando nela em alta velocidade.

Os dois adversários são logados e finalmente colocados no jogo. Ambos literalmente surgem no meio da pista, eles conseguem se esquivar dos carros sem grandes dificuldades.
- Há isso é tudo que tem sua vaquinha? A gente vai vencer essa porra hahah!

Estavam confiantes, mas sem perceberem enquanto desviavam dos carros acabam ficando um pouco distantes um do outro, quando de repente o cenário muda.
Agora era uma masmorra medieval, e eles não estavam mais juntos. Separados por uma parede de pedra, com correntes, tochas e marcas de sangue, uma visão sinistra, e tudo parecia tão real.
Por alguns instantes até se esqueciam que aquilo era um jogo deixando o medo assusta-los.
- Mas que porra foi essa?... Caralho, tô sozinho... B1g1B1, você esta ai? Alguém? Ambos vão seguindo o desafio sozinhos naquele labirinto, enquanto avançavam se esquivando de algumas armadilhas ou clones  um do outro.

---------
A equipe de cientistas nota que as áreas do cérebro de Mariana responsáveis pela criatividade, atenção, raciocínio rápido e foco estavam em uso constante em todo o processo. Os capacetes que eram usados para conectar os jogadores a realidade virtual servia também para fazer um scan de suas atividades cerebrais. Tudo corria como o esperado.
----------

Finalmente F0gneit0r, chega em uma porta e quase é atacado pelo amigo que o confundiu com uma das cópias.
A dupla estava junta novamente, ao ultrapassarem aquela porta de madeira, eles chegam no topo de uma torre, cinco dragões começam a ataca-los de todos os lados. Cybernética não queria destruí-los ali, queria assusta-los, mostrar o quanto ela podia ser desafiadora e poderosa. Queria mostrar quem manda.
- Tamo fudido, não da pra vencer essas coisas...
-  Não, mas gente só tem que ganhar tempo... bora falta pouco!

Num piscar de olhos a torre se desfaz fazendo a dupla cair na água, o cenário agora era submarino.
Pareciam realmente estarem na água, a sensação de ficar molhado, com frio, a falta de ar, tudo...
Se não se lembrassem que tudo era ilusório teriam se deixado afundar e perder o jogo ali, mas a dupla persiste ao máximo, faltava pouco tempo, e  eles conseguem nadar até a superfície e mais uma vez o cenário muda.
Estavam em um campo aberto, haviam minas terrestres por todos os lados, além da constante chuva de meteoros, eles se entre olham, dava pra vencer, o tempo estava acabando.  É então que algo como uma voz divina ecoava por todo o cenário montado assustando os dois.
- Parabéns meninas, já brinquei bastante com vocês ,agora vamos terminar com isso!

---------
- Senhor as atividades cerebrais da garota estão no máximo, devemos desliga-la?      
- Anda não! Continue as leituras, quero ver até onde podemos ir com isso! Só desliguem ao meu comando.      
A equipe continua o seu trabalho, apenas observando o quão longe o cérebro de Mariana poderia ir.
---------

Mariana se sentia fadigada, sua cabeça doía de tanto esforço que fez até então, mas precisava dar o toque final à sua obra de arte, tinha que fechar aquilo com chave de ouro, e num esforço extremo ela começa a materializar diversos chefões de jogos de vídeo games, inclusive sua personagem principal de MMOS. A legião de personagens parte para o ataque contra a dupla inimiga.

---------
- O scan cerebral esta concluído senhor, já temos tudo necessário para dar andamento ao projeto.      
- Perfeito. Equipe, preciso que a desliguem deste cenário e a coloquem em animação suspensa!      
Os cientistas imediatamente acatam a ordem.
---------

Tudo indicava que os dois iriam perder ali, quando uma espécie de nuvem negra passa a devorar o cenário todo. Cybernética tenta recriar as coisas mas sente que não tinha mais controle sobre nada, estava travada, tudo que pôde foi ver e sentir aquela imensidão escura devorar toda sua criação até não sobrar nada. Tudo se apaga por alguns minutos.

“O que aconteceu?” Pensa a garota. Era como um pesadelo, Mariana se vê numa cama de hospital, uma equipe médica a monitorava, diziam que ela estava em coma a meses, dês de que a sabotaram quando foi testar o jogo de realidade virtual pela primeira vez. A garota tenta falar ou se mexer, mas nada acontece, a fazendo se desesperar ainda mais.
Tudo aquilo que viveu após ter sofrido o acidente seria uma ilusão? Tudo criação de sua mente? Ou tudo parte da realidade virtual? As Dúvidas e o medo só aumentavam mais e mais.
Isso é a vida real, ou só fantasia? Se sentia presa sem poder escapar daquela realidade. Ela abre os olhos e não vê mais nada, sua mente estava confusa, um turbilhão de informações e imagens se passam em seus pensamentos, era como se seu cérebro estivesse em um liquidificador, era insuportável sentir aquilo, tanta confusão que ela finalmente apaga.

---------
O líder dos cientista analisava os relatórios com cuidado. Eles já tinham o que precisavam para dar continuidade ao projeto. O homem entrega a prancheta a um de seus funcionários enquanto se retira do local.
- Quando tudo estiver concluído se livrem do corpo da garota, não precisaremos mais dela.  Estou indo avisar nosso “patrocinador” pessoalmente.      

Não havia mais ninguém no loja, a não ser os envolvidos nesse esquema.
Antes de se retirar do local o líder dos cientistas encontra os dois jogadores adversários Cybernética nesse desafio final e vai até eles.
- Senhores, bom trabalho. Estejam preparados para aproxima etapa. Iremos precisar de suas habilidades únicas no nosso “novo jogo”...      

---------
Cybernética ganha 8 pontos de XP

CONTINUA NA PRÓXIMA FASE...

http://fabricadeherois.forumeiros.com/t604p39-bairro-centro

________________________________________________________________________
FICHA Força Heroica:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Constelação] [Cybernética] APENAS UM JOGO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Jogo Injustice - Gods Among Us
» Opinião - Cavaleiros sem Constelação e as armaduras "perdidas"
» Jogo do Facebook muito interessante
» A Regra do Jogo
» CDZ - Games

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: FHVerso :: Jogo :: Missões Exclusivas-
Ir para: