InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO   Qua Jun 17, 2015 1:59 am

PESADELO – Parte I


Cemitério Boa Esperança
10 de junho de 2015
02h30min


As noites no cemitério pareciam como qualquer outra. Escura, fria e deserta. Mas isso apenas no mundo humano. No mundo espiritual aquele exato local era uma grande festa, com espíritos felizes dançando em rodas e rindo de piadas dos mais diversos tipos. O lugar brilhava num tom de dourado, assim como os espíritos, que reluziam pela felicidade. Aquelas diversas almas se reuniam ali numa festa que nunca acabava.

Ali, em meio aos espíritos, um homem se divertia junto. Dimitri Korolenko dançava e ria com seus amigos do mundo espiritual, como nunca fizera no plano material. Era basicamente a ocupação do tempo de Xamã, quando ele não estava no mundo humano usando suas habilidades para proteger Nova Capital.

Xamã, porém, não era como aqueles espíritos festivos que nunca paravam, e como qualquer mortal, precisava dormir. Naquela noite em especial se despediu por hora de seus amigos e resolveu descansar ali mesmo no mundo espiritual e rapidamente caiu num sono profundo.

Dimitri abriu os olhos e todo aquele cemitério estava escuro e frio novamente e por um momento ele pensou ter acordado no mundo humano. Olhou para trás, e o cemitério ficou cada vez mais escuro. Pontos reluzentes surgiam ao seu redor, se transformando nos espíritos amigos que ele tanto conhecia. Dimitri estranhou seus amigos etéreos, a constante felicidade que eles emanavam não estava mais presentes. Estavam completamente apáticos, com olhos fundos, e aos poucos perdendo o brilho. Se aproximaram do herói lentamente, olhando com reprovação para ele sem nada dizer, e aos poucos desapareciam.

Num susto, acordou e se levantou rapidamente, olhou a sua volta e viu as coisas como deveriam estar. Os espíritos festejando, rindo e dançando, reluzindo de felicidade. Ainda estava cansado, mas resolveu se juntar a eles mais uma vez. Dançou e se divertiu por um tempo, mas repentinamente percebeu uma coisa. No meio deles estava uma figura desconhecida, apática e olhava diretamente para Xamã.

____________________

Observações:

- Parte I: Xamã deve descrever como reagiu ao sonho e o que vai fazer diante da chegada da figura desconhecida.

- A missão consiste em mais de uma parte, sendo até aqui apenas interpretativa. O XP será dado no final, sendo variável conforme a qualidade das postagens do jogador.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arco

avatar

Mensagens : 2365
Data de inscrição : 06/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO   Qua Jul 08, 2015 12:37 pm

Dez partidas de Gamão contra o Seu Aroldo e Dimitri havia conseguido quatro vitórias. Isso era um avanço incrível para quem, a poucos meses, sequer sabia que o jogo existia. Depois disso, se jogou nas comemorações com os espíritos. Cantou, dançou, se divertiu como sempre fazia naqueles instantes. Olhou tudo em volta e pensou sobre a sua vida.

Quem diria que eu conseguiria fazer tanto por eles? Me sinto realizado, apesar de saber que muito trabalho ainda precisa ser feito. Se não fosse Enlil, eu estaria perdido”. – pensou enquanto observava o seu “novo” braço, feito de energia espiritual.

Apesar de seu novo braço alimentar o seu corpo e diminuir exponencialmente a sua fadiga, ele ainda precisava descansar o corpo e a mente. Se despediu dos amigos e foi até o mausoléu que usava como casa para descansar. Apagou rapidamente, se sentindo feliz. O sono foi profundo.

Quando acordou, assustou-se. Tudo estava diferente do que deveria estar. “Mundo material? Como eu atravessei?”. Afastou a ideia de estar no mundo material quando aguçou seus sentidos e percebeu que estava sim no mundo espiritual, apesar de tudo estar estranho demais. Observou os espíritos surgirem abatidos, totalmente diferentes do normal. A aproximação deles foi assustadora, Dimitri recuou e os observou sumir.

O que está acontecendo com vocês? Eu posso ajuda-los, me digam o que está havendo... – estava hesitante, meio perdido.

Caminhando para trás, tentando evitar os espíritos que desapareciam ao se aproximar dele, assustou-se e acabou acordando. Se levantou num salto. Olhou para todos os lados, percebeu que tudo estava normal e que aquilo foi uma espécie de sonho... de pesadelo. Observando o estranho, que tinha a mesma expressão do sonho, aguçou novamente seus sentidos – agora de verdade – e avançou na direção dele.

Bem vindo, estranho. Essa é a casa de muitos espíritos e agressores não são bem vindos a esse lugar, esteja avisado. Mas, se você tem uma boa intenção ou apenas precisa de ajuda, me considere seu anfitrião. Sou Dimitri Korolenko, o Xamã.

Apesar de se aproximar com certo respeito e amistosidade, Xamã estava pronto para combater o espirito caso isso fosse necessário.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO   Ter Jul 28, 2015 4:00 am

PESADELO – Parte II


Xamã se demonstra bastante amistoso com a misteriosa figura que surgira apática em meio a festa no mundo espiritual, porém não menos prudente, caso a reação do visitante fosse hostil. Ele saiu das sombras e então Xamã pôde vê-lo com mais clareza. Um homem alto, pálido e muito magro, quase cadavérico. Algumas mechas de seus cabelos negros caiam por sobre os olhos, igualmente negros, até mesmo no globo, que deveria ser branco. Vestia uma única túnica negra, com inscrições tão escuras que mal eram perceptíveis, e em suas mãos, vários anéis.

- Sim, eu preciso de sua ajuda. - Uma voz grave e sem vida ressoou até Dimitri. O homem caminhou poucos passos a frente, despercebido pelos espíritos. Eu já fui como você meu caro Dimitri, feliz, contente. Mas um dia tudo vai mudar, e então você vai me entender.

Ao cessar sua fala, o homem que mal se mexia, faz gestos com os braços, mãos e dedos, como se prepara-se algum tipo de magia. Então, alguns dos espíritos que o ignoravam foram puxados com uma força sobrenatural. Eles gritavam e se contorciam de dor, uma dor diferente, que nunca experimentaram. Então começaram a perder a luz, e ficaram negros como as sombras. Aos poucos começaram a se deformar em figuras demoníacas medonhas, com chifres, garras e asas, todos diferentes uns dos outros.

- Preciso de você Dimitri, venha derrotar minhas criaturas malditas.

____________________

Objetivo:
Enfrentar Pesadelo e suas criaturas malditas:
ND16
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arco

avatar

Mensagens : 2365
Data de inscrição : 06/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO   Qua Jul 29, 2015 12:07 pm

Com seus sentidos aguçados, podia ver tudo com clareza e também sentir mais profundamente a negatividade vinda daquele espirito. Os demais espíritos pareciam ignorar o estranho, isso não era natural. Xamã observou e esperou, mas se angustiou e se assustou quando viu que a criatura estava fazendo, de alguma forma transformando os seus amigos em criaturas malignas que agora avançavam contra ele.

Não sabia o que fazer. Seus instintos de combate, que por anos foram aguçados com o treinamento de Enlil, gritavam para que ele contra-atacasse rapidamente. Mas, essa não era uma decisão fácil. Eram seus amigos. E estavam sendo controlados de alguma forma. Ele não podia simplesmente destruí-los com todo seu poder. E então gritou, do fundo de sua alma, com toda sua vontade.

PAREM! VOCÊS SÃO MELHORES QUE ISSO! ESSE MERDA NÃO PODE CONTROLAR VOCÊS!

Enquanto isso levantou barreiras espirituais entorno de seu corpo e dos corpos dos espíritos, bloqueando seu caminho e tentando impedir que eles avançassem contra ele. Dessa forma pretendia abrir caminho para combater o responsável por controlar os espíritos. Iria usar todas suas habilidades para isso.

Telecinese para tentar projetar o adversário contra as paredes e também jogar objetos contra ele; Agilidade, Sentidos Aguçados e Passo Espiritual para se mover por todo o local, atacar e se defender nas melhores oportunidades, vendo as brechas na defesa e nos ataques dos inimigos; Materialização Espiritual e Manto Espiritual para se proteger dos diversos ataques; o Vigor fornecido pelo seu Braço Espiritual para se manter lutando por muito tempo; e a Comunicação Espiritual para tentar recobrar a consciência dos seus amigos espíritos, tirando-os da condição imposta.

Não acreditava que apenas conversando poderia detê-los, mas faria de tudo para derrotar o inimigo e isso poderia ao menos atrasá-los, acreditando que esse era o caminho para libertar seus amigos. Sentia medo, estava desesperado. Podia falhar com os humanos as vezes, isso doía e incomodava, mas acabava passando. Só que com eles não podia falhar. Eram os seus amigos, eram a sua família, eram os únicos com quem ele podia ser ele mesmo e não uma máscara.

Eu não sei o que você pretende, nem do que precisa de mim. Só que se você não libertar meus amigos, tudo que vai encontrar é o desespero e a dor. Eu vou fazer questão de fazer você sofrer como achou que jamais seria possível, seu babaca.

Habilidades: Braço Espiritual: Vigor (1) + Comunicação Espiritual (2) + Materialização Espiritual (2) + Manto Espiritual (1) + Passo Espiritual (2) + Sentidos Aguçados (2) + Super Agilidade (1) + Telecinese (3) + Zona (1) = 15.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Espectro

avatar

Mensagens : 1130
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO   Sex Jul 31, 2015 11:31 pm

Resolução


PAREM! VOCÊS SÃO MELHORES QUE ISSO! ESSE MERDA NÃO PODE CONTROLAR VOCÊS!

Xamã se desesperava ao ver seus amigos, sua família, sendo possuída e corrompida pelo espírito maldito que estava ali. Os demais espíritos se assustaram ao ver aquela cena. Tudo parecia estar em câmera lenta para Dimitri, e enquanto ele assistia a tudo aquilo, viu ao longe o estranho esboçar um sorriso de canto de boca, a primeira vez que mudou sua feição.

Redomas espirituais de levantaram do chão, brilhando num tom de dourado. Cada um dos espíritos amigos de Xamã que estavam possuídos urrava, apenas urrava, querendo ultrapassar as barreiras.

SEU AROLDO! ME ESCUTA! VOCÊ CONSEGUE SE LIBERTAR! VOCÊ É MELHOR QUE ISSO- Dimitri começou a focar em um espírito de cada vez, usando toda sua concentração para estabalecer comunicação com seu amigo espiritual. – EU SEI QUE VOCÊ ESTÁ AÍ DENTRO! VOCÊ TEM QUE SE LIBERTAR! AGORA! - Seu último grito ecoou pelo cemitério, e com uma força surpreendente o espírito de Seu Aroldo ultrapassa a barreira espiritual, já não mais possuído. Ele olha para o lado e vê que todos os outros espíritos também haviam se libertado da posse de Pesadelo.

Xamã prontamente corre para socorrer seu amigo, que estava um pouco enfraquecido. Quando seu olhos observam mais a frente, ele fita o que sobrou dentro da redoma. Uma poça de líquido negro borbulhante ainda guardava um resquício dos espíritos. Ele podia ouvir atentamente, em cada uma das redomas, os gritos de dor e pânico dos espíritos.

Repentinamente as poças começam a borbulhar cada vez mais e mais, graças a um movimento de mão do espírito malígno. Dimitri se levanta, olhando nos de Pesadelo, que continuava com o mesmo sorriso no rosto.

Eu não sei o que você pretende, nem do que precisa de mim, mas tudo que vai encontrar é o desespero e a dor. Eu vou fazer questão de fazer você sofrer como achou que jamais seria possível, seu babaca.

- Ahh, meu caro Dimitri. Você não sabe o que é sofrimento. Quando todos os seus amigos passarem a te desprezar, do mundo material e do espiritual, só então você vai começar a entender o que é sofrimento. Por isso, NÃO ME DIGA PALAVRAS TOLAS!!!

Assim que Pesadelo gritou, as trevas ecoaram pelo cemitério, e tudo ao redor dos dois escureceu e se tornou mais frio. As redomas espirituais que Xamã havia criado explodiram em partículas brilhantes, e as poças começaram a se mover sozinhas, na direção do espírito maldito.

Xamã não podia deixar ele concluir o que quer que ele estivesse planejando, e para atrasálo começou a arremesar os mais diversos objetos na direção do homem. Cadeiras e mesas espirituais voaram pelo ar, e todas foram repelidas por chicotes negros que subiam das poças e se desfaziam no ar, liberando uma fumaça negra. Quando tentou movimentar Pesadelo, uma força sobrenatural o impediu de fazê-lo.

Dimitri então mudou de estratégia e começou a se movimentar pelo local com seu passo espiritual, procurando por alguma brecha, aparecendo em vários lugares ao redor do inimigo, que sequer se movia procurando pelo rapaz. Quando enfim resolveu atacar, foi impedido por um braço gigante que surgiu de uma das poças, que se aproximava mais do espírito. Graças a seu manto espiritual Xamã não sofreu um arranhão, mas ele já não tinha mais ideia de como atacar o homem.

Me diga de uma vez, o que você quer? Por que precisa de mim?

- Dimitri, eu quero voltar. Voltar para o mundo espiritual. Recuperar a minha glória. E só você pode me ajudar.

E por que eu faria isso depois que atacou meus amigos?

-Porquê? Não tem um porquê, você apenas vai.

No mesmo instante, todas as poças começaram a subir pela roupa de Pesadelo, o cobrindo dos pés a cabeça, e logo após começou a ser absorvido por sua pele. Aos poucos, a pele pálida tomou vida, seu corpo cadavérico se inflou com musculos, o deixando com a forma de um atleta olímpico, seu globo ocular voltou a ser branco e seus olhos que antes eram negros se tornaram num azul claro como o céu, quase brilhando. As únicas coisas que se manteram foram seus cabelos negros caindo sobre os olhos e sua túnica negra.

- Agora falta pouco Xamã! - Esboçou um sorriso mostrando todos os claros dentes, e sua bochechas ficaram vermelhas.

Com uma força sobrenatural Pesadelo puxou Xamã para perto de si. Dimitri tentou impedir, mas sua telecinese era mais fraca, suas barreiras espirituais eram destruídas facilmente e nem mesmo seu passo espiritual funcionava. Se sentia completamente inútil e com medo.

Pesadelo agarrou Xamã pelo pescoço, e fitou seu braço espiritual. Nesse momento Dimitri entendeu tudo. O espírito precisava de energia para voltar, mas a energia de seus amigos não seria suficiente, por isso ainda precisaria da energia do braço espiritual de Xamã.

Um soco forte e desajeitado acertou a cabeça de Pesadelo, que olhava fixamente para o braço, como um homem no deserto avistando um oasis. Xamã se liberta da força sobrenatural do inimigo, e dessa vez da um chute em seu estômago. Por fim, usa sua telecinese para fazer o homem flutuar e estica todos os seus membros.

VOCÊ, SER MALDITO, NUNCA MAIS PISARÁ EM TERRITÓRIO SAGRADO! - A voz de Dimitri havia mudado, ficando mais grave e sinistra. Ao redor dos dois tudo começou a escurecer novamente e fazer frio. Uma aura negra surgiu ao redor do inimigo, mas não era o desejo dele. Dessa vez, era o próprio Pesadelo que sentia medo. – E NUNCA MAIS OUSARÁ EM USAR MEUS AMIGOS EM SEUS PLANOS SÓRDIDOS!

O homem apenas concordou com a cabeça, triste, nervoso. Xamã o libertou, o fazendo cair de joelhos na grama. Tudo ao redor voltava a ficar mais claro e o frio passava. Dimitri olhou ao redor e viu seus amigos assustados, mas não com medo de Pesadelo, com medo dele mesmo.

O que? Não! Eu.. eu..

Pesadelo, mesmo derrotado, não hesitou em tentar uma última vez.

- Você disse apenas seus amigos. - E então ele pulou agarrando a perna de Dimitri.

Num piscar de olhos, os dois estavam no mundo material. Pesadelo cospiu sangue, mas gargalhava por seu plano ter dado certo. E então ele some na vista de Xamã, usando o mesmo passo espiritual. Só restava entender o que acontecera, por que havia agido daquela maneira.

____________________

Rolagem de dados:
Personagem 1:

Braço Espiritual: Vigor(1) + Comunicação Espiritual(2) + Materialização Espiritual(2) + Manto Espiritual(1) + Passo Espiritual(2) + Sentidos Aguçados(2) + Super Agilidade(1) + Telecinese(3) + Zona(1) + Dado(6) = 21. Sucesso

Xamã ganha a vantagem Aura Negativa(1) e mais 2xp. Pode postar um epílogo na ficha relacionado à missão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Marechal de Andrade] [Xamã] PESADELO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Bairro] - Marechal Andrade
» Pesadelo na Cozinha - 2017
» apresentaçao diogo andrade
» [Moderador] - Xamã
» Ouro Verde

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: FHVerso :: Jogo :: Missões Exclusivas-
Ir para: