InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ferraria Dökvergar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Etéreo

avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 20/03/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Ferraria Dökvergar   Qui Abr 18, 2013 8:12 pm



...............................................................

Esta é uma das ferrarias possuídas pela família Dökvergar. Nesta ferraria, o grande Kha'arg exerce o seu ofício.

...............................................................



Última edição por Etéreo em Seg Maio 13, 2013 1:03 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Etéreo

avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 20/03/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Qui Abr 18, 2013 9:52 pm



Kha'arg, ao raiar do sol, já começa a trabalhar em suas criações. O ferreiro procura controlar a ansiedade em relação às expedições. Em pouco tempo sua tripulação passaria pela porta da ferraria e os barcos zarpariam. Kha'arg trabalha. Trabalha e espera.




________________________________________________________________________




Última edição por Etéreo em Seg Maio 13, 2013 11:27 am, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gama

avatar

Mensagens : 457
Data de inscrição : 20/10/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Qui Abr 18, 2013 10:27 pm

A passo largos um homem caminha pela rua. A olhares de surpresa, ele se apressa até a ferraria de Dökvergar, o Anão. As pessoas observam sua roupagem em couro e a grande capa de pele de urso. Mas a sua espada é o que mais chama a atenção os detalhes e o tom do aço envelhecido.

Ele chega ao estabelecimento e nota a grande variedade de armas. Cada uma mais rica em detalhes que a outra. Ao olhar para os lados dentro da ferraria demora pra encontrar o Jarl Kha'arg, que estava atrás de um balcão procurando algo e resmungando.

Senh... Senhor! - dizia Älskade para chamara a atenção do Jarl

Estou aqui por causa da Expedição que esta formando. Sou bom timoneiro e cartógrafo embora não muito reconhecido.

Lamento pela falta de educação noite passada. Mas mantenho minha palavra de que para me redimir pela ofensa coloco minha espada e vida a sua disposição.

Que um lugar junto a sua tripulação e garanto-lhe que não se decepcionará.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boeirajr.deviantart.com/
Canário

avatar

Mensagens : 590
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Qui Abr 18, 2013 10:38 pm

Hálfdan acordava com uma intensa dor de cabeça, a ressaca era grande. Ainda podia sentir o gosto do álcool em sua boca, e seu bafo era horrível. Ele veste suas vestes vermelhas, ajeita sua barba e parte para a ferraria, buscando informações sobre as expedições que se iniciariam.

-----

Já na ferraria Dokvergar, o anão via o Jarl que encontrava na noite passada, era Kha'arg, que já trabalhava desde cedo em suas ferrarias. O barulho do ferro sendo forjado ecoava no local, e Hálfdan parecia ser um dos primeiros a passar por ali naquele dia, a não ser pela presença do louco na noite passada. -- Kha'arg! -- disse adentrando o local e anunciando sua presença. O anão vermelho caminha até o Jarl e o cumprimenta. -- Como vai? Fiquei sabendo de.. -- olhou ao redor da ferraria, vendo as belas peças que o anão já havia forjado. -- Uma expedição, na verdade três. -- sorriu e retirou seu capuz de couro e ajeitando suas vestes. -- Ouvi suas belas palavras ontem, e saiba que tem gente interessada. -- disse pondo a mão em sua espada. -- Eu quero um lugar na sua tripulação! Sem sombra de dúvidas, serei de grande ajuda! -- disse, um tanto convencido. -- Explorar Valleyheim, aprimorar minhas habilidades, é isso que me interessa, e me parece que o senhor tem tudo que eu procuro, não?. -- olha para Kha'arg aguardando a resposta do mesmo.

________________________________________________________________________

FICHA FHVERSO:
 

-  Justiça? Que bela palavra.

"O patriotismo é o ovo das guerras."  
 
(Guy de Maupassant)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Etéreo

avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 20/03/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Qui Abr 18, 2013 11:11 pm

Kha'arg se mantinha concentrado no trabalho quando é interrompido por uma voz vinda da entrada.

- Senh... Senhor!

O anão apenas direciona os olhos para o Æsir à sua frente e sem dizer uma palavra, retoma o olhar abaixo e continua a trabalhar.

- Estou aqui por causa da Expedição que esta formando. Sou bom timoneiro e cartógrafo embora não muito reconhecido.

Lamento pela falta de educação noite passada. Mas mantenho minha palavra de que para me redimir pela ofensa coloco minha espada e vida a sua disposição.

Que um lugar junto a sua tripulação e garanto-lhe que não se decepcionará.


Kha'arg se mantém em silêncio, ainda fixado em seu trabalho. Alguns segundos depois, o anão põe suas ferramentas de lado, retira as luvas e bate as mãos no avental para retirar a limalha acumulada.

Ele anda até Älskade com passos fortes e então olha diretamente para o garoto, dizendo:

- Preste bastante atenção no que vai ouvir agora. Eu sou um anão, um nobre, um Jarl, um Kha'arg. Tudo isso pode ser usado para me definir. No entanto, a palavra que mais descreve quem realmente sou é Ferreiro. Como bom ferreiro que sou, pragmatismo é uma de minhas características mais marcantes.

Não sou atingido por palavras ou insultos proferidos no limiar da ebriedade. Logo, você não tem necessidade de se redimir por qualquer coisa que tenha dito.

Não confunda um ferreiro com um escriba. Ferreiros não são homens de palavras, são homens de ferro e aço. Não é em seu discurso que eu estou interessado, mas sim em suas ações.

Estes olhos aqui
- Kha'arg aponta para os próprios olhos - são capazes de enxergar cada falha em você. Apenas ao observá-lo, eu sei em que pontos você pode fracassar. Da mesma forma, eu sei como torná-lo muito mais do que já é.

Então lembre-se disso como uma boa lição para nossa expedição. Não gaste sua saliva estruturando desculpas. Gaste seus punhos consertando o que é preciso!

Agora pegue aqueles utensílios e ponha naquela caixa!
- Kha'arg aponta para uma pilha de ferramentas e para uma caixa de madeira maciça - Temos muito trabalho a fazer antes de zarpar. Me acompanhe com atenção, Älskade Kärleksson, e quando voltarmos de Valleyheim quem sabe não terá seu próprio barco para comandar?




Última edição por Etéreo em Seg Maio 13, 2013 7:30 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Velox

avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sex Abr 19, 2013 12:00 am

Depois de toda a farra da noite na Taverna, já era tarde, para os costumes do anão, quando este fora descansar em seus aposentos, a bebedeira junta ao cansaço o fez cair na cama no instante em que entrou no recinto. Quando acordou deparou-se com o atraso, e pensou no pior, que as naus já houvessem saído ao mar.

Desceu as escadas da taverna de Thoeak sem nem ao menos se preocupar com o estado de sua barba, passou pelo hall sem dar bom dia aos presentes e saiu na rua a passos rápidos passando pela lama causada pela tempestade da noite anterior, pegou seu pônei e no primeiro momento em que a montou ele caiu, decidiu deixá-la para trás, pois estava agoniado demais para se estressas com as birras do animal, quando deu por si estava na porta da ferraria do amigo Jarl Kha’arg.

- Oh nobre amigo, graças à Tyr, ainda está aqui – ele entra no recinto saldando o anão com os braços abertos oferecendo-lhe um abraço em sinal de seu alivio por ainda tê-lo em terra.

- Pensei bem, e conclui que devo me unir a você, somos anões, e nos daremos muito melhor em trabalho conjunto – olhou para os lados e viu que já havia mais dois na ferraria, um companheiro de raça e um Aesir, o bêbado revoltado da noite na taverna.

- Bem, amigos, será uma hora partir ao mar com homens da mais nobre estirpe, em particular meu amigo Jarl. Me coloco ao seu dispor, nobre Kha’arg, o que posso fazer agora?

________________________________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sex Abr 19, 2013 1:36 pm

Vissla seguiu calmamente pelas ruas até chegar a Ferraria Dokvergar. Ele procurara por Kha'arg, a quem ouvira falar sobre expedições a Valleyheim.

Esperou um pouco e viu três indivíduos adentrarem a Ferraria. Aguardou na porta do lado de fora, prestando atenção a conversa que se seguia do lado de dentro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Gama

avatar

Mensagens : 457
Data de inscrição : 20/10/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sex Abr 19, 2013 2:55 pm

Ainda em posição de respeito diante de Kha'arg, Älskade ouve atentamente a repreensão.

...Não gaste sua saliva estruturando desculpas. Gaste seus punhos consertando o que é preciso!...

Diante das ordens de Kha'arg, ele busca um lugar para pendurar sua capa, espada e Armadura. De roupas mais levez ele passa e executar o que lhe fora mandado. Com uma caixa em mão recolheu tudo que Kha'arg solicitou. Em quanto fazia isso outros dois anões adentraram a ferraria ambos buscando fazer parte das expedição de Kha'arg.

Älskade olha os três juntos e pensa:

Oras! Com tantos anões o barco vai precisar de uma grande tripulação. Hahah..

Na entrada do local Älskade observa uma sombra, como se alguém estivesse ouvindo as conversas. Ele toma um punha que estava a sua frente e sai pelos fundo da Ferraria.

Quem é você? E o que faz aqui espiando? - diz Älskade, com o punhal em mãos, ao aparecer atrás de ... que estava na porta a espreita.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boeirajr.deviantart.com/
Etéreo

avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 20/03/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 1:44 am

Kha'arg percebe que Älskade faz o que lhe foi pedido sem pestanejar. O garoto acaba por demostrar que sabe seguir ordens, fato que seria de última importância na viagem à frente. O anão percebe que fez a escolha certa ao recrutá-lo.

Momentos depois, outro anão adentra a ferraria. É Hálfdan, o qual sustenta uma pose e se candidata para as expedições. O anão reforça o valor de sua presença na tripulação, como que já esperando uma resposta positiva.

- Eu me lembro do seu nome sendo jogado em meio à taverna. É...Hálfdan, não é? Pois bem, tenho tudo que você procura. No entanto, você tem aquilo que estou procurando? Vejo que é bem confiante em suas habilidades. Frutos da juventude. Mas eu não confio em você. Nem em você, nem no Æsir. - Diz kha'arg apontando para Älskade - Não ainda. Esta primeira viagem é exatamente sobre isso: construir a confiança.

Temos que entender como cada peça funciona para que possamos encaixá-las e transformar as partes em um todo, uma máquina. Você é bem vindo nesta expedição. Mantenha seu entusiasmo, pois é o que irá te alimentar quando a comida faltar.

Agora que faz parte de nosso distinto grupo, imagino que já conheça Älskade?
- Kha'arg aponta novamente para o Æsir - Pois bem, Hálfdan, ajude-o a reunir os materiais para a expedição. Ele está cuidando das ferramentas. Reúna as barracas e os suprimentos na dispensa.

Naquele instante, Galdur entra ofegante na ferraria. O anão revela seu medo das expedições terem saído sem ele, bem como se põe ao dispor de Kha'arg, oferecendo seus serviços para a tripulação. O Jarl não faz cerimônias perante o outro anão.

- Galdur, que bom que nossa conversa surtiu efeito. Fico feliz de tê-lo aqui. Já lhe disse tudo que deveria na taverna ontem. Então só me resta lhe dar as boas vindas e lhe mostrar nossos companheiros.

Aquele é Hálfdan, outro companheiro anão. Bem entusiasmado ele! Com você, somos três de nossa raça a velejar. Se não fosse por Älskade, teríamos um legítmo barco fantasma, já que ninguém conseguiria ver os tripulantes, HAHAHAHAH!
- Kha'arg gargalha enquanto faz piada com a altura de sua própria raça - Como eu ía dizendo, Älskade...

Nesta hora o Jarl repara a ausência do Æsir.

Galdur, como bom ferreiro, separe os melhores escudos para que levemos na viagem. Junte algumas bestas que construí também. Tenho a impressão de que não teremos bons arqueiros no grupo, então teremos de nos virar com ataques de maior alcançe.

Agora tenho outro assunto a resolver...


Kha'arg dá um leve tapa no ombro de Galdur e se dirige à porta da ferraria. Lá, encontra Älskade com um punhal, conversando com um rapaz encapuzado. Rapidamente, o anão entende a situação.

Älskade, volte pra lá. Deixe que cuido disso. Vá reunir mais do que for necessário para velejarmos. - O anão se volta para o garoto que estava parado à sua porta, fitando-o dos pés a cabeça - O primeiro passo para chegar a um lugar ou conseguir alguma coisa é dizer bem alto para que você acredite. Quando você começa a acreditar, basta transformar suas palavras em ações para que alcance seus objetivos.

Eu vou entrar na ferraria novamente. Tenho bastante trabalho a fazer. Você está convidado a entrar caso tenha algo a me dizer.




Última edição por Etéreo em Seg Maio 13, 2013 1:10 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cromático

avatar

Mensagens : 133
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 4:16 pm

Tullius caminhava até a Ferraria Dökvergar, onde se alistaria para outra grande jornada. De longe avistou Kha’arg conversando com um jovem encapuzado. De avental, o filho de Vol’gar entra na ferraria com aparência séria.

O Azarento entra no local e diz em um tom bem alto.

-Muito bom dia senhores!

A propriedade do nobre anão estava lotada de armas e utensílios. Estandartes de famílias e uma cabeça de javali chamam a atenção de Tullius. Dois anões separavam armas, enquanto um aesir parecia procurar outros utensílios. Caminha em direção de Kha’arg e pronuncia:

-Vida longa aos rochosos! Li o pergaminho em Ygdrasil. Se gosta de uma boa partida de dados, já deve ter ouvido falar de mim, caso contrário, me chamo Tullius Windhelm, O Azarento. Deve estar à procura de um habilidoso guerreiro, se eu estiver certo, é só me aceitar nesta jornada que encontrará,... grande Kha’arg Dökvergar!

Encerra Tullius com um gesto de reverência.

________________________________________________________________________
"Ele matou o basilisco em vão
Deixando-o inerte no arenoso chão.
Corre o veneno através da lança
E mata o mouro, quando a mão alcança."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Réptil

avatar

Mensagens : 71
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 4:58 pm

Ulrich dirigia-se até a Ferraria Dökvergar, ainda pensativo sobre a escolha que havia tomado. Desejava explorar Valleyheim ao lado do grande Jarl Sigulf, O Quebrador-de-Escudos, seu irmão de raça; mas antes de agir por impulso, lembrou-se de que não teria histórias pra contar se morresse logo no início da jornada, e era esse o destino que teria se continuasse com Charlotte, sua espada, nas condições em que estava.

- Não se pede um favor a um ferreiro, Ulrich. – afirmou o Aesir, desembainhando seu aço e observando o desgaste causado pelas batalhas que travara até ali. – Ao menos não um favor que envolva consertar armas de graça. Se bem que não precisa ser possuidor do Mótasýn para ver como você está desgastada, Charlotte.

Bjøghar ouvira histórias sobre Kha’arg, todas elas contadas em tavernas, por homens bêbados e extremamente duvidosos. Sabia que só conheceria realmente o anão se falasse pessoalmente com ele.

Embainhou a lâmina, enquanto observava o nobre voltar até a Ferraria, deixando um jovem franzino na porta. Cerrou o punho, deu três batidas na porta e anunciou sua chegada, removendo o capuz de cabeça de urso:

- Grande Kha’arg Dökvergar! Se for verídico o que li no pergaminho e se as histórias que contam no Porto não forem conversa de pescadores, creio que busca por membros para o Sigurvegari, o Conquistador. – estendeu a mão, a fim de saudar o ferreiro. – Mas antes, gostaria de lhe contar uma breve história, sobre uma falecida senhora que ressurgiu para me auxiliar em batalha. – olhou para Charlotte, sorrindo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gama

avatar

Mensagens : 457
Data de inscrição : 20/10/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 5:38 pm

Älskade olha fixo para o jovem espião. Desgostoso com o que Kha'arg disse, ele aos poucos abaixa o punhal.
Ele então com passo lentos e olhares fixos nas mãos do jovem, aos poucos vai dando as costas ao mesmo e resmungando.

Você que sabe. Não gosto de sorrateiros. Acho que eles podem dar trabalho mais para frente.

"Quem espia um, espia dois." - dizia meu antigo mestre.

Mas como queira, retornarei a afazeres.



Na companhia dos anões Galdur e Hálfdan, ele segue recolhendo suprimentos até a chegada de outro Anão, que se apresenta como Tullius Windhelm. Depois de responder os cumprimento deste, retorna a seus afazeres, atento as conversas que se seguem.


Última edição por Ignição em Sab Abr 20, 2013 9:30 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boeirajr.deviantart.com/
Enxurrada



Mensagens : 266
Data de inscrição : 06/04/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 7:42 pm

Enquanto alimentava os cavalos, Alcarothar decidiu que falaria sobre a expedição com o anão Kha'arg, pois sempre teve intimidade com os anões. Terminando de alimentar os cavalos, montou em seu próprio cavalo e se dirigiu a Ferraria Dökvergar. Chegando lá, encontrou 6 pessoas,comprimentou a todas elas e se dirigiu a Kha'arg.

— Senhor Kha'arg, — Disse Alcarothar, fazendo uma saudação formal — Estou aqui pois quero me juntar a você na sua expedição por Valleyheim. Se, de algum modo ofendi o senhor ontem na taverna. Estava fora de mim e tinha meus motivos para comemorar. Durante toda a expedição protegerei o senhor com minha própria vida, isto é, caso o senhor me aceite em sua companhia.

Alcarothar se ajoelha em reverencia ao Nobre Anão, esperando uma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 8:13 pm

Vissla observava a conversa que se seguia na Ferraria, ao ver que fora notado por um deles. O individuo seguiu para mais adentro da Ferraria. Ele logo ouvira o individuo se aproximando pela suas costas.

"- Um ataque pelas costas? Mas o que fiz de errado?"

Pensou Vissla.

"- Ele se move tão silencioso quanto um troll bailarino. Com certeza furtividade não é sua especialidade, mas para seu azar é uma das minhas."

Pensou em matar seu adversário com uma adaga bem arremessada ao pescoço, mas estava em menor número e gerar inimizades agora poderia afastar a possibilidade de ir a Valleyheim. Ele então posicionou duas adagas sob o manto, logo abaixo de suas costelas e assim se deixou ser "pego".

"Älskade, volte pra lá. Deixe que cuido disso. Vá reunir mais do que for necessário para velejarmos."

"- Alskade, o imprudente. Mal sabe que sua vida foi salva pelo Anão."

Vissla pois-se a dentro da Ferraria.

- Soube que estão planejando ir a Valleyhein, estou aqui dispondo meus serviços para seguir a vossa expedição.

A oratória nunca foi o forte de Vissla, ele aguardara uma resposta do anão.



OFF: Seguinte, Ignição postou ação como se ele já conseguisse me atacar furtivamente e tendo sucesso na ação. Vou seguir com o roleplay pra não estragar o jogo, mas na próxima vou postar a ação como se eu tivesse sucesso em cortar a garganta dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Velox

avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 11:04 pm

Galdur é bem recepcionado pelo amigo Jarl, que logo lhe direciona um serviço. Após um cumprimento ao ombro, o anão vai à busca de escudos e bestas, fica admirado com o serviço do nobre Kha’arg, e para por um instante, manuseando em análise o arsenal que carregava, observando cada detalhe, peso e eficiência dos objetos, sua admiração era tanta que nem percebera a peleja entre os Aesirs no lado de fora da ferraria.

Depois de resolvida a turbulência com o ladino, Älskade volta a trabalhar no que fazia, agora cada um dos presentes desempenhavam uma função para organizarem a partida nas águas turbulentas, foi quando entrou outro companheiro de raça, este não estava na taverna na animada noite anterior.

- Ora, mais um amigo de raça, nunca via tantos anões juntos desde a reunião de família com meu tio Vambar, o Mau-Cheiroso, HAHAHAHA! – exclamou o anão, que abria os braços para recepcionar o chegado.

- Pois bem, como te chamas, amigo?

Enquanto iniciava uma conversa com Tullius mais um Aesir chega ao local, este bem imponente trajando uma legitima pele de urso, Galdur pede licenças ao anão e, bestificado, pergunta ao Aesir.

- Vais dizer que foi você quem matou a fera? – Perguntou desacreditado diante da imponente manta.

________________________________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Onda

avatar

Mensagens : 355
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Sab Abr 20, 2013 11:40 pm

"Cada vez mais próximo de uma aventura" - Era esse o pensamento de Reno, conforme se aproximava da ferraria do nobre anão Kha'arg. Como de costume, enquanto andava ele tocava sua flauta de madeira. De acordo com o seus sentimentos, a música que soava de seu instrumento era calorosa e entusiasmante, uma melodia perfeita para uma bebedeira em uma taverna ou para o início de uma jornada épica; e o rapaz acreditava na segunda opção. Chegando na ferraria e vendo-a lotada o descontentamento se aflora no rosto do Álfar, mas sem perder a postura e tentando esconder o desânimo o mesmo se apresenta a todos:

- Olá a todos os presentes, meu nome é Reno Ælfwine e venho me apresentar para a nobre
jornada do, também nobre, anão Kha'arg Dökvergar; e espero que ainda reste uma vaga, para meu espírito aventureiro e ágeis adagas.


Após se pronunciar Reno anseia pela resposta.

________________________________________________________________________


FICHA:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Canário

avatar

Mensagens : 590
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Dom Abr 21, 2013 9:17 am

Depois de escutar as sábias e inspiradoras palavras de Kha'arg, Hálfdan caminha até a área de trabalho da ferraria e ajuda Alskade, ele queria a confiança do Jarl, e faria tudo que fosse necessário para fazer um bom trabalho, e então, ele retira seu manto de couro vermelho, e se põe a trabalhar ali na ferraria em tudo que fosse necessário, para começar o quanto antes a viagem, da melhor forma, com o melhor êxito que conseguíssemos.

________________________________________________________________________

FICHA FHVERSO:
 

-  Justiça? Que bela palavra.

"O patriotismo é o ovo das guerras."  
 
(Guy de Maupassant)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Arco

avatar

Mensagens : 2365
Data de inscrição : 05/06/2012
Criador

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Dom Abr 21, 2013 8:50 pm





ASSALTO AO PORTO


Um barulho alto de cornetas de guerras invadiu o local, interrompendo todas as conversas. Logo em seguida, gritos de pessoas vindos ao fundo. Algo estava acontecendo no porto.



________________________________________________________________________
Fonte:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gama

avatar

Mensagens : 457
Data de inscrição : 20/10/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Dom Abr 21, 2013 11:50 pm

A ferraria estava bem agitada, além de Älskade, outros buscavam o favor de Kha'arg para as expedições. Em meio seus afazeres, o som de cornetas de guerra junto a gritos de pessoas em fuga chama a atenção dos presentes não só na ferraria com em toda a cidade.

Kha'arg parece que a cidade esta sobre ataque. - grita Älskade indo em direção a sua espada e saindo da Ferraria.

Um garo cai bem a sua frente, ele o ajuda a levantar e diz:

Meu jovem diga do que você esta fugindo.

O porto senhor... o porto esta sobre ataque. - diz o jovem ao limpar suas roupas, e logo sai correndo novamente.

Älskade olha em direção ao Jarl Anão e diz:

Nobre Kha'arg, precisamos fazer alguma coisa. Se algo acontece no porto, seu barco pode estar em perigo.

Depois disso ele sai correndo e gritando aos em seu caminho:

Saiam! Saiam! Deixem-me passar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://boeirajr.deviantart.com/
Velox

avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Seg Abr 22, 2013 1:08 pm

Galdur viu Älskade correndo em direção ao barulho tumultuoso se iniciara, vendo isto, curioso como era, ele deixa seu serviço inacabado e corre para a rua gritando para o Aesir.

- Ei rapaz! Ei! Espere-me, não disponho das pernas cumpridas que tu tens para te alcan... – o homem pareceu não escutar os escândalos do anão e tratou de virar a esquina em constante velocidade, Não tendo escolhas, Galdur para ofegante com as mãos aos joelhos demonstrando seu eminente cansaço.

- Raios! – Esbraveou o anão – Como ele não me escutou?

Galdur volta para a ferraria, onde todos pareciam preocupados com o terror na cidade. Impaciente, o anão pega seu machado de duas mãos e avisa.

- Como homem de honra que sou, vou dar ajuda a quem merece, e quem se achar digno de me seguir venha logo, pois o tempo agora não mais corre a nosso favor!

E assim, ele parte para o porto.

________________________________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Canário

avatar

Mensagens : 590
Data de inscrição : 05/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Seg Abr 22, 2013 1:18 pm

Todos ali na ferraria pareciam interessados na viagem que havia sido anunciado desde a noite passada, na Taverna Yggdrasil. Hálfdan já havia conversado com o nobre anão Kha'arg, e trabalhava para partir para a viagem o quanto antes. É então que um tumulto começa, e a gritaria vêm do Porto de Exanceaster. Rapidamente todos presentes ali começam a sair do ponto de comércio e partir para o porto ver o que acontecia. O anão vermelho, mais do que de pressa apanha seu escudo e a Brudsikker, ele não imaginara usá-la naquele dia, mas talvez fosse necessário. Hálfdan corre para o porto.

________________________________________________________________________

FICHA FHVERSO:
 

-  Justiça? Que bela palavra.

"O patriotismo é o ovo das guerras."  
 
(Guy de Maupassant)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Seg Abr 22, 2013 1:33 pm

Vissla observou o alvoroço que tomou conta das ruas meio ao som das cornetas.

"- Loki não esta lançando bons dados pra mim ultimamente.."

Pensou e notou que quase todos os aspirantes a tripulação saíram da ferraria, Vissla aguardou então a ação de Kha'arg. O nobre anão era o único quem saberia qual era seu barco caso este estivesse sob ataque. Ele o seguiria tentando assim ganhar sua confiança.

________________________________________________________________________




"Isso é apenas uma máscara. Um símbolo. Quem está por trás dela é que realmente importa."



Última edição por Fabricadora em Seg Abr 22, 2013 2:48 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Etéreo

avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 20/03/2013
Aluno Iniciante

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Seg Abr 22, 2013 1:54 pm

Kha'arg observa sua ferraria alcançar lotação em pouco tempo. Um companheiro anão, dois Æsires em pele de urso e um trovador manco se oferecem à expedição. Em meio a toda balbúrdia, notícias dos ataques ao porto chegam na pior hora.

Älskade parte na frente, não esperando a decisão do Jarl. Galdur parte atrás dele, mas retorna não muito depois. Hálfdan se prepara pra batalhar. Outros permanecem confusos e Vissla parecia aguardar atento as diretivas de Kha'arg. O anão vê uma oportunidade para decidir quem preencheria a última vaga de sua tripulação.

- O PORTO ESTÁ SENDO ATACADO! HÁ APENAS UMA VAGA RESTANTE NA MINHA TRIPULAÇÃO! VÃO PARA LÁ E GARANTAM QUE OS LADRÕES SEJAM PARADOS! AVALIAREI A TODOS OS RESTANTES NESSA PROVA DO DESTINO, AQUELE CUJO DESEMPENHO MAIS ME SATISFAZER TERÁ O ÚLTIMO LUGAR EM MEU BARCO!

Kha'arg sabia que a melhor atitude naquela situação seria um ataque coordenado. O contrário do que ele estava fazendo. Porém, aquela era uma oportunidade de ouro para descobrir a capacidade individual de cada um.


Última edição por Etéreo em Seg Maio 13, 2013 1:11 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Réptil

avatar

Mensagens : 71
Data de inscrição : 06/06/2012
Aluno Intermediário

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Seg Abr 22, 2013 2:37 pm

Antes que pudesse se lembrar de como havia matado o urso que se tornara seu manto, o som dos berrantes impediu que qualquer história fosse contada, possibilitando à mente apenas deixar Ulrich alerta.

Enquanto Kha’arg gritava a plenos pulmões sobre a vaga restante em sua tripulação, Bjøghar desprendia seu manto a fim de conseguir maior mobilidade em batalha. Olhou para o nobre anão, dizendo:

- Não se esqueça que tenho uma história a lhe contar, meu nobre ferreiro. – correu até o Porto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador

avatar

Mensagens : 1604
Data de inscrição : 10/05/2009
Aluno Avançado

MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   Seg Abr 22, 2013 3:01 pm

Vissla pois se a correr pelas ruas, já que essa missão poderia lhe conceder uma vaga até Valleyheim. O combate direto não lhe agrada, então pensou em procurar ruas paralelas as principais, tentando encontrar outros caminhos até o porto.

________________________________________________________________________




"Isso é apenas uma máscara. Um símbolo. Quem está por trás dela é que realmente importa."

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://fabricadeherois.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Ferraria Dökvergar   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ferraria Dökvergar
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fabricadeherois :: FH Crônicas Nórdicas :: Role Play :: Exanceaster-
Ir para: